Total de visualizações de página

quarta-feira, novembro 23, 2011

Seduc sorteia escolas participantes do projeto Jovem do Futuro

 Diretores de escolas de ensino médio da Região Metropolitana de Belém (RMB) participaram, na tarde desta quarta-feira (23), no auditório da Secretaria de Estado de Educação (Seduc), do sorteio das escolas do projeto Jovem do Futuro, ação conjunta entre o Instituto Unibanco e a secretaria. No Pará, 110 escolas serão contempladas pelo projeto, mas 50 foram beneficiadas, 25 no grupo de tratamento e 25 de controle.
Segundo o diretor do Ensino Médio e Profissional da Seduc, Roberto Alves da Silva, as escolas selecionadas como “tratamento” passam a receber, a partir do próximo ano, recursos que serão aplicados diretamente na escola para execução em ações pedagógicas até 2014.
Nas escolas classificadas no grupo “controle”, os alunos do ensino médio, a exemplo das escolas de “tratamento”, também serão submetidos aos testes das disciplinas de língua portuguesa e matemática, mas sem acesso aos recursos, quando serão submetidas à avaliação de impacto que medirá a diferença entre as escolas beneficiadas com o projeto.
A metodologia, segundo explicou Lara Nacht, que integra a equipe de transferência do projeto, é rever a escola em duas frentes: a primeira, que trabalha com recursos diretos na escola, o que permitie a autonomia do gestor e a segunda, por meio do apoio técnico, mediante participação dos supervisores dos técnicos da Unidades de Ensino da Seduc.
Entre as ações, está a construção de um plano de ação baseado no plano político-pedagógico voltado para três eixos: professor, aluno e gestão. Lara reiterou que no eixo gestão, os recursos podem ser usados para aquisição de livros para o professor, pequenas reformas na escola e outras demandas com os recursos financeiros comuns destinados às escolas.
A parceria entre o Instituto Unibanco e a Seduc já permitiu a capacitação, no mês de outubro, em São Paulo, de 30 servidores que passam a supervisionar e monitorar o projeto, que começa no próximo ano, informou o coordenador do Jovem de Futuro e de Ensino Médio Inocador, Albert Pereira.
Para o diretor da escola de ensino médio Doutor José Márcio Aires, no bairro do Tapanã, Carlos Eduardo Barbosa, ficar entre as escolas do grupo de “tratamento” foi um ganho diferente. “Foi maravilhoso, pois os recursos previstos no projeto vão permitir a implantação de novas práticas pedagógicas, como por exemplo a contratação de monitores para o reforço escolar dos alunos", disse.
A escola já contabiliza algumas conquistas. Foi vencedora da gincana literária promovida pela Feira Pan-Amazônica do Livro e participou do concurso de redação promovido pelo Senado Federal. A estudante do segundo ano do nível médio Sílvia Adriany Almeida representou o Pará no projeto Jovem Senadores, em Brasília. O diretor orgulha-se ao afirmar que muitos alunos já ingressaram no ensino superior somente frequentando as aulas normais da escola.
Izabel Cunha – Seduc
Postar um comentário

REVISTAS MEDIUNIDADE

JESUS: "Choro por todos os que conhecem o Evangelho, mas não o praticam...”

Ofuscado pela grandeza do momento, começou a chorar. Viu, porém, que Jesus chorava também... E, Eurípedes, falou – Senhor, por que ch...