Total de visualizações de página

quinta-feira, maio 17, 2012

CORREIO JURUNENSE E AS PRINCIPAIS NOTÍCIAS DESTA QUINTA 17 DE MAIO



1º SOCORROS:
Moradores do Jurunas
vão colocar em prática
o que aprenderam
durante a semana











                Moradores do bairro do Jurunas, em Belém, participarão nesta quinta-feira (17), a partir das 10h, de uma demonstração prática de resgate de feridos em acidente, em frente à sede da Agremiação Carnavalesca “Rancho Não Posso Me Amofiná”, na Rua dos Tupinambás com Honório José dos Santos. A atividade faz parte do curso de primeiros-socorros, promovido em parceria pela Polícia Civil e Corpo de Bombeiros Militar do Pará.
                O treinamento foi iniciado na última segunda-feira (14), e será encerrado na sexta-feira (18), em solenidade que contará com as presenças de autoridades da área de Segurança Pública e movimentos sociais do bairro.
                Segundo a assessora Waldenize Braga, da área de Relações Interinstitucionais da Polícia Civil, nesta quinta-feira o treinamento incluirá instruções práticas sobre medidas de atendimento pré-hospitalar em vítimas de acidente em via pública. Na ocasião, será simulado um acidente com feridos, em que os moradores terão de prestar os primeiros-socorros para reanimar as vítimas e mantê-las respirando até a chegada da ambulância. O curso é ministrado pelo sargento bombeiro Edmilson Lima e soldado bombeiro Erick. Cerca de 100 pessoas, a maioria jovens, se inscreveram durante a semana passada para participar do curso.
                A meta da parceria entre a Polícia Civil e o Corpo de Bombeiros é proporcionar um treinamento de qualidade, com aulas teóricas e práticas, sobre uso de equipamentos de primeiros-socorros, resgate, atendimentos pré-hospitalares em casos de acidentes domésticos, convulsões e paradas cardíacas.
                Mais de 60 pessoas já passaram pelo treinamento de primeiros-socorros desde o início de 2012, em Belém. O Jurunas foi escolhido para receber o curso em função da incidência de incêndios e princípios de incêndios registrados pelo Corpo de Bombeiros no bairro, nos últimos meses.
Texto: Walrimar Santos-Polícia Civil
Está preso o sexto
envolvido no
assassinato de
advogado em Cametá
                José Maria Mendes Machado, acusado de ser o mandante do assassinato do advogado Fábio Teles Santos, foi preso nesta quarta-feira (16), na cidade de João Pessoa, capital da Paraíba. Ele aguarda transferência para Belém. José Maria é a sexta pessoa envolvida no crime a ser capturada pela polícia. Os outros cinco homens acusados foram presos em julho e agosto do ano passado.
                Com esta prisão, a Polícia Civil encerra as investigações sobre o caso. O crime ocorreu na noite de 21 de julho de 2011, na cidade de Cametá, região do Baixo Tocantins.
                No dia 24 de julho de 2011, a Polícia Civil prendeu quatro dos seis envolvidos no assassinato do advogado. Rosiverson de Souza Almeida, apelidado de “Passat”, Gleisson Araújo, o “Caubói”, Luzimar Pereira Miranda e José Orlando Trindade de Oliveira foram presos entre os municípios de Cametá e Tucuruí. O quinto acusado, Victor Eduardo Oliveira Moreira, conhecido por “Vitinho”, foi preso no dia 10 de agosto de 2011, no município de Tucuruí, no sudeste paraense.
                "As investigações apontaram que Rosiverson de Souza Almeida foi o agenciador. Ele entrou contratou os pistoleiros. Gleisson Araújo e Victor Eduardo são dois dos executores. Luzimar Pereira Miranda tinha a missão de guardar as armas usadas no crime, para depois entregá-las aos assassinos, levados por José Orlando Trindade de Oliveira, no dia anterior ao crime, até a casa do advogado. José Trindade também emprestou a moto na noite seguinte, para que o crime fosse efetivado",  contou o diretor de Polícia do Interior, delegado Silvio Maués.

Texto: Aycha Nunes-Polícia Civil
Alunos de escolas públicas
assistem a Concertos
Didáticos no Theatro da Paz


“Entrar no Theatro da Paz pela primeira vez é como ver o mar: uma emoção indescritível”, declarou a estudante Joana de Angelis Jesus Feliz Navegantes, 15 anos, aluna da Escola Estadual Placídia Cardoso, que entrou no centenário TP para assistir a um concerto. Ela estava entre os 1.200 estudantes convidados pelo Projeto Concertos Didáticos, promovido desde março pela Fundação Carlos Gomes, que nesta quarta-feira (16) apresentou, como parte da programação do mês de maio, o Quinteto de Metais e o Quinteto de Saxofone.
                Segundo a coordenadora do projeto, professora Ana Maria Haddad, o principal objetivo do projeto é a formação de plateia. Para isso, foi firmada a parceria entre Fundação Carlos Gomes, Secretaria de Estado de Educação (Seduc) e Theatro da Paz, que sedia os eventos, os quais recebem estudantes como convidados. “É voltado para estudantes da escola pública, com um caráter educativo, musical e formador de plateia. Muitos alunos, além de estarem vindo aqui pela primeira vez, têm a oportunidade de manter esse contato com música de qualidade”, ressaltou.
                Além de apreciar boa música, os estudantes conhecem um pouco da história musical. Segundo o saxofonista Marcos Puff, coordenador do Quinteto de Saxofone da Fundação Carlos Gomes, por se tratar de um concerto didático o repertório é bastante eclético, com composições que vão desde Johann Sebastian Bach ao artista paraense Pinduca.
História - O concerto também é comentado, e os alunos acabam conhecendo mais sobre os instrumentos que estão no palco. “No caso do sax, nós temos um bom material para trabalhar em razão dos nomes que temos hoje no Pará”, disse Marcos Puff.
                Uma história que a estudante Alícia Rocha Policarpo, 13 anos, da Escola Almirante Renato Guillobel, nunca pensou que começasse ainda na Revolução Industrial, nos anos de 1840, na Europa. O interesse pelo instrumento, que ela já mantinha por conta da música brasileira, aumentou ainda mais. “Sempre gostei de música, em especial, do sax. Agora me apaixonei de vez. Gostei muito de vir aqui (ao teatro) e conhecer um pouco mais dessa história”, disse Alícia.
                A programação dos Concertos Didáticos inclui seis apresentações por ano, nos meses de março, abril, maio, junho, agosto e setembro. Já subiram ao palco do Theatro da Paz a Orquestra Jovem da Fundação Carlos Gomes e a Orquestra Sinfônica. Nos próximos meses, se apresentarão Robenare Jazz Trio, Amazônia Jazz Band e Coral Carlos Gomes.

Texto: Danielle Ferreira-Secom




Adolescentes atendidos pela
Fasepa concluem
curso profissionalizante
                Treze adolescentes atendidos na Unidade de Benevides, da Fundação de Atendimento Socioeducativo do Pará (Fasepa), concluíram o primeiro módulo do curso profissionalizante de Mecânica, promovido pela Fundação em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai-PA). A capacitação integra as ações de reinserção social realizadas pela instituição, a fim de garantir o acesso ao mercado de trabalho para meninos e meninas que cumprem medidas socioeducativas nas unidades da Fasepa.
                A entrega dos certificados aconteceu na manhã da última terça-feira (15), na presença de familiares, técnicos e diretores da Fundação, além de representantes do Senai. Para Élson Ferreira, diretor do Senai-PA, a parceria “é muito positiva, pois soma direitos humanos e profissionalização”.
“Aqui estamos unindo dois trabalhos: educação profissional e a ressocialização desses jovens. A gente consegue dar oportunidade para que, na saída daqui, eles possam ingressar no mercado de trabalho com uma profissão”, ressaltou Élson Ferreira.
Recomeço - A motivação para vivenciar novas experiências após o cumprimento das medidas socioeducativas foi manifestada nos pronunciamentos dos convidados, direcionados aos jovens atendidos. Um dos adolescentes agradeceu “pelo que aprendi e pela paciência do professor em ajudar a gente”.
Para o educador do Senai, Ernani de Oliveira, responsável pela capacitação, a dedicação dos adolescentes que fizeram o curso profissionalizante foi surpreendente. “Chegamos desacreditados e saímos fortalecidos, e a sociedade terá oportunidade de avaliar esse resultado. Em princípio, eles não demonstraram muito interesse no conhecimento, mas trabalhamos a questão psicológica e os direitos humanos durante as aulas, despertando a consciência de cidadãos. Sinto-me honrado de ter feito parte deste momento na vida dos meninos”, declarou o educador.
                A parceria entre Fasepa e Senai-PA terá continuidade, com a realização de módulos de cursos profissionalizantes em outras unidades da Fundação, até o fim de 2012. Élson Ferreira frisou que, assim como todo ex-aluno da instituição, os socioeducandos da Fasepa que fizerem os cursos profissionalizantes serão indicados aos parceiros nas oportunidades de emprego.
“Pelo reconhecimento do trabalho que é feito em educação profissional, as indústrias procuram a gente para indicar profissionais. Esses jovens já estão nessa condição. Então isso também é válido para eles. No momento em que recebem uma certificação do Senai, eles estão no mesmo nível que qualquer ex-aluno, independentemente do local onde foi ministrado o curso”, garantiu Élson Ferreira.

