Total de visualizações de página

segunda-feira, dezembro 26, 2011

Roubos seguidos de mortes aumentam 15,5% em São Paulo

Os latrocínios (roubos seguidos de morte) registram aumento de 15,58% nos primeiros 11 meses no ano em São Paulo, de 231 para 267 casos, segundo a Secretaria da Segurança Pública (SSP).
O Estado de São Paulo já registra em 2011 mais casos de latrocínio do que em 2010. Até novembro deste ano, houve 267 casos de latrocínio contra 253 registrados em todo o ano de 2010.
Apesar disso, a Secretaria da Segurança Pública, que divulga os dados mensalmente, diz que nos primeiros 11 meses do ano, a capital paulista registrou redução de 4,23% nos latrocínios com três casos a menos em comparação com igual período do ano passado – de 71 para 68 A SSP disse ainda que o crime de latrocínio recebeu atenção especial da polícia e que a população foi orientada a não reagir e ligar para o número 190.
A Polícia Civil criou, no DHPP, uma delegacia especializada na investigação de latrocínios, que nos primeiros dias conseguiu esclarecer três casos. A investigação dos latrocínios é tarefa considerada ainda mais difícil que a dos homicídios. Se nos crimes contra a vida há, na maioria das vezes, um histórico de divergências entre o autor e a vítima, nos latrocínios a escolha das vítimas pelo autor é, em geral, fortuita, ocasionada pela oportunidade.
Homicídios
O número de homicídios dolosos no Estado caiu 3,95% nos primeiros 11 meses deste ano. Foram 3.789 casos entre janeiro e novembro de 2011, contra 3.945 no mesmo período de 2010, ou seja, 156 ocorrências a menos neste ano.
Depois de cinco meses de alta, o Estado voltou a registrar queda no número de homicídios em novembro, com 22 casos a menos, de 376 para 354. As informações constam das Estatísticas Mensais da Criminalidade, contabilizadas pela Coordenadoria de Análise e Planejamento (CAP) da SSP.
Faltando apenas um mês para fechar as estatísticas do ano, São Paulo tem taxa de 9,89 homicídios por grupo de 100 mil habitantes. Segundo a secretaria, é a primeira vez na história recente que o Estado completa 11 meses com taxa de homicídios abaixo de 10/100 mil, fora, portanto, da zona considerada epidêmica pela Organização Mundial de Saúde (OMS).
 Trânsito mata mais que assassinatos
De janeiro a novembro, as mortes no trânsito já superam em mais de 900 os assassinatos. Foram registrados 4.735 homicídios culposos (sem intenção) e 3.789 homicídios dolosos (com intenção). De janeiro a setembro, 93% dos homicídios culposos ocorreram em acidentes de trânsito.
Nesses primeiros 11 meses o número de homicídios culposos cresceu 5,76%, com 258 casos a mais que no mesmo período do ano passado. Foram 4.735 homicídios culposos até novembro de 2011, e 4.477 nos primeiros 11 meses do ano passado.
Postar um comentário

REVISTAS MEDIUNIDADE

JESUS: "Choro por todos os que conhecem o Evangelho, mas não o praticam...”

Ofuscado pela grandeza do momento, começou a chorar. Viu, porém, que Jesus chorava também... E, Eurípedes, falou – Senhor, por que ch...