Total de visualizações de página

terça-feira, janeiro 10, 2012

@ RESUMO DAS NOTÍCIAS DESTA TERÇA-FEIRA DIA 10. DESTAQUE PARA O FALECIMENTO DE HP, DA CULTURA FM

Belém completa 396 anos
com saldo de 14 mil
empregos em 2011
De acordo com o novo Mapa dos Empregos Formais na capital do Pará, ao completar 396 anos, no próximo dia 12, Belém continua sendo a maior geradora de postos de trabalho entre os 144 municípios do Estado. De janeiro a novembro de 2011, registrou um saldo positivo de 13.335 empregos – o segundo melhor resultado obtido pela capital nos últimos 10 anos (2000 a 2011). Esses números fazem parte da mais nova pesquisa sobre a movimentação dos postos de trabalho no setor formal da economia na capital.
 O novo relatório, divulgado pela Secretaria de Trabalho, Emprego e Renda (Seter) e pelo Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos (Dieese-Pará), tem como base as informações do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho, e faz parte do Observatório do Trabalho do Pará - um convênio de cooperação técnica entre o Governo do Estado, por meio da Seter, e o Dieese-PA.
 Segundo as análises do Dieese-PA, esses números são o melhor presente para Belém nos seus 396 anos, pois representam a criação excepcional de empregos com carteira assinada. De janeiro a novembro de 2011, de uma maneira geral, foi também um período excelente de crescimento da economia do Estado. Dos quase 57 mil postos de trabalho gerados nesse período, 24% foram registrados em Belém.
 De janeiro a novembro de 2011, o novo mapa mostra que foram feitas, no setor formal da economia, 105.814 admissões contra 92.482 desligamentos - saldo positivo de 13.335 postos de trabalho. E a grande maioria dos setores econômicos da capital paraense apresentou crescimento do emprego formal. O destaque foi o setor de serviços, com saldo positivo de 8.748 postos de trabalho. Em seguida, a construção civil (2.873 postos) e o comércio (2.023 postos). Já o destaque negativo ficou com o setor de serviços de indústria e utilidade pública, que perdeu 233 postos de trabalho.
Texto:
Rusele Mendes – Seter
Colônia de Férias da Sejel
resgata brincadeiras
populares e cantigas
de rodas em Belém
Quem nunca se divertiu ou pelo menos ouviu falar de brincadeiras como pira-cola, cemitério ou bandeirinha? Hoje em dia, poucas crianças. Só os adultos ainda lembram-se delas. Pessoas como a dona de casa Luciene Alcântara, 42 anos, conta que na infância, no município de Igarapé Mirimessas brincadeiras eram a grande diversão dela, das irmãs e primos. “Nós passávamos a tarde e a noite nessas brincadeiras. E as cantigas de roda então, ainda hoje as letras estão na minha cabeça”, recorda com nostalgia.
A Colônia de Férias da Secretaria Municipal de Esporte, Juventude e Lazer (Sejel), que vão desde esta terça-feira (10) até o próximo dia 19, quer resgatar essas brincadeiras populares e cantigas de rodas com crianças e adolescentes dos bairros do Guamá e Terra Firme, áreas atendidas pelo Pelc/Pronasci (programas nacionais de esporte e lazer e combate a criminalidade) desenvolvidas no município pelo órgão.
O primeiro dia da Colônia de Férias foi marcado pela mistura das brincadeiras antigas e novas. “Achei bacana. Nunca tinha brincado disso”, conta Ana Lúcia, 07 anos, da comunidade 14 de Abril. Já na Comunidade do Caraparu o dia foi voltado para torneios de futsal, tênis demesa, futebol e até sessão de cinema.
Nesta quarta-feira (11), a atividade vai acontecer no Ginásio Mestre 70 no Guamá, no Crás da Terra Firme e no Complexo da Terra Firme. A inscrição é simples. “Os pais não precisam se preocupar com a inscrição. Ela é feita na hora. Eles precisam apresentar um documento DAC criança que pode ser o RG ou a Certidão de Nascimento, além do comprovante de residência”, explica o coordenador de Projetos Especiais, José Félix.
Texto: Ieda Ferreira
Hospital Loyola tem
inscrição abertas
Hospital Loyola inscreve no período de 23 de janeiro a 10 de fevereiro para estágio não obrigatório em Gerência de Risco Sanitário 2012. Poderão participar do processo seletivo,  acadêmicos dos cursos de Farmácia e Enfermagem a  partir do 4° semestre . Informações: 3342-1322 ou pelo site www.ophirloyola.pa.gov.br.
Atenciosamente,
Assessoria de Comunicação Social/HOL
ascom.hol@hotmail.com
(91)3342-1325
Guarda Municipal de Belém
ganha reforço com
novas viaturas
A entrega de 12 novas viaturas e 10 motocicletas aumenta em mais de 200% a frota de veículos operacionais da Guarda Municipal de Belém. O reforço na infraestrutura da corporação será oficializado na manhã desta quinta-feira (12), na cerimônia de entrega da nova frota.
Com a nova aquisição, a GMB passará a contar com 18 viaturas operacionais e 21 motocicletas. A frota atual é de seis viaturas próprias e 11 motocicletas. É a maior aquisição já feita nos 20 anos de história da corporação que começou, em 1991, com apenas cinco viaturas e uma motocicleta. No início da gestão de Duciomar Costa, em 2005, a GMB estava com sua frota completamente sucateada: nenhuma motocicleta, duas viaturas e uma kombi no serviço operacional.
A cerimônia de entrega das viaturas e motocicletas está prevista para acontecer às 10 horas, em frente ao Palácio Antônio Lemos, logo depois da missa de Ação de Graças alusiva aos 396 anos de Belém.
Texto:Ascom/GMB
Belém gerou mais de 13
mil postos de
trabalho em 2011
Balanço mostrou que o aumento foi o segundo maior na década.
Um dos melhores presentes para Belém nos seus 396 anos é a criação de mais empregos com carteira assinada. Estudo do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese – Pará) mostrou que a geração de empregos teve o segundo maior aumento da década com a criação de mais de 13 mil postos de trabalho no período de janeiro a novembro de 2011.
Para o prefeito de Belém, Duciomar Costa, é um presente especial para a cidade. “Esta é uma demonstração que Belém está no caminho certo, o desenvolvimento que é mais do que simplesmente o crescimento econômico apresenta este tipo de resultado. Milhares de pessoas mudando de vida para melhor, Belém cresce e com ela, cresce também a esperança das pessoas num futuro melhor. Os 13 mil empregos gerados são a prova definitiva de que estamos fazendo nossa parte. Este é mais um dos presentes que Belém merece receber”, disse Duciomar.  
Segundo o coordenador técnico do Diesse, Roberto Sena, o estudo identificou ainda que dos 57 mil novos postos de trabalhos, 24 % foram gerados em Belém, “ o que revela  que dos 143 municípios do Pará, Belém ainda é a que mais gera Empregos com Carteira assinada”, afirma Sena.
Com base em informações oficiais do Ministério do Trabalho, de janeiro a novembro de 2011 foram efetuadas 105.814 admissões contra 92.482 desligamentos, gerando um saldo positivo de 13.335 postos de trabalhos.
O balanço do Dieese/PA mostrou ainda que em 2011 a grande maioria dos setores econômicos de Belém apresentaram crescimento do emprego formal, com destaque para o Setor Serviço com saldo positivo de 8.748 postos de trabalhos, seguido do Setor da Construção Civil com saldo positivo de 2.873 postos de trabalhos e do Setor Comércio com saldo positivo de 2.023 postos de trabalhos.
Kátia Aguiar
Corrida de Belém terá
exame antidoping e