Texto: Luciana Kellen-Fasepa
“Ciclo Beethoven” traz o
pianista Nelson Neves
ao palco do Theatro da Paz

                Na próxima quinta-feira (17), às 20h, o Theatro da Paz recebe a quinta apresentação do “Ciclo Beethoven”, quando os músicos da Orquestra Sinfônica do Theatro da Paz (OSTP) terão como convidado o pianista Nelson Neves, sob a regência do maestro Miguel Campos Neto. A entrada é franca.
                O “Ciclo Beethoven” é uma homenagem da Secretaria de Estado de Cultura (Secult) ao filósofo paraense Benedito Nunes, falecido em fevereiro do ano passado, e que tinha especial predileção pelo compositor alemão Ludwig van Beethoven. As apresentações da série de concertos de autoria do compositor iniciaram em março, e prosseguem até junho deste ano.
                No programa desta quinta-feira estão “As criaturas de Prometeu, abertura em dó maior (op. 43)” e “Coriolano, abertura em dó menor (op. 62)”. A apresentação será encerrada com o “Concerto para piano nº 3 em dó menor (op. 37)”, em três movimentos: Allegro con brio, Largo e Rondo (Allegro). É neste concerto que a OSTP recebe Nelson Neves como convidado especial.
                O “Concerto de Piano nº 3 em dó menor, op. 37)” de Beethoven foi dedicado ao príncipe Louis Ferdinand, da Prússia. Composto em 1800, foi apresentado pela primeira vez em 1803, tendo o autor como solista. Beethoven compôs este concerto numa época angustiante de sua vida, pois acabara de descobrir que estava ficando surdo, e recebera muitas encomendas de trabalho. No “Concerto nº 3”, ele quebrou a forma convencional de oposição entre solista e orquestra, promovendo um verdadeiro diálogo entre ambos.
Pianista - Nelson Neves é paraense e tem uma carreira construída fora do Brasil. Ele possui o grau de Doutor em Artes Musicais, pela Universidade de Nebraska-Lincoln, em piano performance, Mestrado em Música pela Universidade Missouri-Columbia, em piano performance, e é bacharel em Teologia, com ênfase em Música Sacra, pela Faculdade Batista Equatorial. Nelson Atuou em vários concertos pela Europa, Estados Unidos, Brasil e outros países da América do Sul, e venceu inúmeros concursos de piano. Paralelamente à carreira de pianista clássico, como ativo pianista de jazz e band-leader, Nelson Neves tem participado de inúmeros festivais de jazz.
                Em janeiro de 2012, ele retornou a Belém, convidado pela Secult, para assumir a direção musical e o posto de maestro da Amazônia Jazz Band. A facilidade com que Nelson Neves transita entre o clássico e o jazz é reconhecida pelo público.
                Para o pianista, a execução do Concerto nº 3 é de extrema responsabilidade. “É um concerto que foge da formalidade do classicismo e demanda um esforço do solista, tanto técnica como musicalmente, e é de uma beleza extrema”, ressaltou. “Os temas que o concerto apresenta têm características do romantismo, visto que Beethoven é o pilar desse movimento”, acrescentou.
Serviço: Quinta apresentação do “Ciclo Beethoven”, com a Orquestra Sinfônica do Theatro da Paz e o solista Nelson Neves, sob a regência de Miguel Campos Neto. Quinta-feira (17), às 20h, no Theatro da Paz. Entrada franca.

Texto: Jose Pacheco-Secult
Livro sobre extensão rural
será lançado em feira de
agricultura familiar
                As concepções e as práticas empregadas no campo, que configuram o novo cenário da extensão rural pública, estão na publicação científica produzida pela Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Pará (Emater). O livro, que aborda o tema: “Metodologias de Ater e pesquisa com enfoque participativo”, mostra mais de 80 ferramentas possíveis para a prática de extensão rural, que facilitam a padronização de um norte científico para a atuação no campo.
                A publicação será lançada na próxima sexta-feira (25), na ala denominada “Armazém de Serviços”, durante a abertura da primeira Feira da Agricultura Familiar da Amazônia Legal (Agrifal), promovida pela Emater, que acontecerá até domingo (27), no Hangar - Centro de Convenções e Feiras da Amazônia.
                Com 196 páginas, divididas em oito capítulos, o livro é uma produção bilíngue (português e inglês), resultado do esforço de extensionistas e técnicos da Emater, que reavaliaram as metodologias de pesquisa e extensão, visando adequar o trabalho da empresa à política nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater).
                A produção científica valoriza o trabalho do agricultor familiar, levando em conta o saber da comunidade e traçando um paralelo com a prática de Ater trabalhada anteriormente - voltada à revolução verde, com a ideia de alta produtividade, transferência de tecnologia e uso de grande quantidade de insumos químicos na lavora.
“O livro contribui para o debate da unidade de produção familiar, voltado aos aspectos cultural, ambiental e social, além do econômico”, informou Ana Lúcia Guerreiro, pedagoga da Emater.
                No espaço do Armazém de Serviços também serão expostas e comercializadas 13 cartilhas técnicas de produção da Emater, que tratam sobre as culturas de mandioca, abacaxi, cacau e hortaliças, e criação de camarão e peixes.
                O Armazém de Serviços está estruturado em quatro ambientes: Fazendo mais na agricultura familiar; Mostra de sucessos e inovações da agricultura familiar; Mulher rural em ação e o Protagonismo do jovem rural.

Texto: Iolanda Lopes-Emater

Paratur e Ciptur garantem
segurança em receptivo de
cruzeiro japonês
                Belém recebe, no próximo dia 28, o navio cruzeiro Azuka, que traz ao Estado 600 turistas japoneses. A embarcação, que antes de Belém passa pelo Rio de Janeiro e Recife, ficará no porto do distrito de Icoaraci, das 6h às 18h. Durante a passagem por Belém, os turistas serão divididos em dois grupos: o primeiro, com 400 pessoas, fará um roteiro que passa pelo Forte do Presépio, Basílica Santuário de Nazaré e mercado do Ver-o-Peso, encerrando com almoço no Mangal das Garças. Os demais integrantes do cruzeiro, que comporão o segundo grupo, farão passeio e almoço na Estação das Docas, na orla da cidade.
                Para receber o cruzeiro, a Companhia Paraense de Turismo (Paratur) montará dois postos de atendimento ao turista para prestar informações básicas sobre a cidade e locais de visitação; um no ponto de desembarque em Icoaraci e o outro na Estação das Docas. Segundo a presidente da Paratur, Socorro Costa, entre os mais importantes pontos de atenção da Paratur está a questão da segurança. Para isso, uma parceria com a Companhia Independente de Policiamento Turístico (Cipitur), da Polícia Militar do Pará, garantirá a segurança dos visitantes. A exemplo do que já vem ocorrendo durante a passagem de cruzeiros por Belém, haverá reforço do policiamento nos principais pontos turísticos do roteiro.
“O Setor de Atendimento ao Turista da Paratur está em sintonia com todos os órgãos e parceiros envolvidos nesse contexto de recepção do turista, para garantirmos todo o apoio e a qualidade dos serviços ofertados”, diz Socorro, em reunião com representantes da empresa responsável pela recepção do cruzeiro.
Números - Até o final do ano, o Pará deve receber 20 mil participantes de cruzeiros. Desde o início da atual temporada desta modalidade turística, que começou em outubro do ano passado, o Estado já recebeu aproximadamente 17 mil turistas em diversos cruzeiros. Os demais estão agendados para o início da nova temporada de 2012, começando em outubro. Para destacar a importância dessa logística a Paratur cita como exemplo o navio Aida, que só na atual temporada veio ao Pará 10 vezes, trazendo ao todo 12 mil turistas alemães. Já os navios americanos Amsterdam e Ms Prinsendam trouxeram ao Estado 1.100 e 700 turistas, respectivamente. João Ribeiro, da Amazon Incoming Service, principal operadora de receptivo de cruzeiros no Pará, informa que até o final do ano cerca de 25 navios, de diversas nacionalidades, devem passar pela capital paraense.
                De acordo com dados da Cruise Lines International Association (CLIA), divulgados pela Associação Brasileira de Cruzeiros Marítimos (Abremar), o Brasil é o quinto país que mais transporta turistas em cruzeiros marítimos no mundo. Na temporada 2010/11, foram transportados 793 mil passageiros pela costa brasileira, o melhor resultado de todos os tempos. O presidente Abremar, Ricardo Amaral, destaca o impacto positivo da atividade na economia e a expectativa de que, “apesar da colocação favorável, o Brasil tem condições de crescer ainda mais neste segmento”.
Segurança - As ações de reforço da segurança turística no Pará continuam e, na manhã de segunda-feira, 14, estiveram no foco de um encontro entre a delegada Soraia Franco, responsável pelo Setor de Segurança Turística da Paratur, e representantes do setor de pesca, transporte e turismo náutico. Na ocasião foram discutidas medidas para evitar assaltos aos estabelecimentos e lanchas da região insular de Belém. A delegada informou que a Paratur irá intermediar uma reunião dos representantes do setor com o secretário estadual de Segurança Pública e Defesa Social, Luiz Fernandes Rocha, marcada para esta quinta-feira, 17.
                "Com estimativas do aumento em até 50% do número de cruzeiros internacionais que atracarão no Pará, a quantidade de turistas que circulam na cidade também aumenta. Desta forma, o trabalho da Cpitur se intensifica, com três postos fixos, na Estação das Docas, Aeroporto Internacional de Belém e na Paratur", informa Soaria Franco. A Companhia Independente de Policiamento Turístico também garante a segurança do visitante em todo o centro histórico e pontos turísticos da cidade, que são cobertos por 69 policiais e cinco viaturas, garantindo policiamento 24 horas. Os policiais que pertencem ao grupo são especializados e recebem um treinamento voltado para o trato com a segurança do turista que visita o Estado.
                Apenas na capital, atuam em média 30 policiais em cinco viaturas, que contam ainda com apoio de policiais do 2º Batalhão da Polícia Militar, no centro da cidade, e do 6º Batalhão da PM, em Icoaraci. Outra ferramenta que deve contribuir com a segurança dos turistas é o serviço de monitoramento eletrônico nos 21 pontos turísticos em Belém, que permite a captação de imagens on line em áreas de grande fluxo, prevenindo assaltos e o socorro imediato em caso de tentativas de assaltos, agressões ou outros delitos, bem como a identificação dos autores.
                A Ciptur foi criada em 1996, em virtude do aumento da chegada de turistas no Estado. Para fortalecimento desse trabalho, o Governo do Pará entregou, no final do ano passado, 20 novas viaturas para uso no policiamento turístico. Os veículos, além de estarem equipados para atuar tanto na capital quanto nos demais municípios, se diferenciam dos automóveis tradicionais e receberam imagens representativas dos principais ícones turísticos do estado.
                O major Henrique Pereira, comandante da Ciptur, afirma que a Secretaria de Segurança Pública "tem a concepção de que o policiamento turístico tem que ser um diferencial no atendimento, na hospitalidade, na chegada dos turistas nos principais locais de visitação do Estado”. Já o governador Simão Jatene destaca a importância da atividade para o Pará. “O turismo pode ser um vetor de crescimento e desenvolvimento importante para o Estado, porque permite combinar algumas coisas que são de interesse para o Estado”

