Total de visualizações de página

sexta-feira, dezembro 23, 2011

Jovens do Pro Paz fazem partida preliminar do Jogo das Estrelas




Jovens que fazem parte do programa Pro Paz participaram da partida preliminar da terceira edição do Jogo das Estrelas, que trouxe para uma partida de futebol, no Estádio Olímpico do Pará (Mangueirão), na noite desta quinta-feira (22), atletas reconhecidos internacionalmente, como os jogadores de futebol Paulo Henrique Ganso, Sandro Silva e Diego Maurício, e os lutadores de Ultimate Fighting Championship (UFC) Lyoto Machida e Yuri Marajó.
“É a primeira vez que piso aqui na grama do Mangueirão. Para mim que pretendo ser jogador de futebol, é a realização de um sonho. Estou muito feliz”, disse um dos jogadores do time de futebol do Pro Paz, José Augusto Silveira, de 16 anos, que junto com seu time, jogou contra o a seleção dos “Gigantes do Norte”. O time de futebol dos jovens faz parte do polo da Universidade Federal do Pará (UFPA).
Os jovens do Pro Paz perderam a partida por 3x0, mas para Cilene Souza Barros, 17 anos, o resultado foi a vitória. “Tenho o sonho de ser uma jogadora de futebol profissional, mas nunca pude treinar, pois não tinha condições de pagar um clube e no Pro Paz somos treinados por ótimos profissionais, percebo que é o início da realização desse sonho”, disse ela, que é a única menina do time que não vê nenhum problema em treinar com meninos.
O Jogo das Estrelas foi um evento promovido pela academia Companhia Athletica, que teve o apoio do governo do Estado, pela Secretaria de Estado de Esporte e Lazer (Seel) e Pro Paz. Com caráter social, a partida teve o objetivo de arrecadar alimentos não perecíveis para serrem doados a entidades carentes. “Vimos no governo um ótimo parceiro, pois assim o jogo foi aberto a um público ainda maior e arrecadou os alimentos”, destacou a administradora geral da Companhia Athletica, Josilene Quaresma.
Para a coordenadora do Pro Paz, Izabela Jatene, foi um presente participar do evento, que coroa o ano de um trabalho social que atende os jovens do programa. “O esporte é mais uma oportunidade de inclusão social para eles. A arte e o esporte são dois grandes elementos gregários para o fomento da cultura de paz. O jogo das estrelas já é um dos frutos do Pro Paz”, disse.
Metade dos alimentos arrecadados será doada para entidades selecionadas pela Companhia Athletica e outra metade, a instituições sociais atendidas pelo Pro Paz, nas comunidades Santana do Aurá e Jardim Nova Vida.

Texto:
Manuela Viana – Secom
Postar um comentário

REVISTAS MEDIUNIDADE

JESUS: "Choro por todos os que conhecem o Evangelho, mas não o praticam...”

Ofuscado pela grandeza do momento, começou a chorar. Viu, porém, que Jesus chorava também... E, Eurípedes, falou – Senhor, por que ch...