cronometragem eletrônica
A 16ª edição da Corrida de Belém traz este ano algumas novidades, entre elas o exame antidoping e o chip de uso único,a mais recente tecnologia utilizada nos grandes eventos de atletismo para registrar o tempo dos corredores.
O assunto foi discutido nesta segunda-feira, 09, em uma reunião na Aldeia Amazônica, entre representantes da Secretaria Municipal de Esporte Juventude e Lazer (Sejel), realizadora do evento, patrocinadores como o Jornal “O liberal” e órgãos parceiros, entre eles o Corpo de Bombeiros, a Guarda Municipal de Belém (GMB), Companhia de Transporte do Município de Belém (CTBel), Secretaria Municipal de Saneamento, Conselho Regional de Educação Física (Cref), Federação Paraense de Atletismo e Coordenadoria de Comunicação Social da Prefeitura (Comus).
O evento será realizado no próximo dia 29, com largada às 7 horas da manhã. Há três anos o percurso é o mesmo: largada e chegada na Av. Visconde de Souza Franco (Doca) passando por pontos históricos da cidade como Ver-o-Peso, Praça do Relógio, Catedral Metropolitana, Palácio do Governo Municipal, São José Liberto e Basílica de Nazaré.
A corrida pode ganhar reconhecimento nacional se for incluída no calendário oficial da Confederação Nacional de Atletismo, assegura o secretário municipal de Esporte, Francileno Mendes. “Para dar maior visibilidade e credibilidade ao evento, nós vamos buscar, no futuro, junto à Confederação Nacional de Atletismo, o documento que inclui a competição no calendário nacional e que pontua os atletas no ranking nacional”,declarou o Secretário.
O exame antidoping será feito com os primeiros colocados na categoria geral masculino e feminino. Já o chip de uso único utilizado na  cronometragem eletrônica dará mais praticidade ao atleta, garante Paulo Silva, da empresa Salamandra Sports, organizadora da competição. “O chip de uso único é usado em provas reconhecidas internacionalmente como a São Silvestre,e agora chega ao Pará. Ele também é uma facilidade para o atleta que não precisará enfrentar fila antes da competição para ter acesso ao chip e depois do evento para devolvê-lo”.
As inscrições para a corrida começam no próximo dia 13 em um posto no Shopping Boulevard. A inscrição custará R$ 15,00 e o corredor deve apresentar uma cópia da Carteira de Identidade e CPF. Se for servidor público será preciso levar o contracheque.
A partir do dia 16, a Sejel, que funciona na Aldeia Amazônica, bairro da Pedreira, passa a ser, também, um posto de inscrição, no horário de funcionamento do órgão, das 8h as 12h e das 13h as 17h. “No ato da inscrição, o atleta recebe um kit com o número que deverá ser colocado na camisa, o cronômetro e o regulamento da competição. Já a camisa será entregue em data a ser definida”, explica Paulo Silva.
A premiação para o primeiro colocado geral na categoria masculino e feminino ainda está sendo decidida pelos organizadores do evento. O segundo e o terceiro colocados serão premiados com mil reais e 500 reais em vale-compras, respectivamente.
Os últimos ajustes para a Corrida de Belém serão definidos no próximo dia 25 em uma reunião geral  na sede da Sejel, com todos os órgãos envolvidos.
Texto: Ieda Ferreira
Assessoria de Imprensa SEJEL
Gastronomia é tema de
mais uma Expedição
Amazônia Sabor Selvagem 
                A gastronomia paraense vem se consolidando cada vez mais no mundo como uma referência de riqueza amazônica, tendo o Pará como representante maior nesse sentido.  Visando fortalecer ainda mais esse importante segmento turístico o presidente da Companhia Paraense de Turismo (Paratur), Adenauer Góes, recebeu nesta segunda-feira, 9,  mais um grupo de profissionais ligados à Universidade do Vale do Itajaí (Univali), originária de Santa Catarina, voltados ao estudo da gastronomia paraense. Intitulado Expedição à Amazônia Sabor Selvagem, o grupo é formado por chef's de cozinha, professores de gastronomia e de turismo, documentarista, entre outros e é  coordenado em Belém pelo chef paraense Ofir Oliveira.
                A passagem do grupo por Belém é marcada por uma série de articulações com a Paratur, através da Diretoria de Fomento e presidência, visando valorizar mais a gastronomia como produto turístico, mas também como atrativo cultural e de expressão de costumes e identidade de comunidades. “O Plano Estratégico de Turismo do Pará, lançado no final do ano e que já começamos a implementar, aponta a gastronomia como um forte segmento a ser trabalhado visando o incremento do turismo. Reconhecemos neste segmento muitos produtos e esta parceria com a Expedição à Amazônia Sabor Selvagem é uma entre muitas iniciativas que apoiamos no sentido desse fortalecimento”, diz Adenauer Góes, presidente da Paratur.
“Nossos insumos mais trabalhados são natureza e cultura. O Pará detém 50% dos atrativos culturais da Pan Amazônia. A gastronomia paraense é reconhecida nacionalmente e internacionalmente como genuinamente regional.  À medida que o Pará compreende o turismo como negócio, as coisas vão se desenvolvendo”, complementou Adenauer.
                Liliane Obando, Diretora de Fomento da Paratur, explicou ao grupo que hoje a Paratur está identificando novos produtos e que na gastronomia alguns estão sendo localizados a partir do conceito turismo comunitário, e de produção associada ao turismo, atribuído pelo Ministério do Turismo (MTur), que visa agregar valor aquilo que já é do cotidiano das comunidades. Um exemplo nesse sentido são as comidas típicas vinculadas à manifestações culturais, como o arroz marapaniense, que se destaca no festival de carimbo de Marapanim, o pão caseiro tradicional da ilha de algodoal, que já não é feito tradicionalmente em outras regiões.
                O chef Ofir Oliveira explica que o projeto Expedição à Amazônia Sabor Selvagem foi criado há cinco anos e mantém essa parceria com  Santa Catarina, por meio da Univali, tendo em vista um trabalho de cooperação mútua que ele, como professor de gastronomia naquele Estado, vem desenvolvendo. Para Ofir o mais importante no projeto é permitir que a cultura da Amazônia, que a gastronomia do Pará, possa sair das fronteiras regionais e conquistar o merecido espaço no cenário nacional e internacional, com isso trazendo benefícios às comunidades locais, rendendo objeto de pesquisa aqueles que visitam a região.
                Leila da Costa, ligada ao grupo de mestrado da Univale que integra a expedição, lembrou que mais do que apresentar a gastronomia ao público externo é preciso fazer com que a comunidade local reconheça a importância e o valor desse segmento e se veja no processo de transformação, manutenção e multiplicação de saberes sobre o tema. “Essa é uma forma de valorizar mais o que é da terra”, diz Leila, ao explicar que é mais caro comprar produtos gastronômicos da Amazônia em Santa Catarina do que da China, prova de que há um valor agregado muito grande nessa matéria prima, que precisa ser melhor aproveitada no mercado.
                A última visita à Paratur de profissionais trazidos na expedição aconteceu no mês de julho.  Na ocasião o grupo, com apoio da Paratur, além de Belém, incluiu também o pólo Marajó. Em todas as expedições os participantes conhecem os principais pontos turísticos da cidade.