Texto: Benigna Soares-Paratur
Jornalistas portugueses
visitam o Pará para
divulgar roteiros turísticos
                O Pará vai estampar a capa da revista “Up”, da empresa aérea TAP Air Portugal, na edição de julho próximo. A convite da Companhia Paraense de Turismo (Paratur), dois jornalistas da publicação visitam Belém e as cidades de Salvaterra e Soure, na ilha do Marajó, para produzir reportagem de 30 páginas sobre o Pará. A intenção é divulgar os locais, com a finalidade de inseri-los nos mercados turísticos nacional e internacional.
                O receptivo à revista insere-se no Programa de Press Trip da Paratur, criado em 2004, que promove viagens de familiarização com profissionais de veículos especializados a fim de estimular a divulgação e a visibilidade dos roteiros turísticos em seus principais segmentos, com foco especial na cultura  e natureza. As visitas proporcionam a vivência da experiência local para avaliar o destino antes de os jornalistas escreverem suas matérias, que podem gerar mídia espontânea positiva ao Pará entre as opções de destinos a serem visitados.
                Somente ano passado, mais de 200 jornalistas conheceram o Pará graças ao programa, que tem apoio de restaurantes, hotéis, agências de viagens, guias de turismo e empresas de transporte turístico. Este ano, já visitaram o Pará mais de 60 profissionais especializados, de veículos de vários Estados brasileiros, da França e Coreia do Sul.
                O roteiro oferecido aos jornalistas de Portugal inclui visitas aos principais pontos turísticos de Belém, como Bosque Rodrigues Alves, Museu Histórico do Estado do Pará (Mhep), Museu do Círio, Igreja do Carmo e Complexo Ver-o-Peso. Eles também vão experimentar iguarias da culinária tradicional paraense. Na segunda etapa da visita, eles seguem para os municípios de Soure e Salvaterra, onde poderão visitar as fazendas e praias locais, além de fazer um passeio em uma trilha ecológica, conhecer a associação de artesãos e assistir a um show com as danças locais.
                De volta a Belém, a visita segue por outros atrativos da capital, como o Theatro da Paz, a Basílica Santuário de Nazaré, o Museu Paraense Emílio Goeldi, Parque da Residência e o distrito de Icoaraci. A equipe de jornalistas estará acompanhada de um guia de uma agência de turismo e um técnico da Paratur, que darão as devidas orientações e informações sobre o roteiro. A revista “Up” é distribuída mensalmente nos aviões da TAP, com uma tiragem de 65 mil exemplares.

Texto: Benigna Soares-Paratur
Comitê técnico de
Meio ambiente
se reunirá em Brasília
                No próximo dia 29 (terça-feira), se reunirão, em Brasília (DF), integrantes do comitê técnico, instituído pelo Ministério do Meio Ambiente (MMA) para acompanhar, avaliar e propor melhorias aos sistemas de controle do fluxo de produtos e subprodutos florestais, abrangendo o sistema Documento de Origem Florestal (DOF) e os demais utilizados no país. Os técnicos Flávio Macedo e Sandro Bittencourt, da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema), participarão do encontro na condição de representantes da Associação Brasileira de Entidades Estaduais de Meio Ambiente (Abema).
                O comitê é formado por representantes do MMA, do Ibama (Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis), da Abema e de outros órgãos da administração pública e da sociedade civil, indicados pela Diretoria de Uso Sustentável da Biodiversidade e Florestas, do Ibama.
Serviço de Informação
do Estado é destaque
em publicação nacional
                A edição do mês de maio da Revista Brasil FOSSGIS, um dos maiores periódicos do país da área da geotecnologia, traz artigo, com destaque em capa, sobre o Serviço de Informação do Estado (SIE), disponível no site do Instituto de Desenvolvimento Econômico, Social e Ambienta do Pará, que integrar diversas bases de dados estatísticos e espaciais. O autor do artigo, Magno Macedo, é coordenador do Núcleo de Cartografia do Instituto. Ele conta que escreveu o texto por convite dos editores do periódico, pois a edição trata sobre o uso de tecnologias públicas na disseminação da informação e a principal função do serviço disponibilizado pelo Idesp é justamente popularizar as informações oficiais.
                O SIE reúne dados a respeito de demografia, economia, educação, saúde, saneamento, telefonia, energia, inflação, mercado de trabalho, produto interno bruto, arrecadação e desmatamento sobre o Pará a partir de fontes oficiais, como Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), Rede Celpa, Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), Ministério do Trabalho e Emprego, Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), Ministério da Fazenda, Ministério da Educação e as Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Segup), de Saúde Pública (Sespa), de Educação (Seduc), de Planejamento, Orçamento e Finanças (Sepof) e da Companhia de Saneamento do Pará (Cosanpa).
                O sistema é uma importante ferramenta para dar subsídios à elaboração, monitoramento e avaliação de políticas públicas, permitindo maior agilidade e eficiência aos gestores públicos, além de gerar transparência, possibilitando o efetivo controle social. Porém, de acordo com o autor do artigo, o principal problema enfrentado na ampliação dos dados disponibilizados pelo SIE consiste em fortalecer as relações interinstitucionais para manter a integração desenvolvida pelo serviço. Segundo ele, “há muita informação em nível municipal no Estado do Pará, mas ela está desorganizada. São dados públicos que devem ser disponibilizados e, na medida em que chegam aos tomadores de decisão, servem como fundamentos para a elaboração de políticas pública e para o planejamento estratégico do Estado”.
O Serviço de Informação do Estado já foi apresentado ao governador Simão Jatene durante a Feira de Ciência e Tecnologia promovida pela Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti) em 2011, evento em que os frequentadores puderam participar de oficinas e palestras sobre o assunto. O vice-governador do Estado e secretário Especial de Gestão, Helenilson Pontes, também pôde conhecer o SIE e fazer sugestões para o aprimoramento do serviço. Além disso, no final de abril e início de maio, técnicos do Instituto ministraram oficinas no município de Terra Alta e Capanema para estudantes de escolas públicas, dentro da Mostra de Ciência e Cultura da Secti.
                Já na capital, o Idesp vem promovendo treinamentos para jornalistas. O primeiro ocorreu no dia 26 de abril e contou com a participação de assessores de comunicação do Governo do Estado, além de profissionais de rádio e veículos impressos. Durante a abertura da oficina, a secretária adjunta de Comunicação, Simone Romero, ressaltou o trabalho do Idesp como uma fonte inesgotável de pautas e informações. O próximo encontro com os jornalistas acontecerá nesta quinta-feira, 17, na sede do Instituto.

Texto: Fernanda Graim-Idesp
Redução de casos
confirmados de dengue
no Pará chega a 48%
                A Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa) divulgou nesta quarta-feira (16) o 16º Informe da Situação da Dengue no Pará, apontando uma queda de 48% no número de casos confirmados da doença no Estado. São 6.042 casos nos quatro primeiros meses do ano, contra 11.620 no mesmo período de 2011.
                De 1º de janeiro até hoje, o Pará notificou 16.148 casos suspeitos de dengue de todos os tipos, dos quais 6.042 confirmados, sendo 5.998 de dengue clássica (DC), 32 de dengue com complicação (DCC), 10 de febre hemorrágica do dengue (FHD) e dois casos de Síndrome do Choque da Dengue (SCD).
                Os municípios com maior número de notificações continuam sendo Belém (2.730), Parauapebas (2.117), Marabá (1.135), Altamira (798), Ananindeua (776), Santarém (732) e Marituba (495). Em relação aos confirmados, os municípios com mais casos são Parauapebas (1.184), Belém (705), Altamira (466), Santarém (270), Ananindeua (264), Marabá (225) e Marituba (222).
                O Estado do Pará mantém uma redução de 26,39% nos casos notificados de dengue, em relação ao mesmo período do ano passado. São 16.148 casos notificados em 2012, contra 21.936 em 2011. Há redução, ainda, nos casos graves de dengue. Foram confirmados 32 casos de DCC este ano, contra 143 em 2011, e apenas 10 casos de FHD, quando no ano passado foram 32. Até o momento, foram confirmados três óbitos por dengue no Pará, ocorridos nos municípios de Parauapebas, Altamira e Ananindeua.
Vigilância - Para saber que vírus está circulando no Estado, a Sespa trabalha com Unidades Sentinelas para coletar amostras de sangue de pessoas com suspeita de dengue. Até agora, 150 amostras foram examinadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen), das quais 37 deram resultado positivo para dengue. Os principais sorotipos circulantes no Estado, este ano, são os tipos 1 e 4.
                Apesar da proximidade do fim do período chuvoso, o Departamento de Controle de Endemias da Sespa, por meio da Coordenação Estadual de Controle da Dengue, continua realizando as ações de vigilância epidemiológica e controle do vetor, em conjunto com as Regionais de Saúde e Secretarias Municipais de Saúde.
                Segundo o secretário de Estado de Saúde Pública, Helio Franco, a população deve permanecer vigilante, evitando acúmulo de água em objetos e dando o destino adequado ao lixo. “Não podemos relaxar em função da redução das chuvas, porque a dengue é uma doença que acomete pessoas o ano inteiro”, alertou.
Serviço:  Para informações sobre dengue entrar em contato com as Secretarias Municipais de Saúde de Ananindeua (91) 3073-2220; Marabá (94) 3324-4904; Marituba (91) 3256-8395; Santarém (94) 3524-3555 e Tucuruí (94) 3778-8378. Em Belém, além do fone (91) 3277-2485, estão disponíveis os telefones dos Distritos Administrativos: Daben (3297-3275), Daent (3276-6371), Dagua (3274-1691), Daico (3297-7059), Damos (3771-3344), Daout (3267-2859), Dasac (3244-0271) e Dabel (3277-2485).

