Total de visualizações de página

sexta-feira, janeiro 13, 2012

Insuficiência no estoque atinge a hemorrede

                A insuficiência do número de doação voluntárias de sangue que vem dificultando o atendimento transfusional na hemorrede brasileira no início deste ano também atinge o Pará. Desde o começo deste mês, a Fundação Hemopa enfrenta uma redução de aproximadamente 20% nas coletas efetivadas no Estado. Em Belém, a maior necessidade é dos tipos de sangue raros, especialmente O Negativo.
                O Hemonúcleo de Capanema (Henca), subordinado ao Hemocentro Regional de Castanhal, também está enfrentado dificuldades com a falta de sangue dos tipos A Positivo e B negativo. Segundo a responsável pela Captação de Doadores naquela unidade, a assistente social Luiza Helena Santana, o Henca está convocando doadores dos municípios e redondezas para suprir o estoque. E sugere: "O carnaval está chegando e a demanda da rede hospitalar vai aumentar novamente. Para reverter o quadro, sugerimos que antes de cair na folia os voluntários procurem um hemocentro e doem sangue. Centenas de pacientes internados na rede hospitalar esperam por essa ajuda", concluiu.
                A unidade do Hemopa em Capanema aguarda por sua doação de sangue na BR-308, Km zero, s/n (próximo ao Corpo de Bombeiros). Funcionamento para coleta: de segunda a sexta-feira, das 07h00 às 12h30.Mais informações pelo fone (91) 3462-2744 /2329 ou pelo e-mail capanema@hemopa.pa.gov.br.
                Na sede do hemocentro coordenador de Belém, as ações já estão sendo planejadas para reverter esse quadro com a realização da campanha do carnaval, que acontecerá no período de 11 a 18/02. “No carnaval, as fantasias são muitas. Use a de doador”. Com esse tema, a ação estratégica busca restaurar o estoque de sangue e atingir a meta de 300 coletas/dia. A campanha também será realizada nos Hemocentros Regionais de Castanhal, Marabá e Santarém; e nos Hemonúcleos de Abaetetuba, Altamira, Tucuruí, Redenção e Capanema.
                Quem pode doar: candidatos com boa saúde; peso acima de 50 kg; idade entre 18 anos completos e 67 anos, 11 meses e 29 dias. Poderão ser aceitos candidatos à doação com idade entre 16 e 17 anos, desde que haja consentimento formal do responsável legal.
                É necessária a apresentação de documento de identidade original e com foto. Não precisa estar em jejum, ao contrário, recomenda-se estar bem alimentado. Com a doação são realizados exames para diversas doenças, entre elas Aids, Sífilis, Doença de Chagas, Hepatites, HTLV I e II, além de tipagem sangüínea. O homem pode doar a cada dois meses e a mulher a cada três.
                Quem pode fazer cadastro de doação de medula óssea: Homem ou  mulher  saudáveis na faixa etária de 18 a 55 anos. Necessário portar documento de identidade original e com foto.
Serviço: O Hemopa espera por você na Tv. Pe. Eutíquio, 2109. Funcionamento para coleta: de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 18h, e aos sábados, das 7h30 às 12h30. Mais informações pelo fone 0800 280 8118.

Texto:
Vera Rojas-Hemopa
Postar um comentário

REVISTAS MEDIUNIDADE

JESUS: "Choro por todos os que conhecem o Evangelho, mas não o praticam...”

Ofuscado pela grandeza do momento, começou a chorar. Viu, porém, que Jesus chorava também... E, Eurípedes, falou – Senhor, por que ch...