Total de visualizações de página

quinta-feira, janeiro 19, 2012

Costureiras trabalham em ritmo acelerado para o Carnaval das Crias do Curro


                Faltando 23 dias para o desfile do Grêmio Recreativo Crias do Curro Velho, as costureiras trabalham em ritmo acelerado para garantir as fantasias de cerca de 500 crianças e adolescentes que saem na Escola de Samba. A costureira Izabel Soares trabalha há oito anos na produção de fantasias do Carnaval. Ela tem três filhos que saem nas Crias do Curro Velho e se integrou a esse processo socioeducativo que é o Carnaval da Fundação. “Eu acho muito boa a iniciativa do Curro Velho. As crianças vem com prazer e querem participar do Carnaval das Crias. Minhas filhas já saíram no Carnaval e hoje são monitores da iniciação artística. E o caçula (Jefferson, de 9 anos) faz parte da bateria show da Escola”, relata.
                Com o enredo “Nas Asas da Vovó”, o desfile das Crias do Curro vai relembrar os antigos carnavais que remontam aos grandes Bailes e aos blocos de sujo. A costureira Izabel Soares faz parte da equipe que produz as fantasias dos componentes da bateria e das crianças das alas. “Estamos fazendo fantasias de colombina, pierrot e palhaço. Aqui, nós trabalhamos com reciclagem. Acabamos de desmanchar o figurino do Auto de Natal para aproveitar para o carnaval das Crias do Curro Velho”, conta a costureira.
                Dona Joana dos Santos é outra que colabora com esse trabalho e confessa que sempre teve vontade de participar do Carnaval das Crias. “Sou moradora do bairro do Telégrafo e sempre tive vontade de participar do carnaval. Meus filhos, que hoje em dia estão casados, já saíram muito no carnaval. Hoje eu já cuido das fantasias dos netos, que também saem nas Crias”. Quem também gosta da rotina de produção para o carnaval é Norma Damasceno. “É ótimo trabalhar na confecção das roupas pro desfile porque a gente se renova e também renova o que está velho. Aqui tudo se reaproveita, nada se estraga”, conta.
                Dona Josefa Matos é responsável pelas fantasias da Comissão de Frente. São 10 adolescentes que vão estar fantasiados com os personagens do Carnaval. “Estamos trabalhando com fantasias como a feiticeira, o astronaut e a melindrosa, entre outros. É muito bom relembrar os antigos carnavais, pois naquela época não existia tanta violência. Mas Carnaval é isso, brincadeira que envolve a família, que sempre foi e sempre será a grande raiz da humanidade”, relata a costureira.
                O Desfile das Crias do Curro Velho está marcado para o dia 11 de fevereiro, com saída às 9h, da Praça Brasil, em direção à sede da Fundação Curro Velho. O evento integra a programação da "Bumbarqueira – Carnaval do Pará", organizado pelo Governo do Estado, reunindo a Secretaria Especial de Promoção Social, Secult, IAP, Fundação Curro Velho, Funtelpa, Fundação Tancredo Neves e Fundação Carlos Gomes.

Texto:
Andreza Gomes-FCV
Postar um comentário

REVISTAS MEDIUNIDADE

JESUS: "Choro por todos os que conhecem o Evangelho, mas não o praticam...”

Ofuscado pela grandeza do momento, começou a chorar. Viu, porém, que Jesus chorava também... E, Eurípedes, falou – Senhor, por que ch...