Total de visualizações de página

terça-feira, dezembro 27, 2011

Bilhete Único valerá para toda a grande Belém, afirma Ctbel

Após o anúncio de que seria adotado o sistema de Bilhete Único em Belém (várias passagens pelo preço de apenas uma durante duas horas), de eficácia duvidosa por funcionar somente para a capital, a Companhia de Transportes do Município de Belém (CTBel) anuncia que o sistema será válido em toda a Região Metropolitana de Belém (RMB). A novidade anima quem pega dois ônibus ou mais por dia e dá mais opções aos usuários para fugir dos veículos lotados, apesar de muitos ainda estarem desconfiados.
Nos ônibus da região metropolitana circularam 26.754.273 passageiros por mês no ano passado (não incluindo as gratuidades). Ainda não há prazo certo para que o novo sistema, que está pronto e agora passa por ajustes, seja implantado, mas deve ser nos primeiros meses de 2012.
O novo sistema também trará, consequentemente após a implantação, o reordenamento das linhas que circulam pela RMB. Com o benefício, os custos também vão aumentar e serão refletidos numa nova tarifa até 5% mais cara, ou seja, R$ 2,10.
O diretor de Transportes da CTBel, Paulo Serra, diz que se fosse valer apenas para Belém, o sistema já estaria pronto. Porém há uma grande demanda para que seja em toda a RMB, já que várias linhas vêm de outros municípios para a capital, principalmente para o centro. O impasse para a adoção do novo sistema permanece apenas em Ananindeua. Lá já existe um sistema interno de bilhetagem para as linhas que circulam dentro do município e o Departamento de Trânsito e Transporte de Ananindeua (Demutran) quer que haja compatibilidade.
'Todos os outros municípios já aceitaram e só falta Ananindeua. Da feita que a prefeitura de lá concordar, implantar o sistema é fácil e rápido. Eles querem a integração dos dois sistemas, o Passe Fácil e o Passe Inteligente. Não está descartada essa possibilidade, só não faremos isso imediatamente. Vamos também mexer na distribuição das linhas para ampliar as opções a destinos que hoje são procurados e são difíceis de acessar para quem vem de outros municípios, como a Universidade Federal do Pará (UFPA) e o bairro da Pedreira. Por outro lado, vamos diminuir a saturação de linhas no centro. Essa desorganização é que faz as pessoas recorrerem aos alternativos para depois pegar as linhas regulares', adiantou.

Com informações de O Liberal
Postar um comentário

REVISTAS MEDIUNIDADE

JESUS: "Choro por todos os que conhecem o Evangelho, mas não o praticam...”

Ofuscado pela grandeza do momento, começou a chorar. Viu, porém, que Jesus chorava também... E, Eurípedes, falou – Senhor, por que ch...