Total de visualizações de página

sábado, novembro 12, 2011

@ REPÓRTER JURUNENSE: As quentes deste sábado

Instaurado inquérito
para apurar piso de professor
O 6º promotor de justiça de direitos constitucionais fundamentais, defesa do patrimônio público e da moralidade administrativa de Belém, Firmino Araújo de Matos, instaurou inquérito civil para apurar o cumprimento pelo Estado do Pará da lei federal que fixou o piso salarial nacional para os profissionais do magistério público da educação básica. Os fatos serão analisados sobre a ótica se há ou não ato de improbidade administrativa, caso fique comprovado o descumprimento da norma legal.
A medida foi tomada devido ao embate recente entre professores estaduais em greve e o governo do Pará. A paralisação já dura quarenta e seis dias. Uma sentença judicial determinou o retorno dos trabalhadores, mas ainda não foi cumprida pelos profissionais da educação.
Segundo o promotor de justiça Firmino Matos, sua área de atuação é no campo da improbidade administrativa. “A promotoria atua em casos de improbidade e como o Estado alega que não está descumprindo a lei e que somente ainda não implementou o piso porque aguarda complementação de recursos da União, vamos apurar”.
Em relação ao direito a educação, já existe outra promotoria se manifestando no caso. “O inquérito civil instaurado vai verificar se há ou não descumprimento da lei, o que caracterizaria ato de improbidade administrativa”, complementa.
Já foi enviado ofício a 1ª Vara da Fazenda Pública, na qual tramita ação civil ajuizada pelo Estado do Pará sobre o caso. A promotoria solicita o envio de cópia da petição inicial, da contestação e dos documentos anexados ao processo. (As informações são do MPE)
Ginastas do Paraná levam
maior número de
medalhas de ouro

O último dia do Campeonato Brasileiro de Ginástica Rítmica “Ilona Peuker”, em Belém, foi marcado por disputas em quatros categorias (pré-infantil, infantil, juvenil e adulto), por cada aparelho de ginástica – maça, fita, arco e corda.
A equipe do Clube Agir, do Paraná, conquistou o maior número de medalhas de ouro, na classificação geral, vencendo na categoria adulto, com os aparelhos bola e três arcos e duas fitas; no pré-infantil, com cordas, e no infantil, com cinco fitas. O clube Sadia ficou com o primeiro lugar no conjunto fitas, categoria juvenil, e o Unipar do Paraná com o aparelho maças, pelo juvenil.
Durante as competições o público vibrou com as coreografias das atletas, que ofereceram um espetáculo repleto de cores, dança e muita simpatia. Técnica aposentada e principal incentivadora da ginástica rítmica no Pará, a professora Carmen Lilian Faro ressaltou a importância da realização da competição nacional. “Esse campeonato servirá como incentivo à prática da ginástica rítmica. Todas essas crianças que compareceram aqui, com certeza, poderão se encantar e começar a treinar esse esporte”, disse ela.
Carmem é mãe da atleta paraense Luana Faro, que integrou a seleção brasileira até 2008, e atualmente pratica o esporte apenas como hobby. Assim como Luana, a ex-ginasta do Estado, Yuka Solano, participou da equipe nacional e treinou de 1997 a 2008. “Hoje moro em São Paulo. Não treino mais porque quis só estudar, mas tenho muita saudade e não poderia faltar a esse evento, que reúne as melhores atletas do Brasil”, ressaltou Yuka.
Potencial - O encerramento contou com a apresentação da seleção de ouro do Brasil, que mostrou uma coreografia já exibida em campeonatos internacionais. A técnica Camila Ferezin disse que também veio a Belém observar o potencial de cada atleta. “Hoje a seleção tem oito meninas e falta preencher duas vagas. Esse campeonato é muito importante, e com certeza, as novas ginastas sairão daqui”, informou Camila.
Em dois dias, mais de 6 mil pessoas prestigiaram o evento, realizado pela Confederação Brasileira de Ginástica, com apoio do governo do Pará, por meio da Secretaria de Esporte e Lazer (Seel). O público assistiu a mais de 40 apresentações.
“O paraense pode esperar para o próximo ano outros grandes eventos esportivos. Nosso principal objetivo é estimular a prática do esporte e valorizar nossos atletas”, garantiu o titular da Seel, Marcos Eiró.
Bruna Carvalho – Seel
Determinação leva alunos
de Condeixa ao "Painéis
Funarte de Música"
A falta de recursos financeiros não abalou a determinação de Yêda Maria Amaral Leite, responsável pela Escola de Música João Paulo II, em garantir a participação de alunos da instituição na terceira edição anual do projeto Painéis Funarte de Bandas de Música, no município de Ponta de Pedras.
Na pequena comunidade de Condeixa, município de Salvaterra, no Arquipélago do Marajó, onde Yêda montou a faz funcionar a escola, ela criou as condições para levar sete alunos a Ponta de Pedras, onde ofereceu a músicos de todo o país uma mostra do trabalho que realiza, escondida na imensidão marajoara, pelo ensino e valorização da música.
