Total de visualizações de página

sexta-feira, janeiro 13, 2012

Operação resulta em presos com drogas e armas apreendidas em Moju




                O município de Moju, a cerca de 60 quilômetros de Belém, na região do Baixo Tocantins, foi palco de uma operação policial de combate e repressão ao tráfico de drogas, nesta sexta-feira, 13. Oito pessoas foram detidas e conduzidas à sede da Superintendência Regional em Abaetetuba. Quatro delas foram autuadas em flagrante por tráfico de drogas, posse e porte ilegal de armas de fogo e munição. Em poder delas, foram apreendidas três armas (uma pistola calibre 380, um revólver calibre 38 e uma cartucheira). Quase meio quilo de porções de pasta de cocaína, em formato de petecas e de pedra, também foram encontradas pelos policiais nos locais. Ao todo, 80 policiais civis atuaram na operação, dos quais 20 delegados e 60 investigadores.
                Sob coordenação das Diretorias de Polícia Especializada (DPE) e do Interior (DPI), os agentes deslocaram-se da sede da Delegacia-Geral, em Belém, por volta das 3 horas, com destino ao município, onde chegaram no final da madrugada. Ao todo, 20 mandados de busca e apreensão foram expedidos pelo Poder Judiciário com parecer do Ministério Público local. Denominada de “Cobra Grande”, a operação policial contou com a parceria do promotor de Justiça José Augusto Sarmento, do Ministério Público de Moju. Segundo o delegado Ivanildo Santos, diretor da DRCO (Divisão de Repressão ao Crime Organizado), a operação teve por objetivo atender aos apelos da população local, que denunciou a prática de venda de drogas na área por meio do Disque-Denúncia (181).
                Ainda conforme as denúncias, os responsáveis pela venda de drogas também fomentavam homicídios resultantes da disputa do tráfico e forneciam armas para prática de roubos na cidade. Diante disso, as equipes fizeram abordagens nos locais onde já havia flagrado armas e drogas. De acordo com o delegado Silvio Maués, diretor de Polícia do Interior, a ação policial foi uma preparação de outras futuras operações que serão realizadas ao longo do ano. A ação teve por meta colher indícios do crime e gerar a instauração de inquéritos policiais para realizar novas operações de maior envergadura. O delegado explica que, além da repressão aos pontos de tráfico de drogas no município, a operação visa ainda diminuir outros crimes relacionados à venda de drogas, como roubos, furtos e homicídios.

Texto:
Walrimar Santos-Polícia Civil
Postar um comentário

REVISTAS MEDIUNIDADE

JESUS: "Choro por todos os que conhecem o Evangelho, mas não o praticam...”

Ofuscado pela grandeza do momento, começou a chorar. Viu, porém, que Jesus chorava também... E, Eurípedes, falou – Senhor, por que ch...