Total de visualizações de página

quarta-feira, novembro 23, 2011

Santa Casa destaca a importância do pré-natal para pacientes de risco

Informações como mudanças fisiológicas do corpo, evolução do feto, sexualidade, aspectos emocionais e direitos trabalhistas são alguns dos temas abordados nas palestras que grávidas em situação de risco e acompanhadas pela Fundação Santa Casa de Misericórdia do Pará recebem quinzenalmente durante suas consultas ambulatoriais. Na manhã desta quarta-feira, 23, cerca de 60 pacientes participaram do evento.
A gerente do complexo ambulatorial da Santa Casa, a médica Belinete Lobato Cruz, destacou a importância do pré-natal: “É por meio dele que são feitos os exames necessários para que o bebê possa se desenvolver em plenas condições de saúde e para que a mulher se mantenha bem e segura até a hora do parto. Esse é o momento de tirar dúvidas e derrubar tabus e preconceitos”, destaca Belinete.
A agente administrativa Márcia Macedo participou da palestra acompanhada de sua filha. “Essas discussões nos ajudam a tirar dúvidas, estou grávida aos 40 anos do meu terceiro filho, hoje trouxe minha filha mais velha para saber como é estar grávida, assim renovo as minhas informações e trago conhecimento para a minha filha que no futuro também será mamãe”, conclui Márcia Macêdo.
O vendedor Marcelino Silva Gama, 31 anos, sempre acompanha sua esposa Antônia Natielle, grávida do segundo filho, nas consultas do pré-natal. Ele foi surpreendido com a convocação para a palestra. “Casei já pensando na paternidade e sempre fiz questão de acompanhar minha mulher, acho importante compartilhar todos os momentos, saber das mudanças que a mulher passa sobre o crescimento do bebê dentro da barriga e isso aumento o leque de conhecimento” diz o vendedor.
Neyse Marques, enfermeira do Ambulatório da Mulher, ressaltou a importância do acompanhamento da Santa Casa principalmente por ser gravidez de risco. “Internalizar nessas mulheres e companheiros a importância do pré-natal é fundamental, para esclarecer os aspectos emocionais, fisiológicos, sexuais, laqueadura ou vasectomia e planejamento familiar. Tentamos levar o máximo de informações para que não haja dúvidas durante e depois do parto” conclui a enfermeira.
Ascom Santa Casa
Postar um comentário

REVISTAS MEDIUNIDADE

JESUS: "Choro por todos os que conhecem o Evangelho, mas não o praticam...”

Ofuscado pela grandeza do momento, começou a chorar. Viu, porém, que Jesus chorava também... E, Eurípedes, falou – Senhor, por que ch...