Total de visualizações de página

sábado, novembro 26, 2011

Alunos da Fundação Curro Velho apresentam resultados de oficinas

Os alunos de artes cênicas, técnicas circenses, serigrafia, desenho de observação, entre outros cursos realizados na Fundação Curro Velho apresentaram uma mostra cultural dos resultados de oficinas. Lucas Batalha, 13 anos, participou pela primeira vez da oficina de técnicas circenses. “Eu me esforcei para aprender as técnicas circenses, aqui já fiz muitas oficinas de teatro e agora pretendo continuar na oficina de circo”. Alexandre Henrique do Carmo aprovou as oficinas do Curro Velho. “Gostei de fazer novos amigos e pretendo voltar a fazer oficinas aqui”.
O jovem Daniel Carlos de Sousa, 16 anos, pretende seguir a carreira de artista circense. “Eu gosto muito de tecido e acrobacia e pretendo me especializar em técnicas circenses”.
Nesta sexta-feira, 25 de novembro, os alunos de mais de 40 oficinas da Fundação Curro Velho participam da mostra de resultados. De acordo com o diretor de oficinas, Raimundo Calandrino Júnior, “é uma mostra do resultado do que foi feito durante os 20 dias de oficinas que têm caráter de iniciação e não de formação”.
Auto de Natal
As 120 crianças da iniciação artística estão ensaiando para o espetáculo de Natal “Brincantes, memórias de infância” que será apresentado nos dias 16 e 17 de dezembro na sede da Fundação Curro Velho. A apresentação inclui espetáculo de teatro e dança que remetem às brincadeiras de crianças como bonecas de pano, carrinhos de lata, entre outros.
Nos dias 22 e 23 de dezembro, na Casa da Linguagem, está programado um cortejo cultural que vai levar música, dança, teatro e técnicas circenses, no espetáculo Blim, Blom, a Casa em Festa. O cortejo encerra na sede da Casa da Linguagem com apresentações dos Corais da Fundação Curro Velho.
Andreza Gomes, Assessoria de Comunicação da Fundação Curro Velho
Postar um comentário

REVISTAS MEDIUNIDADE

JESUS: "Choro por todos os que conhecem o Evangelho, mas não o praticam...”

Ofuscado pela grandeza do momento, começou a chorar. Viu, porém, que Jesus chorava também... E, Eurípedes, falou – Senhor, por que ch...