Total de visualizações de página

quinta-feira, dezembro 01, 2011

Governo apresenta novo sistema de recadastramento do "Bolsa Trabalho"

O novo sistema de recadastramento do programa Bolsa Trabalho deverá entrar em operação no dia 5 de dezembro. O projeto é fruto de uma parceria entre a Empresa de Processamento de Dados do Estado do Pará (Prodepa) e a Secretaria de Estado de Trabalho, Emprego e Renda (Seter). A versão atualizada do sistema deverá tornar o recadastramento mais ágil e preciso.
A ferramenta garantirá a consistência e validação das informações bancárias do Banpará e da Caixa Econômica Federal, com base nas informações existentes no banco de dados do Bolsa Trabalho. O novo sistema visa o recadastramento dos bolsistas para a confrontação e confirmação das informações já existentes no banco de dados do programa federal, garantindo assim, maior segurança e confiabilidade.
O Analista de Sistemas da Prodepa, Alan Amaral, participou do processo de produção do site e aprovou o resultado. “O novo sistema de recadastramento do Bolsa trabalho foi criado para que se pudesse ter um maior controle nas informações dos beneficiários, diminuindo, assim, a defasagem de conteúdo e tornando o processo de atualização mais ágil e moderno”, afirma o analista.
Monitoramento - O secretário de Estado de Trabalho, Emprego e Renda, Júnior Hage, ressaltou que o recadastramento oferecerá mais segurança ao monitoramento do programa. "Os bolsistas devem se recadastrar para que continuem a receber o valor referente às bolsas", destacou o secretário. Segundo ele, os nomes dos beneficiários que precisam comparecer à agência do Banco do Estado do Pará, na Avenida Senador Lemos, estão disponíveis no site da Seter - www.seter.pa.gov.br.
Os bolsistas da Região Metropolitana de Belém, informou Júnior Hage, devem levar ao banco o original e fotocópia da Carteira de Identidade, do CPF e de um comprovante de residência.

Texto:
Marilia Quaresma-Prodepa
Postar um comentário

REVISTAS MEDIUNIDADE

JESUS: "Choro por todos os que conhecem o Evangelho, mas não o praticam...”

Ofuscado pela grandeza do momento, começou a chorar. Viu, porém, que Jesus chorava também... E, Eurípedes, falou – Senhor, por que ch...