Total de visualizações de página

sábado, setembro 08, 2012

Grupamento Fluvial garante segurança durante Círio de Vigia de Nazaré


O Grupamento de Polícia Fluvial (GFLU) reforçou o patrulhamento nos rios do município de Vigia, no nordeste paraense, desde a última sexta-feira, 7. A medida atende à operação” Vigia Segura”, que visa garantir a segurança dos ribeirinhos e visitantes que acompanham as festividades do Círio de Nossa Senhora de Nazaré, padroeira da cidade. A ação, que integra as polícias Militar e Civil , envolve 13 agentes de segurança. Considerado o segundo maior Círio do Estado, a festividade em honra de Nossa Senhora de Nazaré em Vigia atrai um número maior de fieis a cada ano. A expectativa é que mais de 200 mil pessoas participem das festividades.
As ações da Operação 'Vigia Segura' se concentram na orla do município e nos rios Guajará-Miri, Baiacu, Tauapará, Itajurá e Mariteua. Segundo o comandante do Grupamento Fluvial da PM, coronel Sérgio Alonso, nesta época do ano o numero de embarcações que circulam pelo rio Guajará-Miri praticamente triplica, o que acaba atraindo a ação dos criminosos conhecidos como ratos d’água.
A operação começou ontem e prossegue até a segunda-feira, após o horário da preamar, quando os romeiros costumam retornar para suas comunidades. De acordo com o coronel Sérgio Alonso, até este sábado, 8, nenhuma ocorrência foi registrada.
O Grupamento de Polícia Fluvial fica sediado em Belém, na rodovia Arthur Bernardes, via que abriga muitas empresas de navegação e que é margeada por portos, de onde saem diariamente centenas de embarcações. O efetivo do GFLU é composto por 65 homens, que fazem o policiamento diário da orla da capital desde o furo do Maguari até a altura do Campus da Universidade Federal do Pará, no Guamá. Para isso conta com 11 embarcações e, em breve, receberá o reforço de novas, adaptadas para as hidrovias amazônicas e com mais autonomia de desempenho. O efetivo também deverá ser reforçado.
Em conjunto com outros órgãos que compõem o Grupamento Fluvial Integrado de Segurança Pública, o GFLU promove diversas ações de combate ao transporte clandestino de produtos florestais, de orientação e fiscalização de embarcações e de portos, além atuar contra a pirataria em vários municípios do Estado, como Vigia, Abatetetuba e Santarém.
O Círio de Vigia é mais antigo do Pará. Acontece há mais de 300 anos, sempre no segundo domingo do mês de setembro. Contam os moradores que a história do Círio de Vigia é anterior à chegada dos jesuítas naquele município, em 1730. A procissão de Vigia possui os mesmos símbolos da festa que acontece em Belém, como os carros dos ex-votos, a berlinda e até a corda que protege a imagem e conduz os promesseiros. Da programação, que tem duração de 15 dias, constam a Missa do Mandato, procissão rodoviária, romaria fluvial, Trasladação e Círio das Crianças.
Texto:
Marcio Flexa-Secom
Postar um comentário

REVISTAS MEDIUNIDADE

JESUS: "Choro por todos os que conhecem o Evangelho, mas não o praticam...”

Ofuscado pela grandeza do momento, começou a chorar. Viu, porém, que Jesus chorava também... E, Eurípedes, falou – Senhor, por que ch...