Total de visualizações de página

quinta-feira, janeiro 05, 2012

Trade turístico conhece ações do Museu Histórico do Pará

Da Redação
Agência Pará de Notícias
Guardião de um dos mais importantes acervos culturais e arquitetônicos da Amazônia e do Brasil, o Museu Histórico do Estado do Pará (MHEP) é uma referência na capital paraense. Entretanto, ainda recebe poucos turistas, ficando restrito basicamente à visitação de estudantes e pesquisadores. Para ampliar a visibilidade desse acervo aos turistas e à imprensa foi firmada uma recente parceria entre a direção do museu e a Companhia Paraense de Turismo (Paratur).
 Nesta quinta-feira, 4, aconteceu a primeira ação conjunta destinada a colocar em prática os objetivos alinhavados na parceria, com uma apresentação formal do MHEP para o trade turístico. A apresentação, que ocorreu às 9 horas, foi no auditório do Museu e contou com a participação de representantes do trade paraense, a exemplo da Associação Brasileira das Agências de Viagens (ABAV), Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo (Abrajet), Sindicato das Empresas de Turismo (Sindetur), Associção Brasileira da Indústria de Hotéis (ABIH), além de técnicos ligados, direta e indiretamente, com o atendimento ao turista e a formatação de produtos, entre outros, do quadro da Paratur.
 MEHP - O Museu Histórico  do  Estado do Pará foi criado em 18 de maio de 1981, iniciando suas atividades apenas em 1986 , tendo como sede o 4° pavimento do Centro Cultural Tancredo Neves (Centur). O acervo foi composto a partir de doações particulares e de peças oriundas de vários órgãos do estado. No ano de 1987, o museu teve como sede o Palacete Bolonha e em 1994 foi transferido para o Palácio Lauro Sodré, então sede do governo estadual. O Palácio, construído em 1777, é uma das obras do celebrado arquiteto italiano Antônio Landi e foi sede da Província Portuguesa do Grão Pará e Maranhão. Atualmente, o Museu Histórico do Estado do Pará possui um acervo diversificado de pinturas, mobiliário, acessórios e fotografias de variados contextos.
 Por ocasião do aniversário de Belém, celebrado no dia 12 de janeiro, o MHEP vai abrir as portas com uma programação diversificada que inclui, entre outras atividades, o relançamento da obra “A Conquista do Amazonas”, do artista Antônio Parreira (1860 – 1937). A obra passou por um processo de restauro feito por técnicos do Sistema Integrado de Museus (SIM), ligado à Secretaria de Estado de Cultura, ao qual está vinculado.

Texto:
Benigna Soares – Paratur
Postar um comentário

REVISTAS MEDIUNIDADE

JESUS: "Choro por todos os que conhecem o Evangelho, mas não o praticam...”

Ofuscado pela grandeza do momento, começou a chorar. Viu, porém, que Jesus chorava também... E, Eurípedes, falou – Senhor, por que ch...