Texto:
Benigna Soares-Paratur
Governo prepara plano
de prevenção e
combate a enchentes

                O Pará se prepara para enfrentar o período de fortes chuvas. Um plano estadual de prevenção e combate a possíveis enchentes e outras catástrofes causadas pelos temporais está sendo elaborado pela Defesa Civil do Estado, que se reuniu nesta terça-feira, 10, no Comando Geral dos Bombeiros, em Belém, com as seis regionais que comandam os atendimentos no interior. O planejamento prevê a construção de abrigos e a arrecadação de cestas básicas e kits de medicamentos, entre outras medidas. Nesta quinta-feira, dia 12, uma nova reunião deverá anunciar o plano, que será colocado em prática com a parceira de órgãos federais e municipais.
                Durante o período considerado “crítico”, que vai de março a junho, todos os municípios situados no entorno dos rios Amazonas, Araguaia, Tapajós, Tocantins e Xingu deverão receber atenção especial da Defesa Civil. O coordenador adjunto do órgão, coronel José Almeida, disse que o plano estadual deve atender às necessidades de cada região paraense, mas que algumas medidas devem ser comuns. “O objetivo deste plano é organizar, em níveis regionais, a infraestrutura para a prevenção e possível combate de enchentes neste período em que a chuvas ficam mais intensas”.
Entre as medidas a serem anunciadas no plano está a construção de abrigos, armazenamento de cestas básicas, kits de medicamentos e humanitários, com roupas, calçados, colchões e redes, kits com materiais de construção para possíveis reparos nas residências afetadas pela cheia, e formação de postos de comando avançados, que devem entrar em funcionamento a partir da decretação de emergência ou calamidade pública no município.
                Cada regional da Defesa Civil realizou um mapeamento das áreas de risco, identificando o nível máximo dos rios para as pessoas permanecerem nas suas casas, avaliando, também, o possível número de famílias que podem ficar desalojadas ou desabrigadas com a cheia. Segundo o coronel Almeida, o mapeamento é importante para garantir a infraestrutura necessária às famílias caso haja uma enchente.
                Almeida assegurou, ainda, que, além de acompanhar o nível dos rios, monitoramentos do clima são feitos junto ao Sistema de Proteção da Amazônia (Sipam), ao Instituto de Metereologia do Pará (Inmet) e a Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema), para que não haja surpresas. “Estamos vendo o que está ocorrendo em outros estados e temos que nos preparar. O período de chuvas já é bem intenso em outras regiões paraenses, mas estamos acompanhando e estaremos preparados para qualquer emergência”, afirmou.
                O coronel adiantou que, segundo os boletins dos órgãos de monitoramento do clima, não há indicativos de “chuvas acima do normal” até a primeira quinzena de fevereiro. Contudo, tratam-se apenas de previsões; o plano será colocado em prática para que não haja nenhum desastre se a previsão for contrária, ou quando já estiver prevista a enchente.
Balanço – De acordo com dados dos últimos cinco anos apresentados pela Defesa Civil do Estado, anualmente, mais de 34 mil famílias são atingidas por desastres naturais, o que equivaleria a cerca de 150 mil pessoas. Deste número, 90% das ocorrências atendidas são feitas durante o período das chuvas.
Texto:
Thiago Melo-Secom
Por do Som da Estação
faz homenagem a Belém 


                Belém completa 396 anos nesta quinta-feira, dia 12, e o Projeto Por do Som faz a sua homenagem à "cidade das mangueiras" com a apresentação do Grupo Cheiro do Pará, na sexta, 13, a partir das 18h, na orla do Armazém 3 da Estação das Docas.
                Fundado no final da década de 60, o Cheiro do Pará, é bastante conhecido no Estado e fora dele por seu trabalho de divulgação da cultura local. Teve seu início na Escola Estadual Augusto Meira e trabalha com um grupo de 45 pessoas, entre adolescentes e adultos.
“Vamos aproveitar o aniversário da nossa cidade e fazer uma homenagem, mostrando para todos que forem prestigiar o projeto e o nosso grupo com as danças típicas, as mais tradicionais e pedidas. É um momento ideal para difundir essa nossa cultura, que é riquíssima”, explica Ana Suely Martins, coordenadora do grupo.
                Cerca de 30 participantes, entre músicos e dançarinos, vão transformar a orla da Estação em um verdadeiro palco, para um espetáculo de ritmos e cores com o Siriá, o Maçarico, a Chula, o Vaqueiro, o Lundú Marajoara e o carimbó.
Programe-se: Homenagem ao Aniversário de Belém nesta sexta-feira, 13 de janeiro, a partir das 18h, com apresentação do Grupo Cheiro do Pará no Projeto Por do Som, diretamente da orla do Armazém 3 da Estação das Docas. Entrada gratuita. E na próxima sexta-feira quem volta a se apresentar é o Grupo Frutos do Pará.
Serviço:
Grupo Cheiro do Pará
Defensoria Pública realiza
sessão de Remoção na
Carreira de Defensores
                O Conselho Superior da Defensoria Pública do Estado do Pará, na tarde desta segunda-feira, 9, no auditório do prédio-sede, em feito histórico, realizou sessão de remoção dupla, na 3ª e 1ª entrância, como forma de viabilizar o andamento célere na carreira dos Defensores Públicos do Estado.
                Compondo a mesa oficial, estavam presentes o Defensor Público Geral Antônio Roberto Cardoso; o Sub-Defensor Luís Carlos de Aguiar Portela; a Corregedora Geral, Florisbela Maria Cantal Machado e o Conselheiro José Rei, além do Defensor Sérgio Espírito Santo, representando a Associação dos Defensores Públicos do Estado do Pará.
                Foram ofertadas cinco vagas na 3ª Entrância e 44 na 1ª Entrância. Na ocasião, o Defensor Geral Antônio Cardoso iniciou a reunião fazendo um apelo aos Defensores presentes, para que eles comecem o ano de 2012 abraçando com afinco suas carreiras, atuando no exercício de suas funções com grande dedicação e empenho.
                A Secretária Executiva do Conselho Superior, Defensora Ana Marina Couto, fez a chamada dos defensores inscritos no processo e explicou os procedimentos de remoção de carreira que serão finalizados em março. "Esse é o 8º processo de remoção, na 1ª, 2ª e 3ª entrâncias, em apenas três anos”, lembrou Ana Marina, ressaltando que este concurso demonstra uma vantagem gloriosa comparada com outros estados, já que há mais de oito anos existem defensores públicos lotados no mesmo lugar.
                Vários defensores fizeram suas inscrições para as vagas ofertadas. A remoção para as 44 vagas ofertadas na 1ª entrância é um procedimento prévio para a titularização dos novos defensores públicos empossados em dezembro passado, a ser realizada no final desta semana, que irão atuar em diversos municípios do interior do Estado. “A nossa expectativa é que em 2012 o Estado abra novo concurso público para  defensores e isto só tende a aumentar a eficiência e a qualidade dos serviços prestados aos nossos assistidos”, declarou o Defensor Geral.
Texto:
Gilla Aguiar-Defensoria Pública
Aluno do Curro Velho
produz cenário do
programa "Meio de
Campo" da TV Cultura
                O artista plástico George Luís Pantoja, que foi aluno da Fundação Curro Velho, está produzindo o cenário do programa Meio de Campo, da TV Cultura, que estreia no dia 14 de janeiro, com o início do Campeonato Paraense 2012. Com o projeto gráfico do diretor de criação da TV Cultura, Andrei Miralha, o cenário, todo feito com grafitagem, será uma referência ao Estádio Olímpico do Pará, o Mangueirão, com as torcidas dos times paraenses que participam do Parazão 2012, como Paysandu, Remo, Tuna, Castanhal, entre outros.
                Segundo o diretor de oficinas da Fundação Curro Velho, Raimundo Calandrino Júnior, a TV Cultura entrou em contato com a instituição para a realização deste trabalho. “Esse cenário de aproximadamente 15 metros com dois de altura tinha a proposta de fazer um campo de futebol com várias torcidas referentes ao Estado do Pará e tinha que ser grafitado. Aqui na Fundação Curro Velho realizamos oficinas de grafite, de desenho, pintura, e se pensou no aluno da instituição para fazer o trabalho, para valorizar o aluno aqui e as pessoas que acabam se envolvendo nesse universo de arte ofício”.
George Pantoja trabalha há oito anos com aerografia (grafismo usando compressor e pistola), além de grafismo e intervenção urbana. Para o artista a produção do cenário foi mais uma experiência na vida artística. “O que foi mais difícil foi tentar imaginar um milhão de cabecinhas de pessoas, do cenário do Mangueirão lotado com as torcidas dos times paraenses”.
Ele conta que durante muito tempo foi aluno na Fundação Curro Velho. “Aqui tive um despertar para arte e procurei o meu caminho. Tenho um trabalho de aerografia, grafismo com intervenção urbana que é a minha realização pessoal”. O diretor de oficinas, Raimundo Calandrino Júnior, conclui que é gratificante ter o reconhecimento do aluno por iniciativas como essa. A TV Cultura será uma vitrine para o trabalho da instituição. “É muito gratificante ver que a instituição tem o caráter de iniciação nas várias linguagens das oficinas e as pessoas acabam se profissionalizando, acabando entrando no mercado, nesse circuito de arte.”

