Total de visualizações de página

quarta-feira, setembro 26, 2012

Estação sedia “100 mil poetas e músicas por mudanças” neste sábado


Um projeto americano de conscientização ambiental e de resgate dos valores humanos chega pela primeira vez na Amazônia. Neste sábado, 29, músicos, poetas, mímicos e outros artistas se reúnem no anfiteatro São Pedro Nolasco, na Estação das Docas, para participar do evento “100 Mil Poetas e Músicos por Mudanças”. A expectativa é que mais de 700 eventos, do mesmo tipo, ocorram em 100 países neste ano.
Os ativistas e poetas americanos, Michel Rothenberg e Terri Carrion, tiveram a ideia de num determinado dia do ano, reunir ao redor do mundo, poetas e músicos para cultivar a paz e a sustentabilidade. O projeto tem a função de chamar atenção para questões que estão em destaque no debate mundial – como o meio ambiente – e trazer a tona valores que andam esquecidos na sociedade – o companheirismo e a solidariedade. “100 Mil Poetas e Músicos por Mudanças” é um grande chamado para criar e inovar.
A comissão organizadora da edição amazônica é composta pelos poetas Benny Franklin, Antonio Juraci Siqueira, Carlos Correa Santos, Daniel Leite, Jorge Andrade e Octavio Pessoa. Eles escolheram como símbolo uma importante representante da região. “Nosso evento vai ser representado pela samaumeira do Hangar. Ela é um ícone cultural e natural da Amazônia. O nosso lema foi pensado especialmente porque é uma necessidade de todas as culturas: ‘Fazer da paz um verbo’. Que a paz não fique como um substantivo, mas com voz ativa”, conta o escritor Octavio Pessoa. O evento também tem um grande homenageado: o escritor Antonio Juraci Siqueira.
Os poetas, músicos e artistas convidados irão interpretar canções, declamar poesias e ler textos relacionados à temática do evento. As apresentações são divididas em vários blocos. “Nós vamos declamar poesias de luta pela paz. Os artistas estão divididos em espaços marcados de tempo, mas o que a gente quer mesmo é ver a espontaneidade desses artistas”, revela Octavio Pessoa.
Marcio Galvão, Rui do Camo, Daniel Leite, Carlos Correa Santos e os integrantes da comissão organizadora são alguns dos escritores que vão se apresentar no “100 Mil Poetas e Músicos por Mudanças”, neste sábado, 29, no anfiteatro São Pedro Nolasco. A programação começa às 17h e tem entrada franca.
Serviço:
“100 Mil Poetas e Músicos por Mudanças”
Data: 29/09/2012, a partir das 17h
Local: Anfiteatro São Pedro Nolasco – Estação das Docas
Entrada Franca

Texto:
Camila Barros-Pará 2000
Fone: (91) 3212-5660 / (91) 8896-4318
Postar um comentário

REVISTAS MEDIUNIDADE

JESUS: "Choro por todos os que conhecem o Evangelho, mas não o praticam...”

Ofuscado pela grandeza do momento, começou a chorar. Viu, porém, que Jesus chorava também... E, Eurípedes, falou – Senhor, por que ch...