Total de visualizações de página

quinta-feira, janeiro 19, 2012

Governo fiscaliza retomada das obras do PAC no Estado



                Fiscalização e muito trabalho. É assim que o governo Jatene pretende garantir a retomada de mais de quarenta obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) no Pará. O novo calendário para conclusão dos projetos de habitação e saneamento que estão atrasados foi anunciado nesta quarta-feira, 18, pelo secretário Especial de Infraestrutura, Sérgio Leão, durante uma visita às obras no município de Castanhal, região nordeste do estado. “Nós temos R$ 103 milhões do PAC I e II para investir só na área de saneamento, aqui em Castanhal. A meta é ampliar e melhorar o sistema de abastecimento de água pra população. Queremos chegar a 80% de cobertura até o final deste ano”, destacou o secretário. Hoje, apenas 45% dos moradores de Castanhal contam com esse serviço.
                Antes de começar a visita às obras, a comitiva do governo se reuniu com o prefeito Hélio Leite, secretários e técnicos do poder municipal na sede da prefeitura. Também participaram da reunião os presidentes da Companhia de Habitação do Pará (Cohab), Marco Aurélio, e da Companhia de Saneamento do Estado (Cosanpa), Antônio Braga, além de gerentes e técnicos dos dois órgãos e do deputado estadual Márcio Miranda.
                O prefeito parabenizou o governo Jatene pela iniciativa de fiscalizar mais de perto a execução das obras, mas pediu maior empenho da Cosanpa, principalmente no planejamento e atendimento aos bairros mais carentes. "Nós passamos a tutela da concessão do serviço para a Cosanpa. E é preciso que a companhia assuma esse, que é um dos maiores problemas do nosso município” disse Hélio Leite.
Saúde e qualidade de vida
                Em resposta, o presidente da Companhia de Saneamento do Pará lembrou que dos 252 quilômetros de rede de distribuição previstos, 92% já foram assentados. “Até o final deste ano, serão cerca de 100 mil pessoas atendidas em 14 bairros. Além disso, Castanhal vai ganhar quatro estações de tratamento de esgoto, beneficiando mais de três mil domicílios”, destacou Antônio Braga, ressaltando que hoje esse serviço não existe no município. Durante toda a manhã, a comitiva visitou o canteiro das obras de saneamento, que também inclui a substituição de equipamentos para aumentar e melhorar a vazão dos poços já existentes, além da construção de três reservatórios elevados em bairros periféricos da cidade.
                Pela tarde, a vistoria se estendeu às obras dos quatro projetos de habitação que estão sendo executados no município desde 2007\2008 e já deveriam ter sido concluídos. São eles: residencial Tangarás e Ipês, do projeto “Minha casa, Minha Vida”, e Providentinos e Jaderlândia, do PAC. Ao todo, são R$ 142 milhões investidos na construção de 2.550 novas unidades, 2.279 regularizações fundiárias e 435 melhorias.
                Ao final da visita, o secretário Sérgio Leão assumiu o compromisso de que tanto as obras de habitação quanto as de saneamento não serão mais paralisadas. “Nós trabalhamos todo o ano de 2010 só para regularizar esses contratos que tinham problemas nos projetos executivos, em execuções não pagas e sem regularização junto à Caixa. Agora que conseguimos a garantia de retomada das obras junto às empreiteiras, vamos acompanhar a execução com mais rigor”, prometeu Sérgio Leão. O cronograma de vistorias as obras continua na próxima semana, em municípios do sul do Pará.
 Texto:
Marlicy Bemerguy-SEINFRA
Postar um comentário

REVISTAS MEDIUNIDADE

JESUS: "Choro por todos os que conhecem o Evangelho, mas não o praticam...”

Ofuscado pela grandeza do momento, começou a chorar. Viu, porém, que Jesus chorava também... E, Eurípedes, falou – Senhor, por que ch...