Texto:
Andreza Gomes-FCV
Emater inicia projeto
de piscicultura
em Curralinho
                Uma força-tarefa foi montada pelos técnicos da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Pará (Emater) para dar continuidade aos projetos de piscicultura no arquipélago do Marajó, um investimento de aproximadamente R$ 16 mil financiado pelo Banco da Amazônia. Famílias da Comunidade de Boa Esperança, no município de Curralinho, receberam no último dia 8 vinte mil alevinos de tambaqui oriundos do município de Terra Alta, no nordeste paraense. Ao todo foram 18 horas de viagem com 21 caixas contendo o material vivo.
No inicio de 2012 foi dado o pontapé inicial ao projeto de piscicultura, desenvolvido pela Emater, para o município de Curralinho. O piloto começou em 2010 e, posteriormente, já com o financiamento do Banco da Amazônia, passou a contar com cinco tanques. Ao todo, cinco famílias serão beneficiadas. Nesse mês de janeiro, dois dos cinco tanques freceberam cinco mil alevinos, cada. Está previsto para fevereiro o povoamento de mais dois tanques, faltando apenas um, que está sendo escavado, para iniciar a produção.
As espécies foram adquiridas pela Emater no município de Terra Alta, nordeste paraense. A viagem para o transporte do material vivo iniciou no dia 7, às 14 horas. “Fomos à Terra Alta para buscar alevinos doados pela Secretaria Estadual de Pesca e Aquicultura (Sepac) e adquirir o restante, como previu o projeto”, destacou Sandro Pinheiro, engenheiro agrônomo da Empresa.
                Mas a entrega dos alevinos às famílias só aconteceu no dia 8 de janeiro, após 18 horas de viagem. “Não conseguiríamos dar continuidade ao trabalho se não tivéssemos o apoio da empresa e de parceiros, como o engenheiro de pesca José Maria Matos, que trabalhou como voluntário para a concepção deste projeto, bem como o Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais e a prefeitura local”.
Sandro ainda explicou que há quase duas décadas a comunidade Boa Esperança já atuava, mesmo que artesanalmente, na piscicultura. A atividade mais ostensiva da Emater na região possibilitou uma profissionalização, que em um futuro próximo garantirá retorno financeiro aos agricultores familiares. “Já estamos até preparando cursos de capacitação neste campo de atuação, que deve garantir êxito na cultura”, ressaltou o engenheiro agrônomo.
Texto:
Kenny Teixeira-Emater
Arrastão do Bloco
da Solidariedade
                A Fundação vai botar na rua o arrastão do “Bloco da Solidariedade”, dia 11 de fevereiro, que vai abrir a campanha de doação de sangue do Carnaval. A concentração será às 9h, no pátio do hemocentro, com arrastão que percorrerá a Tv. Pe. Eutíquio, Gama Abreu, Serzedelo Corrêa até a Fundação. O bloco é formado por funcionários, doadores, familiares e a sociedade em geral. Mais informações: 08002808118.
Roteiros das Águas 
                Adenauer Góes, presidente da Paratur, recebeu na manhã desta terça-feira, dia 10, com a equipe de marketing, Donald Sinclair, representante da Organização do Tratado de Cooperação Amazônica (OTCA), que veio a Belém apresentar o Circuito Amazon Water Tourism Route (Roteiro Turístico Amazônico das Águas). Cinco roteiros acabam de ser sugeridos envolvendo Belém, Marajó, Tapajós, Amazônia Atlântica e Xingu. Abav, Secult, Sema, Sebrae, UFPA,  Abrasel,  foram alguns convidados pela Gerência de Assuntos Internacionais da Paratur para discutir os roteiros.
Reunião planeja campanha
e enfrentamento à
violência sexual
contra menores
                Na manhã desta terça-feira, 10, a Secretaria de Estado de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh) sediou a primeira reunião do Comitê Intersetorial de Enfrentamento à Violência e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. O encontro, realizado no auditório Alberto Seguin Dias, iniciou às 9h e delimitou algumas das ações, dentre elas, a Campanha de Carnaval 2012.
                A reunião foi coordenada pela assessora das Políticas Temáticas dos Direitos da Criança e do Adolescente (APDCA), Leila Silva, e contou com representantes das Secretarias de Estado de Assistência Social (Seas); de Educação (Seduc); da Fundação de Atendimento Socioeducativo do Pará (Fasepa); e da Companhia Paraense de Turismo (Paratur).
                A principal proposta do comitê é integrar e apoiar ações de enfretamento à violação de direitos a menores de idade em diversos municípios paraenses. No encontro desta manhã, o grupo convocou uma nova reunião, que será realizada na próxima terça-feira, 17. Desta vez, o objetivo é firmar parcerias com órgãos que possam atuar em conjunto na efetivação das atividades. Tal encontro também visa o planejamento de todas as ações a serem realizada no próximo período carnavalesco.

Texto:
Ellyson Ramos-Sejudh
Hemopa convoca
doadores com
sangue O negativo
A Fundação Hemopa volta a enfrentar deficiência do estoque de sangue do tipo O negativo. Diante da situação, a direção do hemocentro convoca antigos e novos doadores para efetuar coleta de sangue e contribuir para o atendimento satisfatório da demanda transfusional da capital e interior do estado, que compreende as necessidades de pacientes internados em 218 hospitais. Somente em Belém são 85.
Belém recebe homenagem
da Rede Cultura
de Comunicação
                Na próxima quinta-feira, 12, Belém completa 396 anos de fundação e reeberá várias homenagens. A Rede Cultura de Comunicação (TV, Rádio e Portal) também fará sua homenagem à cidade das mangueiras. Os ouvintes da Rádio Cultura já estão ouvindo os jingles gravados pelos cantores paraenses Edilson Moreno, Paulo Moura, Ronaldo Silva e Allan Carvalho, Suzanne e Elder Effe, Felipe Cordeiro e Aíla Magalhães e Juca Culatra.
                Os artistas receberam como tema: 'o grande orgulho de Belém é a gente que tem' e tiveram liberdade total para criarem os jingles. “Teve gente que falou dos ícones da cidade, como a manga, a chuva”, contou o coordenador da Rádio Cultura, Beto Fares. Os jingles começaram a rodar na programação da FM 93,7 na segunda-feira, 9, e devem ficar até sexta-feira, 13.
                O Jornal da Manhã do dia 12 vai sair dos estúdios da FM e será transmitido do Hall do Teatro Waldemar Henrique, a partir das 7h. Em seguida, será a vez do programa "Conexão Cultura" fazer o seu acústico, com Salomão Habib, Aíla e Dayse Addário. O primeiro a se apresentar será o violonista Salomão Habib, das 8h30 às 9h, seguido de Aíla (voz), Rafael Azevedo (baixo acústico), Tom Salazar (violão), das 9h30 às 10h. E para encerrar, Dayse Addário (voz) e Ziza Padilha (violão), das 10h30 às 11h. O programa vai receber também o trovador Juraci Siqueira, um paisagista e um historiador que vão dar suas impressões sobre a cidade.
                O Jornal da Noite da TV Cultura do Pará terá materiais especias abordando os diversos aspectos que fazem a cidade ser tão querida por seus moradores, sem deixar de abordar os problemas que devem ser enfrentados pelo poder público e pelos moradores. O interprograma Vídeo Verso também presta homenagem à cidade. O poema "Outro tempo Agora" de autoria do jornalista e escritor Guaracy Brito Júnior fala sobre o tempo “que daqui a 20 anos ainda será lembrado”, como descreveu o autor do poema. O vídeo mescla o tempo presente e o passado, mostrando diversos aspectos da cidade, tando o lado urbano como o lado mais bucólico.
                As homenagens continuam na sexta-feira, 13, com o programa Conexão Cultura ao Vivo especial, que vai receber os cantores Pio Lobato, Vovô, Felix Robatto, Adriano Souza, Diego Pires, Dona Onete, Aila e Felipe Cordeiro. O programa vai ao ar a partir das 11h, direto do estúdio Edgar Proença, com apresentação de Bety Dopazo e transmissão pela TV, Rádio e Portal Cultura.

