Total de visualizações de página

domingo, dezembro 18, 2011

@ REPÓRTER JURUNENSE: Muitas novidades no final de semana e mais ainda nesta que se inicia

Bosque Rodrigues Alves
realiza programação
especial de Natal
Promover um momento de descontração entre pais e filhos e, também, comemorar o Natal. Foi com esse objetivo que a Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semma), realizou uma programação especial, na manhã deste domingo (18), no Bosque Rodrigues Alves – Jardim Botânico da Amazônia.
 O público foi recebido pelo ator Leoci Medeiros, caracterizado como “Antonio Lemos” e pelo Papai Noel, que participaram de uma caminhada ecológica com os pais e filhos pelo interior do Bosque. Eles puderam conhecer a beleza natural, diversidade de fauna e flora. No passeio, as crianças fizeram plantio de mudas de andiroba. Logo em seguida, o “Bom Velhinho” conversou, brincou e recebeu as cartinhas da criançada.
 Para o diretor do Bosque, Paulo Porto, a programação foi montada pensando na diversão de adultos e crianças. “Tivemos a preocupação de realizar atividades onde pais e filhos pudessem participar juntos. Proporcionando assim, momentos de diversão para todos”, afirma.
 Uma oficina de “boneco de neve” também foi oferecida para o público infantil. “Eu adorei a oficina de bonecos de neve, agora que já aprendi, posso ensinar para minhas amiguinhas”, explica Tainara Souza, de apenas 6 anos de idade.
 Por fim, os visitantes ouviram a história “O Primeiro Milagre do Menino Jesus” e a exibição do filme “O Natal da Turma da Mônica” no Cine Bosque, além da tradicional encenação da Pastorinha.

Texto: Ana Paula Azevedo - Ascom Semma
Academia de Letras premia
vencedores de concurso
literário e homenageia
prefeito de Belém



Uma homenagem para Hélio Gueiros, Alonso Rocha, Ápio Campos, Paolo Ricci, Leonan Cruz e Pedro Tupinambá – seis grandes perdas do ano - marcou a sessão especial de confraternização natalina da Academia Paraense de Letras (APL). Durante a solenidade foram entregues os prêmios do Concurso Literário 2011 nos gêneros poesia e literatura infanto-juvenil, realizado neste final de semana, em Belém.
 Num evento marcada por versos e citações de grandes trechos de obras da literatura brasileira, sobretudo da paraense, o presidente da Academia Paraense de Letras, Antônio José Mattos, fez questão de prestar homenagens como brinde ‘Amigos da Academia’, a Medalha do Centenário da instituição e a medalha condecorativa José Veríssimo.
 “Hoje um dos nossos mais importantes trabalhos é o programa Academia nas Escolas, que leva a APL até escolas públicas de Ensino Fundamental do Estado e Município, iniciativa que precisa do apoio que tem sido fundamental dos nossos colaboradores, dos nossos amigos e também do poder público”, afirma Antônio José Mattos. Entre outras iniciativas, ele cita também o site dedicado ao paraense Antônio Tavernard (www.antonoiotaverdard.com.br), que conta a vida e oferece de graça o acervo de obras do escritor.
 Para o secretário Estadual de Cultura, Paulo Chaves, o trabalho desenvolvido pela APL é fundamental para o enriquecimento da cultura paraense. “Esse trabalho de valorização das letras, valorização do pensar, do escrever, do fazer paraense é muito importante”, destacou.
 Ainda segundo Paulo Chaves, nós temos aqui no Pará um dos maiores romancistas do Brasil que é o Dalcídio Jurandir, escritor comparável a Guimarães Rosa, a Jorge Amado, que merece ser conhecido e essa é uma iniciativa importante para todos os paraenses, desenvolvida pela Academia Paraense de Letras.
 O prefeito de Belém, Duciomar Costa, foi agraciado com a Medalha do Centenário da Academia Paraense de Letras, a terceira mais antiga do Brasil, fundada em 1911. A premiação é um reconhecimento aos principais colaboradores com a academia, em seu trabalho de estímulo à produção e divulgação da literatura local, como site de Antônio Tavernard, que recebeu patrocínio da Prefeitura Municipal de Belém.
 O governador Simão Jatene também foi homenageado pela Academia Paraense de Letras, com a medalha José Veríssimo. Emocionado, o governador paraense se disse lisonjeado com a homenagem prestada por pessoas que vivem e promovem a cultura. “Aqui se faz cultura, aqui se faz história, com a perseverança dos sábios”, afirmou Jatene.

