Total de visualizações de página

sexta-feira, novembro 04, 2011

JUSTIÇA: tem batismoevangélico na penitenciária

Sejudh inicia Projeto para
erradicar crimes sexuais
contra menores de idade
Começa nesta sexta-feira, 4, a execução do Projeto Malungo - Grupo Móvel Estadual de Defesa dos Direitos da Criança e Adolescente. Idealizado pela Secretaria de Estado de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh), o projeto-piloto busca levantar dados sobre os pontos de exploração sexual e verificar o atendimento dos casos de violação dos direitos sexuais de crianças e adolescentes identificados nos municípios paraenses de Breves, Curralinho, Portel e Melgaço. Após o acolhimento, o grupo notifica e encaminha o caso à Rede de Atendimento Local. Além do acompanhamento do processo, o Governo executará, a partir dos dados coletados, políticas públicas voltadas para a erradicação desta problemática em território paraense.
As cidades de Portel e Melgaço receberam o grupo, que pretende levantar as informações até o próximo dia 13. Já os municípios de Breves e Curralinho recebem o Projeto no período de 19 a 28 de novembro. “Pretendemos coletar informações consolidadas, para que o Estado possa, a partir desses dados, visualizar as problemáticas e executar/implementar políticas públicas nestes municípios”, explica a Assessora de Políticas Públicas dos Direitos da Criança e do Adolescente, Leila Silva.
A equipe multidisciplinar é composta pelas pesquisadoras Bruna Almeida, Camila Moura e Marly Teixeira. As integrantes da Assessoria de Políticas Públicas dos Direitos da Criança e do Adolescente (Apdca), Simone Silva e Raquel Faustino também participam do Projeto Coordenado por Leila Silva.  O Projeto realiza, também, a prevenção da violência sexual - por meio da mobilização e sensibilização da população dos municípios paraenses que apresentam índices elevados de crimes sexuais praticados contra menores. Fruto de uma ação Intersetorial, o Malungo conta com a integração de órgãos públicos e instituições da sociedade civil.

Ellyson Ramos – Ascom Sejudh
Susipe e Igreja Evangélica
promovem batismo
coletivo no CRF
Nas ações voltadas ao bem-estar e recuperação de custodiados, o Sistema Penitenciário do Estado do Pará (Susipe) conta com a parceria da Igreja do Evangelho Quadrangular para levar aos detentos assistência religiosa, como um meio de amenizar a realidade do cárcere, e ajudá-los a encontrarem um novo caminho por meio da fé. A semana foi marcada por mais uma emocionante cerimônia de batismo, realizada pela Equipe 100% liberdade.
Quarenta internas do Centro de Reeducação Feminino (CRF) puderam participar da cerimônia. “A partir de agora, eu quero mudar de vida. Sei que Deus vai tirar tudo de ruim que já fiz e vai me transformar”, afirmou M.C.S, que como as demais batizadas, disse saber bem da importância de se valer da fé. Em pronunciamento, o deputado Martinho Carmona, também presente à cerimônia, falou às internas. “Aproveitem a oportunidade, pois sempre é tempo de mudar. Só depende de vocês”.
Liderada pelo Pastor Valber Duarte, a equipe 100% liberdade, já batizou inúmeros detentos em diversas casas penais da Região Metropolitana de Belém e pretende expandir o projeto a todos os estabelecimentos penitenciários do Estado, levando aos detentos, a palavra de Deus.
Ascom Susipe

Postar um comentário

REVISTAS MEDIUNIDADE

JESUS: "Choro por todos os que conhecem o Evangelho, mas não o praticam...”

Ofuscado pela grandeza do momento, começou a chorar. Viu, porém, que Jesus chorava também... E, Eurípedes, falou – Senhor, por que ch...