Total de visualizações de página

domingo, novembro 06, 2011

Grandiosidade de "Tosca" abrirá o X Festival de Ópera do Theatro da Paz



O cenário da ópera “Tosca”, de Giacomo Puccini, já começa a ganhar forma no palco do centenário Theatro da Paz, em Belém. Com mais de 6 mil elementos cenográficos, a montagem será a maior já recebida, nos últimos 10 anos, naquele que é o mais tradicional dos palcos paraenses. Durante este sábado (5), os últimos ajustes para a apresentação começaram a ser feitos pelas equipes de cenografia, técnica e iluminação. Na próxima terça-feira (8), o clássico italiano abrirá o X Festival de Ópera do Theatro do Paz, após 100 anos desde sua primeira apresentação no espaço cultural.
Fruto do verismo - corrente italiana literária e musical surgida no século XIX -, a ópera de Puccini segue os princípios realistas veristas e, apesar de ser uma ficção, é baseada em fatos reais: se passa em Roma (Itália), em 17 de junho de 1800, três dias após a Batalha de Marengo, na qual Napoleão Bonaparte derrotou os exércitos austríacos. Segundo Fernando Pessoa, cenógrafo da ópera, três cenários foram pensados para a montagem, refletindo esse realismo.
“O cenário de 'Tosca’ tem três cenas grandiosas. A primeira cena se passa em uma igreja, a segunda nos aposentos de um castelo, e a terceira no próprio castelo Sant’Angelo, que era um prisão na época, onde acontece a cena principal. Tudo busca retratar e situar esses locais em Roma. Não podemos esquecer que estamos ligados ao verismo, corrente que, à época, Puccini se apegou muito, sendo um dos grandes representantes do movimento em óperas”, explica Fernando.
Recorde - Em quase dois meses de produção, colaboraram diretamente com a cenografia outras 12 pessoas, entre carpinteiros, ferreiros, fibreiros, costureiros e vidreiros. “O cenário propriamente dito começou a ser produzido no dia 10 setembro. Para a produção de uma ópera dessa grandiosidade, com três atos e cerca de 6 mil itens diferentes para ajustar, essa foi uma produção recorde”, destaca Fernando, que além da cenografia também é responsável pelos adereços de cena.
À tarde, foram realizados os ajustes de iluminação e técnica. “Toda a iluminação segue esse conceito e é mais trabalhosa, por ser específica na maior parte das cenas”, informa o técnico de iluminação cênica Jorge Pantaleão. À noite, o elenco se reúne para o pré-ensaio geral, a partir das 19h, quando deverão ser feitos os ajustes finais de marcação, sonoplastia, cenário e iluminação. No domingo (06) acontece o ensaio geral, para os familiares dos artistas e profissionais da imprensa.
Serviço: As bilheterias do Theatro da Paz estão abertas para a venda de ingressos aos sábados e domingos, das 09 às12h. Para ter direito à meia entrada, tanto na compra do ingresso quanto no dia do espetáculo, o estudante deverá apresentar carteira estudantil ou comprovante de matrícula, e os idosos a carteira de identidade. Mais informações: (91) 4009-8754 ou 4009-875.
Amanda Engelke – Secom
Postar um comentário

REVISTAS MEDIUNIDADE

JESUS: "Choro por todos os que conhecem o Evangelho, mas não o praticam...”

Ofuscado pela grandeza do momento, começou a chorar. Viu, porém, que Jesus chorava também... E, Eurípedes, falou – Senhor, por que ch...