Texto: Tânia Menezes / Fotos: Elivaldo Pamplona
Curso do Programa de
Qualidade na Gestão
capacita 80 servidores da PM
Mais de 80 servidores da Polícia Militar foram capacitados no processo de Auto-Avaliação da Gestão e Diagnóstico da Gestão, que objetiva a melhoria nas práticas de trabalho. A Secretaria de Estado de Administração (Sead concluiu os cursos de capacitação nesta sexta-feira, 16, realizados na Escola de Governo do Pará (EGPA). A capacitação foi realizada nos meses de outubro, novembro e dezembro. A carga horária total foi de 80 horas. Os instrutures foram Silvia Abinader (Sead), Clara Fonseca (Procuradoria Geral do Estado), Iorlando Vieira (Sead) e Ana Márcia (Central de Abastecimento do Pará).
O Programa de Qualidade na Gestão Pública objetiva promover a excelência da gestão nas organizações públicas estaduais e municipais, buscando a melhoria da qualidade na prestação dos serviços públicos oferecidos à sociedade, além de primar pela valorização e desenvolvimento das pessoas, no sentido de fomentar a criatividade e a inovação para o crescimento profissional e institucional.
Banpará lança a
“Poupança Premiada”
Os clientes do Banpará contam, a partir desta segunda-feira, 19, com um novo produto “Poupança premiada”. O público alvo é pessoa física que possua ou abra conta no Banco. A contratação para quem não é cliente poderá ser feita em qualquer ponto de atendimento do Banco. Para quem já é cliente da Poupança Banpará ou Poupança Programada a mudança é automática.
A partir de agora, o cliente para concorrer aos sorteios trimestrais deve ser o único ou primeiro titular da conta poupança e apresentar ao final de cada período movimentação igual ou superior a 50 reais. Quanto mais poupar mais chance de ganhar. A “Poupança premiada” sorteará diversos prêmios, cujos sorteios estarão vinculados às extrações da Loteria Federal. Os prêmios são: quatro carros 0 km, quatro motocicletas, quatro notebooks, quatro TV 42 polegadas, oito vales-compra no valor de R$ 5 mil e mais 40 vales-compra no valor de R$ 1.000.
Segundo o superintendente da área de Desenvolvimento e Melhoramento de Produtos e Serviços, João Viana, a área comercial do Banco vai ter um crescimento de receita com esse lançamento. "Os sorteios serão um atrativo a mais e certamente nos permitirão crescer nossa receita neste mercado financeiro”, enfatizou. Para a diretora financeira, Geize Figueiredo, com a Premiação na Poupança, o Banco tem o objetivo de aumentar os depósitos em R$ 228 milhões em um ano. "É fundamental para o Banco aumentar os depósitos de Poupança, que serão convertidos em novos empréstimos”, destacou.
“Chamamos a atenção para o fato de que, além da segurança total, a Poupança Banpará apresenta rentabilidade compatível ou  até superior a de muitos fundos de renda fixa em determinados prazos. A Poupança, além de não pagar Imposto de Renda, Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) e taxas de administração. Outra vantagem, a pessoa que aplicar na Poupança Banpará não pagará tarifa na conta de Poupança”, ressaltou a diretora.

Texto:
Yedda Bevilacqua-Banpará
Crianças internadas na
pediatria do HMUE
participam de
programação natalina
Nesta sexta-feira, 16, as crianças internadas na ala pediátrica do Hospital Metropolitano de Urgência e Emergência (HMUE) participaram de uma programação especial. Elas apresentaram o Auto de Natal, que abriu as comemorações pela data, e na sequência, participaram de uma festinha, onde aconteceu a tradicional entrega de brinquedos e várias atividades, junto com as professoras da Classe Hospitalar Barão do Rio Branco (Escola Prosseguir) e a diretoria do HMUE.
A pequena Nayra Oliveira representou Maria, a mãe do menino Jesus, durante a peça e mesmo com a sua timidez encantou a todos que assistiram a apresentação. “Adorei fazer parte desse teatro, fiquei muito feliz”, disse ela, que pela primeira vez participou desse tipo de atividade cultural.
A manhã festiva de Natal ainda teve outras surpresas, como a visita das crianças da Escola Estadual de Ensino Fundamental Maroja Neto aos leitos da pediatria, para entregar presentes. Segundo a professora Maria do Carmo Tocantins, a iniciativa partiu das próprias crianças, que decidiram fazer um Natal diferente, garantindo aos demais internos a oportunidade de aproveitar essa data com tudo o que ela representa: confraternização, solidariedade e amor ao próximo.
“É com muita alegria e emoção que participamos desse evento. Ao longo do ano nós visitamos o hospital e acompanhamos o trabalho das professoras da Escola Prosseguir, dando apoio sempre que possível”, disse a professora Maria do Carmo. Sobre a entrega de presentes, ela destacou que a escola sempre cultiva nas crianças o espírito natalino e valores humanos. “Procuramos ensinar aos nossos alunos valores como fraternidade e união, prova disso é que eles tomaram a iniciativa de fazer essa doação de brinquedos e pediram o nosso apoio”, concluiu.
Raulane Macias, de apenas seis anos, ficou muito feliz com o seu presente. “Gostei muito, quero agradecer aos alunos da escola Maroja Neto pelo brinquedo”, disse ela. A coordenadora da pediatria do HMUE, Dra. Márcia Anaisse, falou do trabalho do setor, que conta com uma equipe multiprofissional para atender os pequenos pacientes. “Temos médicos, enfermeiros, psicólogos e fonoaudiólogos, entre outros profissionais, que trabalham juntos para oferecer o melhor serviço de saúde às crianças. O meu desejo de Natal para todas elas é que Jesus renasça no coração de cada uma e que 2012 seja um ano de muita felicidade, saúde e paz para todos”, falou.
A coordenadora da Escola Prosseguir no HMUE, professora Débora Sousa, fez uma retrospectiva do trabalho desenvolvido pela equipe pedagógica dentro do hospital. “Em 2011 tivemos momentos inesquecíveis vivenciados com as crianças neste hospital. Procuramos dar o nosso melhor para aliviar um pouco do sofrimento delas, fazendo com que elas esquecessem a dor e participassem de atividades educacionais e de recreação, e acredito que conseguimos alcançar esse objetivo”, disse a professora.
Débora lembrou que a semana natalina está apenas começando e que ainda haverá na próxima semana oficina de brindes, guirlandas e outras surpresas para as crianças e também para os seus acompanhantes.

