Total de visualizações de página

quarta-feira, setembro 26, 2012

Adepará desenvolve atividades nas escolas


A Agência de Defesa Agropecuária do Estado do Pará (Adepará) desenvolve o projeto “Adepará na Escola”, que está levando à população as formas de prevenção contra as zoonoses no meio rural, doenças que afetam animais, mas que podem ser transmitidas ao homem, em especial a febre aftosa. De acordo com Nivaldo Gomes, médico veterinário, a atividade melhora a atuação da Agência na região bragantina. A gerência regional de Capanema abrange 15 municípios, onde serão realizadas palestras em salas de aula e centros comunitários, envolvendo 136 convidados que têm interesse de participar das apresentações, entre elas alunos, professores, pais dos estudantes e afins.
O projeto foi idealizado pelo médico veterinário Nivaldo Gomes, tendo como acompanhante o engenheiro agrônomo Hamilton Altamiro. “Em nossas palestras abordamos a questão da febre aftosa com a participação dos alunos a partir da 4ª série. Na ocasião, também é apresentada a revista lúdica do personagem Chico Bento, de Maurício de Sousa, que tem a ilustração infantil, porém, inteligente, pois demonstra os riscos da doença nos rebanhos”, explica o médico veterinário.
Aos professores foram entregues as cartilhas de Defesa nas Escolas, sendo abordada a sintomatologia da aftosa, as espécies que contraem a doença, doses da vacina, cuidados com a vacinação e pós-vacinação, notificação da Adepará, assim como o calendário de vacinação. Também foi alertado como se deve usar corretamente os agrotóxicos na zona rural. “Foram abordadas as noções dos produtos, os fundamentais cuidados com as embalagens e as consequências para o ser humano, animais e meio ambiente” concluiu Hamilton Altamiro. O projeto Adepará na Escola integra a vasta programação em alusão aos 10 anos de fundação da Agência.

Texto:
Andréa Ferreira-Adepara
Fone: (91) 3210-1106 / (91) 8252-6442
Postar um comentário

REVISTAS MEDIUNIDADE

JESUS: "Choro por todos os que conhecem o Evangelho, mas não o praticam...”

Ofuscado pela grandeza do momento, começou a chorar. Viu, porém, que Jesus chorava também... E, Eurípedes, falou – Senhor, por que ch...