Total de visualizações de página

quinta-feira, dezembro 01, 2011

Estudo sobre a potencialidade do caranguejo Uçá é apresentado em congresso

Uma plateia formada por estudantes de engenharia de pesca, biólogos e coletores de caranguejo, lotou o auditório do Hangar - Centro de Convenções e Feiras da Amazônia, durante o I Seminário de Caranguejo Uçá no Pará, promovido pela Secretaria de Pesca e Aquicultura do Estado (Sepaq). Durante o seminário, o biólogo e doutorando em ciência animal Mauro Tavares, expôs ao público um projeto feito por ele e sua equipe sobre a Bioecologia do caranguejo-uçá e seu potencial produtivo e extrativo no litoral paraense.
Segundo o biólogo, quando comparado com o resto do Brasil, o Pará possui um grande potencial e muitas vantagens quando se fala na produção do crustáceo. “Os manguezais paraenses tem privilégios quando comparados a outros estados brasileiros, porém, mesmo assim ainda encontramos algumas dificuldades. Em alguns municípios, esses crustáceos vêm diminuindo muito”, ressaltou Tavares. Ainda assim, o litoral paraense apresenta um grande potencial, como por exemplo, o município de Viseu. Lá, estudos feitos mostram que 46 caranguejos são tirados por homem a cada hora.
Outras informações sobre a produção do crustáceo no Estado, o período de defeso e comercialização do caranguejo, também foram repassadas aos participantes. “Tudo que ouvimos aqui foi muito interessante. Sou catador de caranguejo há 25 anos e pela primeira vez estou tendo oportunidade de conhecer mais sobre o meu trabalho”, disse Nilson Nascimento, 40 anos, representante da comunidade Arapiri do município de Curuçá.
Estudantes do curso de Engenharia de Pesca vieram do estado do Amapá para participar do seminário e ficaram satisfeitos com o resultado. “Valeu muito a pena a gente ter feito esse esforço, ter saído do nosso estado para participar desse congresso. Tudo que aprendemos aqui será muito importante para a nossa vida acadêmica e profissional”, afirmou a estudante Morgana Santos.
O representante da Associação dos Caranguejeiros de Arapiri, Ivanildo Lima, disse que irá repassar para seus colegas de profissão tudo que aprendeu durante o congresso de pesca. “Nem todo puderam vir, mas, estou fazendo todas as anotações, tirando todas as minhas duvidas e assim que chegar lá na comunidade vou reunir meus colegas para repassar os ensinamentos”, contou.

Texto:
Bruna Campos-Secom
Postar um comentário

REVISTAS MEDIUNIDADE

JESUS: "Choro por todos os que conhecem o Evangelho, mas não o praticam...”

Ofuscado pela grandeza do momento, começou a chorar. Viu, porém, que Jesus chorava também... E, Eurípedes, falou – Senhor, por que ch...