Texto:
Ana Claudia-Hospital Metropolitano
Coral das Internas do
Centro de Recuperação
Feminino faz
apresentação em shopping
A noite desta quinta-feira, 15, foi especial para 24 internas do Centro de Reeducação Feminino, localizado em Ananindeua, na Região Metropolitana de Belém. Elas tiveram a oportunidade de mostrar, fora da prisão, o que aprenderam nas aulas de música do coral, projeto desenvolvido pela Superintendência do Sistema Penitenciário do Pará (Susipe). A apresentação aconteceu durante a programação de Natal do shopping Boulevard.
Segundo a interna Carla Damasceno, integrante do coral, é muito importante se preparar para uma nova vida. "Estou emocionada, pois meu filho e minha amiga vieram me ver. É uma forma de criar novas expectativas de vida”, afirmou. Por meio de ações como esta, a Susipe busca promover a integração das detentas ao convívio social, mostrando para a sociedade que mesmo reclusas, elas exercem o direito de cidadãs e recebem capacitação com atividades de inserção.
Para o diretor do Núcleo de Reinserção Social, Ivaldo Capeloni, é importante a realização de eventos como este. "É fundamental mostrar para as próprias internas que mesmo privadas de liberdade, estão sendo inseridas gradativamente à sociedade”, declarou. Já para a professora do coral, Adriene Valentim, o principal objetivo é a ressocialização. “As meninas estavam muito animadas para a apresentação, isso ajudou muito na auto-estima delas, a música é capaz de transformar e despertar o lado positivo”, destacou.

Texto:
Nara Pessoa-Susipe
Fundação Curro Velho
Grava samba enredo do
Carnaval 2012
A Fundação Curro Velho, em parceria com a Rádio Cultura, gravou nos dias 14 e 15 de dezembro, o samba enredo do Grêmio Recreativo Escola de Samba “Crias do Curro Velho” para o Carnaval 2012. O samba “Nas Asas da Vovó” é de autoria do compositor Paulinho Moura, gerente de música da instituição e foi gravado no estúdio Edgar Proença, da Funtelpa.
O samba enredo remete aos antigos carnavais, quando a batalha de confete e serpentina, as marchinhas e o Gorila faziam a alegria da criançada que nos bairros do Telégrafo, Pedreira, esperavam os blocos passarem e viam figuras como o "Doutor Passa o Pau", a "Nega Maluca" e os "Índios" que soltavam fogo pela boca. “A gente achava extraordinário ver essas figuras e o samba traz a lembrança do nosso passado, do nosso tempo de criança, quando a gente ia para a batalha de confete e serpentina. Isso difere muito dos carnavais de hoje”, relembra o diretor de bateria das Crias de Curro Velho, Muka de Souza, que também faz parte da Gerência de Música da Fundação.
A Fundação Curro Velho sempre trabalhou essa questão de relembrar o passado, e esse ano o samba enredo cita algumas marchinhas de Carnaval, como por exemplo “ÔAbre Alas", de Chiquinha Gonzaga, que foi a primeira música de Carnaval a ser gravada no Brasil. Os músicos que gravaram o samba são apenas o apoio para as verdadeiras estrelas da Fundação, que são as crias do Curro Velho, que participam de oficinas na instituição, como Pauê Martins, que foi aluno da Fundação e tocou caixa e tamborim na gravação do samba. Os intérpretes foram Bilão e Marquinho Melodia.
A bateria da Escola Crias do Curro Velho tem cerca de 170 componentes, crianças que participam ativamente das atividades da Fundação. “A procura é muito grande mas a gente consegue ajeitar e colocar 170 na avenida e é moleque que dói, mas é uma maravilha trabalhar com eles”, comemora Muka de Souza. As Crias do Curro Velho foram convidadas para participar do último programa Conexão Cultura, da TV, Rádio e Portal Cultura, que será realizado no dia 30 de dezembro, a partir de 10h, direto do Estúdio Edgar Proença.