Texto:
Ronaldo Quadros-Funtelpa
Uepa inscreve para
especialização em
Reabilitação Neurológica
                O Centro de Ciências Biológicas e da Saúde da Universidade do Estado do Pará (Uepa) está com inscrições abertas até o dia 20 de janeiro para fisioterapeutas, fonoaudiólogos e terapeutas ocupacionais interessados em participar do IV Curso de Pós-Graduação “Lato Sensu” em Reabilitação Neurológica. Serão ofertadas 45 vagas, todas destinadas ao município de Belém. Destas, cinco são voltadas para professores e funcionários efetivos do quadro permanente da Uepa.
                Para se inscrever, o candidato deve primeiramente acessar o site da Fundação de Amparo de Desenvolvimento da Pesquisa (Fadesp) para imprimir o boleto de pagamento da taxa de inscrição, no valor de R$ 100. Depois disso, deve solicitar sua inscrição à Coordenação de Apoio e Desenvolvimento ao Ensino, Pesquisa, Extensão e Pós-Graduação-Graduação (COAD) do CCBS, das 8h às 12h e das 14h às 17h. Neste momento, deverão ser apresentados, entre outros documentos exigidos em edital, o comprovante de pagamento da taxa de inscrição e a Carta de Intenção, cujo modelo está disponível no www.uepa.br.
                Os candidatos serão selecionados em uma única etapa eliminatória composta de Análise do Curriculum Vitae/Lattes única seleção, que levará em consideração o conteúdo desse documento. Para ser aprovado, o candidato deverá obter Nota Final (NF) igual ou superior à sete. A ficha de avaliação do Currículo, cuja pontuação máxima é 10, também está disponível no site da Universidade.
Sobre o Curso - Caracterizado como Especialização (Lato Sensu), o curso será ministrado em módulos teórico-práticos de até 60 horas, no período de 27/02/2012 a 30/04/2013, de forma presencial, sendo um módulo por mês e no prazo de 15 (quinze) meses, já incluindo a orientação de Trabalho de Conclusão de Curso na modalidade de Artigo Científico.
                As aulas serão ministradas da seguinte forma: nos módulos de 15h, de 2ª a 6ª feira, nos horários de 18h30 às 21h30; nos módulos de 30 horas terá aula de 2ª a 6ª feira, de 18h as 22h, e aos sábados, de 8h as 12h30; nos módulos de 45h e 60h, de 2ª a sábado ministradas em dois turnos (manhã e noite ou tarde e noite). Os módulos com conteúdos práticos serão desenvolvidos no mesmo período das atividades teóricas, nas Salas e nos Laboratórios do CCBS ou em outras instituições, conforme o calendário e programação de cada disciplina.
                A carga horária total será de 420 horas. Ao final, será entregue o certificado de conclusão de curso de especialista em Reabilitação Neurológica.
                Inscrição: 10/01/2012 a 20/01/2012, na COAD, das 8h às 12h e das 14h às 17h.
                Etapa da Seleção: Análise de Curriculum e Análise da Carta de Intenção: 24 a 28/1/12, das 8h às 12h e 14h às 18h
                Resultado Final: 31/01/2012, às 10h, no Quadro de avisos da COAD/CCBS/UEPA/FADESP.
                Matrícula: 1 a 13/02/2012, na COAD, de 8h as 12h e 14h às 17h
                Aula Inaugural:27/02/2012, às 18h, UEAFTO (Bloco D do CCBS)/SALA 36
                Início do Curso: 27/02/2012, de 18h as 22h, UEAFTO/SALA 36
                Serviço:
                Especialização em Reabilitação Neurológica
                45 vagas para Belém
                Boleto de pagamento: www.fadesp.org.br
                Inscrições: Até 20/1/12 na COAD do CCBS (Travessa Perebebuí, 2623, bairro do Marco – Belém – Pará - CEP: 66.087-670), de das 8h às 12h e das 14h às 17h.
                Mais informações: (91) 3277-1999 e 3277-2626.

Texto:
Ize Sena-Uepa
Fone: (91) 3244-5201 (91) 3299-2221 /
Email: ascom.uepa@gmail.com / ascom@uepa.br
Hemopa implanta
serviço de "achados
e perdidos"
                Para melhorar ainda mais a qualidade dos produtos e serviços oferecidos aos funcionários, doadores, pacientes, familiares e a sociedade em geral, a Fundação Hemopa informa que já dispõe do serviço de "Achados e Perdidos". O local determinado para a entrega dos pertences é na Portaria do hemocentro, que foi devidamente estrurada com armários e planilha de registro dos objetos perdidos e entregues ao Agente de Portaria. Já existe uma enorme variedade de objetos encontrados, entre os quais Carteiras de Identidades, cartões de crédito e óculos de sol.
Morre aos 63 anos um
ícone do jornalismo
paraense: Hamilton Pinheiro