As feiras e bazares que Yêda organizou lhe renderam o dinheiro necessário para custear as passagens até Ponta de Pedras, para ela e seus alunos, todos com idade a partir de 10 anos.
Entre eles estavam Taissa da Conceição Ribeiro, estudante da 3ª série, e Rodrigo Fares Rodrigues, da 4ª série, ambos do Ensino Fundamental, que foram para Ponta de Pedras com a intenção de participar do curso de percussão oferecido durante o evento, sem saber como se manteriam durante a semana.
Parceria - Mas o esforço do grupo foi reconhecido, e a organização do evento providenciou hospedagem e alimentação para os participantes que não tinham condições de arcar com esses custos. A parceria com a Prefeitura de Pedras foi fundamental para que os alunos de Condeixa, e tantos outros que foram movidos apenas pelo amor à música, tivessem acomodação e alimentação durante o evento.
Os alunos chegaram à cidade sede do projeto com grandes expectativas, esperando aprender muito sobre os instrumentos de percussão. O objetivo era voltar a Condeixa com ensinamentos para dividir com os demais integrantes da Escola, que atualmente tem 100 alunos e está em processo de renovação de convênio técnico com a Fundação Carlos Gomes.
A persistente Yêda Leite, responsável por esta verdadeira aventura, mesmo sem ter qualquer conhecimento sobre instrumentos musicais acredita que o ensino da música muda a vida das pessoas. Seu objetivo maior é fazer da música um meio para melhorar a qualidade de vida da comunidade de Condeixa.
Valorização - O empenho de Yêda foi o mesmo de dezenas de pessoas e instituições, que trabalharam para realizar o projeto Painéis Funarte de Bandas de Música em Ponta de Pedras. A Fundação Carlos Gomes, por exemplo, conseguiu levar esse importante programa de incentivo musical para o município, com o objetivo de valorizar os 30 anos de existência da Associação Musical Antonio Malato (Amam), que criou e mantém a escola de música e a banda, diferenciais na vida daqueles que participam da Associação.
Paralelamente ao trabalho institucional, Yêda Leite e tantas outras pessoas de vários municípios, cientes da importância da participação dos músicos locais em um projeto da dimensão do “Painéis Funarte”, foram buscar na raiz marajoara a força para vencer as adversidades naturais da região, como as grandes distâncias, e viver em Ponta de Pedras uma experiência musical inesquecível.
Ascom/FCG
Conferência Estadual LGBT
elege 23 delegados
para evento nacional
Com a participação de quase 200 pessoas, entre as quais 23 delegados eleitos, o segundo dia da II Conferência Estadual de Políticas Públicas LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais) discutiu, na sexta-feira (11), temas como saúde, educação, esporte, lazer e segurança pública.
O secretário executivo do Conselho Nacional LGBT, da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, Igo Martini, elogiou a organização do evento e o grande número de conferencistas. “O Pará é um Estado imenso, mas mesmo assim a organização conseguiu mobilizar tanta gente, e de regiões tão distantes”, ressaltou.
Pela manhã, a primeira mesa de debates contou com a presença da coordenadora do Programa Pro Paz, Izabela Jatene; do presidente do Instituto de Artes do Pará, Heitor Pinheiro, e da representante da Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social, Silvia Andréa. Os debates sobre segurança pública, cultura, esporte, meio ambiente, turismo e lazer tiveram ainda representantes da Defensoria Pública do Estado e do Centro de Referência no Combate à Homofobia.
Da segunda mesa debatedora, que abordou a saúde pública, participaram a representante do Programa Municipal DST/Aids, Mara Golfinho, e o coordenador do Movimento LGBT do Pará, Beto Paes.
Propostas - Às 15h, a comissão organizadora iniciou a plenária, para aprovação das propostas elaboradas por 120 delegados - eleitos em sete encontros regionais. A apresentação dos relatórios dos Grupos de Trabalho prosseguiu com moções, e por fim, com a eleição de 23 delegados, que representarão o Pará na 2ª Conferência Nacional de Políticas Públicas e Direitos Humanos de LGBT, que será realizada em Brasília, de 15 a 18 de dezembro.
A Conferência foi encerrada com a definição do novo Plano Estadual de Políticas Públicas para a população LGBT. “A presença de diversos representantes de órgãos do Estado mostra o quanto esse evento superou todas as expectativas. Agora, as propostas serão encaminhadas para as respectivas Secretarias, e outras serão apresentadas na Conferência Nacional”, informou o coordenador Estadual de Proteção à Livre Orientação Sexual, Samuel Sardinha.
