Total de visualizações de página

quarta-feira, setembro 26, 2012

Preso acusado de duplo homicídio em Paragominas


Alcirlei Farias de Almeida, de apelido "Nino", está preso em Paragominas, região nordeste do Pará, em cumprimento a mandado de prisão preventiva expedido pela Comarca Judiciária acusado de participação em um duplo homicídio. As vítimas são Cristiano Frazão de Araújo e Caroline Libânia Bispo. Ele também responde por tentativa de homicídio de uma criança de dois anos. Os fatos ocorreram no último dia 9, por volta de 5 horas da madrugada, em uma residência no bairro da Sidilândia. A motivação dos crimes seria uma rixa entre Cristiano e o acusado em decorrência do tráfico de drogas.
"Nino", Cristiano e Caroline eram envolvidos com o tráfico de drogas. As investigações mostraram que Cristiano, após uma discussão com "Nino", aplicou-lhe um soco. No mesmo instante, o acusado saiu do local e foi se armar com um revólver. Antes de atirar em Cristiano, ele acabou preso por policiais militares. Depois deste episódio, no entanto, as vítimas estavam dormindo na residência de Caroline, no momento em que foram surpreendidos pelo criminoso, que chegou ao local em uma motocicleta conduzida por um comparsa. Em seguida, ele bateu à porta da casa que foi aberta por Cristiano. Com arma em punho, ele teria passado a atirar primeiro em Cristiano, que morreu na hora. Depois, baleou Caroline que caiu morta do lado de fora da casa.
Uma criança, que estava no local, era filha de Caroline com um traficante de drogas, conhecido como Dimas, que está no Presídio Regional de Paragominas. Ela foi atingida por um dos disparos, mas foi socorrida e já está fora de perigo. Preso, Alcirlei negou envolvimento no crime. Ele já era investigado por mais de três homicídios ocorridos neste ano, em Paragominas, e já esteve preso por duas vezes por porte ilegal de arma de fogo. A operação policial que resultou na prisão do acusado foi realizada pela equipe formada pelo delegado José Ricardo Oliveira, superintendente regional da Zona Guajarina, e pelos investigadores Paulo Henrique, De Lecon e Miguel. As investigações do crime prosseguem.

Texto:
Walrimar Santos-Polícia Civil
Fone: (91) 4006-9036 / (91) 9941-3490
Postar um comentário

REVISTAS MEDIUNIDADE

JESUS: "Choro por todos os que conhecem o Evangelho, mas não o praticam...”

Ofuscado pela grandeza do momento, começou a chorar. Viu, porém, que Jesus chorava também... E, Eurípedes, falou – Senhor, por que ch...