                O jornalismo paraense está de luto. Na madrugada desta terça-feira, 10, faleceu o radialista e jornalista Hamilton Pinheiro da Costa, 63 anos. Desde o início de dezembro do ano passado – quando havia diagnosticado um edema pulmonar – Hamilton vinha demonstrando dificuldades para respirar, andar e trabalhar. Amigos e parentes estão velando o corpo na capela “Good-Pax”, situada na Travessa Lomas Valentinas, entre as avenidas Duque de Caxias e 25 de Setembro, para prestar suas últimas homenagens. O enterro será no cemitério Recanto da Saudade, localizado na BR- 316, às 17 horas desta terça-feira, 10.
                Um dos dois filhos de Hamilton, Hamilton Pinheiro da Costa Júnior, explicou que o pai sofreu uma parada cardiovascular nesta madrugada, por volta das 3h da manhã, após a retirada de água na pleura. Diagnóstico atestado nos exames que o radialista fez na manhã de ontem (9).
“Lamentamos muito a perda de meu pai. Ele era um espelho de homem, de pai, de jornalista. Uma pessoa que exemplificava ética e trabalho. Ele deixa a honra de um homem que fez do trabalho sua religião e sua família como ponto forte”, disse Hamilton Júnior.
                A presidente da Fultelpa, Adelaide Oliveira, chegou cedo à instituição e deixou palavras de conforto para os profissionais que trabalhavam diretamente com Hamilton. “Fora o HP ser ético e competente, ele sabia preservar as relações humanas”. Ainda segundo Adelaide, o colega de trabalho tinha como uma de suas características marcantes a serenidade para mediar situações de conflito e um olhar apurado que permitia ao jornalista reconhecer novos talentos.
Despedida
                Radialista há 54 anos, Luiz Andrande contou, durante o velório, que conheceu Hamilton Pinheiro na década de 60 quando entrou na antiga Rádio Difusora, atualmente Rádio Liberal. “Quando Hamilton chegou, eu já trabalhava lá. Lembro que ele tinha uns 16 anos e entrou na rádio com uma turma de jovens. Eles trabalhariam na área esportiva. Hoje, ele deixa um exemplo de profissionalismo e saudades por ter sido um grande parceiro”, recordou o amigo com lágrimas nos olhos.
                São inúmeras as histórias de carinho e lembranças que compõem a vida dos que conviveram com Hamilton Pinheiro. Edgar Proença - que atua há 45 anos no radiojornalismo paraense - falou de sua admiração pelo amigo de profissão. “Antes de qualquer coisa, eu sempre fui fã do Hamilton. Ainda na década de 70 quando eu saía do grupo de estudo em que me preparava para o vestibular, chegava em casa e o ouvia na madrugada. E assim fiz durante um ano, sem nem conhecê-lo”.
Edgar falou com muito orgulho que anos depois teve o prazer de conhecer Hamilton e trabalhar com ele. E o definiu: “era uma pessoa sem inimigos, muito querida e que pautou sua vida profissional sob o equilíbrio. Apesar de sua feição séria, era muito brincalhão. Agora o negócio vai ser desacostumar com sua presença”, lamentou o amigo de trabalho.
Carreira
                Como seu filho explicou, Hamilton foi um jornalista/radialista formado no seio das redações das rádios e televisões. Hamilton iniciou sua carreira aos 15 anos de idade na Rádio Difusora (hoje Rádio Liberal), em seguida, foi para a TV Liberal, SBT, TV Cultura (onde gerenciou o programa Sem Censura), Coordenadoria de Comunicação da Prefeitura de Belém (Comus), e entre outras instituições, a Rádio Cultura. Mesmo aposentado há dez anos, permanecia atuando. Hamilton completaria este ano 50 anos de carreira.
                A frase muitas vezes dita por Hamilton: “prossiga comandante” foi repetida dezenas de vezes nas redes sociais durante esta terça-feira (10). Sem dúvida a lembrança do eterno comandante HP ficará marcada na história do jornalismo paraense.
Texto:
Cora Coralina-Secom
Cancelamento de Pauta: Caminhada pela Paz de Emaús
                A Secretaria de Estado de Educação (Seduc) e a direção da Escola Estadual Cidade de Emaús, localizada no bairro do Bengui, informam que a “Caminhada pela Paz” agendada para esta quarta-feira, 11, foi cancelada e transferida para outra data, que será divulgada posteriormente.
Estudantes participam
de palestra sobre o
combate ao uso de drogas
                A escola Cidade de Emaús promove nesta terça-feira, 10, uma palestra sobre combate às drogas. Alunos, professores e a comunidade do bairro do Benguí estão convidados para juntos com técnicos da Secretaria Municipal de Saúde, discutirem o tema que faz parte do Programa Saúde na Escola (PSE). O evento será ser incluído no calendário da instituição.
Belém completa 396 anos
com 14 mil empregos
formais em 2011
                De acordo com o novo Mapa dos Empregos Formais na capital do Pará, ao completar 396 anos, no próximo dia 12, Belém continua sendo a maior geradora de postos de trabalho entre os 144 municípios do Estado. De janeiro a novembro de 2011, registrou um saldo positivo de 13.335 empregos – o segundo melhor resultado obtido pela capital nos últimos 10 anos (2000 a 2011). Esses números fazem parte da mais nova pesquisa sobre a movimentação dos postos de trabalho no setor formal da economia na capital.
                O novo relatório, divulgado pela Secretaria de Trabalho, Emprego e Renda (Seter) e pelo Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos (Dieese-Pará), tem como base as informações do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho, e faz parte do Observatório do Trabalho do Pará - um convênio de cooperação técnica entre o Governo do Estado, por meio da Seter, e o Dieese-PA.
                Segundo as análises do Dieese-PA, esses números são o melhor presente para Belém nos seus 396 anos, pois representam a criação excepcional de empregos com carteira assinada. De janeiro a novembro de 2011, de uma maneira geral, foi também um período excelente de crescimento da economia do Estado. Dos quase 57 mil postos de trabalho gerados nesse período, 24% foram registrados em Belém.
                De janeiro a novembro de 2011, o novo mapa mostra que foram feitas, no setor formal da economia, 105.814 admissões contra 92.482 desligamentos - saldo positivo de 13.335 postos de trabalho. E a grande maioria dos setores econômicos da capital paraense apresentou crescimento do emprego formal. O destaque foi o setor de serviços, com saldo positivo de 8.748 postos de trabalho. Em seguida, a construção civil (2.873 postos) e o comércio (2.023 postos). Já o destaque negativo ficou com o setor de serviços de indústria e utilidade pública, que perdeu 233 postos de trabalho.
Texto:
Rusele Mendes-Seter
Ministra do TST participa
da abertura do Ano
Judiciário do TRT da 8ª Região