Texto:
Andreza Gomes-FCV
Pará Rural avalia novos
projetos de
investimento produtivo
na segunda-feira
Na próxima segunda-feira, 19, o Núcleo de Gerenciamento do Pará Rural promove a segunda reunião do comitê gestor dos Projetos de Investimento Produtivo (PIPs) onde mais seis projetos serão analisados, podendo receber até R$ 7.105.081,81 em investimento para o beneficiamento de mais mil famílias que dependem da agricultura familiar no Estado.
Serão avaliados os projetos das Associações Agroextrativista de Flexal, de Criadores Extrativistas de Bagre, Comunidade Leandro, Tucano Açu, dos Pequenos Produtores Rurais da Vila Novo Planalto e a Cooperativa Agroextrativista Amazomonte.
Fundação Curro Velho e
Pro Paz finalizam
oficinas em Marituba
A Fundação Curro Velho, em parceria com o Pro Paz, realiza oficinas de técnicas circenses para crianças e adolescentes em Marituba. As oficinas repassaram técnicas como perna de pau e malabarismo e também instruiram os jovens a confeccionarem materiais circenses, como os malabares. Cerca de 100 crianças e adolescentes participaram das oficinas realizadas na Região Metropolitana de Belém, na unidade do Pro Paz nos Bairros, localizada no Instituto de Ensino de Segurança do Pará (Iesp).
As quatro oficinas foram encerradas no último 15 e tiveram uma apresentação com participação das crianças e adolescentes com idades entre 11 e 18 anos. O evento contou também com a participação dos pais das crianças atendidas pelo projeto. Os participantes apresentaram número cênico com malabares, perna de pau, acrobacia e tecido aéreo.
O instrutor Rodrigo Barros foi um dos colaboradores do projeto, que levou a arte circense ao município de Marituba. “O resultado foi bom, principalmente da parte das crianças menores que se concentravam e eram as mais entusiasmadas”, afirmou Rodrigo Barros. Para muitas crianças esse foi o primeiro contato com o circo. “O resultado foi mais do que bom, muitas crianças se apresentaram pela primeira vez em um palco”, ressaltou o instrutor Everton Figueiredo, que já foi aluno da Fundação.

