Total de visualizações de página

domingo, setembro 09, 2012

Vamos aproveitar o domingo? Melhor ainda que não teremos Horário Político.

 Projeto da nova João Paulo II será
apresentado em audiência nesta segunda


O projeto de prolongamento da avenida João Paulo II, no trecho entre a passagem Mariano e a Rodovia Mário Covas, será apresentado em detalhes durante uma audiência pública que será promovida pelo Núcleo de Gerenciamento de Transporte Metropolitano (NGTM) nesta segunda-feira, 10, no auditório do Colégio Acrópole, a partir das 19h. A obra faz parte do projeto de mobilidade urbana do Governo do Estado, o Ação Metrópole, que é executado pelo NGTM.
Configurada como um projeto de desenvolvimento urbano para a Região Metropolitana de Belém, a obra trará benefícios nas áreas social, ambiental, paisagística, de segurança, mobilidade, telecomunicações e de saneamento básico. Para garantir esses resultados, explica Cesar Meira, diretor geral do NGTM, a equipe responsável pela elaboração do projeto trabalhou de forma integrada com outros órgãos do Estado.
A avenida João Paulo II terá um prolongamento de cerca de quatro mil metros no trecho entre a passagem Mariano e a Rodovia Mário Covas, com duas pistas de três faixas por sentido, ciclovia e calçadas em ambos os lados. O projeto prevê ainda a instalação de  duas pontes, uma a 60 metros da passagem Mariano, transpondo a ponta Lago Bolonha, e outra a 200m da rua da Pedreirinha, transpondo a ponta do Lago Água Preta. A interligação da Avenida com a BR-316 se dará com a construção da quarta pétala do elevado Mário Covas, que terá aproximadamente 200 metros.
Alternativa - A obra de prolongamento da João Paulo II garantirá uma opção de acesso à capital que não a BR-316, atualmente o único corredor disponível. O projeto prevê a instalação de uma ciclovia, o que garantirá mais segurança e mobilidade às centenas de ciclistas que trafegam entre Belém e Ananindeua, e dará suporte para implantação das obras do Sistema de Transporte Integrado Metropolitano (STIM), que será implantado desde o município de Marituba até o Entroncamento.
A nova avenida funcionará como uma barreira física e sanitária do Parque Ambiental do Utinga, protegendo a Área de Preservação Ambiental. Toda a extensão do prolongamento da João Paulo II será margeado por um gradil que, apesar de impedir o acesso, garantirá a visibilidade da APA. Além disso, um sistema de drenagem fará a captação e filtragem dos efluentes que atualmente são diretamente lançados nos mananciais. A obra contempla, ainda, um projeto paisagístico para as áreas remanescentes do Parque, com áreas de lazer, praças e academias ao ar livre, além de postos de policiamento. Também está sendo avaliada a possibilidade de execução de projetos ecológicos e educacionais, como Pro Paz, nesses espaços.
Atualmente, está em fase de elaboração o projeto executivo da obra, a cargo da empresa JBR Engenharia Ltda, vencedora da licitação para este fim. Nesta etapa o projeto é avaliado passo a passo, levantando desde a topografia, interseções, retornos,  terraplenagem, drenagem, pavimentação e sistemas de proteção sanitária, passsando pela sinalização viária e iluminação pública, desapropriações, remanejamento de interferências urbanas; urbanização e paisagismo, até infraestrutura para recebimento de fibras opticas e obras complementares.
A próxima etapa compreende a realização da audiência pública no dia 10 e, posteriormente, a publicação do edital para habilitação de empresas interessadas na execução das obras físicas, o que está previsto para outubro. Os interessados em fazer contribuições, mas que não poderão estar presentes na audiência, poderão encaminhá-las através do e-mail audienciapublica.jp@gmail.com, que estará aberto para receber sugestões até 14 de setembro.

Texto:
Manuela Viana-Ação Metrópole
Postar um comentário

REVISTAS MEDIUNIDADE

JESUS: "Choro por todos os que conhecem o Evangelho, mas não o praticam...”

Ofuscado pela grandeza do momento, começou a chorar. Viu, porém, que Jesus chorava também... E, Eurípedes, falou – Senhor, por que ch...