Texto: Roberta Vilanova-Sespa
Emater melhora atendimento
aos agricultores de Dom Eliseu
                A Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Pará (Emater) entregou, no último dia 14, a nova sede do escritório local de Dom Elizeu, após 25 anos de trabalhos no município. A obra, resultado de um investimento de cerca de 30 mil reais, foi viabilizada por meio de uma parceria com a prefeitura local e garantirá melhores condições de trabalho aos funcionários, bem como de atendimento aos agricultores familiares – que neste ano deve chegar a 500 clientes.
                A inauguração do escritório contou com a presença da diretoria executiva da Emater, do diretor do escritório regional São Miguel do Guamá – ao qual está vinculada a unida de  Dom Elizeu -, do prefeito e vice-prefeito, assentados, lideranças comunitárias, produtores rurais e 16 técnicos que hoje integram o quadro funcional local. Antes apenas dois técnicos e um auxiliar administrativo atendiam os agricultores familiares do município em uma pequena sala. Agora, segundo o diretor técnico Humberto Balbi Reale, tanto a equipe interna quanto os produtores atendidos terão mais comodidade. “Há 25 anos que as instalações do escritório não passavam por nenhuma reforma. Hoje, podemos comemorar esse novo espaço e a possibilidade de oferecer melhor atendimento ao público”, afirmou.
                A equipe de trabalho, antes composta por apenas três pessoas, agora conta com 16 servidores, incorporados ao órgão em razão do vencimento da chamada pública, lote 02, do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) SR 01. “Dentro das metas está estabelecido o atendimento de 235 agricultores assentados, o que necessitou de um reforço técnico”, explicou Humberto Reale.
Agricultura
                Os agricultores familiares de Dom Eliseu, no nordeste paraense, maior produtor de goiaba do Pará, vão ampliar em 17% a área de plantio da fruta. Cerca de 5.200 novas mudas de goiaba da variedade Paluma já estão sendo plantadas em diversas comunidades do município. Atualmente são 140 hectares dedicados à cultura, mas a previsão é que a área plantada chegue a 200 hectares. Segundo o diretor técnico, o município também é um grande produtor de grãos. Ao todo são cerca de 35 mil hectares de milho e soja.

Texto: Kenny Teixeira-Emater
Palestras e lançamento
de livro marcam Dia dos
Museus no São José Liberto
                O Ciclo de Palestras “Minerais e a Evolução Humana” e o lançamento do livro “Ciências dos Minerais – Mineralogia, de Marcondes Lima da Costa e Suyanne Flávia Rodrigues, marcam nesta sexta-feira, 18, a programação alusiva ao Dia Internacional de Museus, comemorado em 18 de Maio, no Espaço São José Liberto, onde funciona o Museu de Gemas do Pará, que reúne um dos mais completos acervos arqueológico e gemológico do país.
                A programação inicia às 9h, no auditório do São José Liberto, com os pronunciamentos de Rosa Helena Neves, diretora executiva do Instituto de Gemas e Joias da Amazônia (Igama), e do professor Marcondes Lima da Costa, geólogo, pesquisador e curador do Museu de Geociências, da Universidade Federal do Pará (UFPA). A primeira palestra será sobre “Rochas Ornamentais”, com o professor Edson Neves dos Santos, do IFPA (Instituto Federal do Pará).
                O Ciclo de Palestras integra a 10ª Semana Nacional de Museus – “Museus em um mundo em transformação: novos desafios, novas inspirações”, promovida pela UFPA, por meio do Instituto de Geociências e do Museu de Geociências, com orientação do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram). O objetivo é divulgar, com palestras, oficinas, exposições e visitas orientadas, a importância dos museus para a sociedade.
                Ainda pela manhã, serão ministradas as palestras “Líticos na Arqueologia Amazônica”, com a professora Maura Imazio da Silveira, do Museu Paraense Emílio Goeldi (MPEG); “Cerâmica Arqueológica Amazônica”, com a pesquisadora Mariana Petry Cabral, do Iepa; “Cerâmicas das Terras Pretas Amazônicas”, com a pesquisadora Dirse Clara Kern, do MPEG; “Azulejaria em Prédios Históricos”, com o professor Fernando Tavares Marques (MPEG), e “Cerâmica Icoaraciense”, com o professor Roberto Freitas Neves, da Universidade Federal do Pará (UFPA).
                À tarde, a programação será retomada às 14h, com a palestra “Arte Rupestre e Pigmentos Minerais”, com a professora Maria da Conceição Soares Meneses Lage, da Universidade Federal do Piauí (UFPI); “Minerais da Bíblia”, com Marcondes Lima da Costa, e “Minerais do Museu do São José Liberto: Um Espelho dos Minerais do Pará”, com a diretora do Museu de Gemas, Anna Cristina Resque Meireles. A partir das 16h, será lançado o livro “Ciências dos Minerais – Mineralogia”, que tem o apoio do Programa de Pós-graduação em Geologia e Geoquímica (PPGG), do Instituto de Geociências.
Acervo gemológico – Com mais de 4 mil peças no acervo, o Museu de Gemas do Pará – vinculado ao Sistema Integrado de Museus (SIM), da Secretaria de Estado de Cultura (Secult) -, funciona desde 11 de outubro de 2002, quando foi inaugurado o Espaço São José Liberto.
                Dentro da concepção do Polo Joalheiro do Pará, o Museu de Gemas expõe em cinco salas um acervo único, que convida o visitante a um passeio pelas cerâmicas arqueológicas do Pará e coleção de muiraquitãs, por exemplares de gemas minerais da Amazônia (esmeraldas e ametrinos), gemas orgânicas (sementes, corais, chifres, pérolas, ossos etc.), gemas encontradas no Pará (Estado com mais de 250 ocorrências de gemas minerais), e formações naturais, como calcedônias e troncos fossilizados. Na última sala, estão as duas primeiras coleções de joias do Polo Joalheiro, e exemplares de outras coleções, além de peças da Belle Époque.
                O Museu de Gemas é considerado uma fonte de inspiração para os designeres e artesãos do Polo Joalheiro, por reunir a iconografia das culturas marajoara e tapajônica, a magia que cerca a figura do muiraquitã (o amuleto das lendárias guerreiras amazonas), o fascínio provocado no homem pelos metais preciosos, principalmente o ouro, e pelas gemas minerais, e a curiosidade despertada por formações milenares da natureza, como o pegmatito – um quartzo branco com turmalina negra.
                O Museu de Gemas do Pará está aberto à visitação de terça-feira a sábado (das 9h às 19h), e aos domingos e feriados (das 10h às 19h). O Ingresso sai a R$ 4,00 – com meia entrada para estudantes (R$ 2,00) e franqueado para pessoas acima de 60 anos. O Museu também recebe visitas de estudantes, previamente marcadas com a direção do Museu – (91) 3344-3500.
Serviço: Ciclo de Palestras “Minerais e a Evolução Humana”, em alusão ao Dia Internacional dos Museus. Sexta-feira (18), no auditório do Espaço São José Liberto (Praça Amazonas, s/n, bairro do Jurunas).

Texto: Socorro Costa-Secom
Banpará entrega prêmios
aos primeiros ganhadores
da Poupança Premiada 2012
                O Banpará reuniu, na última terça-feira, 15, os vencedores do 1º Sorteio da Poupança Premiada 2012 para a entrega dos prêmios. A cerimônia aconteceu na Agência Senador Lemos, com a presença da diretoria do Banpará, de gerentes gerais e funcionários, além dos clientes premiados.
                O diretor de Controladoria e Planejamento, Braselino Carlos Assunção Souza da Silva, que representou o presidente do Banpará, destacou que a premiação é uma forma de agradecer aos clientes do banco pela confiança e preferência. “A Poupança Premiada é uma forma de retribuir o apoio e a credibilidade dos clientes. Afinal, se por um lado nós oferecemos os mesmos rendimentos que outros bancos, por outro somos os únicos a garantir essa premiação”, completou.
                Entre os prêmios que foram entregues aos clientes da Região Metropolitana de Belém e do município de Rondon do Pará estavam seis vales-compras no valor de R$ 1 mil e outro de R$ 5 mil. O cliente da Agência BR Ananindeua, Wilson Tomaz Barros, tem uma conta poupança no banco há apenas um ano e foi o sorteado com vale-compra de maior valor, prêmio que ele recebeu das mãos da diretora Marcia Miranda. “O serviço do banco é de qualidade e na Poupança Premiada, além de economizarmos um dinheirinho, ainda temos a chance de ganhar esses presentes”, afirmou o cliente.
                Para o cliente José Vieira, que é ex-funcionário do Banpará e há 28 anos abriu a sua caderneta de poupança, a sorte veio com a premiação do vale-compras de R$ 1 mil, entregue pelo gerente geral da Agência Ananindeua. “Eu sempre recomendo para que as pessoas façam uma poupança, é um dos investimentos mais seguros que existe. Fico feliz de ter sido premiado”, falou.
                Uma TV de plasma, uma motocicleta e um automóvel também foram sorteados entre os usuários dos serviços e produtos do Banpará. Jane Leite, que levou a TV, ficou sabendo que tinha sido sorteada por meio de uma amiga. “Eu não estava acreditando, mas entrei no site do Banco e confirmei, fiquei muito feliz em ver meu nome na lista. Claro que eu tratei de recomendar aos meus colegas de trabalho a Poupança Premiada. Alguns já fizeram e outros diseram que também vão aderir”, garantiu. A mais nova proprietária de uma motocicleta Honda 0Km, Olivia Chaves Brito, de Rondon do Pará, veio a Belém pela primeira vez por um motivo mais do que justo: receber o seu prêmio. “A moto veio em boa hora, pois trabalho muito longe e ia de bicicleta todos os dias. Agora com o prêmio o trajeto vai ficar mais fácil e tranquilo”.
O grande prêmio do dia, um automóvel Fiat Uno 0km, foi entregue pelo diretor Braselino Silva à cliente Magdala de Souza, que desde 2007 possui poupança no Banpará. “Quando a gerente da minha agência, que fica na Senador Lemos, me ligou dizendo que eu tinha sido premiada, não acreditei. Pensei até que fosse trote, mas meu marido entrou no site e viu que realmente tinha ganhado o maior prêmio”.
Outros prêmios do primeiro sorteio da Poupança Premiada estão sendo entregue nos municípios de Marabá (2 vales compras no valor de R$ 1 mil, cada, e mais um, de R$ 5 mil), Castanhal e Altamira (1 vale compra de R$ 1 mil), Itaituba (1 notebook). A divulgação dos ganhadores do segundo sorteio será em julho.

