Total de visualizações de página

quinta-feira, janeiro 05, 2012

Pará ganha nova rodovia este mês com a abertura da Perna Sul



Até o fim do mês de janeiro, o Pará deve incluir em sua malha viária mais uma rodovia que foi totalmente construída e será entregue à população pavimentada e sinalizada. Além de ser uma importante obra da engenharia paraense, possibilitará trânsito seguro e rápido entre a Região Metropolitana de Belém (RMB) e os municípios de Acará, Bujaru, Concórdia do Pará, Tomé-Açu, entre outros do nordeste do estado.
 A rodovia denominada Perna Sul está em fase final de acabamento depois que recebeu terraplenagem e pavimentação em concreto betuminoso usinado a quente (CBUQ). “Aplicamos o melhor pavimento que existe no mercado hoje”, ressaltou o engenheiro Osmar Sampaio, responsável pela fiscalização da obra pela Setran.
 “Neste momento estamos concluindo a sinalização vertical e horizontal, a parte de jardinagem no início e final da rodovia, onde existe uma espécie de rotatória em cada extremidade para que o fluxo de veículos não seja interrompido quando o usuário mudar de rodovia e também construindo o meio fio”, explicou o secretário de Transportes do Estado, Francisco Melo, Chicão, que esteve ontem percorrendo a Perna Sul, acompanhado de engenheiros da Setran e da Empresa Delta engenharia, executora da obra.
 A Delta Engenharia já aplicou pavimento de um extremo a outro da rodovia e agora faz pequenos ajustes, como na cabeça da ponte de concreto construída sobre o rio Itapecuru, que vai substituir uma antiga ponte de madeira e vai possibiltar a navegação em todos os períodos do ano.
 A construção da Perna Sul custou ao tesouro do estado R$ 46,5 mi, recursos que estavam previstos em um empréstimo feito junto ao BID, mas que foi perdido por que o governo anterior não cumpriu o cronograma físico financeiro causando assim um enorme prejuízo ao Pará. O contrato da Perna Sul do BID com o Pará foi encerrado e o tesouro estadual teve que arcar com todo valor da obra. Por causa do grave erro dos antigos gestores o estado ainda perdeu cerca de 85 milhões de dólares em investimentos futuros que o Banco deveria investir na reconstrução da PA-150.
 O secretário Chicão também fiscalizou o andamento da reconstrução da Alça Rodoviária, que está sendo executada pelo consórcio Alça e deve ser concluída em março deste ano. A primeira etapa vai do km 0, na interceção com a BR-316, no município de Marituba, até o km 33, já nas terras do município de Acará.



Texto:
Dinan Laredo – Setran
Postar um comentário

REVISTAS MEDIUNIDADE

JESUS: "Choro por todos os que conhecem o Evangelho, mas não o praticam...”

Ofuscado pela grandeza do momento, começou a chorar. Viu, porém, que Jesus chorava também... E, Eurípedes, falou – Senhor, por que ch...