Total de visualizações de página

terça-feira, novembro 22, 2011

Governo cria Força Tarefa para investigar chacina em Icoaraci

O secretário de Estado de Segurança Pública e Defesa Social, Luiz Fernandes Rocha, recebeu, na manhã desta terça-feira, 23, na sede da Segup, em Belém, os familiares dos seis adolescentes assassinados no distrito de Icoaraci, no último domingo, 20 de novembro. A reunião foi realizada por iniciativa da Segup, para informar aos parentes das vítimas que, por determinação do governador Simão Jatene, a área de segurança pública do Estado vai comandar uma força tarefa para investigar o crime e responsabilizar os autores da chacina.
Também participaram da reunião, a diretora da Divisão de Atendimento ao Adolescente (Data), delegada Cristiane Lobato, a diretora de Relação com a Sociedade (DRS), da Segup, delegada Silvia Andréa Pedroso do Rêgo, e uma equipe de técnicas e assistentes sociais da Secretaria de Estado de Assistência e Desenvolvimento Social (Sedes).
“O Estado vai acompanhar esse caso de perto e realizar uma investigação minuciosa para chegar aos criminosos que cometeram esse crime tão bárbaro e responsabilizá-los”, afirmou Luiz Fernandes Rocha. Ele informou às famílias que a Segup vai criar um grupo específico para apurar e conduzir as investigações sobre a morte dos adolescentes, que será formado por técnicos do Centro de Perícias Científicas Renato Chaves, policiais civis e militares da área de Inteligência e agentes do Centro Estratégico Integrado (CEI).
“Esse grupo vai trabalhar sob a coordenação direta da Segup, com apoio da Divisão de Homicídios e da Data. Também será bastante bem vinda a parceria do Ministério Público”, frisou o secretário. “Nosso objetivo maior é solucionar esse caso o mais rápido possível e chegar à verdade dos fatos”, acrescentou.
“Se algum membro das famílias das vítimas estiver sofrendo qualquer tipo de ameaça, pedimos que nos comunique imediatamente para garantir proteção, por meio dos programas do governo, como, por exemplo, o de Proteção às Vítimas e Testemunhas (Provita) e o Programa de Proteção às Crianças Ameaçadas de Morte (PPCAM)”, ressaltou. Ele também destacou que os parentes dos jovens mortos podem colaborar com o trabalho da polícia repassando o máximo de informações detalhadas durante os seus depoimentos à polícia e utilizando, também, o serviço do Disque Denúncia (181).
Luiz Fernandes Rocha também assegurou às famílias que a Polícia Militar vai reforçar a segurança ostensiva em Icoaraci, especialmente na área onde ocorreu a chacina, com o apoio do efetivo dos batalhões da PM mais próximos daquele distrito.
Lene Alves - Ascom Segup
Postar um comentário

REVISTAS MEDIUNIDADE

JESUS: "Choro por todos os que conhecem o Evangelho, mas não o praticam...”

Ofuscado pela grandeza do momento, começou a chorar. Viu, porém, que Jesus chorava também... E, Eurípedes, falou – Senhor, por que ch...