Total de visualizações de página

quinta-feira, novembro 03, 2011

CULTURA: Ações desta quinta-feira dia 03 de novembro


Revista "Polichinello"
é lançadaem
Belém nesta sexta-feira (4)
 A revista literária “Polichinello”, com artigos e ensaios de filósofos e escritores locais e nacionais, será lançada nesta sexta-feira (4), às 18 horas, durante programação cultural na Fundação Curro Velho. O filósofo, professor e escritor franco-brasileiro Daniel Lins é o convidado de honra para o lançamento da publicação, cuja 13ª edição apresenta o tema “A experiência limite”.
Durante a programação, haverá um sarau com os poetas Antônio Moura, Izabela Leal, Marcílio Costa e André Aquino. O músico e compositor Renato Torres também participa do evento. A “Polichinello”, em uma ação integrada com o Curro Velho, promove, de 7 a 11 deste mês, na Casa da Linguagem, uma oficina de criação literária, voltada para professores, estudantes e escritores.
Edilson Pantoja (filósofo, escritor e professor), Izabela Leal (poeta e professora), Nonato Cardoso (escritor) e Nilson Oliveira (ensaísta) vão ministrar a oficina. No programa serão abordadas poesia, crítica, escrita, prosa e criação. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas na Casa da Linguagem, na avenida Nazaré, 31, bairro de Nazaré.
Andreza Gomes – Fundação Curro Velho
Clássico italiano abre o
X Festival de Ópera
do Theatro da Paz
Quase 100 anos depois de ter sido apresentada pela primeira vez no Theatro da Paz, em Belém, a clássica ópera “Tosca”, de Giacomo Puccini, volta ao palco da mais célebre casa de espetáculos paraense, e novamente em grande estilo. A obra abrirá o X Festival de Ópera do TP, que foi totalmente reformado, no dia 8 de novembro, com reapresentações nos dias 10 e 12. O elenco traz nos papéis principais a soprano Silviane Bellato, que interpretará “Tosca”; o tenor Eric Herrero como “Mario Cavaradossi”, e os barítonos Rodrigo Esteves e e Saulo Javan, que personificarão o “Barão Scarpia” e o sacristão, respectivamente.
Uma coletiva de imprensa concedida no próprio Theatro da Paz , nesta quinta-feira, 3, adiantou o que o público paraense verá no palco, a partir da semana que vem, toda a história, o trabalho técnico e cenográfico, com a apresentação de um dos cenários da ópera. “A ‘Tosca’ é uma ópera clássica do Verísmo, corrente literária-musical que marca a arte mundial durante um período. É a única ópera que traz uma mulher que comete um assassinato em cena e, além disso, mostra de forma bem dramática e intensa relações muito cotidianas”, destacou Mauro Wrona, diretor artístico e cênico do espetáculo.
O elenco de “Tosca” também estava presente na coletiva. Todos ansiosos pela estreia, mostraram entusiasmo por encenar a obra de Puccini no Theatro da Paz. “É maravilhoso estar nesta casa interpretando um dos papéis mais importantes da minha carreira. A arte está acima de tudo para mim. Um papel como este é um presente. Tenho muito a ver com a personagem, que é intensa, apaixonada, capaz de fazer tudo pelo homem que ama”, contou Silviane, soprano acostumada a estrelar espetáculos no Teatro Municipal de São Paulo.
A ópera de abertura do Festival conta, ainda, com o maestro Carlos Moreno, que conduzirá a orquestra do Theatro da Paz e do projeto Vale Música, figurinos de Elena Toscano e cenários de Fernando Pessoa. Para o maestro, os paraenses vão vislumbrar uma ópera como as que são apresentadas nos grandes palcos internacionais, como Nova York e Paris. “O elenco está muito afinado. São vozes marcantes, interpretações intensas. Além da orquestra que tem grande potencial”, ressaltou Carlos.
A ópera de Puccini é baseada na obra do francês Victorien Sardou. “Tosca”, apesar de ser uma ficção, é calcada em fatos reais: se passa em Roma, em 17 de junho de 1800, três dias após a batalha de Marengo, na qual Napoleão Bonaparte derrotou os exércitos austríacos. Além dos grandes artistas em cena, a obra terá a presença de dois corais: o Coral Lírico do Festival de Ópera do Theatro da Paz e o Coral Infanto-juvenil Vale Música, que atende crianças de projetos sociais.
A escolha da obra de Puccini para a abertura do festival foi do próprio secretário de Cultura, Paulo Chaves.“O teatro está contente em retornar à vida artística do Pará. O motivo dessa escolha é o fato de Tosca abordar um tema sempre atual, independentemente da trama romântica, pois possui um fundo político, com tortura para obter confissões, suicídios, um julgamento sumário e sem direito de defesa, culminando com um fuzilamento”, destaca Paulo.
