Total de visualizações de página

segunda-feira, novembro 21, 2011

Governador participa do 26o Congresso de Tribunais de Contas

 Acontece em Belém, de segunda (21) a quarta-feira (23), o 26º Congresso dos Tribunais de Contas, que reúne representantes das cortes de todo o país para discutir assuntos como transparência e controle na gestão do recurso público. O governador Simão Jatene participou da abertura do evento, na tarde desta segunda (21), no hotel Crowne Plaza.
O congresso reúne conselheiros, auditores e corpo técnico das cortes, além de juristas, como palestrantes. O evento é promovido pela Associação dos Membros dos Tribunais de Contas do Brasil (Atricon) e tem apoio dos tribunais de Contas do Estado (TCE) e dos Municípios (TCM).
“Sobre a transparência (da esfera pública), cada vez mais a sociedade moderna exige que o sentido de público seja compreendido e exercitado em toda sua extensão. No Brasil, ainda está se construindo o conceito de público, que ainda é confundido com estatal. Assim, quando se fala em transparência a palavra-chave é controle pela sociedade. Eventos como esse ajudam a colocar mais um tijolo na construção de uma sociedade moderna e democrática”, disse o governador, enfatizando a importância dos Tribunais de Contas nesse processo.
O governador falou também sobre a importância do congresso para o Pará. “Um evento nacional dessa natureza, que conta, inclusive, com presença internacional, é sempre bom para que o Brasil conheça melhor o Brasil. É uma imensa alegria para nós paraenses que ele aconteça aqui no Estado”, ressaltou.
O presidente da Atricon, Salomão Ribas, destacou a importância do congresso para a sociedade brasileira. “Queremos transparência e integração e pretendemos fundamentalmente fazer isso em benefício da sociedade. Assim, estamos aqui para estudarmos questões que afetam o controle público e a aplicação dos dinheiros públicos em nosso país”, declarou.
Salomão Ribas destacou ainda a criação do Conselho Nacional de Tribunais de Contas. “Os Tribunais de Contas vivem um momento decisivo com a modernização dos órgãos públicos na construção de soluções de controle e fiscalização para uma sociedade que vê estupefata os homens púbicos não raro em permanente suspensão. Não digo que não precisemos do mesmo tipo de fiscalização e controle que exigimos para os nossos fiscalizados. Por isso, defendemos a criação do conselho”, asseverou.
O presidente do TCE, Cipriano Sabino, agradeceu a todos pelo congresso. “Desejo que o congresso seja realmente sucesso”, disse. O presidente do TCM, José Carlos Araújo, completou: “A vinda dos tribunais basicamente de todo o Brasil para cá é uma demonstração clara que o Pará se preocupa com a transparência. Assim, imediatamente apoiamos o evento aqui no Estado e ficamos felizes com sua concretização”, disse.
Logo após a solenidade de abertura do 26º Congresso dos Tribunais de Contas, aconteceu a conferência de abertura, com o tema “Conselho Nacional de Justiça e sua Corregedoria”, que teve como palestrante a corregedora nacional de Justiça, ministra Eliana Calmon.
Manuela Viana – Secom
Postar um comentário

REVISTAS MEDIUNIDADE

JESUS: "Choro por todos os que conhecem o Evangelho, mas não o praticam...”

Ofuscado pela grandeza do momento, começou a chorar. Viu, porém, que Jesus chorava também... E, Eurípedes, falou – Senhor, por que ch...