Total de visualizações de página

quarta-feira, janeiro 04, 2012

@ VESTIBULAR: Alunos de escolas estaduais comemoram aprovação no vestibular da Ufpa

Festa dos calouros nos pátios das escolas estaduais na manhã desta quarta-feira, 04, durante a divulgação do listão dos aprovados no vestibular da Universidade Federal do Pará (Ufpa).

A euforia tomou conta dos pátios das escolas estaduais na manhã desta quarta-feira, 4, durante a divulgação do listão dos aprovados no vestibular da Universidade Federal do Pará (UFPA). A cada nome divulgado nas rádios, os gritos ecoavam acompanhados por uma chuva de ovos, trigo e colorau. Os jovens estudantes do Ensino Médio agora se tornaram universitários e comemoravam a árdua aprovação, regada a muito estudo e abdicação. “Não consigo descrever a emoção que estou sentindo. É um presente, uma vitória, uma conquista, nem sei direito o que está acontecendo”, dizia em prantos Nelma Franco, mãe do estudante Igor Alexandre Barreto, de 18 anos, da escola estadual Visconde de Souza Franco, aprovado no curso de Química Industrial.
Ele contou que foram anos de dedicação e de apoio de toda a família, em especial da mãe e da avó. Elas sempre fizeram tudo para que ele pudesse estudar. “Hoje estou colhendo os resultados”. A mãe, que é técnica em enfermagem, estava trabalhando quando soube da aprovação do filho e foi correndo para a escola, abraçá-lo. “Sempre acreditei que ele conseguiria”, repetia agarrada ao filho.
Radiante também estava o futuro administrador de empresas, Idel Pantoja, 17 anos. “Não tinha noção do que era passar no vestibular. É maravilhoso, principalmente porque sempre estudei em escola pública, nunca fiz cursinho e conquistei uma vaga no maior vestibular do Pará”. “Quero dizer que aqui no Souza Franco existem professores excelentes e dedicados”, destacou.
A estudante da escola Avertano Rocha, em Icoaraci, Jamille Rodrigues do Carmo, 16 anos, foi aprovada em Medicina. Ela estuda desde a quinta série na escola, disse que se preparou o ano inteiro, mas que sempre pintava uma dúvida, por estar disputando uma vaga num curso que é muito concorrido. “Ainda não caiu a ficha. Acho que acima de tudo a pessoa não pode desistir dos seus sonhos. É assim que a gente consegue chegar. Eu faço questão de reconhecer os méritos da escola, dos meus professores e da minha família, apesar de toda as dificuldades”, ressaltou.
Na escola professor Antônio Moreira Júnior, em Val-de-Cães, a aluna Amanda Vieira, de 16 anos, encheu os colegas de orgulho ao ser aprovada em Engenharia de Alimentos. A escola também conquistou o primeiro lugar no curso de Engenharia Elétrica. Já na escola estadual Dr. Freitas, era difícil saber quem estava mais contente com a aprovação de dezenas de alunos, os aprovados ou seus professores, que soltavam fogos de artifício e dançavam no meio da rua. Como promessa é dívida, os amigos não perdoaram a longa cabeleira do estudante Ivanei Pereira Damasceno, 17 anos, aprovado em Odontologia, que teve o cabelo cortado durante a comemoração. “Meu cabelo levou anos para crescer, mas este é um momento importante, maravilhoso e sei que devo deixar meus amigos cortarem. Trabalhei isto o ano inteiro em minha cabeça, de que se passasse teria que raspar a cabeça como manda a tradição”, afirmou.
Rose Araújo, diretora da escola, acompanhava a festa dos alunos e se declarou gratificada com o número de alunos aprovados. “Estes meninos e meninas são exemplo para a sociedade que só sabe dizer que nas escolas públicas não existe qualidade. Estamos aqui para provar que quando há dedicação, força de vontade, comprometimento, tudo é possível, e no futuro, teremos orgulho de dizer que daqui da escola Drº Freitas saíram médicos, advogados, engenheiros e outras dezenas de profissionais”.








Texto:
Fabiana Batista – Seduc

Postar um comentário

REVISTAS MEDIUNIDADE

JESUS: "Choro por todos os que conhecem o Evangelho, mas não o praticam...”

Ofuscado pela grandeza do momento, começou a chorar. Viu, porém, que Jesus chorava também... E, Eurípedes, falou – Senhor, por que ch...