Total de visualizações de página

quarta-feira, novembro 30, 2011

Hospital Regional de Redenção é palco de um casamento especial


Funcionários e pacientes do Hospital Regional Público do Araguaia (HRPA), em Redenção, viveram momentos especiais no último sábado (26), quando aconteceu o casamento de Cristiane Alves e Adriano Alcântara. A noiva é filha de dona Nilta, que está internada na UTI do HRPA há mais de três anos. Ela fez questão de compartilhar esse momento especial com sua mãe, por isso solicitou à direção do hospital autorização para realizar seu casamento no HRPA.
O Instituto de Saúde Santa Maria (Idesma), organização social que administra o Hospital Regional, tem a política de humanização como prioridade na sua gestão, visando melhorar o aspecto emocional dos usuários e funcionários. A humanização norteia o trabalho no hospital, bem como os projetos e ações voltadas ao atendimento de pacientes. Dona Nilta tem uma doença neurológica degenerativa, que a impede de sair da UTI, mas não de acompanhar a vida das filhas, que a visitam diariamente e compartilham todos os momentos com a mãe.
Cristiane não podia imaginar seu casamento de outra forma, se não com a presença da sua mãe. “Agradeço muito a toda equipe do Hospital Regional por ter cuidado da minha mãe durante esses anos e ter me dado essa dádiva de casar perto da minha mãe. Os preparativos foram corridos, mas no final deu tudo certo. Tive suporte da minha família e dos funcionários do hospital, anjos que apareceram na minha vida”, disse.
Para que a cerimônia pudesse acontecer sem problemas, foi seguido um protocolo de higiene e segurança, montada uma estrutura para 100 convidados e destinada uma equipe médica para acompanhar e dar suporte a Dona Nilta durante todo o evento. Rossini Alves, fisioterapeuta responsável pela paciente, falou emocionado sobre o momento. “Hoje foi a plena realização de tudo que já conseguimos fazer por ela até hoje, ficamos muito felizes de poder proporcionar isso a Dona Nilta”, concluiu.
O HRPA é um hospital público que prioriza o atendimento humanizado com qualidade aos pacientes do SUS, buscando nível de excelência na prestação dos serviços oferecidos à população. Wilson Figueiredo Jr, diretor administrativo-financeiro do HRPA, destaca todo o esforço da equipe médica para a realização do evento. “Quando fomos procurados pela Cristiane não pensamos duas vezes e aceitamos que o evento acontecesse no hospital. Sabíamos o quanto isso era importante para toda a família da Dona Nilta. O Idesma sabe a importância do trabalho humanizado, principalmente para a recuperação e melhora no quadro dos pacientes. E não medimos esforços para fazer com que todos os nossos funcionários entendam como é a política de humanização e possam realizar seus trabalhos norteados por esses princípios, garantindo excelente atendimento aos usuários do HRPA”, conclui.

Texto:
Ana Claudia-Hospital Metropolitano
Postar um comentário

REVISTAS MEDIUNIDADE

JESUS: "Choro por todos os que conhecem o Evangelho, mas não o praticam...”

Ofuscado pela grandeza do momento, começou a chorar. Viu, porém, que Jesus chorava também... E, Eurípedes, falou – Senhor, por que ch...