Total de visualizações de página

terça-feira, novembro 15, 2011

@ REPÓRTER JURUNENSE: Apesar do feriado do dia 15, muita coisa boa aconteceu: confira...

GREVE DOS PROFESSORES:
Professores programam
ato público para esta quarta
Em greve há 48 dias, os professores da rede estadual programam, para as 9h desta quarta-feira (16), um ato público, na Praça Santuário – Can, no bairro de Nazaré, em Belém.
O Sindicato dos Trabalhadores de Educação Pública do Estado (Sintepp) disse à reportagem do DOL que os manifestantes devem fechar a avenida Nazaré durante o ato para chamar atenção do poder público e da população para os motivos que levaram a categoria a optar pela paralisação.
Na quinta-feira (17), os professores vão realizar uma assembleia para definir os rumos da greve. A reunião será às 9h, no Centro Social de Nazaré, no Can.
NEGOCIAÇÕES
As negociações ocorrem desde o início do ano, a fim de garantir as melhorias que a categoria reivindica. O secretário especial de Estado de Promoção Social, Nilson Pinto, explica que, das reivindicações da classe, o governo já implantou o Plano de Cargos, Carreiras e Remuneração (PCCR), antiga luta dos trabalhadores, e adiantou 30% da diferença existente entre o salário pago pelo Estado e o Piso Nacional Docente, mas os professores exigem a implantação integral do piso nacional, apesar de o Governo dizer que não possui verba para isto.
Os grevistas descumprem sentença do juiz Elder Lisboa, da 1ª Vara da Fazenda Pública, que determinou o retorno imediato às salas de aula, sem prejudicar ainda mais a classe estudantil. No entanto, a categoria resiste e exige a implantação integral do piso nacional. As aulas na rede estadual de ensino já estão normalizadas em quase 60% das escolas do Pará, segundo o levantamento diário feito pela Secretaria de Estado de Educação (Seduc).
Enquanto Sintepp e Governo não chegam a um acordo, os pais dos alunos falam da indignação em relação à falta de aula que se arrasta desde o fim de setembro. Carlos Alberto Ferreira é pai de Vitória, de 15, e de Matheus, que tem 13 anos. Ambos estão na 7ª série do Ensino Médio e estudam na Escola Estadual Justo Chermont, no bairro da Pedreira, em Belém.
Diante da postura irredutível dos profissionais da educação em retomar as atividades, já determinada pela Justiça, Carlos entrou com um processo contra a categoria na 1ª Vara da Fazenda da capital pedindo o fim da greve, e no Ministério Público do Estado, pelo direito constitucional ao patrimônio público e à educação, solicitando a formulação de um Termo de Ajuste de Conduta (TAC) para a reposição das aulas perdidas.
“Todo ano é a mesma coisa. Eles entram em greve e nunca repõem as aulas como deveriam. Eles (os professores) fazem o protesto deles, voltam ao trabalho e passam as matérias de qualquer jeito, só para aprovar os alunos. Assim os estudantes passam de ano sem aprender nada”, relata.
 (DOL, com informações do Diário do Pará)
II Seminário de Saúde do Homem
A Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sespa), por meio da Coordenação Estadual de Saúde do Homem, realiza II Seminário de Saúde do Homem, com o tema "Homem que se cuida vive mais!". O evento é alusivo ao Dia de Combate ao Câncer de Próstata, 17 de novembro, e ao Dia Internacional do Homem, 19.
O seminário tem o objetivo de reunir profissionais envolvidos na atenção básica para discutir e reavaliar as ações de prevenção e tratamento dispensadas aos homens, a partir de temas como câncer de próstata, tabagismo, hipertensão, diabetes e demais doenças adquiridas por maus hábitos de vida. Em relação ao câncer de próstata, somente no Brasil 52.350 casos de câncer são diagnosticados por ano. Em 2010, segundo dados do Instituto Nacional do Câncer (Inca), foram registrados no Pará 700 casos de câncer de próstata, dos quais 330 só em Belém.
Programação
8h: Abertura com o Secretário de Estado de Saúde Pública,  Helio Franco.     
9h: Apresentação da Fundação Carlos Gomes e de grupo folclórico de carimbó.     
9h30: "Atenção primária e a saúde do homem", com Jane Neves, coordenadora estadual de Atenção Primária.
10h10: "Saúde Masculina", com o urologista Ricardo Tuma.
11h10: "Oncologia na saúde do homem", com o oncologista Antenor Madeira.       
11h50: Apresentação de teatro de fantoches com Viviana Quaresma, pegagoga e voluntária da Coordenação Estadual de Saúde do Homem.      