Ellyson Ramos – Sejudh
Competição de ginástica
ganha aprovação do
público e das atletas


Arte e técnica em coreografias que prendem a atenção foram conferidas pelo público paraense durante os dois dias do Campeonato Brasileiro de Ginástica Rítmica “Ilona Peuker”, realizado no ginásio da Escola Superior de Educação Física, em Belém. Neste sábado (12), o evento foi encerrado com a premiação das seleções que mais se destacaram e a reapresentação da equipe brasileira de ginástica rítmica, medalha de ouro nos Jogos Pan-Americanos de 2011, realizado no México.
O público vibrou com cada apresentação. Além da seleção campeã, as atletas paraenses, representadas pelo Centro de Ginástica do Pará e pelo Instituto de Estudos Superiores da Amazônia (Iesam), também se destacaram no campeonato. “Sempre sonhamos com este evento dentro do Estado. Para nós, eventos como esse são verdadeiros estímulos para que a nossa seleção possa crescer cada vez mais”, disse Lena Branco, técnica da equipe do Iesam.
Para as meninas paraenses, o campeonato foi uma experiência única. “Quando ficamos sabendo que o campeonato seria realizado na nossa terra, nos dedicamos ainda mais. É uma honra representar o Estado que está sediando um dos maiores eventos de ginástica rítmica do mundo”, ressaltou Letícia Azevedo.
Incentivo - Quem também disse ter ficado realizada com o campeonato no Pará foi a professora e ex-técnica Carmem Lilian Faro, precursora da ginástica rítmica no Estado. “É uma emoção muito grande ver esse tipo de evento acontecendo aqui. As nossas atletas precisam de incentivos como esse para que possam crescer e se destacar cada vez mais”, enfatizou.
O público também elogiou a realização do campeonato. “Eu nunca imaginei que um dia poderia ver esse tipo de espetáculo pessoalmente. Acompanhei as apresentações na televisão, durante o Pan, e ficava na torcida em casa. E hoje estou podendo torcer pessoalmente”, disse o aposentado David Rodrigues. A neta dele, Vilma Rodrigues, 7 anos, gostou tanto do espetáculo das ginastas que pediu ao avô para começar a praticar o esporte. “Gostei de tudo que vi. Um dia quero me apresentar igual a elas”, declarou a menina.
Estrutura – O ginásio da Escola Superior de Educação Física, vinculado à Universidade do Estado do Pará (Uepa), foi adaptado para sediar o campeonato. Acostumadas a competir em vários lugares do Brasil e de outros países, as atletas nacionais aprovaram a estrutura do ginásio. “O campeonato foi muito bom. Os espaços estavam adequados e a organização está de parabéns. O público também deu um show à parte e incentivou todas as equipes, do início ao fim”, destacou a veterana Luísa Matsuo, da Associação Desportiva Instituto Estadual de Educação, da Universidade do Estado de Santa Catarina (Adiee/Udesc).
A diretora técnica da Secretaria de Estado de Esporte e Lazer, Claudia Moura, frisou que o governo do Estado está cumprindo o compromisso de trazer, cada vez mais, grandes eventos esportivos para o Pará. “Receber um evento desse porte requer uma estrutura de qualidade. Esse é um dos objetivos da Seel (Secretaria de Estado de Esporte e Lazer), transformar nossos espaços em grandes palcos para que possamos sediar os maiores eventos esportivos do Brasil e internacionais. Além de aumentar a auto estima do povo paraense, esses eventos trazem emprego e renda para a nossa população”, finalizou.
Bruna Campos – Secom
"Sentinela do Norte"
tira das ruas drogas,
arma e veículos irregulares
A operação "Sentinela do Norte", desenvolvida pelo Sistema Integrado de Segurança Pública, foi encerrada por volta de 1h deste sábado (12), com o registro de apreensão de 50 petecas e dois quilos de cocaína, e outras 272 petecas em formato de pasta base. Também foram apreendidos 10 quilos de barrilha, produto químico usado no refino da pasta de cocaína, dois quilos e 78 cigarros de maconha, e um revólver calibre 38.
Os policiais estiveram em nove casas de shows, fazendo revista em busca de drogas e verificando a presença de adolescentes. A ação contabilizou ainda 2.228 abordagens de veículos, em barreiras de fiscalização instaladas em vias públicas.
Cerca de 10 pessoas foram flagradas com drogas e uma portando arma de fogo sem autorização. A Polícia Civil, por meio da Diretoria de Polícia Especializada, realizou operações com barreiras de fiscalização, nas quais foram registrados dois flagrantes, um por roubo e outro por furto.
Veículos - Só a Polícia Civil apreendeu 155 veículos por irregularidades. Dos 1.604 condutores de motos abordados, 140 foram autuados, 81 motos removidas, 89 documentos recolhidos e 15 apreendidas. Nas 381 abordagens de carros, 38 motoristas foram autuados, quatro veículos removidos, sete documentos recolhidos, 18 revistados e quatro apreendidos.
