Total de visualizações de página

sábado, setembro 29, 2012

Morre Hebe Camargo, aos 83 anos



Morre Hebe, a brasileira que

tinha muito mais que um

milhão de amigos

Apresentadora lutava contra um câncer desde janeiro de 2010


iG Gente

O Brasil perdeu uma de suas celebridades mais queridas neste sábado (29). Hebe Camargo , a mais popular apresentadora da televisão brasileira, morreu aos 83 anos, perdendo a luta contra um câncer diagnosticado em janeiro de 2010. Hebe estava afastada da TV desde junho, quando passou por sua terceira cirurgia em dois anos, mas tinha anunciado o retorno nesta semana, após assinar contrato com o SBT . De acordo com informações da Globo News, a apresentadora morreu nessa madrugada em sua casa, no Morumbi, em São Paulo, em decorrência de uma parada cardíaca.

Nunca houve uma mulher como Hebe. E nem era o caso – afinal, já havia ela, desde que a televisão foi inaugurada no Brasil. Foram mais de 50 anos no ar. Sem a risada de Hebe e os cabelos loiros que essa morena de origem assumiu pela vida toda, a programação da TV perdeu para sempre parte do brilho, do humor, da autenticidade e da alegria. “A vida é uma e a gente tem que saber viver os momentos da melhor maneira possível”, dizia ela. Este é um dia triste para todos os brasileiros.

