Total de visualizações de página

sábado, novembro 19, 2011

Mostra de Saberes valoriza o aprendizado de jovens e adultos

Francisco Pires da Silva tem 54 anos e era um dos mais ansiosos para assistir ao  “Xote Ecológico’  da escola Maroja Neto, na qual ele  estuda. A dança abriu a série de 17 apresentações  da V Mostra de Saberes da Educação de Jovens e Adultos, da Secretaria Municipal de Educação de Belém (Semec), realizada no Centur.
 No evento, os alunos mostraram  o que aprenderam durante o ano, através de exposições, dança e música. O “Xote Ecológico”, por exemplo, fez com que os alunos do Maroja Neto divulgassem a consciência crítica e ecológica  da região em  nosso cotidiano.
 Seu Francisco vibrou ao ver a desenvoltura dos seus colegas da turma  do segundo ano. Agricultor em Castanhal  e pai de 5 filhos, ele foi obrigado a abandonar os estudos, há 30 anos, por falta de tempo. Assim que conseguiu se estabilizar, voltou a estudar disposto a “ficar por dentro de tudo”.  Desde o início do ano na escola, seu Francisco não pensa em parar de estudar.” Lá no  colégio, os professores são muito dedicados e eu gosto de estar onde sou bem tratado” revelou seu Francisco.
 A escola Inês Maroja, que fica no Barreiro, trouxe para a mostra um desfile de moda de roupas recicladas com materiais que são utilizados dentro da escola, como copo descartável, saco de salgadinhos, papel de bombom, folhas de papel, lata de refrigerante. Para a coordenadora da escola, Rozenilma Pantoja, o objetivo do trabalho e mostra para comum idade do barreiro que é possível, com um poço de criatividade, reutilizar aquilo que é jogado no lixo. O evento teve a participação de mais de três mil pessoas entre alunos, diretores, professores e comunidade.
A evasão escolar é o maior desafio do EJA (Educação de Jovens e Adultos). Ana Luzia Braga, coordenadora, diz que durante o ano letivo, os alunos têm, entre outros incentivos, quatro escolas nas quais acontecem as oficinas de iniciação para o trabalho, em informática e artesanato.
Além disso, o EJA organiza também o mutirão pedagógico, que oferece palestras sobre violência e sexualidade. Feliz com o resultado da Mostra de Saberes que trouxe 400 alunos inscritos, Ana Luzia comemorou o maior objetivo alcançado com a realização  da Mostra: ‘Tivemos aqui alunos de 15 a 84 anos de idade e nessas apresentações, eles mostraram a diversidade da educação de jovens e adultos.Queremos mostrar a importância de uma educação que dignifique o aluno da EJA”.
Texto: Ascom Semec
Postar um comentário

REVISTAS MEDIUNIDADE

JESUS: "Choro por todos os que conhecem o Evangelho, mas não o praticam...”

Ofuscado pela grandeza do momento, começou a chorar. Viu, porém, que Jesus chorava também... E, Eurípedes, falou – Senhor, por que ch...