A ação policial abordou ainda 66 veículos de transporte alternativo. Um foi removido devido a irregularidades na documentação. Os policiais abordaram 55 ônibus e 122 condutores de bicicletas. Ao todo, 572 adultos e 19 crianças e adolescentes foram abordados para averiguação.
A operação policial, em sua segunda fase, foi iniciada na manhã de sexta-feira (11), na Região Metropolitana de Belém e no interior do Estado. O trabalho é realizado pelas Polícias Militar e Civil, do Centro Estratégico Integrado, do Centro de Perícias Científicas “Renato Chaves”, da Superintendência do Sistema Penitenciário (Susipe), do Departamento de Trânsito (Detran), de Guardas Municipais e de Companhias de Trânsito Municipais.
Walrimar Santos - Polícia Civil
Governo lança plano
estratégico e cria
Secretaria de Estado
de Turismo


Com o objetivo de fortalecer o segmento turístico, o Plano Estratégico de Turismo do Estado do Pará, denominado “Ver-o-Pará”, foi lançado pelo governador Simão Jatene e pelo presidente da Companhia Paraense de Turismo, Adenauer Góes, na noite de sexta-feira (11), no Teatro Maria Sylvia Nunes, na Estação das Docas. Na presença da secretária Nacional de Políticas de Turismo, Isabel Mesquita, e de diversas autoridades estaduais e municipais, o governador também assinou um Termo de Compromisso para criação da Secretaria de Turismo do Estado do Pará.
“Hoje, ao apresentarmos esse plano estratégico para o turismo, temos a oportunidade de vermos nosso potencial e também nossos desafios. Ao assinar a criação da Secretaria de Turismo, não faço simplesmente para criar mais um órgão, e sim para que seja um instrumento concreto de viabilização do turismo neste Estado. Agora o projeto de lei será encaminhado à Assembleia Legislativa, e não tenho dúvida que, de forma rápida e eficiente, os parlamentares deverão aprová-lo”, afirmou o governador.
Resultado de um trabalho realizado pela Companhia Paraense de Turismo (Paratur), com a consultoria da empresa espanhola Chias Marketing, Adenauer Góes destacou que o plano “Ver-o-Pará” surge como norteador das políticas públicas voltadas ao desenvolvimento e fortalecimento do turismo paraense, como ferramenta de geração de emprego e renda e melhoria da qualidade de vida dos que estão ligados direta e indiretamente a essa cadeia produtiva.
“O plano contempla uma série de questões, desde as emergenciais, que já começaram a ser postas em prática desde agosto deste ano, até as nossas metas, a serem alcançadas nos próximos anos. Ele fortalece a gestão pública do turismo, a fim de que o Pará dê passos largos rumo ao desenvolvimento, e ainda consolidará o turismo como uma atividade produtiva, capaz de gerar emprego, renda e melhorar a qualidade de vida da nossa sociedade”, reiterou o presidente da Paratur.    
A secretaria Isabel Mesquita disse que o plano é lançado em um momento importante para o turismo paraense. "Esse tem que ser o momento da Região Norte no país, para avançarmos. Fiquei muito feliz com a nova missão que o ministro Gastão Vieira (Turismo) me reportou e, com certeza, esse plano apresentado hoje será uma espécie de guia e me ajudará muito nesse trabalho", declarou, referindo-se ao Programa de Aceleração do Turismo, que deverá ser elaborado pelo governo federal.    
Metas - Originalidade, criatividade e sustentabilidade. Estes são os conceitos que passarão a integrar a marca do turismo no Pará. Apresentado por Patrícia Sevilha, diretora da Chias Marketing, responsável pela coordenação na elaboração do plano, o principal objetivo do “Ver-o-Pará” é gerar renda e bem estar.
Com atuação estratégica, a meta é crescer 10% até dezembro de 2012 e, a partir do segundo ano, chegar a 15%. “Na primeira fase, de 2012 a 2014, teremos o que nominamos de Avança Pará’, que são as ações para estruturar o turismo e nos posicionar no cenário, e de 2015 a 2020 a ‘Consolidação do Pará’ como liderança na Amazônia”, explicou.
Outra meta é aumentar a quantidade de turistas, que hoje ultrapassa 600 mil por ano, assim como o tempo de permanência deles em Belém e demais regiões turísticas. Para isso, será necessário que o orçamento para o setor seja triplicado em 2012 e, proporcionalmente, reduzido nos anos seguintes. Entre as principais ações do plano está a melhoria na qualidade dos produtos que o Pará oferece.
Ferramentas – Também foram lançados o novo site promocional do turismo (www.turismoparaense.pa.gov.br), juntamente com a nova marca turística do Pará. As novas ferramentas darão identidade aos produtos comercializados, que carregam o slogan “Pará: Obra prima da Amazônia”.
Produzida pela empresa Griffo Comunicação na cor do açaí, a logomarca une traços das culturas marajoara, tapajônica e xinguara, além de agregar a natureza amazônica, para sintetizar os atributos do Pará. Já o novo site é uma parceria da Paratur e Empresa de Processamento de Dados do Pará (Prodepa), e estará disponível nos idiomas português, inglês, espanhol, francês e japonês.
