Total de visualizações de página

quinta-feira, dezembro 01, 2011

Novo mapa traz ampliação da área do Parque Estadual do Utinga

O mapa da área territorial do Parque Estadual do Utinga (Peut), localizado entre os municípios de Belém e Ananindeua, na Região Metropolitana, foi publicado no Diário Oficial do Estado nesta quinta-feira (1º). O decreto oficializa os limites físicos do Parque e informa o aumento da área protegida de 1.248 hectares para 1.393,0088 ha. O Peut é a maior área de conservação da natureza com proteção integral na Região Metropolitana de Belém aberta à visitação e o único parque natural do Brasil localizado próximo à área urbana.
O aumento da área do Peut se deu pela observação da existência de áreas ambientais conservadas que estavam fora do território protegido. A incorporação dessas áreas aumenta a proteção das espécies. A necessidade de integração de novas áreas ao Parque se deu a partir do estudo para oficialização dos limites. “Além de uma nova dinâmica da área urbana, que proporcionará o prolongamento da Avenida João Paulo II, o novo limite do Parque nos permitirá uma maior gestão em torno da área protegida”, explica o diretor de Áreas Protegidas do Estado, Paulo Altieri.
O Parque do Utinga contempla as áreas de floresta de terra firme, várzea e igapós. No local existem mamíferos, répteis, anfíbios e insetos, além de uma grande variedade de aves e de espécies da flora. A área é gerenciada pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema). “Com a publicação do memorial descritivo, a população passa a ter a verdadeira visibilidade do Parque, já que até então esta era de conhecimento apenas da Sema. Com esse documento se tem a perfeita ideia de onde estão passando os limites do Parque do Utinga”, informa o diretor da Sema.
Atualmente, o Parque do Utinga tem várias funções: protege os mananciais da Região Metropolitana de Belém, responsáveis por 60% do abastecimento público da RMB; funciona como de área de pesquisa para faculdades e universidades, como laboratório natural de biodiversidade; sedia reuniões de governo; abriga um banco de sementes de espécies regionais, além de ser uma área de lazer para a população.
Preservação - Apenas na RMB existem três áreas de proteção ambiental. O Parque Estadual do Utinga (Peut), que entre suas principais funções está a conservação de mananciais; a Metrópole da Amazônia, que protege a fauna e flora da região, e a Área de Proteção Ambiental do Combu (APA Combu), na parte insular de Belém, a mais voltada para o extrativismo vegetal, como o cultivo de açaí e cacau. “Cada uma possui uma função principal, mas acabam tendo várias funções”, ressaltou Altieri.
No total, o Estado tem 27 áreas de proteção. “As maiores Áreas de Proteção Integral e as maiores Áreas de Uso Sustentável do mundo foram criadas na gestão do governador Simão Jatene”, informa o diretor. As maiores Áreas de Proteção Integral são as florestas do Paru, Trombetas e Faro, e as maiores Áreas de Uso Sustentável são a Maicuru e a Estação Ecológica Grão Pará, que juntas totalizam mais de 3 milhões de hectares.
O Parque do Utinga recebe todos os dias pessoas que praticam exercícios físicos e contemplam a natureza, além de grupos de visitantes, que marcam as visitas previamente. Outra atividade do Parque são as trilhas, com sete opções para receber os visitantes: a do Macaco, da Castanheira, da Jararaca, da Mariana, da Água Preta, da Acapu e do Bolonha. O servidor público Niclevan Araújo é um dos frequentadores, que procura o local para caminhar. “Gosto de vir aqui, pois posso caminhar em um local de ar puro, além de poder contemplar esse cenário maravilhoso”, diz ele.
Em 2010 passaram pelo Peut 37 mil pessoas. Este ano, até novembro já haviam passado mais de 55 mil visitantes. O gerente do Parque, Vitor Matos, informa que uma das propostas é dinamizar ainda mais a área ambiental, para que a “população usufrua ainda mais dessa área ambiental. Para isso, promovemos visitas programadas e estudamos novas atrações”.
Serviço: O Peut está localizado na Avenida João Paulo II. O horário de visitação, de segunda à sexta-feira, é das 8h ao meio dia. A Sema fornece, com visita marcada previamente, transporte de ida e volta, em ônibus com 40 lugares, para escolas públicas estaduais, municipais e comunidades carentes. Os grupos podem marcar as visitas, a partir de 15 pessoas, no próprio parque. Mais informações podem ser obtidas na gerência do Parque Estadual do Utinga, pelos telefones: (91) 3276-2778 e 3184-3613 e e-mail parquedoutinga@sema.pa.gov.br

Texto:
Manuela Viana-Secom
Postar um comentário

REVISTAS MEDIUNIDADE

JESUS: "Choro por todos os que conhecem o Evangelho, mas não o praticam...”

Ofuscado pela grandeza do momento, começou a chorar. Viu, porém, que Jesus chorava também... E, Eurípedes, falou – Senhor, por que ch...