Total de visualizações de página

quarta-feira, janeiro 11, 2012

Mais da metade dos aprovados na Uepa são da rede pública

                A manhã desta quarta-feira, 11, foi de muita festa para milhares de estudantes no Pará. A Universidade do Estado (Uepa) divulgou o listão dos aprovados nos processos seletivos 2012. No campus principal da instituição, em Belém, banho de cheiro e a marchinha do Vestibular garantiram a comemoração dos calouros que foram conferir pessoalmente a lista dos aprovados. Foram 3.232 aprovados, dos quais mais da metade são da rede pública de ensino. Todos os calouros estão distribuídos em 21 cursos de graduação nos cinco campi da Uepa na capital e nos 15 do interior.
                Os gêmeos Carolina e Manoel Barbosa, de 17 anos, aprovados em Enfermagem e Ciência da Religião, respectivamente, eram só alegria quando comprovaram a aprovação no vestibular. “A gente não acreditava. Tivemos que enfrentar várias dificuldades, mas conseguimos com muito estudo e apoio dos nossos pais essa aprovação”, disse a jovem caloura, que é aluna da Escola Estadual Magalhães Barata, enquanto comemorava com o irmão e os amigos.
                Quem também festejava a aprovação em frente à Uepa foi a jovem Hellen dos Santos, de 17 anos. Aluna da Escola Estadual Augusto Montenegro, ela irá cursar Licenciatura em Matemática. Surpresa ao ler o nome no listão exposto em frente à universidade, Hellen demorou alguns minutos para acreditar na sua aprovação. “Esta é a melhor sensação que alguém pode sentir. Toda a dificuldade e todo o esforço foram superados com o que eu estou sentindo nesse momento. Estou muito feliz”, comemorou a aluna, que tomou um banho de cheiro.
                O primeiro lugar da Uepa, pelo Programa de Ingresso Seriado (Prise) é a estudante de escola particular Danielle Oliveira, de 17 anos. Aprovada em Medicina, a jovem comemorou com a família a conquista. “Nossa, é muita emoção. Isso é resultado de muita dedicação, estudo”. O primeiro lugar geral do vestibular 2012 também é de um aprovado em Medicina, morador de Icoaraci. 
Acesso ao ensino superior
                A reitora da universidade, Marília Xavier, fez um balanço do Vestibular 2012 e afirmou que a maioria dos aprovados no processo seletivo deste ano é aluno da rede pública de ensino, chegando a 52% dos calouros. Além disso, do total de vagas, segundo Marília, pelo menos 54% são disponibilizadas no interior. “Esses dados reforçam o compromisso da instituição com a formação profissional e a educação no Estado do Pará, abrangendo dez das 12 regiões de integração”, disse.
                Para os processos seletivos deste ano a Uepa registrou quase 98.639 mil inscrições, um aumento de 23% em relação ao último Vestibular realizado pela universidade. De acordo com a reitora, a cada ano cresce a demanda de candidatos. Para ela, isto “reflete a importância da instituição no Estado e o sonho da educação superior está chegando cada vez mais no interior”.
Conforme Marília informou, a Uepa investe cada vez mais nos campi do interior. No processo seletivo deste ano, algumas novidades que ampliaram a oferta de vagas para os estudantes fora da capital, como, por exemplo, o curso de Biomedicina em Marabá, no sudeste do Estado. A reitora ressaltou que a implantação de cursos no interior respeita a vocação econômica e cultura de cada região.
“Ano passado implantamos Tecnologia de Alimentos no Marajó, Design de Produtos em Paragominas e Enfermagem em Conceição do Araguaia. Já estamos visando a implantação de Medicina em Marabá e, por isso o curso de Biomedicina no vestibular deste ano. Ou seja, além de potencializar o desenvolvimento de cada região, de acordo com as suas características econômicas, também estamos garantindo a fixação de profissionais da Saúde no interior por meio dos nossos polos de formação”, explicou.

Texto:
Thiago Melo-Secom
Postar um comentário

REVISTAS MEDIUNIDADE

JESUS: "Choro por todos os que conhecem o Evangelho, mas não o praticam...”

Ofuscado pela grandeza do momento, começou a chorar. Viu, porém, que Jesus chorava também... E, Eurípedes, falou – Senhor, por que ch...