Outra característica do site será a atualização automática de notícias ligadas ao turismo, por meio da Agência Pará de Notícias, mantida pela Secretaria de Estado de Comunicação (Secom).
Amanda Engelke – Secom
Especialistas debatem
ações de prevenção às
DSTs e Aids em Belém
Organizações de todo o Brasil que desenvolvem trabalhos sobre Doenças Sexualmente Transmissíveis (DSTs) e Aids se reúnem até segunda-feira (14), no Hilton Hotel, em Belém, participando do XVI Encontro Nacional de ONGs-Aids (Enong). O evento é realizado com o apoio do governo do Estado, por meio da Secretaria de Saúde Pública (Sespa), e tem como objetivo discutir a situação dessas doenças no Brasil, além de avaliar as políticas governamentais e priorizar ações e estratégias de controle e prevenção de DSTs e Aids nos próximos dois anos.
A solenidade de abertura do Encontro aconteceu na sexta-feira (11). A diretora de Vigilância em Saúde da Sespa, Roseana Nobre, representou o secretário de Estado de Saúde Pública, Helio Franco, compondo a mesa junto com o diretor do Departamento de DST/Aids do Ministério da Saúde, Dirceu Greco; o coordenador do Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/Aids (Unaids) no Brasil, Pedro Chequer; a integrante do Movimento Nacional das Cidadãs Positivas, Cida Lemos, e a coordenadora do evento, Amujaci Brilhante. Também estiveram presentes coordenadores estaduais de DST/Aids, hepatites virais e tuberculose.
Com o tema “Ativismo: Crise, Identidade e Reivindicação”, o encontro recebe 250 participantes, sendo 200 delegados, 30 convidados e 20 membros da organização local. Estão presentes ainda observadores e ativistas africanos, que visitam o país para conhecer as organizações sociais brasileiras. Serão debatidos, em mesas redondas, palestras e grupos de trabalho, temas relacionados às infecções, hepatites virais, tuberculose, criminalização da transmissão do HIV, previdência e assistência social, entre outros.
Compromissos - O Enong é norteado pelos princípios do Sistema Único de Saúde (SUS). Ao longo dos anos vem ajudando a construir um movimento social marcado por responsabilidades e compromissos compartilhados entre as regiões, garantindo maior unidade e fortalecendo a construção coletiva das organizações.
O evento conta com a participação maciça da sociedade, que atua na fiscalização, monitoramento e formulação de políticas sociais que atendam aos interesses e necessidades da população afetada e vulnerável à epidemia de HIV/Aids.
A capital paraense é a primeira cidade da Região Norte a sediar um evento desse porte. Segundo a coordenação do Enong, o eixo central do encontro é a promoção de um debate nacional, com propostas coletivas realizadas pelo Movimento Social de Luta Contra a Aids, visando fortalecer a política nacional de assistência e prevenção ao HIV/Aids.
Para o diretor do Departamento de DST/Aids do Ministério da Saúde, Dirceu Greco, discutir o tema na região é marcante, pois o Encontro mostra a importância de cada um na prevenção dessas doenças, junto com o Estado, municípios e a União. “Este é um momento oportuno na busca por um país mais justo, sem discriminação. É preciso inserir todas as regiões na luta pela igualdade”, afirmou.
Estatística - Segundo dados da Coordenação Estadual de DST/Aids, de 2006 a 2010 o Pará registrou 5.044 casos de Aids. No mesmo período, 2.187 pessoas morreram em função da doença - 1.463 homens e 724 mulheres. A diretora de Vigilância em Saúde da Sespa, Roseana Nobre, destacou que a parceria de ONGs é fundamental para mostrar como é possível evitar as DSTs. “O apoio de movimentos sociais na luta contra DSTs e Aids é uma ferramenta fundamental para alcançarmos resultados  favoráveis à nossa luta”, ressaltou.
Roseana Nobre reforçou que o evento funciona como um instrumento de planejamento para as ações e metas do Estado na construção de prevenção às doenças sexualmente transmissíveis. “Este é um momento histórico em nossa região. Permite a reflexão sobre a responsabilidade de todos na prevenção. Apoiamos a avaliação e o cumprimento de tudo o que for abordado neste Encontro, para fortalecer a política nacional”, reiterou.
Edna Sidou – Sespa
Governo conclui audiências
públicas sobre concessão
na Floresta do Paru
O Instituto de Desenvolvimento Florestal do Estado do Pará (Ideflor) realizou a última audiência pública para debater o pré-edital de licitação destinado à concessão florestal na Floresta Estadual (Flota) do Paru, no oeste paraense, na tarde de sexta-feira (11), no Centro Integrado de Governo, em Belém. Também houve audiências nos municípios de Almeirim e Monte Alegre, que abrangem os lotes oferecidos no pré-edital.
