Total de visualizações de página

sábado, setembro 08, 2012

Cinema do Japão no Cine Estação


A partir da próxima terça-feira, 11 de setembro, o Cine Estação das Docas abre espaço em sua programação para a Mostra "Força da Superação e Beleza do Japão”. Os filmes retratam o processo de recuperação após o grande terremoto que atingiu a costa nordeste do Japão, em março do ano passado, assim como títulos com temáticas de reencontro e determinação dos personagens frente às adversidades.
A forte relação familiar que une as pessoas nas situações mais difíceis, o sentimento de perseverança e superação, assim como as diferentes faces da cultura do Japão, são os temas abordados na mostra que acontece de 11 a 13 de setembro, com entrada franca.
Os filmes serão exibidos em formato DVD, em sessões às 16h, 18h e 20h30, com legenda em português. A Mostra "Força da Superação e Beleza do Japão” é uma realização do Consulado Geral do Japão, com apoio da OS Pará 2000 e Secretaria de Estado de Cultura (Secult).
Programação:
Dia 11/09
16h: Hula Girls de Fukushima (Ganbappe Huragaru)
2011 | 102 min. Direção: Masaki Kobayashi
18h: A Ilha do Cãozinho Rock (Rokku: Wanko no Shima)
2011 | 123 min. Direção: Isamu Nakae
20h30: Éclair - Uma Jornada Errante (Ekureru/Okashi Horoki)
2011 | 107 min. Direção: Akio Kondo
  
Dia 12/09
16h: O Lugar Prometido em Nossa Juventude (Kumo no Muko, Yakusoku no Basho) 2004  90m. Direção: Makoto Shinkai. Animação
18h: Viajando com Haru (Haru tono tabi)
2009 | 134 min. Direção: Masahiro Kobayashi
20h30: Quarteto! (Quartet!)
2011 | 118 min. Direção: Junichi Mimura

Dia 13/09
16h: O Lugar Prometido em Nossa Juventude (Kumo no Muko, Yakusoku no Basho) 2004  90m. Direção: Makoto Shinkai. Animação
18h: Quarteto! (Quartet!)
2011 | 118 min. Direção: Junichi Mimura
20h30: Hula Girls de Fukushima (Ganbappe Huragaru)
2011 | 102 min. Direção: Masaki Kobayashi
Postar um comentário

REVISTAS MEDIUNIDADE

JESUS: "Choro por todos os que conhecem o Evangelho, mas não o praticam...”

Ofuscado pela grandeza do momento, começou a chorar. Viu, porém, que Jesus chorava também... E, Eurípedes, falou – Senhor, por que ch...