Texto:
Andreza Gomes-FCV
Comércio paraense
lidera a geração de
empregos formais no Norte
Ocomércio paraense gerou, de janeiro a outubro de 2011, quase 10 mil postos de trabalho - o maior entre os Estados do Norte. Este é um dos dados constantes do novo relatório que a Secretaria de Estado do Trabalho, Emprego e Renda (Seter) e o Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos (Dieese-Pará) divulgam sobre a movimentação de postos de trabalho no setor formal do comércio e subsetores (atacado e varejo), no Pará e Região Norte, em outubro de 2011, nos dez primeiros meses de 2011 e nos últimos 12 meses (novembro/2010 a outubro/2011).
O material foi elaborado pelo Dieese-PA, com base no Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho. O relatório faz parte do Observatório do Trabalho do Estado do Pará, uma parceria entre o Governo do Estado, por meio da Seter e o Dieese-PA. O novo balanço mostra crescimento do emprego formal no comércio. Foram feitas, em todo o Pará, 7.136 admissões contra 5.934 desligamentos - saldo positivo de 1.202 postos de trabalho e crescimento de 0,68%.
Tanto o comércio varejista quanto o atacadista apresentaram saldos positivos. O varejista registrou 5.972 admissões contra 5.056 desligamentos - saldo positivo de 916 postos de trabalho e crescimento de 0,61%. Já o atacadista registrou 1.164 admissões contra 878 desligamentos - saldo positivo de 286 postos de trabalho e crescimento de 1,06%. Nesse mês, quase todos os Estados do Norte apresentaram saldos positivos de empregos formais.
A exceção foi Roraima: menos 50 postos de trabalho. Já o Pará apresentou o melhor desempenho: saldo positivo de 1.202 postos de trabalho, seguido do Amazonas (611 postos), Tocantins (370 postos), Acre (337 postos), Amapá (110 postos) e Rondônia (58 postos). Em toda a Região Norte foram feitas, no comércio, 19.300 admissões contra 16.662 desligamentos - saldo positivo de 2.638 postos de trabalho e crescimento de 0,63%.
Nos dez primeiros meses de 2011 (janeiro a outubro), o novo balanço mostra saldo positivo de empregos formais no comércio do Pará e crescimento de 5,46%. Foram feitas 78.505 admissões contra 69.110 desligamentos - saldo positivo de 9.395 postos de trabalho. No mesmo período do ano passado, o comércio paraense também apresentou crescimento, mas com saldo menor que o deste ano: 66.216 admissões contra 57.456 desligamentos - 8.760 postos de trabalhos e crescimento de 5,59%.
Tanto o comércio varejista quanto o atacadista apresentaram saldos positivos de empregos formais. O varejista registrou 66.192 admissões contra 58.640 desligamentos - saldo positivo de 7.552 postos de trabalho e crescimento de 5,16%. Já o atacadista registrou 12.313 admissões contra 10.470 desligamentos - saldo positivo de 1.843 postos de trabalho e crescimento de 7,13% no emprego formal.
O balanço efetuado pelo Dieese-PA sobre a flutuação dos postos de trabalho formais no comércio, nos Estados do Norte, de janeiro a outubro de 2011, mostra resultados positivos. E o Estado que apresentou a maior geração foi o Pará: 9.395 postos de trabalho, seguido pelo Amazonas (4.205 postos), Rondônia (2.873 postos), Tocantins (1.312 postos), Acre (1.048 postos) Amapá (1.037 postos) e Roraima (692 postos).
Nesse período, foram feitas no comércio, em toda a Região Norte, 213.914 contratações contra 193.352 desligamentos - saldo positivo de 20.562 postos de trabalho e crescimento de 4,99%. Os dados analisados mostram também que o saldo de postos de trabalho (9.395) obtidos pelo Pará, no comércio, nesse período, além de ser o maior saldo entre os demais Estados do Norte, representa 46% do saldo total de postos de trabalho gerados em toda a região Norte (20.562 postos).
Nos últimos 12 meses (novembro/2010 a outubro/2011), os números mostram saldo positivo de empregos formais e crescimento de 7,29% no comércio paraense: 94.383 admissões contra 82.049 desligamentos - 12.334 postos de trabalho. Tanto o comércio varejista quanto o atacadista apresentaram saldos positivos. O varejista registrou 79.829 admissões contra 69.492 desligamentos - saldo positivo de 10.337 postos de trabalho e crescimento de 7,20%. Já no atacadista foram feitas 14.554 admissões contra 12.557 desligamentos - saldo positivo de 1.997 postos de trabalho e crescimento de 7,78%.
Nos Estados do Norte, o comércio também apresentou, nos últimos 12 meses, saldos positivos de empregos formais. O Pará apresentou a maior geração: 12.334 postos de trabalho. Depois veio o Amazonas (6.494 postos) e Rondônia (3.685 postos). Nos últimos 12 meses, foram feitas, em todo o Norte, no comércio, 257.555 admissões contra 228.923 desligamentos - saldo positivo de 28.632 postos de trabalho e crescimento de 7,08%.
Os dados mostram que o saldo de postos de trabalho (12.334) obtidos pelo Pará, no comércio, nos últimos 12 meses, além de ser o maior verificado entre os demais Estados do Norte, representa 43% do saldo total de postos gerados em toda a região (28.632).