Segundo Thiago Valente, diretor de Gestão de Florestas Públicas do Ideflor, as audiências públicas são eventos em que todos podem opinar sobre o processo de concessão florestal. “As pessoas podem tirar dúvidas e conhecer todo o projeto. Há vários interesses envolvidos, por isso é importante que todos os interessados se manifestem”, explicou.
O secretário Especial de Desenvolvimento Econômico e Incentivo à Produção do Estado, Sidney Rosa, afirmou que as concessões florestais são prioridade para o governo do Pará. “É uma maneira de manter a floresta em pé e oportunizar ao setor florestal com um suprimento de longo prazo. É um processo novo e que, por isso, requer cuidados”, disse o secretário.
Benefícios - Para Idacir Peracchi, presidente da Associação das Indústrias Exportadoras de Madeira do Estado do Pará (Aimex), as concessões trarão benefícios para todos os envolvidos. “O setor produtivo espera há décadas por uma oportunidade como a da concessão florestal, que nada mais é do que o Estado liberar algumas áreas para explorar por manejo florestal, sendo que as áreas continuam públicas. Além disso, a concessão visa benefícios para a região onde estão as áreas licitadas”, ressaltou o empresário.
O pré-edital de licitação para concessão na Flota Paru ainda está disponível no site www.ideflor.pa.gov.br. As contribuições coletadas durante as audiências serão usadas na finalização do edital, que deverá ser publicado no próximo dia 25 de novembro.
Flávia Ribeiro – Ideflor
Jatene destaca importância
do esporte ao abrir
Campeonato de Ginástica



“O esporte é elemento marcante na construção de todas as sociedades. E mais uma vez o Pará mostra que pode, sim, sediar grandes eventos. Isso é bom para a nossa auto estima e para mostramos, fora das nossas fronteiras, que o Pará tem muitos desafios, mas que é um Estado que sabe vencê-los e propiciar coisas bonitas”, afirmou o governador Simão Jatene, na cerimônia de abertura do Campeonato Brasileiro de Ginástica Rítmica “Ilona Peuker”, na noite de sexta-feira (11).
Realizado pela primeira vez na capital paraense, no ginásio da Escola de Educação Física, pertencente à Universidade do Estado do Pará (Uepa), a competição reúne 15 equipes de todo o país até a tarde deste sábado (12), com entrada franca.
Em um festival de cores, ritmos e técnica apurada, além da premiação aos vencedores das disputas realizadas durante o dia, a cerimônia de abertura contou com a apresentação da Seleção Brasileira de Ginástica Rítmica, campeã dos Jogos Pan-Americanos de 2011, que aconteceu recentemente em Guadalajara, no México. A apresentação das atletas prendeu a atenção do público, a cada movimento executado.
O secretário de Estado de Esporte e Lazer, Marcos Eiró, definiu a realização do campeonato como um marco na história do esporte paraense. “Em menos de um ano de governo, a volta dos grandes eventos já está mais do que consolidada, e com uma agenda extensa para 2012”, adiantou.
Infraestrutura - A presidente da Confederação Brasileira de Ginástica, Luciene Rezende, elogiou a estrutura montada para a competição. “O apoio que foi dado, desde a iniciativa até a realização deste evento, foi um diferencial. E o Pará tem uma história na ginástica rítmica e artística, com grandes atletas. Saímos dos Jogos Pan-Americanos com 14 medalhas, e isso nos orgulha muito e nos dá força para trabalhar ainda mais. Estamos vivendo um momento muito importante e, neste campeonato, estão nossas melhores ginastas”, afirmou.
A Confederação ainda ofertou uma placa de agradecimento ao governador pelo empenho em trazer a competição para ao Estado. A técnica da equipe brasileira, Camila Ferezin, entregou a placa a Simão Jatene, que estava acompanhado da esposa, Ana Jatene.
Organizado pela Confederação Brasileira de Ginástica, com o apoio do governo do Pará, via Secretaria de Esporte e Lazer (Seel), o campeonato será encerrado com a apresentação da vitoriosa Seleção Brasileira de Ginástica.
Amanda Engelke – Secom
Projeto “15 anos nas
comunidades” realiza
sonho de jovens
moradoras de Icoaraci





“Hoje é o dia mais feliz da minha vida!”. Foi assim que a jovem Vitória Prestes descreveu a noite de seu baile de debutante, organizado pela Prefeitura de Belém na noite desta sexta-feira, 11, no salão paroquial da Igreja Matriz. O baile faz parte do projeto 15 anos nas Comunidades que, desta vez, contemplou 39 jovens do Distrito de Icoaraci, que abrange os bairros do Paracuri I e II, Tenoné, Agulha, Águas Negras, Sorriso, Ponta Negra e Campinas.