Intervalo para almoço      
14h: "A vida do homem e o tabaco", com a assistente social Raquel dos Anjos, coordenadora estadual de Controle do Tabagismo.   
14h40: "Saúde do homem", com o médico Roberto Falcón.   
15h20: "Alimentação como fator de proteção à saúde do homem", com a nutricionista Elenilma Barros da Silva, da Coordenação Estadual de Nutrição.       
16h20: "As conseqüências da hipertensão e diabetes na vida sexual masculina", com a médica Teresa Guidão, da Coordenação Estadual do Hiperdia.  
17h: "Gênero e drogadição", com a psicóloga Marilda Couto, coordenadora estadual de Saúde Mental.         

Data da pauta: 16/11/2011 08:00:00
Data de expiração: 16/11/2011 17:00:00
Local: Auditório do Hospital de Clínicas Gaspar Vianna
Endereço: Trav. Alferes Costa S/N entre Visconde de Inhaúma e Marquês de Herval
Contatos: Roberta Vilanova - 4006-4822/4823- 8116-7719
Fundação Curro Velho
promove oficinas de
técnicas circenses
em Marituba
Começam nesta quarta-feira, 16 de novembro, quatro oficinas de técnicas circenses no Pólo do Pró-Paz Cidadania no município de Marituba. As oficinas serão realizadas no Instituto de Ensino de Segurança Pública do Pará (Iesp), localizado na rodovia BR 316. As oficinas são: iniciação as práticas circenses com o artista Rodrigo Barros; Técnicas acrobráticas com Ronald Bruno Costa; técnicas circenses com Erverton Figueiredo e Iniciação ao Tecido Áereo, com Ananda Kiaia.
Todas as oficinas são promovidas pelo Governo do Estado por meio da Fundação Curro Velho. As oficinas serão realizadas no Iesp no período de 16 de novembro a 13 de dezembro, no horário de 8h às 10h e de 14h às 16h, para a faixa etária de 11 a 18 anos. Uma realização do Governo do Estado, Pro Paz Cidadania e Fundação Curro Velho.
Grupo de Pesquisas vai
discutir a ditadura
militar no Pará
A história da Ditadura Militar no Brasil e seus efeitos no Estado do Pará são o objeto de debate do ciclo de palestras "A Ditadura Militar no Pará: memória, história e abertura de arquivos (comissão da verdade)", que acontece no auditório do Centro de Ciências Sociais e Educação (CCSE) da Universidade do Estado do Pará (Uepa), no bairro do Telégrafo, nos dias 16, 23 e 30 de novembro. A programação tem entrada franca e é promovida pelo Grupo de Pesquisas Movimentos Sociais, Educação e Cidadania na Amazônia (GMSECA), vinculado à instituição. O tema do debate do primeiro dia, que começa às 16h e vai até às 18h, é "A censura na Ditadura Militar e Igreja na Ditadura Militar", com relatos de experiências dos padres Cláudio Barradas e Savino Mombelli mediados pelo prof. Msc. Paulo Bibas Fialho (Uepa/GMSECA).
No dia 23, também entre 16h e 18h no auditório do CCSE, é a vez de discutir "A Ditadura Militar no Brasil e no Pará", programação que vai contar com o cientista político Roberto Correa, da Universidade Federal do Pará (Ufpa) e com a representação da comissão dos desaparecidos do Araguaia. A mediação nesse dia fica por conta do prof. Msc. Marcelo Luis Bezerra (Uepa/GMSECA).
Para encerrar o ciclo participam o senador da República João Capiberibe (PSB/AP) e o prof. Dr. em Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRS), Humberto Cunha, do debate "Abertura de Arquivos", no dia 30. A profa. Dra. Maria Marize Duarte (Uepa/GMSECA) e o prof. Msc. Ubiracy Rodrigues (Uepa/GMSECA) conduzem a mediação nesse último encontro, realizado entre 16h e 18h.
Serviço: Ciclo de palestras "A Ditadura Militar no Pará: memória, história e abertura de arquivos (comissão da verdade)" -  dias 16, 23 e 30 de novembro, no auditório do CCSE/Uepa (Trav. Djalma Dutra, s/n - Telégrafo). Realização do GMSECA/Uepa. Informações: 4009-9515.
Carolina Menezes - Ascom Uepa
Sespa promove ações
alusivas ao Dia
Mundial do Diabetes
A Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa) em parceria com outras instituições públicas e privadas, realizará, nesta quarta (16) e quinta-feira (17) uma programação alusiva ao Dia Mundial do Diabetes, transcorrido no último dia 14 de novembro. Segundo a coordenadora do Programa Hiperdia (Hipertensão Arterial e Diabetes), Marta Bouillet, o objetivo é chamar a atenção da sociedade para este problema de saúde pública e reduzir o adoecimento e a mortalidade por diabetes Mellitus no Pará.