                O Tribunal Regional do Trabalho da 8ª Região (PA/AP) abriu, na manhã desta segunda-feira, 9, em sessão extraordinária do Tribunal Pleno, as atividades regulares do Ano Judiciário, após o recesso forense. A solenidade, aberta pelo desembargador José Maria Quadros de Alencar, presidente do TRT da 8ª Região, contou com a presença da ministra do Tribunal Superior do Trabalho (TST), Delaíde Alves Miranda Arantes, que proferiu a conferência “A Convenção nº 189 da Organização Internacional do Trabalho (OIT) e os Direitos dos Trabalhadores Domésticos”.
Delaíde Arantes integra a 7ª Turma e a Subseção I Especializada em Dissídios Individuais (SBDI-1) do TST. Em março de 2011, foi eleita para compor a Comissão de Coordenação dos Trabalhos do Centro de Formação e Aperfeiçoamento de Assessores e Servidores do TST (Cefast). É autora de artigos, matérias e obras jurídicas, entre elas, "Trabalho Doméstico - Direitos e Deveres".
                Antes de começar a conferência, a ministra Delaíde Arantes falou da carreira profissional. Disse que trabalhou como doméstica para custear seus estudos. “Por isso, sei bem como este trabalho precisa, de fato, de uma regularização efetiva, que proporcione aos trabalhadores do ramo direitos reais e dignidade”.
Sobre o tema de sua explanação - a Convenção 189, que foi aprovada durante a 100ª Conferência Internacional do Trabalho, em Genebra (Suíça), no dia 16 de junho de 2011, e trata do trabalho decente para o empregado doméstico em todo o mundo - a ministra comentou que é grande número de trabalhadores domésticos no Brasil - cerca de 7 milhões – e apenas 10% desse número possuem carteira assinada. Mais de 90% são mulheres; e, dessas, 4 milhões são negras, que fazem jornadas de 58 horas semanais de trabalho.
                Delaíde Arantes informou que existem 57 milhões de trabalhadores domésticos em todo o mundo. “E esse número pode chegar a 100 milhões devido ao alto índice de discriminação e se forem levados em conta os trabalhadores informais”. A Convenção 189 designa como trabalhador doméstico “qualquer pessoa empregada para realizar o trabalho doméstico no âmbito de uma relação de emprego”, não sendo considerado trabalho doméstico aquele que realiza a atividade ocasionalmente.
                O documento também prevê que os países membros devem especificar idade mínima, conforme legislação já existente, para o trabalhador doméstico; garantir condições dignas de trabalho e medidas contra todas as formas de abuso e assédio; e garantir que ele seja informado sobre as condições de trabalho de forma fácil e compreensível, por meio de contrato. Ainda segundo a convenção, deve ser assegurada aos trabalhadores domésticos carga horária definida, remuneração por hora extra trabalhada, período de descanso diário e semanal, férias anuais remuneradas, entre outros direitos garantidos pela legislação trabalhista já existente no país.
                Caso seja ratificada pelo Brasil, a convenção amplia, em muito, os direitos hoje assegurados aos trabalhadores domésticos. Haverá equiparação de direitos dos empregados domésticos aos não domésticos. Ela pode ser ratificada no País, uma vez que os delegados brasileiros que representam os trabalhadores, empregadores e o Governo Federal na OIT, votaram favoravelmente à aprovação da convenção. Na legislação atual (Lei 5.859/1972), o doméstico não tem direito à jornada de trabalho, horas extras e intervalo intrajornada.
                Também participaram da cerimônia a secretária adjunta de Estado do trabalho, Emprego e Renda, Mônica Coutinho, que representou o governador do Estado, Simão Jatene; o superintendente regional do Trabalho, Odair Corrêa; além de advogados, magistrados, servidores, representantes do Sindicato dos Empregados Domésticos do Pará e da Associação dos Magistrados da 8ª Região, e imprensa local.
                Pouco antes da sessão extraordinária de Abertura Oficial do Ano Judiciário, o presidente TRT da 8ª Região, desembargador José Maria Quadros de Alencar, conferiu insígnias da Ordem do Mérito “Jus et Labor” à ministra do TST, Delaíde Arantes, no Grau Grã Cruz; e à desembargadora e presidente do Tribunal de Justiça do Estado (TJ-PA), Raimunda Noronha, no Grau Grande Oficial.
Texto:
Rusele Mendes-Seter
Reunião na Sejudh
discute reajuste da
mensalidade escolar
Nesta quarta-feira, 11, às 11h, a Diretoria de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon/Pa) convoca reunião para discutir o reajuste da mensalidade escolar. Para o encontro, foram convocados: a Associação de Pais e Alunos Intermunicipais do Estado do Pará (Apaiepa); Sindicato dos estabelecimentos particulares de ensino do Estado do Pará (Sinep); Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese); Ministério Público Estadual; Ordem dos Advogados do Brasil (OAP/Pa); e União Nacional dos Estudantes (UNE).
Banpará garante
patrocínio a clubes
esportivos do Estado
                O Banco do Estado do Pará (Banpará) e o Independente Atlético Clube assinaram nesta segunda-feira (9) termo de compromisso que garante a concessão de patrocínio esportivo ao clube durante o ano de 2012. A assinatura ocorreu durante audiência com o governador do Estado em exercício, Helenilson Pontes, que também é presidente do Conselho Administrativo do Banpará.
                Participaram da assinatura também o dirigente do Banpará Augusto Sérgio Amorim, o presidente do clube Independente, Wanderley Santos, e o presidente da Federação Paraense de Futebol, Antônio Carlos Lima. O Esporte Clube, de Cametá, e a Tuna Luso Brasileira também assinam o termo de patrocínio do banco, nesta terça-feira (10).
                Paysandu Sport Club, Clube do Remo, Águia de Marabá Futebol Clube, São Raimundo Esporte Clube e São Francisco Futebol Clube também farão parte da lista dos clubes contemplados com o convênio. O incentivo tem como objetivo proporcionar a melhoria da infraestrutura dos clubes e das condições de treinamento dos atletas, que assim poderão ter melhores resultados nos campeonatos de 2012.
Texto:
Cintya Simões-Vice-Governadoria
Aluno da rede estadual
aprovado no vestibular
pode concluir estudos
                Os alunos do último ano do ensino médio da rede estadual de ensino que foram aprovados em vestibulares ou concursos públicos podem concluir os estudos. É o que estabelece a Resolução 476 do Conselho Estadual de Educação, de 22 de novembro de 2011. A medida atende solicitação da Secretaria de Estado de Educação (Seduc), que enviou ao conselho minuta para análise com o objetivo de resolver a situação do calendário escolar na reposição de aulas devido ao período de paralisação.
“A ideia é não prejudicar nossos alunos matriculados no último ano do ensino médio, em 2011, e que foram aprovados em concursos e vestibular ”, reitera o diretor de Ensino Médio da Seduc, José Roberto Alves. O artigo 2º da resolução determina que os alunos que conseguiram aprovação nessas seleções podem se submeter ao Exame Permanente no Centro de Estudos Supletivos Luis Otávio, que funciona na escola Augusto Meira.
                Os alunos interessados devem fazer exames para o mínimo de três avaliações por disciplinas com obtenção de média ponderada satisfatória, considerando a média mínima de aprovação.
Texto:
Danielly Gomes-Seduc
Susipe amplia ações
para educação e
formação dos internos
                Cerca de 50 profissionais da educação - coordenadores pedagógicos, agentes da educação, instrutores de música e colaboradores -, que trabalham nas unidades da Superintendência do Sistema Penitenciário do Pará (Susipe), reuniram-se, na manhã desta segunda-feira (09), no auditório da instituição, para avaliar as atividades educacionais realizadas em 2011 e planejar as ações para 2012.
                O superintendente da Susipe, tenente coronel André Cunha, destacou a importância do trabalho desenvolvido pelos profissionais da educação e garantiu melhorias. “Mesmo com todos os desafios e dificuldades encontrados no atual sistema carcerário, a educação é fator fundamental para a reinserção dos detentos. Por isso, todos os novos estabelecimentos penais a serem implantados em 2012 terão salas de aula”, informou André Cunha.
                Entre as ações planejadas para este ano estão a implantação de uma biblioteca móvel, que levará a leitura de forma mais abrangente aos detentos; a ampliação do Projeto Sala de Cordas, que visa capacitar internos com aulas de violão; a criação de um espaço educacional na Colônia Agrícola Heleno Fragoso e a instalação de salas de informática, além da continuidade dos projetos desenvolvidos em 2011.
“A Divisão de Educação Prisional (DEP) trabalha não só a escolarização dos internos, mas também a qualificação profissional, o que é fundamental no processo de reinserção social”, destacou o gerente do Núcleo de Reinserção Social, Ivaldo Capeloni.
                As ações de escolarização têm a parceria da Secretaria de Estado de Educação (Seduc), que disponibiliza professores para atuar na educação e formação dos internos do sistema penal.

Texto:
Nara Pessoa-Susipe
Programa de Resistência
às Drogas forma mais
de 700 em Abaetetuba
                A Polícia Militar promove nesta terça-feira (10), em Abaetetuba, nordeste paraense, a formatura de 723 crianças atendidas pelo Programa Educacional de Resistência às Drogas e Violência (Proerd). A cerimônia começa às 9 horas, no ginásio Hildo Carvalho. Antes, às 8 horas, os alunos se concentram na praça da Bandeira, no centro da cidade, de onde seguem em caminhada até o local da formatura.
                Esta é a quarta turma do Proerd formada em Abaetetuba, onde mais de mil estudantes já receberam certificados, desde 2009. O programa é ministrado por policiais militares, que uma vez por semana saem da rotina e vão às salas de aula ensinar lições para auxiliar pais e alunos a dizerem não às drogas. “Nosso objetivo é a prevenção, fazer com que as crianças sejam capazes de resistir às drogas”, explica o comandante da PM em Abaetetuba, Mário Silva Júnior.
                O Proed foi criado em 1983 pelo Departamento de Polícia da cidade de Los Angeles (EUA), com o objetivo de atuar na prevenção do uso de drogas por crianças e adolescentes. No Brasil, o programa chegou em 1992 e apenas onze anos depois foi lançado no Pará, na primeira gestão do governador Simão Jatene. Desde então, mais de 60 mil alunos já foram formados por Estado.

Texto:
Amanda Engelke-Secom
Começam ensaios da
bateria da escola de
samba Crias do Curro Velho
                A Fundação Curro Velho está em ritmo acelerado para os preparativos do carnaval 2012 da escola de samba “Crias do Curro Velho”. Começaram nesta segunda-feira (9) os ensaios da bateria, que começou a inscrever participantes dia 5 deste mês e já tem 67 integrantes. Muitas crianças e adolescentes, vizinhos da sede do Curro Velho, comparecem à instituição para fazer a inscrição e, assim, desfilar pela agremiação, tornando-se uma cria.
                O jovem Daniel Borges, 18 anos, toca surdo e conheceu o Curro Velho por meio de amigos. Morador do bairro do Telégrafo, esse ano ele não vai sair na bateria como músico, e sim como apoio para o mestre Muka de Souza com os instrumentos, na afinação de cada um. “Estou na fundação há cinco anos. Já fiz cavaquinho e percussão. Aqui é sempre bom participar”, diz ele, que também em outros carnavais saiu nas escolas Grande Família e Império Pedreirense.
                O adolescente Andrey Barros, 14 anos, morador da Vila da Barca desde que nasceu, conta que é a primeira vez que vai à fundação, indicado por colegas que moram na comunidade. Ele diz que não sabe tocar perfeitamente, mas pretende aprender o instrumento repique, com o qual afirma ter certa afinidade. “Pretendo tocar repique porque é um instrumento com que sei lidar”, garante o jovem, que após o carnaval vai continuar frequentando as oficinas do Curro Velho.
                Os ensaios acontecem diariamente, das 16 às 18 horas, até as vésperas do desfile da escola, dia 11 de fevereiro. Ainda há vagas para quem tem interesse em desfilar. Basta comparecer à Fundação Curro Velho, na rua Professor Nelson Ribeiro, 287, Telégrafo, portando documento que comprove matrícula na rede escolar.

