Total de visualizações de página

quarta-feira, setembro 19, 2012

Atletas paraenses voltam das Olimpíadas Escolares com medalhas






Os estudantes paraenses que participaram das Olimpíadas Estudantis, no período de 6 a 15 deste mês, em Poços de Caldas (MG), chegaram a Belém na noite de segunda-feira (17). Apesar do cansaço da viagem, os atletas desciam do ônibus com muita alegria e o coro de “É campeão”. Uma pequena recepção foi feita em frente ao Núcleo de Esportes de Lazer (NEL) da Secretaria de Estado de Educação (Seduc), onde muitos pais e amigos comemoram as medalhas e conquistas dos estudantes.
Nas modalidades individuais o Pará conquistou uma medalha de prata, na categoria judô médio, e duas de bronze, no judô pesado masculino e feminino. Na natação, o destaque foi para a estudante Marcela Salgado, que conquistou uma medalha de ouro e quebrou o recorde na categoria 100 metros costas, além de duas medalhas de prata nos 50 metros costas e 50 metros borboleta. Na categoria 50 metros costas a delegação paraense faturou o terceiro lugar.
Nas modalidades coletivas, o Pará teve destaque no vôlei masculino e feminino. O Colégio Moderno ganhou medalha de ouro e garantiu o acesso à primeira divisão nas olimpíadas do ano que vem. Dois jogadores, José Pedro e João Salim, foram convocados para a Seleção Brasileira de Vôlei infantil e o técnico Mingal para comissão técnica.
Convocações – A equipe de vôlei feminino do Colégio Impacto conquistou a medalha de bronze e a convocação de duas atletas, Renata Kalandrini e Leilane Pinheiro, e do técnico Hélio Cunha Silva para treinar junto à Seleção Feminina de Vôlei Infantil Estudantil, em Saquarema (RJ). “Ainda vou esperar enviarem a convocação oficial para planejar minha ida ao Rio”, diz o técnico. Para Renata Kalandrini, a notícia foi uma surpresa. “Estou muito feliz, mas ainda não acredito. Não imaginava que isso iria acontecer tão rápido”, observou.
No basquete, as equipes masculina e feminina conquistaram a medalha de prata e o acesso à divisão especial nas próximas olimpíadas. O Pará também disputou outras modalidades esportivas, obtendo bons resultados no atletismo, futsal e handebol. Para o chefe da delegação paraense, Mauro Bittencourt, o Pará fez um grande diferencial na competição.
“A importância maior foi ver quatro estudantes sendo convocados para compor a seleção brasileira. Eles devem se apresentar em janeiro”, frisou. Para ele, o governo do Estado fornece a estrutura suficiente para o desenvolvimento de novos atletas. “Estamos fazendo um bom trabalho principalmente depois da parceria com a federação. Agora precisamos avançar mais em termos de viagens e dar mais atenção ao interior do Estado”, avaliou.
Mauro Bittencourt disse que o próximo passo é desenvolver um relatório com os pontos positivos e negativos da olimpíada. “Sabemos que temos muito a apreender com os erros cometidos nessa competição”, admitiu, ressaltando que é preciso direcionar mais as atenções para o esporte juvenil. “O Pará teve um melhoramento de 100% no ganho de medalhas. Isso vai abrir os olhos dos dirigentes, que irão investir mais no esporte estudantil”, concluiu.

Texto:
Pablo Almeida - Secom

Postar um comentário

REVISTAS MEDIUNIDADE

JESUS: "Choro por todos os que conhecem o Evangelho, mas não o praticam...”

Ofuscado pela grandeza do momento, começou a chorar. Viu, porém, que Jesus chorava também... E, Eurípedes, falou – Senhor, por que ch...