Ela informou que a obesidade e o sedentarismo são os principais fatores que levam ao diabetes, que é a maior causa de amputações não traumáticas de membros inferiores, a segunda causa de cegueira e a primeira da insuficiência renal crônica. Daí a importância de a população adotar medidas preventivas no seu dia a dia.
Marta explicou que “o símbolo do Dia Mundial do Diabetes é um círculo azul, criado como parte da campanha de conscientização “Unidos pelo Diabetes” e adotado em 2007 para comemorar a aprovação da Resolução das Nações Unidas sobre o Dia Mundial. “O seu significado é incrivelmente positivo. Em muitas culturas, o círculo simboliza a vida e a saúde. A cor azul representa o céu, que une todas as nações e simboliza a comunidade internacional do diabetes, por isso, estamos convocando todos os servidores públicos a vestirem literalmente a camisa da campanha, uma camisa azul e fortalecer essa ideia”.
A programação vai começar nesta quarta-feira (16), com ações educativas na Secretaria de Estado de Educação (Seduc) e Hospital Abelardo Santos. Veja abaixo a programação completa.
Dia 16/11
Local: Seduc – Rod. Augusto Montenegro
Hora: 8h às 12h
Ações: serviços de glicemia, medição da pressão arterial, controle do peso, mensuração do perímetro abdominal com orientações e entrega de material educativo.
Apoio: Sespa, Cesupa
Local: Hospital Abelardo Santos
Hora: 8h às 12h
Palestra sobre Diabetes Mellitus
Dia 17/11/2011
Local: Sead (Trav. Do Chaco)
Hora: 8h às 12h
Ações: serviços de glicemia, medição da pressão arterial, controle do peso, mensuração do perímetro abdominal com orientações e entrega de material educativo.
Apoio: Sespa, Cesupa
Local: Sespa - Nível Central
Hora: 8h30 às 12h
Abertura: Diretoria do Dase, Coordenações Hiperdia, Nutrição, Idoso, Homem e Mulher, Adolescente, Populações Tradicionais
Ofertas de serviços: glicemia, medição da pressão arterial, controle do peso, mensuração do perímetro abdominal com orientações e entrega de material educativo.
Feira dos servidores artesãos
Ginástica Laboral
Local: Ures-Presidente Vargas – Setor de Cardiologia
Hora: 8h às 12h
Tema: Educar para Prevenir
8h - Abertura da programação com a diretora e representantes da divisão técnica
9h - Palestra com nutricionista
9h - Aferição de pressão arterial, testagem de glicemia capilar, medir circunferência abdominal, cálculo de IMC
12h - Encerramento
Roberta Vilanova - Ascom Sespa
Pro Paz Cidadania na
cidade de Marituba
recebe três oficinas de circo
Inicia nesta quarta-feira, 16 de novembro, um cronograma de quatro oficinas de técnicas circenses no Polo do Pro Paz Cidadania no município de Marituba. As oficinas serão realizadas no Instituto de Ensino de Segurança Pública do Pará (Iesp), localizado na rodovia BR-316. As oficinas repassam técnicas como: iniciação às práticas circenses, com o artista Rodrigo Barros; Técnicas acrobráticas, com Ronald Bruno Costa; técnicas circenses com Erverton Figueiredo e Tecido Aéreo, com Ananda Kiaia. Todas as oficinas são promovidas pelo Governo do Estado por meio da Fundação Curro Velho.
A instrutora de tecido aéreo Ananda Kiaia é cria do Curro Velho, iniciou há três meses na Oficina de Técnicas circenses e já ministra a atividade do circo no tecido aéreo. Kiaia participou da ação do Pro Paz em Altamira e agora vai ministrar durante quase um mês a oficina de tecido aéreo no Polo do Pró-Paz Cidadania em Marituba.
O artista circense Rodrigo Barros vai ministrar a oficina de iniciação às práticas circenses voltada para a faixa etária de 11 a 18 anos. “Os jovens vão construir seus aparelhos e aprender a manipulá-los por meio de jogos e brincadeiras. Neste primeiro módulo vamos explorar a confecção e manipulação de malabares, perna de pau, tecido aéreo, além de iniciá-los na disciplina corporal circense por meio de alongamentos e exercícios diários”, detalha Barros. As oficinas serão realizadas no Iesp no período de 16 de novembro a 13 de dezembro, no horário de 8h às 10h e de 14h às 16h. Uma realização do Governo do Estado, Pro Paz Cidadania e Fundação Curro Velho.