 Vitória descreveu com entusiasmo todos os dias vividos desde que soube que iria ganhar o baile. “Fomos recebidos semana passada no Palácio Antônio Lemos como princesas, ao som de saxofone e com um café da manhã maravilhoso. Tiramos várias fotos e ganhamos presentes. Hoje sem dúvida foi o dia mais esperado e desde o início está sendo mágico”,ressaltou.
 A jovem completou 15 anos no mês de julho, mas por motivos financeiros e pessoais, fez com que sua festa fosse adiada. “Infelizmente a Vitória perdeu seu pai este ano, por isso já havíamos conversado em não realizar sua festa, mesmo porque as finanças apertaram, ela já estava conformada,foi quando surgiu a oportunidade que a Prefeitura proporcionou em bancar o baile” disse a mãe, dona Leila Cardoso, que faz parte do Movimento de Mulheres do Distrito de Icoaraci.
 Vitória ficou tão envolvida com a festa que resolveu agradecer pessoalmente ao prefeito Duciomar Costa, ela leu e lhe entregou um caderno confeccionado por ela que continha uma linda mensagem ao prefeito em nome de todas as debutantes da noite. Na mensagem Vitória descreve a felicidade e satisfação de estar realizando este sonho. “Assim como eu, todas já estávamos conformadas de que esse momento passaria em branco, porém o resgate desse sonho veio com a notícia de que o senhor prefeito também tem a preocupação em realizar sonhos de jovens moças carentes e que precisam de atenção”, agradeceu.
 O prefeito Duciomar ficou sem palavras, pois não esperava a homenagem. “Sei o quanto esse momento é importante para essas jovens, não só para elas, como também para seus familiares. Eu só tenho a agradecer, pois sem o apoio das lideranças comunitárias e dos organizadores do evento, esse baile não aconteceria”, disse o prefeito, que também deixou uma mensagem às jovens: “Não desistam de seus sonhos e que o Papai do Céu continue abençoando cada uma de vocês”.
 Icoaraci já é o quinto distrito a receber o projeto das debutantes, que está sendo ampliando para os outros bairros e distritos de Belém. Marcaram presença no evento, o Agente Distrital de Icoaraci, Kadmiel Pacífico Costa, a presidente da Fundação Papa JoãoXIII (Funpapa), Maria Costa, o Secretário de Esporte, Juventude e Lazer, João Amaral e o Chefe de Gabinete, Oséas Silva Jr.

Texto: Izabelle de Mesquita
Fotos: Elivaldo Pamplona
Edição:Comus
Público lota o ginásio no
primeiro dia do
Campeonato Brasileiro
de Ginástica
Realizado pela primeira vez em Belém, o Campeonato Brasileiro de Ginástica Rítmica “Ilona Peuker” recebeu um público de cerca de 4 mil pessoas, no ginásio da Escola Superior de Educação Física, na tarde e noite de sexta-feira (11). No primeiro dia de competições, foram quase 20 apresentações de conjuntos nos aparelhos corda, arco, bola, maças e fitas, envolvendo atletas de diversas regiões do país. Na solenidade de abertura, o governador Simão Jatene saudou os atletas e frisou a importância do campeonato para o esporte nacional.
“Estou muito feliz de poder assistir a um evento como esse. Queria que todo ano essas ginastas viessem se apresentar aqui”, disse a vendedora Maria Luiza Lima, que levou toda a família para ver de perto as equipes. “Minha filha tem cinco anos e sempre gostou de ginástica. Por isso, não poderia perder esse espetáculo”, concluiu.
As coreografias encantaram o público, que acompanhou a performance das atletas ao longo do dia. “As fitas deixam a dança mais bonita. Essas atletas têm uma sincronia perfeita”, ressaltou a dona de casa Eliana Costa. Entre as ginastas as disputas foram bem acirradas. As equipes do sul do país tiveram uma melhor pontuação, mas as atletas paraenses também contagiaram a plateia. A ginasta paraense Luana Faro, destaque da equipe, integrou a seleção até 2008.
Lazer e saúde - Na cerimônia de abertura, o secretário de Estado de Esporte e Lazer, Marcos Eiró, declarou que “o governador vê o esporte como essencial ao lazer e à saúde do povo paraense. Esse evento demonstra a alegria que os grandes eventos proporcionam ao público do Pará”. O secretário citou os próximos importantes campeonatos que serão realizados em 2012. “Em março vamos trazer ao Pará o Campeonato Sul-americano de Desportos Aquáticos. Iremos continuar resgatando a auto estima da população do Pará, por meio do incentivo ao esporte”, ressaltou.
Ainda na abertura oficial, o público viu a apresentação de bolas, da equipe brasileira de ginástica rítmica, medalha de ouro nos Jogos Pan-americanos de 2011, realizado no México. “Elas fizeram uma bela coreografia. O ouro foi o resultado dessa linda apresentação que vimos aqui”, comentou a diretora técnica de Esporte e Lazer, Claudia Moura.
