Total de visualizações de página

sexta-feira, dezembro 02, 2011

Deam de Altamira divulga prisões de acusados de crimes contra mulheres

A equipe da Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (Deam), em Altamira, sudoeste do Pará, tem atuado em ações preventivas e repressivas para combater a violência contra a mulher na região. Dois casos de crimes contra mulheres foram divulgados nesta sexta-feira, 2. Em ambas as situações, os acusados foram presos.
No primeiro caso, a equipe coordenada pela delegada Thalita Rosal Feitoza cumpriu mandado de prisão preventiva contra Elias Ferreira Reis por violência doméstica contra a companheira. Durante as investigações, a delegada constatou que a vítima era constantemente agredida fisicamente em casa pelo acusado, contudo, recusava-se a registrar boletim de ocorrência para apurar o crime, prestar declarações sobre o fato, assim como fazer qualquer exame pericial. A equipe policial, com autorização da vítima, registrou fotografias das lesões nas costas, joelhos, corte na língua e falta de dentes devido aos socos que o agressor desferiu contra a mulher.
A partir das provas, a delegada representou junto ao Poder Judiciário pela prisão preventiva de Elias Reis. A Comarca de Altamira decretou a ordem de prisão por considerar gravíssimos os fatos relatados nos autos do processo criminal. Na quinta-feira, 1, um dia após receber o mandado judicial, a equipe da Deam, composta pela delegada e pela investigadora Swe Ellen Klegin, com apoio do sargento Guimarães, da Polícia Militar, saiu à procura do acusado que foi localizado e preso. Ainda de acordo com a delegada, a requisição de prisão preventiva do acusado, contou com parecer favorável do Ministério Público, que avaliou que a situação de violência doméstica sofrida pela vítima poderia ser enquadrada também na lei de tortura.
A delegada Thalita Feitoza explica que a Deam de Altamira atua contra a violência doméstica com apoio do delegado Cristiano Marcelo do Nascimento, superintendente regional do Xingu, sob recomendações do diretor de Polícia do Interior, Silvio Maués; do delegado-geral da Polícia Civil, Nilton Atayde, e secretário de Segurança Pública e Defesa Social, Luiz Fernandes Rocha.
Tentativa de homicídio
Em outro caso divulgado pela Deam de Altamira, as Polícias Civil e Militar, sob coordenação da delegada Thalita Feitoza, prenderam em flagrante Luan Ribeiro da Silva. O acusado, mais conhecido como “Xipaia”, tentou matar a própria mãe com uma faca. Usuário de drogas, ele chegou a ferir a vítima, mas não conseguiu matá-la por que um irmão interferiu no crime. Luan Silva tentou fugir com a faca, mas acabou perseguido pelos policiais e preso em flagrante com a arma do crime.
“Xipaia” já é conhecido da Polícia de Altamira, onde tem passagens por furtos e roubos na cidade. Após a prisão, a Comarca Judiciária de Altamira homologou a prisão do acusado e a converteu para prisão preventiva. Com isso, o preso ficará recolhido à disposição da Justiça para responder pelo crime. O delegado Cristiano Marcelo do Nascimento enfatizou que as ações policiais de combate a práticas criminosas continuam em todo município e na região do Xingu, no sudoeste do Pará.

Texto:
Walrimar Santos-Polícia Civil
Postar um comentário

REVISTAS MEDIUNIDADE

JESUS: "Choro por todos os que conhecem o Evangelho, mas não o praticam...”

Ofuscado pela grandeza do momento, começou a chorar. Viu, porém, que Jesus chorava também... E, Eurípedes, falou – Senhor, por que ch...