Andreza Gomes - Ascom Fundação Curro Velho
Recital do Projeto “Entre Nós”
Recital do Curso de Bacharelado em Música nesta quarta-feira, 16, na Sala Ettore Bósio, às 18h. Alunos do curso tocam música erudita e popular: Brahms, Villa-Lobos, Chopin, Bach, Edu Lobo e Mestre Duda. Entrada Franca.
Brinquedotecas e Estudos
do Lazer em discussão na Uepa
A implantação de brinquedotecas e a formação de profissionais habilitados a trabalhar em locais lúdicos de aprendizagem serão discutidos nos próximos dias 17, 18 e 19 de novembro durante o II Seminário de Brinquedoteca da Região Norte e o XIII Encontro de Estudos do Lazer, que o Grupo de Estudos e Pesquisas em Lazer da Amazônia, vinculado à Universidade do  Estado do Pará (Uepa), realiza no campus III da instituição, no bairro do Marco.
Durante os três dias, oficinas, mesas redondas e trocas de experiências e vivências entre os participantes fazem parte da programação, que gira em torno da temática "Perspectivas e Possibilidades Lúdicas: espaços de vivências-espaços de debates". A atividade também traz como convidados o professor da Universidade Federal do Amapá (Unifap), Romualdo Rodrigues Pacheco, e a pedagoga do Hospital Universitário de Brasília (HUB), Adriana Silva.
Segundo uma das coordenadoras gerais do evento, Ana Cristina Guimarães, a proposta é “iniciarmos um trabalho de consolidação sobre a formação do profissional atuante tanto na área do lazer quanto na área de brinquedoteca, como espaços lúdicos de atividade”. “Esse evento vai intensificar modificações das políticas públicas, para que as escolas e outros espaços se percebam como espaço público para brinquedotecas”, completa.
Ana Cristina avalia que com a criação de mais políticas públicas para a área “existe uma grande possibilidade de as brinquedotecas atenderem a comunidade dentro do seu local de origem e não retirá-la para vivenciar em locais que ela não conhece. É permitir que as crianças, adolescentes e adultos resgatem o brincar”, disse. Ela explica, ainda, que a criação de brinquedotecas deve estar adequada ao local ou comunidade em que está inserida. “O ideal é que haja um planejamento antes da instalação. Se é aprender pelo brincar, então os espaços e brinquedotecas de escolas vão primar por isso. No entanto, se pensarmos em uma de hospital, vai ter relação com terapia, com a possibilidade de a criança perceber o tratamento”, explica.
Participam dos dois eventos estudantes, líderes comunitários, gestores de instituições estaduais e municipais e profissionais de diversas áreas do conhecimento, entre elas, Pedagogia, Educação Física, Terapia Educacional, Fisioterapia, Psicologia, Turismo e Gestão. No dia 17, primeiro dia dos eventos, a abertura está marcada para às 9h30, com a presença da coordenadora do curso de Educação Física da Uepa, Lana Peres.  O credenciamento será a partir das 8h, no mesmo local.
Brinquedoteca Joana D´arc
No campus III, onde funciona o curso de Educação Física da Uepa, também está instalada a Brinquedoteca Joana D´arc, um laboratório de ensino e aprendizagem da graduação. É também um espaço de convivência, lazer, socialização e ludicidade. Possui quatro salas temáticas para atendimento: Expressão do Corpo, Sala de Artes Plásticas, Salas de Jogos e Sala de Artes Cênicas / Leitura. O público são crianças a partir de seis anos, membros da terceira idade, instituições (públicas e privadas), por meio do agendamento, além da comunidade acadêmica da Uepa. As atividades são diárias.
Serviço: II Seminário de Brinquedoteca da Região Norte e o XIII Encontro de Estudos do Lazer - de 17 a 19/11, no campus III da Uepa (Av. João Paulo II, 817, entre Vileta e Timbó).
Carolina Menezes - Ascom Uepa
Dança na Ópera terá
ensaio geral na noite
desta terça-feira
Como parte da da programação do  X Festival de Ópera, será realizado nesta terça-feira, 15, a partir das 20h, o  ensaio geral do espetáculo “Dança na Ópera”, da Companhia de Dança Ana Unger, uma montagem digna dos grandes teatros de ópera da Europa, repleta de detalhes inéditos. Idealizada pelo supervisor artístico do festival,Gilberto Chaves, o espetáculo reúne cinco grandes balés inspirados na história do teatro lírico. Em 133 anos de existência, é a primeira vez que o palco do Theatro da Paz encena, neste formato, cenas de balés de ópera com orquestra, o que assume especial relevância para os bailarinos profissionais do estado. Além disso, o formato também permite que os espetáculos sejam integrados às suas respectivas óperas quando encenadas em futuras ocasiões.