Texto: Yedda Bevilacqua-Banpará
Hemopa doa bens
inservíveis para escola
profissionalizante
                A Fundação Hemopa doou 292 itens, entre mobiliário, equipamento e material permanente, à Escola Salesiano do Trabalho. O termo de doação de “Bens Inservíveis” foi assinado na manhã desta quarta-feira, 16, pela presidente do hemocentro, Luciana Maradei, e pelo diretor geral da instituição, padre Angel Manuel Martin Nieto. Parte do material doado será utilizado nos cursos de educação profissionalizante que integram o Programa de Educação Profissional. Outra parte do material recolhido será restaurado para comercialização no bazar de final de ano, cujos recursos arrecadados serão revertidos para a manutenção do estabelecimento de ensino.
                Luciana Maradei ressaltou o sentimento de bem estar por colaborar com a Escola Salesiano do Trabalho. “Tenho certeza que o material que estava guardado, e já em sem uso pelo hemocentro, será muito bem aproveitado no aprendizado de alunos carentes atendidos pela instituição”, destacou. O padre Angel Nieto, que esteve acompanhado de sua coordenadora de Projetos e Convênios, Esnaldi Paula dos Santos, agradeceu a parceria que possibilitou a doação. Os microcomputadores, por exemplo, serão usados pelas duas turmas do curso de Manutenção de Microcomputadores, com 46 alunos cada.
                A instituição mantém vários cursos de capacitação profissional, como os de Mecânica Automotiva, Diesel, de Motocicleta, de Refrigeração e de Manutenção Industrial,  Eletricidade, Marcenaria, Música e Auxiliar Administrativo, oferecidos para estudantes do nível médio, na faixa de 16 e 19 anos, em situação de vulnerabilidade social. Atualmente, a Escola “Salesiano do Trabalho” atende 1.061 alunos dos ensinos Fundamental e Médio, que participam do programa de “Educação, Arte e Trabalho” no contraturno escolar. A atividade é destinada a crianças e jovens de 10 a 15 anos.
“Enviamos propostas de doações para instituições públicas e privadas. Hoje recebemos retorno do Hemopa. Gostaria que essa iniciativa servisse de exemplo para entidades de todas as esferas e incentivasse a sociedade civil a colaborar com nossa causa”, sugeriu o padre. De acordo com a coordenadora Esnaldi dos Santos, quem estiver interessado em firmar parceria com a Escola Salesiano do Trabalho pode entrar em contato pelo telefone (91) 4008-8200/8229, de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h, ou através do email esnaldi@isma.org.br.
                A assinatura do convênio contou ainda com a presença da diretora Administrativa e Financeira do Hemopa, advogada Flávia Guerreiro, e da titular da Assessoria de Gestão de Pessoas (Agesp), assistente social Gisele Miranda.

Texto: Vera Rojas-Hemopa
Mães atendem apelo do
Hemopa pela doação
de sangue
                A campanha “Mãe, um exemplo de doação. Doe sangue!”, organizada pelo Hemocentro do Pará com o intuito de reforçar o estoque técnico e incentivar a doação de sangue entre o público feminino, reforçando as comemorações pelo Dia das Mães, resultou em 465 comparecimentos. O resultado superou a meta prevista pelo Hemopa, de 200 doações voluntárias, feitas nos dias 11 e 12 de maio.
                A campanha teve início no dia 11, com a apresentação do Coral do Hemopa. No dia 12, foram oferecidos serviços de beleza e massoterapia. A gerente de Captação de Doadores, assistente social Juciara Farias, agradeceu a adesão feminina à campanha. “Todos somos responsáveis por aqueles que dependem de um simples gesto para sobrevive, mas as mulheres são sempre são sensíveis ao apelo de quem precisa delas”, destacou, incentivando as mulheres do Estado a manterem a prática a doação para ajudar o hemocentro a atingir a meta estabelecida pelo Ministério da Saúde para a hemorrede brasileira, de 30% de doadores permanentes no total da população de cada cidade. Atualmente, 29% das coletas efetivadas no Pará vem de mulheres. “Estamos quase alcançando a média nacional e eu aposto na superação dessa meta”, afirmou, enfatizando que a mulher tem as mesmas condições de doar que o homem. Os únicos fatores de impedimento, temporários, são a gravidez e a amamentação.
Abaetetuba dá Exemplo
de solidariedade
                O Hemonúcleo de Abaetetuba também reforçou a campanha pelo Dia das Mães e surpreendeu com a marca de 107 coletas feitas entre os dias 7 e 11 de maio, ultrapassando a meta de 50 doações previstas pela organização do evento. A programação contou com a parceria do Conselho da Mulher, empresários e da mídia local. Durante a mobilização, houve distribuição de camisetas alusiva à data às doadoras.
                Quem pode doar sangue: Candidatos com boa saúde; idade entre 16 anos completos e 67 anos; peso acima de 50 kg. É necessário apresentar documento de identidade original e com foto. Não precisa estar em jejum. Com a doação são realizados exames para diversas doenças, entre elas Aids, Sífilis, Doença de Chagas, Hepatites, HTLV I e II, além de tipagem sangüínea. O homem pode doar a cada dois meses e a mulher a cada três. Quem pode fazer cadastro de doação de medula óssea: Homem ou  mulher saudáveis e na faixa de 18 a 55 anos. Necessário portar documento de identidade original e com foto.
Serviço: O Hemopa espera por você na Travessa Padre Eutíquio, 2109. Funcionamento para coleta: de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 18h, e aos sábados, das 7h30 às 17h. Maiores informações pelo fone: 0800 280 8118.

Texto: Vera Rojas-Hemopa
Biizu leva oficinas de
rádio, fotografia e
desenho a Almeirim
                Para acompanhar as ações do Pro Paz Cidadania Presença Viva no município de Almeirim, no Baixo Amazonas, a Secretaria de Estado de Comunicação (Secom) promove nesta quarta-feira, 16, e quinta-feira, 17, oficinas de rádio, fotografia e desenho para alunos da escola estadual Frei Constâncio e para jovens da escola em regime de convênio Nossa Senhora da Conceição. As duas instituições inscreveram 30 alunos cada. Estas atividades fazem parte de mais uma etapa do projeto de mídia popular e comunitária do Biizu.
                O coordenador do projeto no município, Rodolfo Moraes, falou que diferentemente de outros municípios, a procura pelas oficinas teria sido tão rápida que as vagas disponíveis foram preenchidas em menos de meia hora, o que obrigou a Secom a aumentar o número de vagas por oficina, totalizando 90. “Pela primeira vez na história do projeto Biizu tivemos uma surpresa muito positiva com uma procura enorme e com um nível de interesse da população altíssimo. Não que não aconteça em outros lugares, mas os alunos tanto se inscreveram como foram de fato para as salas de aula. Foram 90 vagas ofertadas e preenchidas”, afirmou Rodolfo.
                Com 54 anos de existência, é a primeira vez que a escola Nossa Senhora da Conceição recebe atividades extra-classe que permitem ao aluno desenvolver ou aperfeiçoar habilidades que futuramente poderão tornar-se uma opção profissionalizante aos participantes. A diretora da escola, Edna de Freitas, ficou feliz com a iniciativa, pois segundo ela poderá desenvolver nos alunos um interesse ainda maior por estas formas de comunicação. “Aqui na escola trabalhamos com projetos de incentivo à leitura, porém oficinas como estas de rádio, fotografia e desenho são formas de leitura bem diferentes do que eles estão acostumados, é uma forma de aprendizado interessante e eficiente”, defendeu.
                Durante as atividades voltadas para fotografia os participantes poderão entender um pouco mais sobre os fundamentos da fotografia, noções de edição de imagem e conhecimento para manusear equipamentos que vão de um simples celular até uma câmera profissional. “Em doze horas de aulas teóricas e práticas os alunos poderão ter noções importantes para fotografar com os seus celulares, com máquinas compactas e até com máquinas semi e profissionais, o importante é ensiná-los a técnica”, disse Sidney Oliveira, instrutor de fotografia e profissional há 13 anos no fotojornalismo.
                No primeiro dia das oficinas de rádio e desenho, ministradas pelos instrutores Marcia Lima e Edson Redivan, os participantes permaneciam atentos aos principais fundamentos de cada novo conhecimento que se apresentava. Ao final das atividades eles apresentarão aos seus colegas o resultado do que aprenderam.
                O principal objetivo do Biizu, segundo Rodolfo “é permitir que municípios da região metropolitana e do interior do Estado aprendam a se comunicar de uma forma mais eficiente e eficaz, com uma qualidade maior. Além de estimular e desenvolver as mídias comunitárias, permitindo que o Pará possa se comunicar melhor”. Depois de Almirim, a equipe seguirá para os municípios de Prainha e Monte Alegre, ambos também localizados na região do Baixo Amazonas.

Texto: Cora Coralina-Secom
Seduc e Prefeituras assinam
repasse de investimento
ao “Saberes da Terra”
A Secretaria de Estado de Educação e prefeituras municipais assinaram, nesta quarta-feira, 16, um convênio para repasse de recursos ao Programa Projovem do Campo – Saberes da Terra. A cerimônia de assinatura aconteceu no auditório do prédio-sede da Seduc, com a participação dos prefeitos de Abaetetuba e Parauapebas, da Associação Comunitária Abril Vermelho, de Santa Bárbara; e do secretário adjunto de Gestão, Waldecir Costa.
                A assinatura de convênio garante a transferência automática de recursos financeiros do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), do Governo Federal, diretamente às prefeituras. Outras 35 administrações municipais também assinaram o documento, que destina um montante de aproximadamente R$ 5 milhões para execução do programa no biênio 2012/2013. O recurso deverá ser destinado às despesas de contratação de transporte, auxílio financeiro para deslocamento de educandos, educadores e coordenadores, e fornecimento de alimentação, entre outros.
                O “Saberes da Terra” busca garantir a formação integral aos jovens na faixa entre 18 e 29 anos e que vivem na zona rural, por meio da metodologia da alternância, que prevê os chamados “Tempo Escola” e “Tempo Comunidade”. A formação tem como objetivo a conclusão do Ensino Fundamental em dois anos, com qualificação social e profissional, além de potencializar a ação desses jovens agrilcultores para o desenvolvimento sustentável e solidário de seus núcleos familiares e comunidades.

