Total de visualizações de página

sábado, novembro 26, 2011

Proerd forma turma de 603 alunos de Castanhal e Marapanim

Uma turma de 603 crianças dos municípios de Castanhal e Marapanim, no nordeste do Pará, se formou nesta sexta-feira (25) no Programa Educacional de Resistência às Drogas e Violência (Proed), desenvolvido pela Polícia Militar do Pará com alunos dos primeiro ao sétimo ano das escolas públicas. A solenidade aconteceu no Ginásio Municipal Loiola Passarinho, em Castanhal.
A abertura foi feita pelo tenente coronel Elder, que estava orgulhoso com o resultado do projeto. “Sou suspeito para dizer alguma coisa sobre o Proed em Castanhal, porque trabalhei diretamente com essas crianças, mas se dessas 603 apenas uma conseguir dizer não para o mundo das drogas, o nosso trabalho já terá sido recompensado. Sabemos que o projeto beneficia muitas crianças e suas respectivas famílias”, disse.
Entre os formandos, estava o aluno do quinto ano, Bruno Vinícius, 13 anos, que antes mesmo de terminar o curso, conseguiu convencer a mãe a largar o cigarro. “Todos os dias eu dizia para ela o que aprendia nas aulas. Explicava que eu acabava sendo obrigado a consumir o cigarro junto com ela porque eu cheirava a fumaça. Tanto falei que ala acabou mudando de ideia e agora estamos livres do cigarro”, contou.
Para a vice-diretora da escola de ensino fundamental Graziela Gabriel, Vanuza Brito, a presença da polícia nas escolas, com o Proed, ajuda a passar para as crianças o senso de organização e disciplina, além de motivar a assiduidade no colégio por causa das aulas extra-classe do programa. “É uma semente que está sendo plantada para que possamos colher no futuro. Já sentimos os alunos falando sobre o assunto e servindo de agente multiplicador de combate às drogas, além de incentivarem os colegas a se portarem bem na escola”, observou.
A aluna do quinto ano Camila da Silva estava contente por ter participado do programa e dizia se sentir como uma policial quando conversava com os amigos sobre o que aprendeu. “Gosto muito das aulas com os policiais e me sinto como um deles quando vou ensinar o que aprendi aos meus colegas e irmãos. Se depender de mim, as drogas não vão entrar nem na minha casa e nem na deles”, afirmou.
O Proed é uma das ferramentas de responsabilidade social com que as polícias militares de todo o Brasil difundem propostas para preparar as crianças para um mundo melhor, livre das drogas. O projeto no Pará prevê a participação de mais de 50 mil pessoas até 2015.
Postar um comentário

REVISTAS MEDIUNIDADE

JESUS: "Choro por todos os que conhecem o Evangelho, mas não o praticam...”

Ofuscado pela grandeza do momento, começou a chorar. Viu, porém, que Jesus chorava também... E, Eurípedes, falou – Senhor, por que ch...