Total de visualizações de página

sábado, novembro 26, 2011

Policiais flagram tráfico de drogas e armas ilegais em garimpos de Itaituba

A Polícia Civil divulgou na última quinta-feira, 24, os resultados da operação “Pepita”, destinada a combater a criminalidade nas áreas de garimpo do município de Itaituba, sudoeste do Pará. Cooordenadas pelo diretor da 19ª Seccional Urbana de Itaituba, delegado Alexandro Napoleão Sant’Ana, as ações tiveram como foco principal o combate ao tráfico de drogas, à exploração sexual de adolescentes e aos conflitos agrários. Iniciada no último dia 20, a operação percorreu os garimpos Jardim do Ouro, São Chico, Ouromil, São Domingos, Água Branca, Boa Esperança, Pista do Meio, Crepurizinho e Crepurizão, na zona rural de Itaituba. Ao todo, quatro pessoas foram flagradas com armas de fogo e drogas na região.
No total, foram percorridos quase 800 quilômetros durante cinco dias de diligências. No garimpo Boa Esperança, foi preso em flagrante Edimar Bandeira Sertão, apontado como responsável por uma boate onde foram encontradas duas “pedras de crack” pesando 150 gramas. No garimpo Pista do Meio, foram localizados e capturados, em um barraco, Valmir Nunes, Renan Fernandes da Silva e Adriana de Souza. Com eles, foram encontradas uma espingarda; dois revólveres um carregador de pistola 380, além de farta munição.
No mesmo barraco estavam, ainda, Ruan Hartiuk, de apelido “Polaco”, que fugiu durante a abordagem policial em direção à mata fechada. Segundo os presos, “Polaco” carregava uma pistola calibre 380. Uma motocicleta modelo Honda Bros pertencente a “Polaco” foi apreendida. Os indivíduos flagrados com as armas de fogo ocupavam terras alheias sem autorização. O delegado Alexandro Sant'Ana acredita que eles pretendiam expulsar os proprietários e explorar a extração mineral naquela região.
Walrimar Santos - Ascom/Polícia Civil
Postar um comentário

REVISTAS MEDIUNIDADE

JESUS: "Choro por todos os que conhecem o Evangelho, mas não o praticam...”

Ofuscado pela grandeza do momento, começou a chorar. Viu, porém, que Jesus chorava também... E, Eurípedes, falou – Senhor, por que ch...