Texto: Mari Chiba-Seduc
A META DE VACINAÇÃO NÃO
TERIA SIDO ATINGIDA
E O 'BICHO PEGOU'
Caravana da Saúde leva
mutirão de atendiment​o
ao bairro do Guamá
Com o objetivo de reduzir a demanda reprimida por atendimento nas Unidades Municipais de Saúde, a Secretaria Municipal de Saúde de Belém coloca em prática o projeto Caravana da Saúde, que leva às principais Unidades de Saúde da capital, um mutirão de serviços de saúde, com uma extensa equipe de profissionais, envolvendo médicos, enfermeiros, técnicos e outros para realizar consultas médicas especializadas e exames.
Nesta próxima quinta-feira (17), a Caravana da Saúde chega à Unidade de Saúde de um dos bairros mais populosos de Belém, o Guamá. A partir das 8h da manhã, os estandes da Sesma, já vão estar montados no estacionamento da UMS do Guamá, onde serão ofertados consultas especializadas e exames em clínica médica, pediatria, oftalmologia, mastologia, urologia, ginecologia, odontologia, além de exames preventivos contra o câncer de colo do útero, teste de glicemia, avaliação nutricional, aferição de pressão arterial, palestras e programação cultural.
O Departamento de Regulação da Sesma participa da programação, com o serviço de emissão de carteiras do SUS e marcação de consultas especializadas, enquanto que o Centro de Controle de Zoonoses (CCZ/Sesma) leva até a unidade a feirinha de adoção de filhotes.
Na ultima edição da Caravana da Saúde, que ocorreu na UMS da Marambaia no mês de abril, cerca de 900 atendimentos foram registrados entre as 8h e meio dia.

Secretaria Municipal de Saúde (Sesma)
Governo estuda
implantação de
PCCR para os
servidores da Saúde
                O Governo do Estado garante para os servidores da Saúde o desenvolvimento de um estudo para implantar o Plano de Cargos, Carreiras e Remuneração (PCCR) da categoria, além do aumento do abono salarial para os efetivos de nível médio de R$ 67 para R$ 100 e a integração do benefício ao piso salarial. As medidas fazem parte da política de valorização dos funcionários públicos deste setor e foram anunciadas nesta quarta-feira, 16, durante reunião com o Sindicato dos Trabalhadores da Saúde do Estado (Sindsaúde), na Secretaria de Estado de Administração (Sead), em Belém.
                A secretária de Administração, Alice Viana, afirmou que a reunião faz parte da agenda permanente que o Governo possui com as várias categorias de servidores públicos para discutir melhorias trabalhistas. “Tratamos hoje com o Sindsaúde a política de remuneração dos profissionais da área da Saúde. Eles reivindicam o aumento do abono salarial do nível médio de R$ 67 para R$ 100 e a incorporação do benefício ao salário. Nós vamos avaliar de que forma poderemos atendê-los, mas garantimos que isto será feito até abril de 2013, na medida em que o orçamento do Estado permitir”, esclareceu Alice.
                A secretária destacou ainda o esforço do Governo do Estado para a implantação do PCCR da categoria da Saúde, que depende de um estudo que é feito junto à Secretaria Especial de Promoção Social (Sepros), que identificará a estrutura de organização e o modelo de gestão atual da Saúde no Pará. “Só com este estudo será possível desenvolver a o plano de reestruturação de todos os servidores, bem como a remuneração de cada categoria que atua nesta área”.
Vários representantes do Sindsaúde participaram da reunião com a secretária de Administração. O coordenador geral do sindicato, Ribamar Santos, disse que o diálogo com o Governo do Estado é muito importante e fortalece ainda mais o funcionalismo público. “O diálogo permanente que conquistamos com o Governo é muito importante. É totalmente favorável para a nossa categoria e, com certeza, melhora a administração pública. Conseguimos colocar as nossas reivindicações, negociar de que forma podem ser atendidas”, relatou Ribamar, que entre outros acordos nesta quarta, garantiu a correção no próximo contracheque do auxílio alimentação. “Em abril os servidores que ganhavam até R$ 120 de auxílio alimentação ganharam aumento, para R$ 200, mas não foi registrado no contracheque. Essa correção vai ser feita no próximo, conforme a secretária nos assegurou”, afirmou.
Valorização do funcionalismo público
                Alice Viana ressaltou durante a reunião o esforço do Estado na valorização dos servidores públicos, não apenas os da Saúde. Ela também destacou que este esforço é limitado ao orçamento do Estado, que deve respeitar a Lei de Responsabilidade Fiscal. “Nós estamos garantindo todos os benefícios e direitos dos funcionários na medida em que o orçamento do Estado permite. Por isso ele está sendo equilibrado com uma política de otimização dos gastos. Apesar desta limitação, já conseguimos pagar R$ 120 dos R$ 140 milhões dos pagamentos retroativos que estavam atrasados até 2010. Nossa folha de pagamento aumentou de R$ 280 milhões para R$ 382 milhões devido a outros investimentos feitos na política de remuneração, como o reajuste salarial de outras categorias, além do pagamento da inflação integral do ano passado, de 5%, já em abril, para todos os efetivos”, pontuou a secretária.
                Por conta da limitação fiscal do Estado, o Governo priorizou algumas categorias para conceder o aumento, bem como ocorreu com os servidores de nível superior da área da Saúde, em abril. A elevação da remuneração desses funcionários foi de R$ 1.993 para R$ 2,6 mil. “Os funcionários de nível superior acumulavam perdas históricas e tinham remunerações mais baixas”, avaliou Alice, que garantiu que as outras categoriais também serão beneficiadas.
                A secretária informou, ainda, que paralelo a essa política de valorização permanente do funcionalismo público, o Estado deverá ter um acréscimo de R$ 7 milhões na folha de pagamento até novembro deste ano, com a nomeação de 2.886 concursados de diversas áreas do serviço público. “Independente da nossa política de remuneração, temos que respeitar o prazo dos concursos. Mas vamos garantir o acordo com todas as categorias, na medida em que também tenhamos mais capacidade orçamentária”, concluiu.

Texto: Thiago Melo-Secom
Lei de Acesso a
Informação
já valendo
                Com o objetivo de garantir aos cidadãos brasileiros acesso aos dados oficiais do Executivo, Legislativo e Judiciário, entrou em vigor nesta quarta-feira, 16, a Lei de Acesso à Informação, considerada um marco no regime democrático. A lei de Acesso a Informação Pública estabelece que qualquer cidadão brasileiro poderá solicitar o acesso às informações públicas – aquelas não classificadas como sigilosas, conforme procedimento que observará regras, prazos, instrumentos de controle e recursos previstos.
                Pelo Governo do Pará, quem está à frente de todo o processo é a Auditoria Geral do Estado (AGE). Já está disponível no site da AGE um link especial para a Lei (www.age.pa.gov.br). Nesta quinta-feira, 17, o órgão realizará uma conferência com os órgãos estaduais para que todos saibam o que é a lei e como ela irá funcionar.
                O evento será realizado às 15h, na Escola de Governo do Estado, e será voltado para servidores que serão os responsáveis pela implementação da lei em cada órgão estadual.  “Vamos fazer um workshop sobre a lei. A ideia é que possamos sensibilizar os servidores sobre esta nova medida. É preciso ficar claro que o servidor público é o gestor e o guardião da informação, mas a propriedade dessa informação é do cidadão”, enfatizou o auditor geral do Estado, Roberto Amoras. Ainda de acordo com ele, cada órgão deverá disponibilizar um link em sua página de internet, com a opção de Serviços de Informação ao Cidadão (SICs), e enquanto isso não for possível, a auditoria dará suporte aos órgãos até que todo o estado cumpra a lei.
                Abaixo, o Auditor Geral do Estado, Roberto Amoras, responde algumas dúvidas e curiosidades relacionadas à lei.
                O que vem a ser esta Lei?
- A nova regulamentação (Lei 12527/2011) determina que todo e qualquer órgão público, seja ele federal, estadual ou municipal, preste informações sobre suas atividades a qualquer cidadão interessado. O projeto foi criado pelo Executivo e vale para ministérios, entidades do governo estadual e municipal, empresas públicas, entre outros.
                Quem pode solicitar e ter acesso a essas informações?
- Qualquer pessoa com interesse nas atividades de qualquer órgão da administração pública e, para ter esse acesso, não precisa apresentar nenhum tipo de justificativa quanto a esta solicitação. São informações garantidas pela lei.
                Quais os tipos de informação que o cidadão poderá ter acesso?
- Qualquer informação produzida pelo setor público. A lei é bem abrangente. A regra é: toda informação produzida na gestão pública é de propriedade do cidadão. Existem exceções previstas em lei, como por exemplo, o sigilo bancário, sigilo fiscal, alguma informação que coloque em risco a segurança do estado.
                Como o cidadão será beneficiado com esta lei?
- Hoje o controle social se faz mais presente. Se o gasto público é direcionado para atender uma necessidade da sociedade, então nada melhor que ela para controlar a execução desse gasto. O grande benefício é que o cidadão ao conhecer a informação ou o dado público terá um poder maior de controle e tendo o maior poder de controle, as suas necessidades devem ser melhor atendidas pelos próprios gestores.
                Quais as dificuldades que o estado poderá ter durante a aplicação desta lei?
- Podemos ter dificuldades, mas não em relação a disponibilizar informação, e sim em recolher essa informação porque ela pode estar dissociada ou em vários processos no mesmo órgão, mas isso é um processo de adaptação.
                Em quanto tempo será dada respostas aos pedidos do cidadão?
- O órgão terá um prazo de 20 dias corridos prorrogados por mais 10. No total são 30 dias. A resposta poderá ser disponibilizada no site da AGE ou no site do órgão solicitado. Cada órgão terá o Serviços de Informação ao Cidadão (SICs). O cidadão poderá fazer sua demanda por internet , pessoalmente ou  através de carta.
                Quais os benefícios para o Estado?
- O estado, sabendo que a população tem mais controle sobre suas ações, terá o melhor aproveitamento dos recursos públicos. Ele deverá aprimorar para que os gastos sejam feitos da melhor forma e principalmente que atenda sempre a necessidade da população.