Outra novidade é a criação coletiva da coreografia que o público verá em cena. Desde a primeira edição do festival a bailarina e coreógrafa Ana Unger assina os espetáculos, mas nesta edição outros três talentosos coreógrafos foram convidados para compor a equipe, as paraenses Aline Dias e Diane dos Santos e o paulista Guivalde de Almeida. Dança na ópera terá 40 bailarinos em cena, a maioria deles paraenses. Foram convidados de outros estados Marília Guilharducci, Raquel Rampazzo e Welton Nascimbene. São solistas Flavia Harada, Débora Cardoso, Milene Abinadere Valdenilson Santos. Para o elenco também foram feitas audições, permitindo aos jovens bailarinos a oportunidade de ampliarem seus conhecimentos. “A ideia é revelar novos talentos e oportunizar aos mais jovens a experiência em um baléde ópera”, explica Ana Unger.
Os arranjos de “Dançana Ópera” são assinados pela Orquestra Jovem Vale Musica, regida pelo maestro Miguel Campos Neto. A montagem do espetáculo começou no mês de agosto e segundo Ana Unger o público terá o grande privilégio de conferir cinco balés com características bem diferenciadas. Em “O Guarani”, são 15 minutos de uma exótica dança de índios e índias Aimorés. Já em Orfeu e Eurídice, a dança dos espíritos abençoados, a história de amor que se passa no Reino dos Mortos. Orfeu canta por Eurídice e a sua dor por tê-la perdido, na entrada do Reino de Hades.
Em Fausto, a história de um homem que vende a alma ao diabo se passa no inferno, com grandes cortesãs da antiguidade: Laís, Cleópatra, Helena de Tróia e Frinéias. Tem-se, assim, danças intituladas Les Nubiennes, Cléopatre et la Coupe d’Ór, Les Troynnes, Variation e Deuse de Phryné, que reunidas formam a “A Noite de Walpurgis”. Um dos mais conhecidos balés da história do teatro lírico italiano integra a ópera “A Gioconda”, cujo título pode ser traduzido como “A Cantora das Baladas”.
Sob o pretexto de entreter os convidados de uma espetacular recepção, que neste caso aconteceu no Palácio dos Doges de Veneza, A Dança das Horas é identificada em quatro partes, Horas da Aurora, Horas do Dia, Horas do Entardecer e Horas da Noite. Este balé de ópera tornou-se tão famoso, que acabou ganhando existência própria, independente da ópera que integra. Em Sansão e Dalila, a dança do Bacanal é encenada no terceiro ato da ópera. Enquanto o povo inebria-se de prazeres, Sansão ora a seu Deus, pedindo-lhe que lhe seja restituída a força uma vez mais, após ser traído por Dalila e ser jogado, com os olhos furados no fundo de uma masmorra.
“Dança na Ópera” terá o mesmo cenário para os cinco balés. O diferencial são os efeitos, que terão foco na iluminação. Com uma linguagem contemporânea “Dança na Ópera” não obedece a linguagem das óperas tradicionais, outro diferencial do espetáculo. “Foi um processo de montagem prazeroso e um verdadeiro legado para a profissionalização da dança no nosso estado, que nunca havia tido tanto destaque em um festival de ópera como agora”, diz Ana Unger.
Serviço: Dança na Ópera será encenado nos dia 16 e 17 de novembro, às 20h, com ingressos à venda na bilheteria do teatro.
Ascom Festival de Ópera
Santa Casa fortalece
parceria com instituições
de ensino superior
Com aval dos ministérios da Saúde e da Educação, a Fundação Santa Casa de Misericórdia é uma das instituições da capital paraense considerada hospital escola principalmente pela parceria com as diversas Instituições de Ensino Superior (IES) da região amazônica, que permite diariamente a centenas de alunos de graduação, pós-graduação e em formação profissional o aprendizado na área de saúde do hospital.
Esta parceria, reforçada este semestre pelos ministérios da Saúde e Educação, vai garantir a Santa Casa, móveis, computadores, bolsas de especializações aos servidores, fortalecimento dos periódicos da biblioteca, aparelhos de imagem computadorizados e revitalização de espaços, tudo isso para o conforto e melhoria dos alunos que frequentam o hospital para vivenciarem o dia a dia da profissão.