NASCIDA EM 8 DE MARÇO
A artista mais famosa do Brasil nasceu - por coincidência ou predestinação – no dia 8 de março, o Dia Internacional da Mulher. O ano era 1929, na cidade de Taubaté, interior de São Paulo. Na década de 1940, mudou-se para São Paulo com seus pais: a dona de casa Esther e o violinista de cinema mudo Segesfredo Monteiro de Camargo. O começo foi duro, e Hebe chegou a trabalhar como empregada doméstica.
CARMEM MIRANDA COVER
Atrás do sucesso como cantora, Hebe participou de vários programas nas rádios paulistas, imitando Carmem Miranda. Depois montou uma dupla com sua irmã: Rosalinda e Floribela, e ficou conhecida como “estrelinha do samba”. A parceria durou pouco tempo. Em seguida, Hebe criou um quarteto musical com a irmã e duas primas, outro arranjo que logo se desfez, conforme as mulheres foram se casando – todas, menos Hebe. Na década de 1950, cantando na TV Tupi, sua carreira de cantora deslanchou. Foi convidada pelo empresário Assis Chateaubriand para cantar o “Hino da Televisão” na primeira transmissão ao vivo da TV no Brasil, mas teve de faltar e foi substituída porLolita Rodrigues. As duas foram amigas por muitas décadas.
MAIS TEMPO NO AR
Em 1958, estreou como apresentadora de seu próprio programa, “O Mundo é das Mulheres”, no canal 5, TV Paulista. Ficou no ar até 1964, quando abandonou a TV temporariamente para se casar com o empresário Décio Capuano, com quem teve seu único filho: Marcello Camargo, nascido no mesmo ano de seu casamento. “O Décio me esperava na porta das emissoras onde eu trabalhava, seguia o meu carro e assim foi me conquistando. Começamos a namorar e eu gostei dele, era um homem muito bacana e de bom caráter. Porque eu era artista, o pai dele exigiu que eu assinasse um documento abrindo mão dos bens do Décio. E eu assinei, mesmo porque eu não casei com ele por interesse. Na época, eu já tinha dinheiro, viajava fazendo shows. Quando o Décio ficou muito doente, ele dependeu absolutamente de mim. E, lamentavelmente, ele se foi. Foi puro amor mesmo. Eu até parei de trabalhar, mas depois voltei para a televisão”, contou ela.
A partir de 1966, consagrou-se com as entrevistas informais e desde então permaneceu trabalhando, tornando-se a apresentadora brasileira que esteve mais tempo no ar.
CABELOS LOIROS
Originalmente morena e de sobrancelhas grossas, Hebe se identificou completamente com os cabelos loiros. Ela mesma contava como tinha sido a sua transição. “A primeira vez que fui para Nova York foi com o Décio. Comecei a ver aquelas mulheres loiras e as achei lindas. Quando cheguei ao Brasil, passei água oxigenada na parte de cima e comecei a gostar. Depois, fui no salão tingir o cabelo e gostei. E, ele (Décio) também gostou. Isso faz 503 anos (risos). Uma vez, eu tingi de escuro, mas não me acostumei. Olhava no espelho e dizia que aquela não era eu. Tingi de loiro de novo.”
COLEÇÃO DE SELINHOS
Hebe passou por várias emissoras nacionais – da extinta TV Tupi à TV Bandeirantes. No SBT, onde ficou 24 anos, comemorou em 22 de abril de 2006 seu milésimo programa de TV.
Em janeiro de 2010, foi diagnosticada com câncer no peritônio e passou pelo primeiro tratamento quimioterápico, quando ficou internada no Hospital Albert Einstein, em São Paulo. Em março, Hebe voltou à ativa na emissora deSilvio Santos, num programa especial em comemoração ao seu aniversário, que teve a participação de Ana Maria Braga e Xuxa. Desde 2011, fazia parte do elenco da Rede TV!, onde o “Programa da Hebe” era exibido nas noites de terça-feira.
Além do sofá e do bordão “que gracinha!”, Hebe transformou em marca registrada os selinhos que alegremente dava em seus entrevistados, homens ou mulheres: Roberto Carlos, Daniel Boaventura, Leonardo, Jude Law, Ivete Sangalo, Julio Iglesias, Neymar, Patrick Dempsey, entre outros, não escaparam do carinhoso carimbo de Hebe.
PAIXÃO PELAS JOIAS
Dona de uma coleção exuberante de jóias, Hebe garantia que todas tinham sido presentes dela para ela mesma. “Sempre gostei de jóias. Quando eu não podia comprar a de verdade, eu comprava a imitação. Todas fui eu que comprei, com o meu dinheiro. Não tenho joias que ganhei de marido, de amante. Quer dizer, de amante tem (risos). Eu comprei todas as minhas joias.”
FLERTANDO COM A MÚSICA
Em 2009, Hebe se envolveu em três aventuras musicais. Participou do show “Elas Cantam Roberto”, quando foi gravado DVD em que várias cantoras homenageiam o Rei. No final da apresentação, Roberto entrou em cena, no Teatro Municipal de São Paulo, e engrossou o coro feminino declarando: “Eu quero ter um milhão de amigos”.
Hebe lançou também o CD “Hebe Mulher”, com regravações de grandes nomes e participações especiais: Roberto Carlos retribuiu a gentileza cantando “Você não Sabe”, e Daniel Boaventura “El Dia que me Quieras”. Em outubro do mesmo ano, Hebe gravou ainda um DVD com participação de vários artistas, como Fábio Jr., Leonardo, Daniel, Chitãozinho e Xororó, Bruno e Marrone, Maria Rita e Gilberto Gil. Em dezembro, homenageada pela Rede Globo, foi ao “Domingão do Faustão” e deu um selinho em Bruno Gagliasso.
O ÚLTIMO PROGRAMA DA HEBE
Desde junho passado, a apresentadora ficou afastada da televisão - e não tinha previsão de voltar ao ar. O “Programa da Hebe” estava suspenso da programação da Rede TV! até que Hebe tivesse condição de retomar a rotina. Nos bastidores, dizia-se que ela já estaria negociando o fim de seu contrato com a emissora. Amigo de longa data e ex-patrão, Silvio Santos queria Hebe de volta no SBT. E Hebe não planejava mais se casar, como declarou em março deste ano, no programa que comemorou seu aniversário de 83 anos. “A essa altura da minha vida, o melhor é estar sozinha. É uma delícia estar na minha casa, eu durmo se quiser, se não quiser eu não durmo. Se eu tiver que sair, eu vou e acabou. Se eu tivesse alguém hoje, seria um conhecido, um amiguinho. Mas marido? Nem pensar.”
Postar um comentário

REVISTAS MEDIUNIDADE

JESUS: "Choro por todos os que conhecem o Evangelho, mas não o praticam...”

Ofuscado pela grandeza do momento, começou a chorar. Viu, porém, que Jesus chorava também... E, Eurípedes, falou – Senhor, por que ch...