Total de visualizações de página

sexta-feira, novembro 04, 2011

+ EMPREGOS ...

Pará terá complexo industrial
de biocosméticos
A Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti) avança nos esforços de atrair para o estado investimentos focados na exploração da biodiversidade local, com aplicação de conhecimento e sustentabilidade. A ida do secretário adjunto, Alberto Arruda, à sede da Fundação Centros de Referência em Tecnologias Inovadoras (Certi), em Florianópolis (SC), foi mais um passo importante nesse sentido. Na ocasião, foram discutidos aspectos técnicos voltados à construção do Ecoparque, complexo industrial ecológico situado em Benevides, na Grande Belém.
A empresa de cosméticos Natura, idealizadora do projeto, já possui uma unidade em Benevides, mas sua produção se restringe à fabricação de uma massa vegetal chamada noodle, que responde por 90% da composição do sabonete. Com a expansão, o objetivo é que, até o final de 2012, a empresa inaugure uma fábrica para centralizar sua produção de sabonetes, hoje concentrada na Região Sudeste. A nova fábrica deverá ocupar 10% de um terreno de 172 hectares. O restante do espaço seria cedido a outras companhias interessadas em ocupar o complexo.
A iniciativa prevê, também, a criação de um centro de pesquisa e inovação dentro do Parque de Ciência e Tecnologia Guamá, em consonância com o Programa Paraense de Incentivo ao Uso Sustentável da Biodiversidade (Biopará), conduzido pela Secti. A intenção é o estabelecimento de parcerias entre a Natura e as principais instituições de pesquisa da Amazônia Oriental, com o intuito de desenvolver técnicas modernas em cadeias produtivas de biocosméticos, área na qual o Pará conta com grande competência técnico-científica, incluindo o maior número de doutores na Região Norte.
“O governo do Pará trabalhará no sentido de fornecer as condições institucionais e técnicas necessárias para a instalação do complexo. Por outro lado, a Natura, bem como as outras empresas que comporão o Ecoparque, se comprometerão com o desenvolvimento social e científico da nossa região”, acredita Alberto Arruda, que também é químico e professor da Universidade Federal do Pará.
Ana Carolina Pimenta/Ascom Secti
Pronatec: O IFPA oferece
mais de 7 mil vagas
Estudantes da Rede Estadual de Ensino chegou à hora de mostrar seu potencial para o mundo. E a decisão de terminar o ensino médio com um currículo cobiçado pelas empresas é sua. Com o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (PRONATEC) a oportunidade de fazer um curso técnico e profissional de nível médio, ou um curso de formação inicial e continuada na área profissional chegou.
As inscrições do PRONATEC vão de 04 a 09 de novembro de 2011, e são feitas pelo site www.seduc.pa.gov.br. Só aqui no Pará o número de vagas são 8.534. O IFPA ofertará  vagas nos campi de Abaetetuba(120), Altamira(800), Bragança (1640), Belém(1650), Breves(175), Castanhal(700), Conceição do Araguaia(430), Itaituba(240), Marabá Industrial(60), Santarém(1245), nos municípios de Belterra (160) e Redenção(120).  Percentual de pobreza, cidades populosas, baixa renda percapta e com jovens atrasados na escola fazem parte dos critérios de seleção para a escolha dos municípios atendidos pelo programa.
O PRONATEC no IFPA está sendo gerenciado pela pró-reitoria de extensão. A Instituição participou de uma série de reuniões com o governo para firmar a parceria e se tornar uma das unidades de ensino do programa. Além do IFPA, o Sistema S (Sesi, Senai, Sesc, Senac), e a Secretaria de Educação(Seduc) por meio da Secretaria Adjunta de Ensino(Saen) fazem parte da parceria.
O Instituto Federal do Pará prova que sempre há uma segunda chance, terceira, quarta, e quantas forem necessárias para que pessoas possam mudar de vida. E esse é novo modelo de educação que o governo está criando. Uma educação igualitária e o IFPA têm o prazer de contribuir para que essa história possa ser escrita na vida de futuros novos profissionais.
Para maiores informações acesse o site www.ifpa.edu.br

Postar um comentário

REVISTAS MEDIUNIDADE

JESUS: "Choro por todos os que conhecem o Evangelho, mas não o praticam...”

Ofuscado pela grandeza do momento, começou a chorar. Viu, porém, que Jesus chorava também... E, Eurípedes, falou – Senhor, por que ch...