Total de visualizações de página

quinta-feira, dezembro 01, 2011

Belém realiza ações de saúde no Dia Mundial de Combate a AIDS














Todos os anos, no mundo todo, cerca de 3 milhões de pessoas morrem vítimas da AIDS, segundo dados da Organização Mundial de Saúde. Para lembrar o Dia Mundial de Combate à AIDS, celebrado no dia 1 de dezembro (quinta-feira), Belém organizou várias atividades voltadas para população da capital abordando educação, alerta e prevenção.
Atualmente em Belém, existem cerca de 520 pacientes soropositivos, segundo dados da Secretaria Municipal de Saúde de Belém (Sesma). Para alertar a sociedade sobre os perigos da doença e combater o preconceito, a Sesma começou a programação do Dia contra a AIDS com uma caminhada pela manhã da Praça Batista Campos até a Praça da Bandeira.
No local de chegada dos participantes, a secretaria montou dez estandes de atendimento para a população, realizando orientações sobre prevenção, exames rápidos para detecção do HIV e demais doenças sexualmente transmissíveis. Além dos estandes, na Praça da Bandeira aconteceram ainda shows do cantor Eloy Iglesias e de grupos de Street Dance.
Para a secretária de saúde de Belém, Sylvia Santos, atualmente o combate à AIDS deve ser uma das prioridades de qualquer sociedade. “Em Belém estamos nos empenhando em realizar a maior cobertura aos nossos cidadãos, além de oferecer atendimento adequado e especializado como o que realizamos em nosso Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA/Belém). Todas as pessoas que procurarem os serviços do Centro serão atendidas de forma discreta, rápida, passando por aconselhamento
social, acesso a exames e após essa esta etapa receberão ainda orientações sobre tratamento e prevenção.”, afirmou.
Ainda na programação de Dia Mundial de Combate a AIDS, as unidades municipais de saúde dos bairros do Guamá, Marambaia, Paraíso do Pássaros, Jurunas, Telégrafo, Tapanã, Pratinha e mais a Casa da Mulher e Hospital de Mosqueiro realizaram testes rápidos para a detecção do vírus da AIDS.
 “Graças aos trabalhos realizados pela Sesma, em 2011 o CTA Belém expandiu sua cobertura de atendimento em 35%, o que representa uma média de 70 atendimentos por dia. E em relação ao ano de 2010, neste ano houve uma queda de 10% na confirmação do caso de HIV em Belém. Mas a prevenção não deve vir apenas dos esforços do poder público. É preciso que as famílias conversem mais sobre prevenção e os perigos
das DSTs dentro de casa. A informação e a prevenção devem ser universais e livres de preconceito”, concluiu Mara Rocha, diretora do CTA.
No Cine Olympia aconteceu a Mostra Cine Positivo, com a exibição de filmes que abordam a temática da AIDS na sociedade. Um passeio ciclístico, com distribuição de preservativos e folders educativos alertando sobre a importância da prevenção, aconteceu no Conjunto Marex. No Shopping Boulevard, houve um desfile de moda com roupas confeccionadas com preservativos.
Carmen Lima, enfermeira aposentada, que acompanhou o trabalho dos estandes da Sesma na Praça da Bandeira diz que hoje a AIDS é uma realidade na vida de todas as pessoas. “Há anos, eu pude acompanhar os primeiros casos da doença em Belém e digo que todos devemos procurar a prevenção, pois hoje homens, mulheres, crianças, idosos,
heterossexuais ou homossexuais, somo todos vitimas em potencial se não nos prevenirmos”, disse.

Texto: Fernando Rodrigo Diniz - Ascom Sesma / Fotos: Alzyr Quaresma
Postar um comentário

REVISTAS MEDIUNIDADE

JESUS: "Choro por todos os que conhecem o Evangelho, mas não o praticam...”

Ofuscado pela grandeza do momento, começou a chorar. Viu, porém, que Jesus chorava também... E, Eurípedes, falou – Senhor, por que ch...