Total de visualizações de página

quarta-feira, novembro 23, 2011

Escola no Paar é exemplo de educação, esporte e valorização dos estudantes

A música e o esporte são elementos que fortalecem a educação. A Escola Estadual de Ensino Fundamental Branca de Neve, no bairro do Paar, em Ananindeua, Região Metropolitana da capital, é um exemplo de como o ambiente escolar pode transformar a vida das crianças. Os mil alunos que estudam de 1ª a 4ª série do Ensino Fundamental participam do projeto Mais Educação, incentivado pela União e mantido pelo governo do Estado, por meio da Secretaria de Educação. Karatê, balé, canto e capoeira são algumas das atividades oferecidas para os meninos e meninas, que já começaram a colher os frutos do investimento.
A aluna Bruna Santos, que tem 12 anos e está na 4ª série, há um ano treina Karatê e desde então descobriu uma paixão. Em pouco tempo, ela mostrou o seu potencial e foi convidada a participar da seleção brasileira do esporte. “Fui incentivada pelos meus professores a fazer o Karatê. No início eu achava enjoado, mas logo percebi o valor desse esporte”, diz a menina que se prepara para o campeonato brasileiro de Karatê, que deve ser disputado em maio do ano que vem, em Brasília (DF).
Assim como Bruna, outros quatro alunos também se preparam para o campeonato. Eles representam os resultados do projeto que a escola desenvolve desde 2004, com o incentivo da Seduc. Alunos antigos já foram mais longe, como Adriana da Silva, de 12 anos. Ela não estuda mais na escola do Paar, mas é lembrada por todos, pois atualmente é campeã brasileira e sul-americana de karatê, graças aos treinos iniciados pelo projeto Mais Educação. “A gente vê a força de vontade dos alunos e isso é muito importante. Com o Karatê eles aprendem a ter determinação e disciplina, o que é muito bom para a educação deles”, acredita a professora Zuleide Pantoja, responsável pelas aulas da arte marcial.
Nesta quarta-feira, 23, os alunos apresentaram mais resultados do trabalho desenvolvido na escola para a coordenadora da unidade da Seduc que gerencia as escolas da área – ao todo são 20. “A gente faz esse acompanhamento para verificar se o projeto está funcionando com regularidade nas escolas e já preparar os investimentos para o próximo ano. Aqui na Branca de Neve os alunos são bastante assíduos e o Mais Educação é um instrumento de transformação para essas crianças”, ressaltou a coordenadora Nádia Franco, que acompanha o projeto em mais 18 escolas de ensino fundamental da área do Paar.
No próximo ano, o projeto deve ser expandido no Branca de Neve para atender mais alunos e oferecer outras atividades para os pequenos. “Pretendemos oferecer ano que vem, além das atividades que os alunos já dispõem, o futsal, futebol, basquete e outros esportes. Acreditamos que esse é um meio de resgatar a cidadania e investir no futuro dessas crianças”, conclui Nádia.
Thiago Melo – Secom
Postar um comentário

REVISTAS MEDIUNIDADE

JESUS: "Choro por todos os que conhecem o Evangelho, mas não o praticam...”

Ofuscado pela grandeza do momento, começou a chorar. Viu, porém, que Jesus chorava também... E, Eurípedes, falou – Senhor, por que ch...