Lizomar Maués, diretora de Ensino e Pesquisa da Santa Casa, destaca que o fortalecimento das parcerias com as IES é fundamental para as melhorias dos espaços oferecidos pela instituição aos alunos que buscam aperfeiçoamento. “Recebemos aqui alunos dos mais diversos cursos ligados à saúde, como terapia ocupacional, fisioterapia, nutrição, farmácia, medicina, enfermagem de várias IES e as doações dos responsáveis por estas instituições vêm somar para o conforto e a melhoria na qualidade do ensino” afirma.
Adalto Guesser, diretor de ensino, pesquisa e extensão da Escola Superior da Amazônia (Esamaz), diz que a parceria é fundamental. “A Santa Casa é um centro de referência na atenção a saúde. A maioria das profissões da área de saúde está na Santa Casa e as IES necessitam que seus alunos vivenciem na prática o que aprendem na faculdade e assim garantam uma formação qualificada” conclui.
A Santa Casa recebe alunos da Universidade da Amazônia (Unama), Escola Superior da Amazônia (Esamaz), Centro Universitário do Estado do Pará (Cesupa), Universidade do Estado do Pará (Uepa), Universidade Federal do Pará (Ufpa) e Faculdade Metropolitana da Amazônia (Famaz).
Ascom – Fundação Santa Casa
Círio de Nazaré abre
programação do
Festival do Turismo
O Círio de Nazaré, principal evento do segmento de turismo religioso da Amazônia, é a temática escolhida pela equipe de marketing da Companhia Paraense de Turismo (Paratur) para ser apresentada ao Brasil e ao mundo na abertura da programação do 23° Festival do Turismo de Gramado (Festuris). Cortejos e exposições da imagem de Nossa Senhora de Nazaré serão feitos durante a feira.
“Com o apoio do Ministério do Turismo, o Festuris é considerado a feira de negócios de maior retorno para o trade da América do Sul, e vem ampliando sua força no mercado internacional. Por isso, elaboramos um estande de 16 metros quadrados, localizado no Salão do Turismo Religioso, para divulgar o Estado”, afirma o gerente de Assuntos Nacionais da Paratur, Carlos Figueira.
A imagem peregrina de Nossa Senhora de Nazaré estará no estande, graças a uma articulação da Paratur com a Diretoria da Festa de Nazaré. No espaço haverá distribuição de material promocional do turismo paraense, com destaque para roteiros e produtos das seis principais regiões turísticas do Pará: Belém, Marajó, Tapajós, Amazônia Atlântica, Araguaia, Tocantins e Xingu.
Cortejo
Nesta quarta-feira, 16, às 18h30, começa o cortejo com a imagem peregrina em direção à Matriz de São Pedro de Gramado, marcando a primeira ação do festival na cidade. Em seguida, será realizada uma missa, e a imagem permanecerá na igreja até o dia 17. Dia 18, às 9 horas, acontece a abertura oficial do Congresso do Festival de Gramado, no Teatro Lupicínio Rodrigues, no Serrano Centro de Convenções, onde ocorrerá um novo cortejo com a imagem da peregrina. Como última participação do Círio no festival, ocorrerá mais um cortejo, agora no dia 19, na própria feira, abrindo a coletiva oficial de imprensa do Festuris, no Serra Park.
Benigna Soares - Ascom Paratur
Centur oferece apoio
gratuito para escritores
profissionalizarem seus livros
Olhar para o seu livro concluído é um momento de grande alegria para o escritor. Sentir o peso da publicação nas mãos, observar as cores da capa, o seu próprio nome e a sua história impressos ali são emoções que apenas os artistas dos parágrafos conseguem entender. Mas revisar e imprimir uma obra são apenas etapas da produção de um livro. Ainda existe um item primordial, a ficha técnica, cujo fornecimento é um dos papéis desempenhados pela Gerência de Processos Técnicos (Gpros), no quarto andar da Fundação Cutural do Pará Tancredo Neves (FCPTN).
A ficha técnica é um conjunto com todas as informações da obra: o autor, o título, a editora, o local e o ano de publicação, o número de página e as ilustrações, dentre outros. Não se trata de um mero detalhe opcional. É um elemento formal exigido para que legalmente se constitua uma publicação. Para consegui-la gratuitamente, os escritores paraenses primeiro devem elaborar um ofício que é encaminhado para o presidente da FCPTN, depois é despachado para a Diretoria de Leitura e Informação (DLI) e então para a Gpros.