Texto: Bruna Campos-Secom
Evento reúne alunos
do Pro Paz em Marituba
                O polo do Pro Paz nos Bairros do Instituto de Ensino de Segurança Pública do Pará (Iesp), em Marituba, realiza nesta quinta-feira, 17, uma homenagem às mães em parceria com a Fundação Curro Velho, que levará ao município atividades voltadas para a integração de crianças, adolescentes e jovens.
                A partir das 10h, cerca de 20 crianças e adolescentes que participam da oficina de Técnicas Circenses realizada pela Fundação Curro Velho e Pro Paz vão apresentar um espetáculo voltado para o Dia das Mães. Everton Figueiredo, instrutor da oficina e cria do Curro Velho, desde os 14 anos se dedica às atividades da Fundação. “Comecei a frequentar a Fundação Curro Velho aos 14 anos, e hoje, com 23, já ministrei seis oficinas pela instituição”, afirmou o jovem. Picadinho, como é conhecido Everton Figueiredo, disse que há cinco meses acompanha os jovens que praticam técnicas circenses e que alguns se revelam bons artistas. “Há cinco meses eu e o Marcelo, outro instrutor da atividade, aplicamos nossos conhecimentos e já dá para colhermos bons frutos”, afirmou.
                Esse mesmo grupo que homenageará as mães também participou do “Gran Circo Curro Velho”, que comemorou o Dia Nacional do Circo e Teatro no dia 27 de março. “Vamos apresentar quase o mesmo número que apresentamos no dia do Circo”, disse o instrutor. Além de Técnicas Circenses da Fundação Curro Velho, a oficina de Hip Hop do Instituto de Artes do Pará também fará parte do evento.

Texto: Andreza Gomes-FCV
Santa Casa mobiliza
mulheres para
doação de leite materno
                A importância do aleitamento materno é um dos temas mais abordados por profissionais da saúde junto às mães. A Fundação Santa Casa de Misericórdia do Pará trabalha permanentemente na conscientização das parturientes atendidas pela unidade, mostrando a elas os benefícios desta prática. Neste sábado, 19, a partir das 8 horas, servidores da Fundação e da Secretaria de Estado de Saúde (Sespa) participam de uma programação que comemora o Dia Mundial de Doação de Leite Materno, na Praça Batista Campos.
                O evento marca a Semana do Aleitamento Materno, organizada não apenas com a finalidade de esclarecer as mulheres sobre as vantagens e benefícios da amamentação, como também de estimulá-las a doar leite materno para os bebês cujas mães produzem pouco ou nenhum leite. A Santa Casa possui um dos maiores bancos de leite do Brasil, com cerca de 300 doadoras inscritas, e conta com a parceira do Corpo de Bombeiros Militar do Pará na coleta e transporte desse material. “As mulheres doadoras não precisam sair de casa, basta que coletem e acondicionem o leite nos recipientes indicados que a equipe dos Bombeiros vai até as residências buscar o material”, explica Cynara Souza, nutricionista e coordenadora do Banco de Leite da Santa Casa.
                Ela alerta para alguns cuidados que as mães doadoras devem tomar para garantir a qualidade do alimento. "O leite deve ser coletado em frascos de maionese ou café solúvel, de vidro e com tampa plástica rosqueada. Estes são os depositórios ideais, pois resistem às altas temperaturas do processo de esterilização, que chega até 121 graus, e as baixas temperaturas dos freezers onde são mantidos para que o leite se mantenha próprio para consumo. É importante ressaltar que as mães devem primeiro amamentar seus filhos e o leite excedente, este sim, deve ser retirado para a doação". Para as mães que se preocupam com a possibilidade de ficar sem leite, Cynara explica que o volume produzido está ligado diretamente ao estímulo de retirada. "Mulheres que amamentam mais, tem mais leite, e por isso não devem se preocupar. Esta semana recebemos três litros de leite de apenas uma doadora. O filho dela está muito bem alimentado e o leite doado servirá a outros bebês”.
A Organização Mundial da Saúde determina que bebês de 0 a 6 meses devem ser alimentados exclusivamente com o leite materno. A partir do sexto mês, a criança pode receber alimentação complementar, mas a amamentação deve ser mantida até os dois anos ou mais. “Algumas pessoas ainda se prendem aos mitos de que o leite materno é fraco, mas isso não é verdade. Bebês que se alimentam em suas mães tem melhor crescimento, maior proteção contra doenças, desenvolvimento do aparelho de fonação, deglutição e respiração e, segundo algumas pesquisas, são mais inteligentes”, argumenta Cynara.
                O leite materno é rico em proteínas, vitaminas, água e sais minerais. Segundo Cynara Souza, algumas mães tendem a crer na ineficácia da amamentação por não fazê-la de forma correta. A nutricionista explica que o tempo de mamada é determinado pelo bebê, ou seja, é ele quem diz quando quer comer e quando quer parar. Ela ressalta, ainda, que a prática da amamentação é benéfica também para as mulheres. "Comumente, durante a gravidez há um aumento de peso e a amamentação ajuda na perda dos quilinhos a mais, além de diminuir os riscos de hemorragia pós-parto, estimular a contração uterina, que é o movimento de recuperação do órgão, e minimizar os riscos de câncer de mama e ovário.
Serviço: As mães interessadas em doar leite ou tirar dúvidas sobre a amamentação podem procurar dois canais de comunicação na Fundação Santa Casa: para coleta (0800 727 2057, de segunda a sexta-feira) e para esclarecimentos 4009-2311 (24 horas). Vale ressaltar que neste sábado, 19, o serviço 0800 estará funcionando das 8h às 12h, para responder as demandas relativas à programação pelo Dia da Amamentação.

Texto: Julia Garcia-Secom
Feira de Ciência e
Tecnologia já tem
data e local definidos
                A família paraense já pode reservar na agenda os dias 17, 18 e 19 de outubro. Nesse período, vai acontecer a V Feira Estadual de Ciência e Tecnologia no Campus II da Universidade do Estado do Pará (Uepa). O evento, realizado pela Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), vai apresentar uma boa parte da produção científica de importantes instituições de ensino e pesquisa do estado.
                A Feira representa a etapa regional da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, cujo tema deste ano é "Economia verde, sustentabilidade e erradicação da pobreza” e está alinhado com as discussões da Conferência Rio +20, que será realizada no Brasil, em junho. A Organização das Nações Unidas (ONU) está estimulando todos os Países a realizarem atividades com o objetivo de aumentar a consciência coletiva sobre a importância deste tema, por meio de ações a nível local, regional e internacional.
                A programação da Feira Estadual estará repleta de atividades de difusão e apropriação social de conhecimentos científicos e tecnológicos relacionados ao tema principal. Serão debatidas as estratégias e mudanças necessárias para uma economia verde que, em conexão com um desenvolvimento sustentável, contribua para a erradicação de pobreza e a diminuição das desigualdades sociais no país.
Mostras
                Dentre os eventos que fazem parte da Semana Nacional e antecedem a Feira Estadual, está a Mostra de Ciência e Cultura. O objetivo é aproximar a ciência do cotidiano do público estudantil oferecendo um espaço de descoberta e reflexão por meio de atividades expositivas e interativas. A programação deste ano conta com palestras, oficinas, apresentações culturais, minicursos e exposições interativas. Toda programação é gratuita e aberta à participação de toda comunidade do município onde estiver sendo realizada.
                Este ano, a Mostra já percorreu cinco municípios do interior do estado e ainda este mês, passará por Paragominas, nos dias 24 e 25. Em junho, será a vez de Moju, nos dias 14 e 15, além de Abaetetuba, nos dias 28 e 29. Até o final do ano, o evento visitará sete localidades.

Texto: Raphael Freire-Secti
Banpará lança campanha
Consumo Responsável
                O Banpará lançou nesta quarta-feira, 16, a Campanha Consumo Responsável, mais uma iniciativa de responsabilidade ambiental para a preservação da natureza e para a otimização do consumo de energia elétrica em suas unidades. A campanha é educativa e a diretora Administrativa, Marcia Miranda, fez a abertura do lançamento da campanha explicando a importância para o Banco de ser reconhecido pelos seus clientes como uma instituição preocupada com a preservação do meio ambiente.
                A meta para as agências é reduzir R$ 545 mil com as despesas em energia até março/2013, sendo que nas unidades da Matriz a economia deverá ser de R$ 38 mil também até março/2013. O Banco já começou a elaborar o planejamento para adequar as unidades dentro das propostas sugeridas pela campanha.
Carava Pro Paz inicia
atendimento em Almerim
                A Caravana Pro Paz Cidadania Presença Viva iniciou atendimento à população do Baixo Amazonas, no oeste paraense, nesta quarta-feira, 16. O grupo percorrerá 13 municípios até o início do mês de julho, sendo a primeira parada Almerim. Em virtude da forte maresia, no deslocamento de Belém até o município, a balsa que transporta os consultórios móveis destinados ao atendimento na área da saúde, aportou no município apenas no final da manhã.
                Para garantir o atendimento à população logo cedo nesta quarta-feira, a coordenação concentrou os serviços de cidadania e saúde, além das atividades educativas e culturais, na Escola Municipal Mendonça Furtado, localizada na rua Magalhães Barata. Serviços como a emissão das carteiras de identidade e de trabalho, CPF, certidão de nascimento, orientação jurídica, exame prévio de oftalmologista, consulta pediátrica, urgência e emergência e serviço de regulação (encaminhamento médico), foram disponibilizados já pela manhã.
                As jovens Sammylys Wuana do Carmo, de 15 anos, e Sarah Wapuque Barbosa, 16, chegaram cedo à escola para tirar seus documentos de identificação. “São documentos para toda a vida, que garantem nossos direitos”, disse Sarah, que deu entrada de uma só vez para retirar a identidade, a carteira de trabalho e o CPF. “Já havia tentado antes, mas o serviço estava suspenso. Nem imaginava conseguir tudo só hoje”, comentou a jovem ao lado de Sammylys, enquanto esperava ser chamada para concluir o processo da identidade.
                Com a chegada da balsa, as unidades móveis foram deslocadas para frente da escola, garantindo que mais de 50 serviços sejam ofertados à população até a sexta-feira (18), entre consultas médicas de clínica geral, pediatria, cardiologia, ginecologia e odontologia, exames laboratoriais e entrega de medicamentos. A expectativa da coordenação é realizar 20 mil procedimentos por dia, totalizando 280 mil procedimentos em toda a expedição.
“A expectativa é grande. Toda a equipe está unida e empenhada para atendermos o máximo possível da população”, afirmou Vagno Silva, coordenador da caravana em Amerim. Cerca de 200 servidores estaduais integram a jornada pelo Baixo Amazonas. Três barcos de pequeno e médio porte que transportam os profissionais envolvidos nas ações chegaram à cidade entre a segunda (14) e terça-feira (15).

