Total de visualizações de página

quarta-feira, dezembro 28, 2011

Cristãos da Nigéria prometem reagir a novos ataques

(AFP)
ABUJA — O presidente da Associação de Cristãos da Nigéria (CAN) advertiu nesta quarta-feira que responderão "de forma apropriada" a possíveis novos ataques, após uma onda de atentados atribuída a islâmicos que atacaram principalmente igrejas.
"A comunidade cristã no nível nacional não tem outra opção além de responder de forma apropriada caso haja mais ataques contra nossos membros, nossas igrejas e nossos bens", declarou o reverendo Ayo Oritsejafor a jornalistas.
Ele não deu nenhuma informação sobre
qual será a eventual resposta dos cristãos.
Sete pessoas ficaram feridas na terça-feira em um ataque contra uma escola do Alcorão na Nigéria após a onda de atentados contra igrejas no Natal que deixaram ao menos 40 mortos e 90.000 afetados, provocando o temor do ressurgimento de uma onda de violência sectária.
A seita Boko Haram, um movimento que defende a criação de um Estado islâmico na Nigéria e que reivindicou o atentado contra a sede da ONU em Abuya - que deixou 24 mortos - também reivindicou os ataques do Natal.
O grupo pretendia atingir símbolos da autoridade estatal, como a polícia ou o exército, atacando delegacias e patrulhas.
As autoridades nigerianas atribuem ao grupo o assassinato de personalidades políticas ou dignatários muçulmanos opostos a seu ponto de vista.
O país teme que o ataque a igrejas no dia de Natal desencadeie confrontos entre cristãos e muçulmanos.
A Nigéria, o mais mais povoado da África com 160 milhões de habitantes, conta praticamente com o mesmo número de cristãos, majoritários no sul, e muçulmanos, mais numerosos no norte.
Postar um comentário

REVISTAS MEDIUNIDADE

JESUS: "Choro por todos os que conhecem o Evangelho, mas não o praticam...”

Ofuscado pela grandeza do momento, começou a chorar. Viu, porém, que Jesus chorava também... E, Eurípedes, falou – Senhor, por que ch...