A presidente da Confederação Brasileira de Ginástica, Luciene Resende, agradeceu o apoio e incentivo do governo do Estado. “Esse evento é um dos mais importantes do calendário da ginástica. Só podemos dizer muito obrigada. O Pará sempre foi um celeiro da ginástica”, lembrou. Luciene disse ainda que o Pará foi o primeiro Estado a convidar a seleção brasileira para se apresentar, após a conquista do ouro no Pan, e assim o povo de Belém teve a chance de conhecer de perto as ginastas campeãs. “Esse evento está em nível internacional. Poderíamos realizar qualquer outro campeonato aqui", enfatizou a secretária da CBG, Mércia Guimarães.
A competição prossegue neste sábado (12), a partir das 09h. A seleção participará do encerramento, com uma apresentação de gala, com entrada franca.
Bruna Carvalho – Seel
No Marajó, Funarte promove
encontro de alunos com
mestres da música
Músicos com vasta experiência pedagógica foram trazidos pela Fundação Nacional de Artes (Funarte), com apoio do governo do Pará, de todo o Brasil para o município de Ponta de Pedras, no Arquipélago do Marajó. Ali, entre rios, igarapés, matas, guarás, búfalos e uma cultura milenar, elementos que traduzem a exuberância do cenário marajoara, eles vivenciam um encontro de saberes e experiências.
Os mestres vieram ao encontro dos alunos, a quem repassam, até este domingo (13), um conhecimento que poucos teriam condições de dispor, num período inferior a uma semana, dentro do projeto Painéis Funarte de Bandas de Música.
Alguns desses instrutores já têm carreira sólida no cenário nacional e internacional da música. A programação do evento ofereceu 11 cursos, divididos em 17 turmas com média de 20 alunos. Uma turma a mais foi criada a pedido dos aprendizes, sobre flauta.  Ministrada pelo músico e professor Jonathan Miranda, coordenador do curso de Bacharelado em Música, mantido pela Universidade do Estado do Pará (Uepa) em convênio com a Fundação Carlos Gomes, a oficina acabou sendo uma das mais procuradas.
Estão em Ponta de Pedras Carlos Malta, multi instrumentista conhecido como o “escultor do vento”, compositor, orquestrador, educador e produtor, com vários CDs lançados; Mônica Giardini, regente titular da Banda Sinfônica Jovem do Estado de São Paulo há 14 anos, tendo estudado regência orquestral com grandes nomes, como Osvaldo Lupi, Aylton Escobar e Eleazar de Carvalho, e o trombonista Roberto Marques, que acompanhou Tom Jobim, Vinícius de Moraes e Toquinho, e gravou com Caetano Veloso e Milton Nascimento. Mais recentemente, trabalhou com Paulinho Moska e Marisa Monte.
Nesse leque de músicos talentosos reunidos pela Funarte, sob a coordenação de Rosana Lemos, responsável pelo Centro de Música daquela instituição, e coordenação pedagógica do maestro e professor Marcelo Jardim, estão ainda Ana Letícia, doutoranda pela UniRio (Universidade do Rio de Janeiro) em Percussão Sinfônica em Orquestra; o compositor e pesquisador em composição e cognição musical, Marcos Nogueira, doutor em Comunicação e Cultura, professor de composição da UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro); Rosana Caetano, formada em violão com cursos de extensão em harmonia e teoria musical, professora e regente da Orquestra de Cordas da Escola Elias Porfírio de Azevedo em Araxá (MG); Daniel Lopes de Freitas, professor de Harmonia e Estrutura Musical no Conservatório Estadual de Música Renato Frateschi, em Uberaba (MG); o trombonista Gilvando Silva “Azeitona”, integrante do Quarteto de Trombones e outros grupos da Paraíba, e professor dos cursos Básico, Técnico e Bacharelado de Música da UFRN (Universidade Federal do Rio Grande do Norte); Max Ferreira, clarinetista, regente assistente da Orquestra de Sopros Brasileira, professor do Conservatório de Tatuí (SP), professor e regente da Corporação Musical “Maestro Ângelo Cosentino”, de Leme (SP), e Leopoldo Artuzo, trompetista da Orquestra Sinfônica Paulista, fundador do Grupo de Metais “Professor Gilberto Gagliardi”.
O projeto Painéis Funarte de Bandas de Música integra o Projeto Bandas, e é realizado por meio de parcerias com instituições de cultura em várias esferas. No Pará, conta com a parceria da Fundação Carlos Gomes na execução de mais esta etapa da ação de capacitação de instrumentistas e regentes de bandas.
Maria Christina – FCG
Postar um comentário

REVISTAS MEDIUNIDADE

JESUS: "Choro por todos os que conhecem o Evangelho, mas não o praticam...”

Ofuscado pela grandeza do momento, começou a chorar. Viu, porém, que Jesus chorava também... E, Eurípedes, falou – Senhor, por que ch...