“O escritor traz uma boneca (amostra) do livro, já que ele ainda não está pronto”, explica a gerente da Gpros, Socorro Camarinha. A equipe do departamento faz a catalogação da obra e depois envia para o escritor. Ela também faz a orientação sobre o cadastro na Biblioteca Nacional: toda publicação precisa receber um número que comprova a sua existência, por isso o grupo ajuda o escritor a encontrar este serviço em Belém e dá esclarecimentos acerca do procedimento.
Continuidade
A Gerência de Processos Técnicos não trabalha sozinha: ela atua em parceria com todos os outros setores, mas principalmente com a Gerência de Promoção Editorial – GPED, que de fato produz livros dentro da estrutura do Centur. “Na Fundação, atuamos de forma integrada. As gerências resolvem tudo interagindo umas com as outras”, conta Camarinho.
A Gpros é ainda um grande aliado na divulgação autoral: o setor coordena o arquivo da Biblioteca Arthur Vianna. Socorro Camarinha diz que as publicações feitas com o apoio da FCPTN podem ter alguns exemplares doados para o segundo andar e para outras Bibliotecas Públicas. “Assim, mais gente vai conhecer aquele escritor”, diz.
Além do apoio a escritores, a Gerência de Processos Técnicos está sempre cuidando do acervo da Arthur Vianna, restaurando o que está danificado e catalogando os livros, CDs, DVDs e VHS para que sejam guardados nos devidos lugares. “Todo o arquivo passa por aqui. Damos entrada, carimbamos, registramos, identificamos para onde vai cada coisa, se é pra Gibiteca, para o Audiovisual ou outros departamentos”, explica Camarinha. “Com os jornais, encaminhamos o que não pode mais ser manuseado para que seja microfilmado. O resultado é enviado para a Biblioteca Nacional, que nos reenvia uma cópia do filme e fica com o original”, explica Camarinha.
Ela finaliza ensinando como a Fundação recebe as obras: “As pessoas ligam para cá e perguntamos sobre o estado do livro. Se forem mais de 100, nós temos um serviço de busca em domicílio, em que funcionários da Tancredo Neves vão verificar os objetos”, diz Camarinha, que recebe em média 5000 livros por mês, dentre doações de autores, usuários e pessoas jurídicas.
Serviço: Gerência de Processos Técnicos – Gpros. Fundação Tancredo Neves, quarto andar. Para doar um livro, ligue para a própria GPROS: 32024377/4379.
Coletiva sobre a I
Conferência Estadual de
Emprego e Trabalho Decente

A Secretaria de Estado do Trabalho, Emprego e Renda  realiza coletiva sobre a I Conferência Estadual de Emprego e Trabalho Decente (I CETD), que vai ser realizada nos dias 17 e 18 deste mês, no Hangar Centro de Convenções e Feiras da Amazônia, em Belém. O evento é uma promoção do Governo do Estado, por meio da Seter, para discutir a importância do Trabalho Decente.
Conferências sobre o Trabalho Decente vêm sendo promovidas nos outros Estados brasileiros, como prévia das discussões para a realização da Conferência Nacional de Emprego e Trabalho Decente, a ser realizada em maio de 2012, em Brasília. A I CETD foi precedida por 13 plenárias em Regiões de Integração – com a abrangência de todos os municípios paraenses - que discutiram as prioridades e os parâmetros da Política Nacional de Emprego e Trabalho Decente, com vistas à implementação da Agenda Nacional do Trabalho Decente e do Plano Nacional de Emprego e Trabalho Decente; além de assegurar a participação das organizações de empregadores e de trabalhadores, fortalecendo o tripartismo como instrumento de governabilidade democrática.
A I CETD vai contar com a participação do governador do Estado do Pará, Simão Jatene; do secretário de Estado do Trabalho, Emprego e Renda, Júnior Hage;da secretária adjunta de Estado do Trabalho, Emprego e Renda, Mônica Coutinho (presidente do evento); além de outras autoridades federais, estaduais e municipais; representantes da Organização Internacional do Trabalho. O evento tem apoio da Secretaria Especial de Estado de Proteção e Desenvolvimento Social (da qual a Seter faz parte), Federação da Indústria do Estado do Pará (Fiepa), Federação da Agricultura e Pecuária do Pará (Faepa), Sindicato do Comércio Lojista de Belém (Sindilojas), Central única dos Trabalhadores (CUT), União Geral dos Trabalhadores (UGT), Central Geral dos Trabalhadores do Brasil (CGTB), Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB), Federação das Micro e Pequenas Empresas do Estado do Pará (Fampep) e Ministério do Trabalho e Emprego.
