Total de visualizações de página

quarta-feira, setembro 26, 2012

Mestrandos da Santa Casa são recepcionados no hospital


Os aprovados na seleção ao primeiro mestrado profissional da Fundação Santa Casa receberam nesta quarta-feira (26), as boas vindas do secretário Estadual de Saúde Hélio Franco e da presidente da instituição Eunice Begot. A reunião com os mestrandos e professores da Universidade Federal do Pará (UFPA) e Universidade Estadual do Pará (UEPA), que contou também com a presença da secretária adjunta da Sespa, Heloísa Guimarães e dos diretores da Santa Casa, teve como objetivo a oficialização dos aprovados, além do reforço desta qualificação em benefício da sociedade. Hélio Franco parabenizou aos mestrandos em nome do governador Simão Jatene e da Secretaria de Saúde e falou da importância do mestrado como um grande passo para aumentar o número de profissionais com qualificação numa região que tem um número pequeno de mestres e doutores. “O mestrado profissional é valioso na medida em que pode ser usado em benefício da sociedade, por isso desejo a todos que avancem e cheguem até o final do mestrado”.
O processo seletivo escolheu 14 profissionais em uma disputa bem ampla, que iniciou em agosto último e foi concluída nesta terça-feira (25), com a divulgação oficial dos seguintes aprovados, na Linha de Pesquisa Saúde-adoecimento e seus agravos: Ana Marta Ventura Baptista Nogueira, Liene do Socorro Camara Ximenes, Lindiane de Fátima Mendes Silva, Cinthia Brigida Brito de Moraes, Priscila do Nascimento Cordeiro de Almeida, Lidiane Palheta Miranda, Maria de Fátima de Carvalho Goés. Na Linha de Pesquisa Gestão e Planejamento: Simone da Silva Fernandes, Clévia Dantas Luz de Matos, Andreza Reis Brasil, Andrezza Carvalho Ervedosa, Solange Carneiro Antonelli, Eneida do Socorro Bandeira Ribeiro e Simone Daria Assunção Vasconcelos.
Postar um comentário

REVISTAS MEDIUNIDADE

JESUS: "Choro por todos os que conhecem o Evangelho, mas não o praticam...”

Ofuscado pela grandeza do momento, começou a chorar. Viu, porém, que Jesus chorava também... E, Eurípedes, falou – Senhor, por que ch...