Total de visualizações de página

sábado, novembro 26, 2011

Doadores lotam sede do Hemopa






Nesta sexta-feira, 25, a Fundação Hemopa comemora o Dia Nacional do Doador Voluntário de Sangue, com significativo saldo parcial de 2.009 comparecimentos e 1.730 coletas nos dias 21, 22, 23 e 24, superando a previsão de 300 doações/dia. O secretário de Estado de Saúde Pública do Pará, Helio Franco, representou o governador Simão Jatene, durante homenagem aos doadores do estado. Até às 13h de hoje, mais 625 voluntários compareceram na sede do hemocentro.
Durante os parabéns, na área de estacionamento do hemocentro, o doador Rubens Felipe Cunha, que já efetuou 52 doações, recebeu a primeira fatia do bolo do secretário, em nome dos demais doadores do Pará e do Brasil. Com suas doações, ele já ajudou 208 pacientes adultos ou até 416 crianças, tendo em vista o fracionamento da bolsa de sangue total em hemocomponentes.
Em meio ao grande movimento da campanha, a estudante de enfermagem Juliana Pereira Cordeiro, 34, doou sangue acompanhada do filho Flávio de Lima Cordeiro, 19 anos. “Aceitei o convite da minha mãe e superei o medo da coleta. Se todas as famílias se reunissem para esse gesto de caridade o mundo seria bem melhor”, ressaltou.
A adolescente Adriane Caroline Santos da Silva, 17 anos, aproveitou a campanha para realizar um antigo sonho: doar sangue, que só foi possível graças a Portaria nº 1.353, do Ministério da Saúde (MS), publicada em junho deste ano, que ampliou a faixa etária para candidatos à doação de 16 a 67 anos. “Estou estudando para ser médica e ajudar as pessoas. Enquanto isso, ajudo com a doação de sangue”, comentou. Para agilizar o atendimento,  o Hemopa disponibilizou mais 10 cadeiras de coletas,  transformando todo o andar térreo em uma grande sala de coleta. O atendimento médico à pacientes funcionou em caráter de urgência no prédio anexo, de 7h às 18h.
Atualmente, 1.9% dos brasileiros doa sangue regularmente. No Pará a média é de 1.7%. O percentual atende a meta estabelecida pela Organização Mundial de Saúde (OMS), que varia entre 1% a 3% da população. No entanto, a necessidade de aumentar o número de bolsas coletadas cresce a cada ano. As 3,5 milhões de doações por ano no Brasil já não são suficientes para suprir a demanda, por exemplo, dos transplantes de órgãos. O ideal é atingir a 5,7 milhões anuais. “Nosso banco precisa do seu depósito. Invista na Vida”, é o slogan da mobilização em homenagem ao doador de sangue que está acontecendo em mais oito municípios paraenses, que se estenderá até dia 26.
Quem pode doarsangue:candidatos com boa saúde; idade entre 16 anos completos e 67 anos. Peso acima de 50 kg . Necessário portar documento de identidade original e com foto. Não precisa estar em jejum. Com a doação são realizados exames para diversas doenças, entre elas: Aids, Sífilis, Doença de Chagas, Hepatites, HTLV I e II, além de tipagem sangüínea. O homem pode doar a cada dois meses e a mulher a cada três meses. O doador deve estar bem alimentado.
Quem pode fazer cadastro de doação de medula óssea: Homem ou  mulher  saudáveis e com faixa etária de 18 a 55 anos. Necessário portar documento de identidade original e com foto
Serviço:O Hemopa está localizado na Tv. Pe. Eutíquio, 2109. Funcionamento para coleta: de segunda a sexta-feira, de 7h30 às 18h, e aos sábados de 7h30 às 17h. Maiores informações pelo fone: 08002808118
Vera Rojas - Ascom Hemopa
Postar um comentário

REVISTAS MEDIUNIDADE

JESUS: "Choro por todos os que conhecem o Evangelho, mas não o praticam...”

Ofuscado pela grandeza do momento, começou a chorar. Viu, porém, que Jesus chorava também... E, Eurípedes, falou – Senhor, por que ch...