Texto:
Andreza Gomes-FCV
Sespa divulga balanço
dos casos de
dengue em 2011
                A Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa) divulgou nesta segunda-feira (9) o último informe epidemiológico sobre a situação da dengue no ano de 2011 no Pará. De janeiro a dezembro, foram notificados 29.291 casos suspeitos da doença, dos quais 13.656 foram confirmados, com a seguinte classificação: 13.454 registros de dengue clássica, 160 de dengue com complicação, 39 de febre hemorrágica da dengue e três de síndrome do choque da dengue.
                Nesse período, o Pará registrou 19 óbitos por dengue, distribuídos por em Belém (cinco), Pacajá (um), Santarém (um), Soure (um), Altamira (dois), Abaetetuba (um), Oriximiná (dois), Xinguara (um), Santa Maria das Barreiras (um), Parauapebas (um), Bom Jesus do Tocantins (um), Santa Izabel do Pará (um) e Tailândia (um).
                Os municípios com maior número de casos notificados são Belém (5.058), Santarém (2.177), Altamira (2.060), Ananindeua (1.483) Parauapebas (1.403), Marabá (1.239) e Marituba (971). Em relação aos casos confirmados, os municípios com maiores registros são Belém (1.616), Santarém (1.293), Altamira (1.263), Parauapebas (687), Marabá (497), Marituba (343) e Ananindeua (351).
                Em 2010 o Estado registrou 17.582 casos de dengue, dos quais 9.089 foram confirmados, com 21 óbtos. Segundo a coordenação estadual do Programa de Controle de Dengue, o número de mortes caiu em 2011 em relação a 2010. A coordenadora estadual de Controle da Dengue, Aline Carneiro, lembra que com a chegada do período chuvas o risco de infestação da dengue aumenta, por isso já se articula um conjunto de estratégias para o combate à dengue em todos os municípios.
                Aline Carneiro ressalta que a população precisa ficar alerta sobre os cuidados para evitar a proliferação do mosquito da dengue. Durante o ano todo, equipes da Sespa trabalharam em conjunto com os municípios para manter a doença sob controle. As principais ações que vêm sendo desenvolvidas são bloqueio imediato da transmissão nas localidades ou bairros que notificam casos; atividades de educação e comunicação, visando à sensibilização da população para o problema; articulação com órgãos municipais de saneamento e limpeza urbana para melhoria da coleta e destinação adequada do lixo; e manutenção das atividades de rotina no combate ao vetor.
                Ao longo de 2011, a coordenação estadual fez 31 supervisões aos programas municipais de controle da dengue dos municípios de Barcarena, Marabá, Breves, Cametá, Paragominas, Pacajá, Oriximiná, Conceição do Araguaia, Santa Izabel, Soure Tailândia, Salvaterra, Ulianópolis, Bragança, Itaituba, Dom Eliseu, Vigia, São Félix do Xingu, São Miguel do Guamá, Belterra, Igarapé-Açu, Capitão Poço, Capanema e Igarapé-Miri.
                Também foram treinados técnicos dos Centros Regionais de Saúde que abrangem vários municípios, entre eles Soure, Salvaterra, Marabá, Parauapebas, Tucuruí, Breves, Conceição do Araguaia e Redenção para o uso do método em levantamento de índice rápido para Aedes aegypti (Liraa). Foi feita ainda capacitação sobre o uso do larvicida Diflubenzuron.
                Para Aline Carneiro, o método Liraa permite resultados rápidos que possibilitam levantamento para um trabalho direcionado. “Este ano vamos expandir este método para que os municípios possam ter a opção de trabalho específico nas localidades onde estiver o índice de infestação mais alto”, explica.
                Em dezembro foram feitos planos emergenciais nos municípios de Santa Izabel do Pará, Castanhal, Igarapé-Açu, Santarém, Belterra, Barcarena, Abaetetuba, Capanema, Primavera, Capitão Poço, Ulianópolis, Itaituba, Igarapé-Miri e Bragança, Uruará, Brasil Novo, Medicilândia e Altamira.
                Para informações sobre dengue, basta entrar em contato com as secretarias municipais de Saúde de Ananindeua: (91) 3073-2220; Marabá: (94) 3324-4904; Marituba: (91) 3256-8395; Santarém: (94) 3524-3555; e Tucuruí: (94) 3778-8378. Em Belém, além do telefone (91) 3277-2485, estão disponíveis os telefones dos distritos administrativos da prefeitura: Daben (3297-3275), Daent (3276-6371), D’Água (3274-1691), Daico (3297-7059), Damos (3771-3344), Daout (3267-2859), Dasac (3244-0271) e Dabel (3277-2485).
Texto:
Edna Sidou-Sespa
Festados 396 anos
terá o reforço de
mais de 500
guardas municipais
O comando daGuarda Municipal de Belém (GMB) vai dispor de mais de 500 homens do seu efetivopara garantir a segurança dos eventos que vão celebrar os 396 anos da cidade deBelém. A programação festiva começa, nesta quarta-feira (11) e se estendeaté sábado(14), em várias partes da cidade com shows musicais, missa emAção de Graças e entrega de viaturas e motocicletas para a própria GMB.
Nessaquarta-feira (11), a partir das 19 horas, 250 homens da Guarda com apoio deviaturas, motocicletas e cães vão se concentrar no entorno do palco daPrefeitura Municipal de Belém (PMB), montado na avenida Pedro Miranda com aTravessa Alferes Costa. A cantora baiana Ivete Sangalo, trazida a Belém atravésde uma parceria formada por algumas empresas, fará a abertura musical da noite,seguida por bandas locais como Jeito Inocente.
Naquinta-feira (12), o grande dia do aniversário de Belém, pelo menos 50 guardasmunicipais vão estar a postos, a partir das 08 horas da manhã, no entorno daCatedral Metropolitana de Belém (Igreja da Sé) e do Palácio Antônio Lemos, ondeacontecerá, respectivamente, às 08h e às 10h30, a Missa em Ação de Graçaspelo aniversário da cidade e a entrega de 12 viaturas e 10 motocicletas. Com anova frota de veículos operacionais, a GMB passará a contar com 18 viaturas e21 motocicletas.
Ainda naquinta-feira (12), à noite, novamente 250 servidores da Guarda vão reforçar asegurança nas proximidades do palco da Prefeitura de Belém. Diversas atraçõesmusicais são esperadas, dentre elas, as cantoras Fafá de Belém, Viviane Batidãoe o Arraial do Pavulagem.
No terceirodia de shows, 13, sexta-feira à noite, 30 guardas municipais do Rondac, comapoio de motocicletas, vão reforçar a segurança durante as apresentações dacantora Gaby Amarantos , Pinduca e outras atrações locais.
No sábado(14), pelos menos 60 homens dos grupamentos de Ações Táticas e Operacionais doGAT e Rondac vão se concentrar no Portal da Amazônia, na Avenida BernardoSayão, onde acontece uma extensa programação cultural das 10h às 16h.

Texto:AscomGMB
Postar um comentário

REVISTAS MEDIUNIDADE

JESUS: "Choro por todos os que conhecem o Evangelho, mas não o praticam...”

Ofuscado pela grandeza do momento, começou a chorar. Viu, porém, que Jesus chorava também... E, Eurípedes, falou – Senhor, por que ch...