Texto:
Rusele Mendes-Seter
Gestores traçam
diagnóstico preliminar
da Educação Infantil
A Secretaria de Estado de Educação (Seduc) convidou representantes dos 143 municípios paraenses, para juntos, traçarem o diagnóstico preliminar da educação infantil. O encontro visa, entre outras coisas, fortalecer o regime de colaboração entre os sistemas de ensino, levantando dados sobre a educação de crianças na faixa etária de zero aos cinco anos.
Em dois dias de evento, realizado no auditório do Hotel Beira Rio, professores, técnicos em educação, secretários municipais de educação e representantes de associações dos municípios, trocaram informações sobre a realidade presente em cada região, suas maiores necessidades e sobre as especificidades locais. As informações foram oficialmente coletadas através de um questionário formulado pela Seduc, que servirá como base para verificar o quê os municípios estão fazendo para melhorar o ensino básico de cada região. Os participantes também formaram grupos de trabalhos e avaliações.
Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) há uma grande defasagem entre o número de atendimentos realizados e às demandas geradas na educação infantil. A diretora de educação infantil e fundamental da Seduc, Ana Cláudia Hage, explica que atualmente cerca de 40% das crianças na faixa etária em questão estão fora da escola, com demanda maior entre as crianças dos zero aos três anos, que deveriam estar nas creches. “É fato que o número de atendimentos deve ser compatível com o número de demandas. Na verdade, hoje o maior problema está na infraestrutura, já que os municípios possuem dificuldades para a aquisição de terrenos para a construção das creches e escolas infantis”.
O técnico em educação da associação dos municípios da Calha Norte, que compreende oito municípios da região do Baixo Amazonas (Alenquer, Curuá, Faro, Terra Santa, Óbidos, Oriximiná, Juruti e Prainha), Euclides Reis, confirma a informação e reitera que o maior problema está na zona rural, onde muitas vezes a área que serviria para a construção é de várzea. “O problema com o terreno acaba inviabilizando a obra, já que o Ministério da Educação não aceita construção de madeira, que seria a realidade de muitos municípios como os nossos. Desta forma, acabamos descobertos”, informa. “Tivemos dois municípios: Prainha e Oriximiná, que foram contemplados com verba Federal, mas ainda não temos onde construir”, conclui.
Segundo Reis, um levantamento realizado em 2008 informava que somente nos municípios da Calha Norte, cerca de sete mil crianças entre zero e cinco anos estavam sem atendimento escolar. Para a secretária municipal de educação do município de Santa Bárbara, Lourdes Pamplona, ainda é preciso dar mais atenção à educação básica. “ Temos que compreender que o aluno com boa educação nesta fase não vai ter problema em sua vida letiva. Tudo se constrói na base”.
Ana Cláudia Hage informa que a Seduc irá assessorar, avaliar e acompanhar o trabalho dos municípios e diz que “as boas condições de diagnóstico se fazem a partir de alguns fatores como: consciência de sua necessidade; decisão pela sua utilização; envolvimento efetivo da gestão; recolhimento de informações relevantes para o planejamento e participação organizada entre os órgãos”.
Segundo a diretora, estas condições são fundamentais para que algumas metas propostas pelo MEC através do Plano Nacional da Educação sejam alcançadas, entre elas: a universalização, até 2016, do atendimento escolar da população de quatro e cinco anos, e a ampliação, até 2020, da oferta da educação infantil de forma a atender 50% da população de até três anos; a universalização para a população de 4 a 17 anos, o atendimento escolar aos estudantes com deficiência; a oferta da educação em tempo integral em 50% das escolas públicas de educação básica e a formação de 50% dos professores da educação básica em nível de pós-graduação lato sensu e stricto sensu, garantindo formação continuada em sua área de atuação.

Texto:
Fabiana Batista-Seduc
Governador reúne com
parlamentares em
jantar de confraternização
O governador Simão Jatene esteve reunido com parlamentares na noite desta quinta-feira (15), em um jantar de confraternização, no Parque da Residência, em Belém. Estiveram presentes cerca de 40 deputados estaduais e federais. A ocasião foi um momento de descontração entre o governador e os parlamentares. Nesta sexta, 16, Simão Jatene reunirá com dirigentes dos órgãos do governo e secretários.
Santa Casa recebe "Doação de Fim de Ano"
O evento denominado “Doação de fim de Ano”, que há três anos vem unindo o Banco de Leite Humano da Santa Casa, o projeto Bombeiros da Vida (do Corpo de Bombeiros), o Grupo ISHTAR, a Cia Atlética e as instituições Parto do Princípio e Amamen, promoveu neste sábado, uma programação especial que contou com uma rodada de debates sobre aleitamento materno e doação de leite humano. A parceria também é responsável por uma campanha de arrecadação de roupas, fraldas e alimentos que serão doados aos pacientes da Fundação Santa Casa.
A Infância de Cristo na
exposição “Natividade
em Belém"
O Museu de Arte Sacra prepara uma homenagem especial à data que marca o nascimento de Jesus: o Natal. A partir desta sexta-feira, às 18h, os visitantes do museu vão conhecer a exposição “Natividade em Belém”, uma grande variedade de peças que retratam a infância de Cristo.
As obras, de maioria portuguesa, fazem parte do acervo do colecionador José Fragoso Reis, que disponibilizou as peças para aproximar ainda mais o público de um dos eventos mais celebrados do ano. Além de retratar a infância do menino Jesus, a exposição ainda revela a religiosidade popular da época, representada nas imagens sobre Cristo datadas dos séculos XIX e XX. A exposição contará também com oratórios e presépio que rememoram o evento simbólico-religioso.
A abertura da mostra “Natividade em Belém” tem início com uma missa na Igreja de Santo Alexandre, promovida pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Cultura, do Sistema Integrado de Museus e Memoriais e do Museu de Arte Sacra. As visitas podem ser feitas de terça à sexta-feira, de 10h as 18h, e aos sábados, domingos e feriados, de 10h as 14h, até o dia 16 de janeiro. A entrada é franca.
Bolsista do IAP apresenta
"Olhos de Papel de Seda"
Os princípios do ofício de bonequeiro e a experimentação são os principais focos do projeto “Olhos de papel de seda”, que pretende transformar a “brincadeira” do Boi Malhadinho e do Boi de Máscara de São Caetano de Odivelas – manifestações folclóricas da cultura popular – em narrativa do teatro de formas animadas.
Contemplado com a Bolsa de Criação, Experimentação, Pesquisa e Divulgação do Instituto de Artes do Pará, a pesquisa do projeto teve como matéria prima o olhar das crianças sobre as manifestações populares e consultoria de Ronaldo Silva, do Boi Pavulagem, e Aníbal Pacha, da In Bust Teatro com Bonecos.
“Agrupamos atividades de com desenhos e brincadeiras, onde as crianças pudessem expressar o que sentiam e viam diante de uma manifestação popular. A partir disso identifiquei os tipos de papel a serem usados na construção dos bonecos e vários elementos que estão somando para dar início a construção de um espetáculo”, explica Aline Chaves que coordena o projeto e dirige o espetáculo.
Aline Chaves conta com a colaboração de David Matos, que assina a dramaturgia do espetáculo e divide com ela a direção. “O mais importante não é representar, é brincar, ter compromisso com a brincadeira”, diz David, que está trabalhando junto ao elenco com jogos e brincadeiras. Aline Chaves e David escolheram como inspiração, a estética e as imagens do Boi Malhadinho, um boi tradicional que trabalha basicamente com crianças do bairro do Guamá, e o Boi de Máscara Faceiro em sua versão Junior, de São Caetano de Odivelas.
Natal D'àgua leva
doações e esperança
às ilhas de
Cotijuba e Outeiro
.Da Redação
Agência Pará de Notícias











