Total de visualizações de página

sábado, janeiro 14, 2012

Belém se consolida como destino de cruzeiros internacionais

                Até maio deste ano, cerca de 20 mil turistas devem desembarcar no Pará oriundos de diversos países e usando como meio de transporte 25 navios cruzeiros que chegam ao Estado desde outubro de 2011. Na última quarta-feira (11), por exemplo, o navio Aida ancorou na baía do Guajará, em frente a Belém, com centenas de turistas alemães, que permaneceram na capital paraense até quinta-feira (12), data do aniversário de 396 anos de Belém.
                O roteiro de visitação desses turistas incluiu os principais pontos turísticos da cidade, como Estação das Docas, Complexo Feliz Lusitânia, Museu Paraense Emílio Goeldi e Ver-o-Peso. Nesta sexta-feira (13), um novo navio, o Amsterdã, chegou à orla de Icoaraci, trazendo 1,6 mil turistas de procedência inglesa. Segundo João Ribeiro, diretor da Amazon Incoming Service, principal operadora de receptivo de cruzeiros do Pará, o Estado receberá em janeiro quatro navios, somando 3,8 mil turistas.
                Em fevereiro, chegam mais seis navios, com 5,5 mil turistas, e em março, quatro cruzeiros aportam na capital paraense, trazendo a bordo 4,1 mil turistas. Em abril serão mais dois navios (com 2,6 mil turistas) e, em maio, um navio, com 200 turistas. Os principais pontos desses desembarques são Icoaraci, Belém e Santarém (Alter-do-Chão). Entre os navios que aportam nesse período está o Astor, com 700 turistas, que chega a Belém.
                Para incentivar o uso do potencial hídrico do Pará na atividade turística, tanto para o turismo de sol e praia como para os passeios pelos rios da região, a Companhia Paraense de Turismo (Paratur) fez, na última terça-feira (10), a Oficina Técnica de Fortalecimento de Circuito Integrado do Turismo. A programação, que segue orientações do Plano Estratégico de Turismo do Pará, lançado pela Paratur em novembro do ano passado e que esta semana começa efetivamente a ser implementado, teve a participação do trade local, em especial agências de viagens do Pará.
                O objetivo da oficina foi inserir o Pará na agenda da Organização do Tratado de Cooperação Amazônica (OTCA) para a criação do circuito Amazon Water Tourism Route, com o propósito de identificar e descrever a criação dos cincos atrativos principais da Amazônia nesse tipo de rota turística. Os países parceiros, neste sentido, são Equador, Peru, Colômbia, Bolívia e Brasil.
                A OTCA está trabalhando no estabelecimento dos pré-circuitos de turismo. O Pará está participando de dois circuitos, no Amazon Tour e também no Amazon Water Tour World. Para o presidente do Conselho Estadual de Turismo, Álvaro do Espírito Santo, é importante que os segmentos sejam fortalecidos com estratégias de desenvolvimento turístico do Estado. O segmento de cruzeiros marítimos é um dos que têm apresentado um crescimento mais preciso nos últimos anos.
“Esta oficina é uma maneira de organizar os atores que participam do processo do turismo do Estado, no sentido de pensar em formas de estratégias para aumentar e potencializar os segmentos dos cruzeiros marítimos”, avalia  Álvaro. “O desenvolvimento de rota marítima tem grandes chances de ser incrementado e planejado para uma visão pan-amazônica. Esse segmento está aumentando”, avalia o presidente da Paratur, Adenauer Góes, ao afirmar que esta é também uma ação prevista do Plano Estratégico de Turismo e que será contemplada pela Secretaria de Estado de Turismo, em consonância com a missão de marketing, promoção e divulgação da atual Paratur.

Texto:
Benigna Soares-Paratur
Postar um comentário

REVISTAS MEDIUNIDADE

JESUS: "Choro por todos os que conhecem o Evangelho, mas não o praticam...”

Ofuscado pela grandeza do momento, começou a chorar. Viu, porém, que Jesus chorava também... E, Eurípedes, falou – Senhor, por que ch...