Total de visualizações de página

quinta-feira, novembro 24, 2011

Pré-natal, diabetes e câncer são temas de palestras na Casa da Mulher


Quando uma mulher pretende engravidar, uma das recomendações preconizadas pelo Ministério da Saúde é a realização do acompanhamento pré-natal, que é a assistência na área de enfermagem e da medicina prestada à gestante durante os nove meses de gravidez. A medida tem como objetivo evitar problemas para a mãe e a criança nesse período e no momento do parto.
 O pré-natal, a diabetes gestacional (alimentação, higiene, saúde, amamentação, vacinas e humanização) e prevenção do câncer de colo do útero, a Casa da Mulher, vinculada à Secretaria Municipal de Saúde (Sesma), realizou nesta quinta-feira (24), um circuito de palestras voltado para gestantes e mulheres cadastradas na casa.
 As palestras ministradas por médicos, farmacêuticos, enfermeiros e assistentes sociais, abordaram assuntos como a Atenção Farmacêutica do Diabético; O papel do enfermeiro na qualidade de ida do diabético; e Políticas e direitos na perspectiva do serviço social.
 De acordo com Lucicleide Santiago, psicóloga da Casa da Mulher, essas atividades são rotineiras e sempre contam com a participação de muitas mulheres. “Aqui oferecemos atendimento médico e psicossocial. Fazemos do nosso auditório uma sala de espera para nossos pacientes. Enquanto elas esperam por consultas, recebem orientação de ótimos médicos”, disse.
 Um assunto de grande interesse das gestantes é o pré-natal. A gestante Márcia Souza, de 26 anos, acompanhou a palestra que abordava todos os cuidados que deve ter desde o planejamento para ter um filho, até a hora do parto. “Acho muito importante sabermos dessas coisas. Existem mulheres grávidas de 3, 4 meses que nem sequer passaram por uma avaliação médica. Temos que ter cuidado com a nossa saúde e a saúde do bebê também”, disse.
 Diariamente a Casa da Mulher atende mais de 200 pacientes, com foco principal na prevenção ao câncer de colo do útero, exames preventivos e mastológicos, consultas especializadas em patologia cervical (colo do útero), gravidez de alto risco, radiologia, exames em laboratório próprio, acompanhamento médico e psicossocial para mulheres que são vitimas de violência sexual e doméstica, além de consulta nutricional.
 Na próxima sexta-feira (25), a programação continuará com duas palestras sobre prevenção, identificação e tratamento do Câncer de Colo do útero, às 10h e 13h30, que será ministrada por Nilvana Lobato (Assistente Social) e Luiz Lavor (Citotécnico).

Texto: Denise Silva – Ascom Sesma / Fotos: João Gomes
Postar um comentário

REVISTAS MEDIUNIDADE

JESUS: "Choro por todos os que conhecem o Evangelho, mas não o praticam...”

Ofuscado pela grandeza do momento, começou a chorar. Viu, porém, que Jesus chorava também... E, Eurípedes, falou – Senhor, por que ch...