A cada presente entregue, um sorriso e uma palavra em agradecimento. Assim foi marcada a manhã deste domingo (18) durante o projeto Natal D’Água, que desta vez atendeu os moradores da ilha de Cotijuba e comunidades da ilha de Caratateua, mais conhecida como Outeiro. Em cada uma das localidades foram distribuídos cerca de mil brinquedos e 500 cestas básicas.
Em Cotijuba, a distribuição começou por volta das 9 horas, logo após missa celebrada na paróquia São Francisco, onde mais de 200 famílias foram presenteadas. A doméstica Maria José Santos foi com os três filhos até a igreja para receber brinquedos e cesta básica e saiu de lá satisfeita. “Vamos ter um Natal diferente. Pela primeira vez meus filhos terão brinquedos novos para brincar e no jantar vai dar para fazer alguma coisa melhor. A minha família está muito feliz”, disse.
O pequeno Gabriel Souza, 7 anos, ganhou o presente que havia pensado em pedir para o Papai Noel, um carrinho de corrida. “Sempre quis ter um carrinho e hoje eu ganhei antes de pedir para o Papai Noel”, comentou.
No distrito de Outeiro, as doações foram feitas na paróquia Nossa Senhora da Conceição das Ilhas. Centenas de crianças foram até o local para receber os presentes e participar de uma manhã alegre. A família do agricultor Manoel do Carmo, 63 anos, aproveitou a oportunidade para confraternizar. “No dia do Natal não vamos poder ficar todos juntos, então reuni meus netos, meus filhos e trouxe todos para cá. Está sendo muito legal. Meus netos ganharam presentes e eu ganhei cesta básica”.
O projeto Natal D’Água é resultado de uma parceria entre o governo do Estado e a paróquia Nossa Senhora da Conceição das Ilhas, cujo pároco é o padre Jonas Teixeira. “Faço parte da paróquia há onze anos e sempre percebi que durante o Natal as pessoas se esqueciam de doar brinquedos para as crianças das ilhas. Há cinco anos comecei com esse projeto e este ano foi ainda mais especial porque contamos com a parceria do governo”, disse o padre.
No total, foram arrecadados 40 mil brinquedos e oito mil toneladas de alimentos. A distribuição já ocorreu em diversas ilhas da região de Belém e também em algumas comunidades carentes da capital. “A proposta é que no próximo ano o projeto cresça e chegue a um número maior de comunidades. Na semana que antecede o Natal, iremos até os municípios de Salinópolis e Maracanã”, disse o assessor técnico da Casa Civil da Governadoria, Cleber Azevedo.
Auto de Natal da Fundação
Curro Velho resgata
brincadeiras de criança
.Da Redação
Agência Pará de Notícias