Festival – Além de “Tosca”, o X Festival de Ópera do Theatro da Paz apresentará outros espetáculos. Nos dias 16 e 17, às 20h, será apresentado o espetáculo "A Dança na Ópera". Esta apresentação, com coreografia de Ana Hunger, será dedicada exclusivamente aos balés que atuam em óperas famosas, ao som da Orquestra do Theatro da Paz. Esse fato é inédito, pois normalmente shows que mostram balés em óperas são acompanhados por sons mecânicos.
No dia 26 será a estreia da versão encenada de "Carmina Burana", de Carl Orff, dirigida por Maria Sylvia Nunes, sob a regência de Miguel Campos Neto. Lyz Nardotto, Federico Sanguinetti e Flavio Leite serão os solistas do espetáculo, que também será apresentado nos dias 27 e 29 de novembro, às 20h.
Também fazem parte da programação oficinas de figurino, iluminação e master class de canto, todas com acesso gratuito. A Master Class de Técnica Vocal será realizada no dia 21 de novembro, enquanto as oficinas de Figurino e de Iluminação Cênica acontecerão nos dias 23 e 25, respectivamente. Serão ofertadas 50 vagas para as oficinas e os interessados devem se inscrever no Theatro da Paz. As inscrições serão realizadas até completar o limite de vagas ofertadas.
Outra atração é a palestra do jornalista e especialista em óperas Sérgio Casoy, que abordará a obra de Puccini na palestra "Puccini visto através de seus tenores', no dia 9, às 19h, também com entrada franca. A programação do X Festival de Ópera do Theatro da Paz será encerrada no dia 3 de dezembro, com a apresentação de duas orquestras, três corais e os principais cantores dos espetáculos em um grande concerto ao ar livre, em frente ao Theatro da Paz.
Serviço: As bilheterias do Theatro da Paz estão abertas para a venda de ingressos a partir desta segunda-feira, 31, das 9h às 18h. Aos sábados e domingos a venda será das 9h às12h. Para ter direito à meia entrada, tanto na compra do ingresso quanto no dia do espetáculo, o estudante deverá apresentar carteira estudantil ou comprovante de matrícula, e os idosos a carteira de identidade. Nos espetáculos com entrada franca, somente maiores de 12 anos poderão retirar ingressos.
Serão gratuitos, com distribuição de dois ingressos por pessoa no dia do espetáculo, o Recital Lírico (22 de novembro, no teatro Maria Sylvia Nunes); Recital Operístico (dia 23, na Igreja de Santo Alexandre), e Árias e Canções (dia 24, na Igreja de Santo Alexandre). A palestra de Sérgio Casoy também terá acesso livre, sem necessidade de retirada antecipada de ingressos. A distribuição de ingressos da cota de gratuidade aos idosos e PNE será sempre no primeiro dia da temporada de cada espetáculo, a partir das 9h. Será entregue um ingresso por idoso, mediante apresentação da carteira da Secult ou de identidade. Os PNE deverão apresentar a carteira da APPD (Associação Paraense das Pessoas com Deficiência).
As pessoas que moram em outras cidades do Pará ou em qualquer lugar do Brasil podem solicitar reservas para os espetáculos pelo e-mail bilheteriatp@supridados.com.br. Mais informações: (91) 4009-8754 ou 4009-875.
Thiago Melo - Secom
Oficina de Criação
Coreográfica no IAP
Acontece no IAP a Oficina de criação coreográfica de 4 a 5 de novembro sob o tema "Como racionalizar momentos tão angustiantes e transformá-los em discursos coreográficos". O público de interesse são bailarinos, dançarinos, coreógrafos e interessados em processos criativos que tenham vivência em dança.
O tema abordado nas palestras entre o Nômades Grupo de Dança, pesquisadores, produtores locais e artistas locais é: “Corpo e Contemporaneidade”, buscando dialogar o corpo presente do grupo e suas ideias vindas de uma experiência local, com os pensamentos das cidades visitadas. Com este debate, o grupo pretende dar continuidade ao projeto de fortalecimento de identidade do Nômades Grupo de Dança.
Serviços:
Inscrições: produtorescriativos@gmail.com
Vagas: 25 (gratuitas)
Informações: Cristina Costa. Fone: (91) 8110-5245
Produtores Criativos: produtorescriativos@gmail.com

Data da pauta: 04/11/2011 08:00:00
Data de expiração: 05/11/2011 18:00:00
Local: Instituto de Artes do Pará
Endereço: Pça Justo Chermont 236
Contatos: Jeferson Medeiros 4006-2918 / 8352-2524

Postar um comentário

REVISTAS MEDIUNIDADE

JESUS: "Choro por todos os que conhecem o Evangelho, mas não o praticam...”

Ofuscado pela grandeza do momento, começou a chorar. Viu, porém, que Jesus chorava também... E, Eurípedes, falou – Senhor, por que ch...