Total de visualizações de página

quinta-feira, janeiro 12, 2012

Estudantes abordam o tema tecnologia e diversidade em Feira Cultural

                Com o objetivo de entender e compartilhar informações sobre os benefícios e o desenvolvimento de novas tecnologias que podem melhorar a vida de cada cidadão, a comunidade da Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio Edgar Pinheiro Porto, no bairro do Condor, promoveu nesta quinta-feira (12) a 10ª Feira Cultural “Tecnologia e diversidade para a melhoria da qualidade de vida”, que reuniu cerca de 500 participantes, entre estudantes, técnicos, professores e convidados.
                O evento foi aberto com uma palestra apresentada por técnicos da Fundação Hemopa. O uso responsável dos meios eletrônicos; a tecnologia aplicada à estética, à música, aos recursos audiovisuais, à engenharia civil, aos meios e comunicação e à fotografia; os cuidados com o lixo eletrônico e a biopirataria na Amazônia, entre outros temas, foram discutidos em 22 grupos de trabalho organizados por cada turma da escola.
                A estudante do terceiro ano do ensino médio Aline Pereira Almeida, 17 anos, integrou o grupo de trabalho sobre a “Tecnologia dos recursos audiovisuais”. Para ela, o assunto mostra que a tecnologia é uma ferramenta fundamental, mas seu uso merece cuidados e deve ser usada com consciência. Durante o processo de coleta de informações, o surgimento do rádio e de outras mídias chamou sua atenção. “É incrível como tudo foi evoluindo, desde o rádio à válvula, o walkman e hoje os MPs, como o MP3 o MP4”, disse a aluna.
                A feira cultural é o resultado de pesquisas e debates feitos ao longo de todo ano letivo. Na ocasião, cada turma de estudantes compartilha o resultado dos trabalhos feitos em cada semestre com os demais colegas. Segundo a diretora da escola, Maria da Glória Viegas, a ação mobiliza e integra toda a comunidade escolar. “A escolha do tema também é um fator que atrai os alunos. Vivemos, hoje, na era da tecnologia. O tema trabalhado dá ênfase para o conhecimento que o jovem também tem quase naturalmente”, avaliou.

Texto:
Mari Chiba-Seduc
Postar um comentário

REVISTAS MEDIUNIDADE

JESUS: "Choro por todos os que conhecem o Evangelho, mas não o praticam...”

Ofuscado pela grandeza do momento, começou a chorar. Viu, porém, que Jesus chorava também... E, Eurípedes, falou – Senhor, por que ch...