 “Cada um de nós é uma estrela”. Esta é a primeira mensagem do Auto de Natal da Fundação Curro Velho, “Os Brincantes – Memórias de infância”, apresentado dias 16 e 17, na sede da instituição. O espetáculo trouxe de volta as brincadeiras de infância, o sonho e a fantasia, contando a história da pequena Maria, que saiu da Vila da Barca e encontrou, no Curro Velho, um mundo de artes, descobertas e brincadeiras de criança.
Leonora Cruz , avó do pequeno José Miguel, do coral infantil, se emocionou com o espetáculo. “Fiquei muito feliz, foi lindo e emocionante. Vibrei aqui lembrando as brincadeiras de infância, não só eu como outras mães que também viram”, disse. A aposentada Cleise de Sousa também lembrou o tempo da sua infância. “Foi um espetáculo lindo, principalmente formado pelas crianças e o que elas apresentaram”, completou.
Ao todo cerca de 200 crianças participaram da encenação, no anfiteatro da Fundação Curro Velho, com a baía do Guajará como cenário. As crianças na faixa etária de 7 a 14 anos emocionaram o público com as músicas “Bonecas de pano”, “Dança dos carrinhos” e “Palavras”, entre outras. O coral infantil formado por 26 crianças emocionou o público cantando músicas de Natal com a regência da professora Elenir Paes.
Para a estudante Sandy Diniz, que interpretou a Estrela do Natal, foi uma responsabilidade fazer o papel. “Foi muito bom, gostei quando me deram esse papel, que trouxe uma mensagem, sobre as pessoas que pensam que não sabem fazer nada, mas no fundo sabem fazer alguma coisa. A Estrela do Natal guia as pessoas”, relatou.
Para o instrutor de teatro Adilson Pimenta, “Os Brincantes – Memórias de infância” teve um resultado muito positivo. “Foi meu primeiro ano como instrutor da iniciação artística no processo do Auto de Natal. Sempre fui monitor. Comecei como aluno aqui no Curro Velho. Foi muito legal resgatar as nossas brincadeiras. Ainda tive tempo de brincar de lata, de roque-roque, mas eles agora com tanta tecnologia não têm essa oportunidade”, observou.
As apresentações da Fundação Curro Velho integram o Natal com arte em toda parte, uma programação do governo do Estado. Quarta e quinta-feira (dias 21 e 22), acontece o cortejo cultural “Belém blim blom – Um passeio de Natal”. Segundo a superintendente da Fundação Curro Velho, Dina Oliveira, será um grande passeio cultural marcado na cidade para celebrar a magia do Natal com música, circo, teatro e dança.
A concentração será em frente ao Theatro da Paz em direção à Casa da Linguagem, onde acontecerá a culminância com outras atrações culturais. Crianças, jovens e adultos, artistas e educadores estão convidados para este passeio cultural, a partir das 18 horas.
Xxxxx
Segundo dia da Mostra
de Reinserção
Social tem
debates e desfile
.Da Redação
Agência Pará de Notícias










A programação do segundo dia da Ciclos - I Mostra das Ações de Reinserção Social do Pará começou, neste sábado (17), com o bate-papo “Di Rocha”, uma conversa entre presos e egressos do Sistema Penitenciário para alertar os adolescentes acerca do mundo do crime e preveni-los contra as “armadilhas” e más companhias. O diálogo foi com jovens assistidos pelo Jardim das Oliveiras, centro espírita que presta assistência a famílias carentes no bairro da Guanabara.
Os jovens fizeram perguntas e conheceram um pouco da realidade do cárcere por meio do relato dos detentos. “Ao entrar pelo mundo do crime, vocês terão apenas dois caminhos: a cadeia ou a morte. Não escolham essa vida para vocês”, disse o interno Cassio Veloso, que cumpre pena na Casa do Albergado.
Os internos do Hospital de Custódia e Tratamento Psiquiátrico participaram do evento por meio do projeto Sala de cordas, no qual três custodiados apresentaram aquilo que aprenderam nas aulas de violão e canto. Em seguida, as internas do Centro de Reeducação Feminino emocionaram o público com a apresentação musical de violões e coral.
Também fez parte da programação um debate com o juiz Claudio Rendeiro, que em breve assumirá a 1ª Vara de Execução Penal; o empresário Celestino Alves, dono da loja de produtos de tecnologia Computer Store, e o titular da Superintendência do Sistema Penal (Susipe), André Cunha. “Devemos envolver a sociedade e despertar a consciência coletiva de que é preciso tratar a pessoa presa, pois este é um ciclo da vida que ira se fechar em algum momento, e se abrirá o ciclo da liberdade”, destacou Cunha.
Celestino Alves comentou que a partir do exemplo de seu empreendimento espera que outras empresas também tomem a iniciativa e deem a oportunidade de empregabilidade a presos e egressos do sistema penitenciário. O juiz Cláudio Rendeiro afirmou que “discussões como esta buscam soluções reais para a atual situação carcerária”.
A segunda noite da mostra terminou com um desfile de moda da coleção industrial produzida por egressos da Fábrica Esperança, seguido de um show da banda Mocotó elétrico. O evento acontece na Estação das Docas, é aberto ao público e vai até domingo (18), com início às 16 horas.
Postar um comentário

REVISTAS MEDIUNIDADE

JESUS: "Choro por todos os que conhecem o Evangelho, mas não o praticam...”

Ofuscado pela grandeza do momento, começou a chorar. Viu, porém, que Jesus chorava também... E, Eurípedes, falou – Senhor, por que ch...