O Trabalho Decente é uma condição fundamental para a superação da pobreza, a redução das desigualdades sociais, a garantia da governabilidade democrática e o desenvolvimento sustentável. É definido como o trabalho produtivo adequadamente remunerado, exercido em condições de liberdade, equidade e segurança, capaz de garantir uma vida digna. Para a Organização Internacional do Trabalho (OIT), o trabalho decente se apóia em quatro pilares: respeito às normas internacionais do trabalho; eliminação de todas as formas de discriminação em matéria de emprego e ocupação; promoção do emprego de qualidade; e extensão da proteção social e diálogo social.
Profissionais de saúde
debaterão saúde do
homem em seminário
A Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sespa), por meio da Coordenação Estadual de Saúde do Homem, realiza nesta quarta-feira, 16, o segundo Seminário de Saúde do Homem, que este ano vem com o tema "Homem que se cuida vive mais!". O evento, que será realizado no auditório do Hospital de Clínicas Gaspar Vianna, é alusivo ao Dia de Combate ao Câncer de Próstata, 17 de novembro, e ao Dia Internacional do Homem, 19.
O seminário terá o objetivo de reunir profissionais envolvidos na atenção básica para discutir e reavaliar as ações de prevenção e tratamento dispensadas aos homens, a partir de temas como câncer de próstata, tabagismo, hipertensão, diabetes e demais doenças adquiridas por maus hábitos de vida. Segundo o odontólogo da Coordenação Estadual de Saúde do Homem, Andrei Porpino, o simples ato de falar sobre a saúde do homem já é uma conquista. “Alertar o marido, o filho, o vizinho já ajuda com que eles comecem a se informar sobre a sua saúde”, ressalta.
Em relação ao câncer de próstata, somente no Brasil 52.350 casos de câncer são diagnosticados por ano. Em 2010, segundo dados do Instituto Nacional do Câncer (Inca), foram registrados no Pará 700 casos de câncer de próstata, dos quais 330 só em Belém. A Sespa costuma recomendar que, em casos de câncer, os sintomas tendem aparecer somente algum tempo depois que o paciente fica doente. “Por isso é importante prevenir”, alerta Andrei Porpino.
Programação
8h: Abertura com o Secretário de Estado de Saúde Pública,  Helio Franco.     
9h: Apresentação da Fundação Carlos Gomes e de grupo folclórico de carimbó.     
9h30: "Atenção primária e a saúde do homem", com Jane Neves, coordenadora estadual de Atenção Primária.
10h10: "Saúde Masculina", com o urologista Ricardo Tuma.
11h10: "Oncologia na saúde do homem", com o oncologista Antenor Madeira.       
11h50: Apresentação de teatro de fantoches com Viviana Quaresma, pegagoga e voluntária da Coordenação Estadual de Saúde do Homem.      
Intervalo para almoço      
14h: "A vida do homem e o tabaco", com a assistente social Raquel dos Anjos, coordenadora estadual de Controle do Tabagismo.   
14h40: "Saúde do homem", com o médico Roberto Falcón.   
15h20: "Alimentação como fator de proteção à saúde do homem", com a nutricionista Elenilma Barros da Silva, da Coordenação Estadual de Nutrição.       
16h20: "As conseqüências da hipertensão e diabetes na vida sexual masculina", com a médica Teresa Guidão, da Coordenação Estadual do Hiperdia.  
17h: "Gênero e drogadição", com a psicóloga Marilda Couto, coordenadora estadual de Saúde Mental.         
Serviço
II Seminário de Saúde do Homem, uma realização da Coordenação Estadual de Saúde de Homem da Sespa. Quarta-feira, 16, a partir das 8 horas, no auditório do Hospital de Clínicas Gaspar Vianna, localizado na travessa Alferes Costa s/n, entre avenidas Visconde de Inhaúma e Marquês de Herval, bairro do Marco, Belém.

Mozart Lira - Ascom/Sespa
Foto da Nasa mostra
aurora austral no
oceano Pacífico
Imagem foi feita pelos astronautas da Estação
 Espacial Internacional. Registro foi feito em setembro.
Fotografia feita pelos astronautas da Estação Espacial Internacional (ISS, na sigla em inglês) mostra uma aurora austral no sul do oceano Pacífico. A imagem foi feita no dia 18 de setembro. As auroras têm sido relativamente comuns neste ano, pois são provocadas pela interferência de tempestades solares com a atmosfera, e o Sol está em um período de maior atividade (Foto: Reuters/Nasa/JSC)

Postar um comentário

REVISTAS MEDIUNIDADE

JESUS: "Choro por todos os que conhecem o Evangelho, mas não o praticam...”

Ofuscado pela grandeza do momento, começou a chorar. Viu, porém, que Jesus chorava também... E, Eurípedes, falou – Senhor, por que ch...