Texto: Amanda Engelke-Secom

QUADRILHA JUNINA:
Sorteio Ordem de Apresentaç​ão
Hoje, 16, as quadrilhas juninas mirins inscritas no Arraial de Belém 2012 participarão do sorteio de ordem de apresentação durante a programação junina da Prefeitura de Belém.Amanhã, 17, será o sorteio das quadrilhas dos municípios. Os sorteios acontecem no Memorial dos Povos, a partir das 18h.
Faltando 30 dias para quadra junina da capital, coreografias e figurinos estão nos acertos finais para as apresentações. Seguindo o cronograma de inscrições, a Fundação Cultural do Município de Belém (Fumbel) continua até o dia 22 de maio habilitando grupos juninos e de vários segmentos culturais a participar dos concursos e da mostra junina.
Nesta quarta-feira, 16, as 35 quadrilhas juninas mirins inscritas irão saber a ordem de suas apresentações no certame, e na quinta-feira, 17, será a  vez das quadrilhas dos municípios, que tem sua inscrição até às 14h de hoje (16).
O cronograma de inscrições do Arraial de Belém 2012 continua nos dias 17 e18 com os Pássaros Juninos, os Grupos de Toadas e os Grupos Parafolclóricos. E nos dias 21 e 22 de maio, as candidatas a Miss Melhor Idade e Miss Caipira Gay.
Comitiva paraense
participa das últimas

reuniões em território chinês
O  último dia de reuniões da missão paraense na Ásia foi marcado por novos diálogos com empresários chineses com o objetivo de atrair investimentos ao Estado. Nesta quarta-feira, 16, o grupo formado por secretários de governo, deputados e empresários paraenses - liderado pelo vice-governador, Helenilson Pontes - foi recebido na empresa INSPUR, líder no setor de tecnologia da informação na China, sediada na província de Shandong. Durante a visita foi assinado um termo de compromisso entre o Governo do Pará e representantes da empresa, que permitirá a troca de informações e experiências técnicas.
                A INSPUR é a maior fabricante de servidores de rede naquele país. Produz hardwares, softwares e soluções de informática para empresas em 26 países - inclusive da América do Sul (Venezuela e Colômbia) - e também para o governo chinês. Os dirigentes demonstraram interesse em expandir os negócios para o mercado brasileiro. “Durante o encontro que tivemos a INSPUR demonstrou o desejo de instalar uma unidade no Brasil e manifestou interesse em conhecer o Pará. Nós assinamos um termo de compromisso com a empresa a fim de criarmos um grupo de trabalho, que possa colaborar com a troca de informações entre as partes, viabilizando um futuro investimento no Estado do Pará”, declarou Helenilson Pontes.
                A primeira visita do dia foi à Siderúrgica Jinang, uma das maiores do país, também instalada em Shandong. A comitiva participou de uma reunião com o diretor geral da empresa, que recebeu convite do governo paraense a conhecer o parque de minérios do Estado. A missão visitou o parque industrial da siderúrgica e o acompanhou o processo de beneficiamento de minério feito no local. “Nós os convidamos para conhecer as potencialidades do Pará e demonstramos o desejo de ter uma siderúrgica instalada no Estado para que possamos industrializar o nosso minério em solo paraense”, explicou o vice.
                Outro encontro importante desta quarta-feira aconteceu na Golden Shandong, empresa mineradora responsável por 15% do ouro comercializado na China. A empresa, que administra minas em vários países, é outra forte candidata a investir no Pará. O Governo do estado se comprometeu a enviar um relatório da situação mineral paraense e, em contra partida, a Golden Shandong enviará ao Estado diretores e técnicos da empresa. “Eles trabalham com a exploração e pesquisa mineral em todo o mundo. Nós apresentamos alguns dados sobre as províncias minerais do Pará, em especial a do Tapajós, e destacamos a necessidade de verticalizarmos a produção mineral no estado, no que a parceria deles seria extremamente importante”, argumentou Helenison.
                Ao final do dia a comitiva foi recebida pelo secretário estadual de Comércio, Indústria, Agricultura e Mineração da Província de Shandong, em uma reunião com secretários de Estado paraenses. No encontro, as autoridades trocaram experiências e estabeleceram compromisso de cooperação nas áreas de interesse comum entre os dois governos. Após a reunião de trabalho, a missão paraense foi recebida em audiência pela vice-governadora de Shandong, Wang Suilian, que reforçou o interesse de estreitar o relacionamento da Província com o Estado do Pará.
                A Província de Shandong tem economia similar a do Pará, com forte tradição no setor mineral e agrícola. O vice-governador Helenilson Pontes avaliou as vantagens desta relação e aposta em bons resultados a partir desta visita. “Shandong é a segunda maior província mineral da China, dominando bastante a tecnologia necessária deste tipo de atividade e é também uma grande produtora agrícola. Ambas são áreas de interesse para o Estado do Pará e, por meio da troca de informações e experiências, podemos incrementar a nossa economia, assim como eles também. Além disso, a vice-governadora sinalizou com a possibilidade de Shandong se tornar uma província amiga do Pará”.
Nesta quinta-feira, 17, a comitiva paraense viaja a Pequim, onde pega o vôo que a trará de volta ao Brasil. "A avaliação da missão é bastante positiva. Os acordos firmados prometem novos e importantes investimentos, além de transferência de tecnologia para o Estado do Pará", concluiu Helenison Pontes.

Texto: Julia Garcia-Secom
Últimas exibições de
"Drive", no Cine Estação
                A partir desta quinta-feira, 17, até domingo (20), serão realizadas as últimas exibições do filme “Drive”, do diretor dinamarquês Nicolas Winding Refn (da trilogia Pusher, Bronson e Guerreiro Silencioso). Criativo e esteticamente ambicioso, "Drive" seria a princípio protagonizado por Hugh Jackman, que acabou substituído por Ryan Gosling, ator que trouxe para direção o diretor Nicolas Refn. Para se preparar para o papel, Gosling restaurou o carro Chevy Malibu 1973, que seu personagem usa no filme.
                Baseado no livro de James Sallis, "Drive” foi esnobado no Oscar 2012, recebendo apenas uma indicação na categoria edição de som. O filme ganhou prêmio de melhor direção no Festival de Cannes em 2011 e as indicações ao Globo de Ouro (ator coadjuvante - Albert Brooks) e melhor ator no Independent Spirit Awards para Ryan Gosling.
Campanha intensifica
enfrentamento à violência sexual
de crianças e adolescentes
                O Governo do estado realiza, desde a última segunda-feira, 14, ações alusivas ao 18 de maio – Dia Nacional de Enfrentamento à Violência Sexual de Crianças e Adolescentes. Intitulado “Exploração Sexual: o Pará de portas fechadas”, o evento culmina nesta sexta-feira, 18, quando todos os órgãos que congregam o comitê intersetorial de Enfrentamento à Violência Sexual de Crianças e Adolescentes no Pará promoverão uma caminhada. O percurso iniciará às 8h, em frente à Escola Estadual Maroja Neto, situada na Av. Pedro Miranda, e encerrará na Aldeia Amazônica.
                As ações de sensibilização foram articuladas pelo comitê intersetorial, mediado pela Assessoria de Políticas Públicas dos Direitos da Criança e do Adolescente (Apdca), da Secretaria de Estado de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh). Após uma série de reuniões, o grupo definiu a programação que visa, prioritariamente, enfrentar a violação dos direitos nas áreas da infância e da adolescência. Para isso, os canais de denúncia federal e estadual (Disque 100 e Disque 181, respectivamente), são divulgados, e a população é mobilizada a contribuir para a responsabilização dos criminosos.
                Nesta quarta-feira (16), uma Unidade Móvel presta atendimento à população da Praia do Cruzeiro, no distrito de Icoaraci, com auxílio psicológico, de assistência social e de educação em direitos sexuais. Já o município de Santa Izabel recebe uma oficina sobre direitos sexuais e um seminário sobre Turismo Sustentável e Infância. Em Marituba, haverá mobilização pacífica nesta sexta-feira (18), a partir das 7h30, na Praça Matriz. Caminhadas homônimas também serão realizadas simultaneamente nas cidades de Altamira, Breves, Curralinho, Melgaço e Portel.

Texto: Ellyson Ramos-Sejudh
Grandes eventos levam
público recorde ao
Estádio Olímpico do Pará
                Palco de eventos memoráveis para o esporte na região, o Estádio Olímpico do Pará recebeu, em pouco mais de um mês, mais de 200 mil pessoas. Esse público foi um dos bons resultados obtidos a partir dos esforços empreendidos pelo Governo do Estado em colocar o Pará na rota dos grandes eventos esportivos. Oito deles aconteceram no Mangueirão, entre eles, seis partidas de futebol - quatro delas pela Copa do Brasil e três pelo Campeonato Paraense -, além do Grande Prêmio Internacional Caixa Governo do Pará de Atletismo.
                Além de projetar nacionalmente o Estádio Olímpico do Pará, cuja infraestrutura já é reconhecida como uma das melhores do país, esses eventos mostram também a paixão da torcida paraense, que sempre comparece em peso e produz espetáculos inesquecíveis, como o visto durante o Superclássico das Américas, entre Brasil e Argentina, realizado em setembro de 2011, quando, de pé, o público que lotou o estádio cantou, aplaudiu e mesmo ao final da execução oficial, continuou entoando o hino nacional brasileiro.
                Nestes oito eventos, o que reuniu o maior público foi o jogo entre Remo e Águia, válido pela final do segundo turno do Parazão, com 40.139 torcedores presentes no Mangueirão. "Isso demonstra a força da torcida paraense, que até hoje se pergunta o por quê de Belém não ter sido escolhida como sede da Copa de 2014. A luta agora é para que Belém seja escolhida pela FIFA como uma das sub-sedes", diz o secretário de Esporte e Lazer do Pará, Marcos Eiró.

Texto: Bernardo Tommaso-Seel
Emater e Funtelpa
firmam convênio técnico
                Na manhã dessa terça-feira, 16, as gestoras da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Pará (Emater) e da Fundação Paraense de Radiodifusão (Funtelpa) assinaram um termo de cooperação técnica e financeira entre as instituições. O convênio, que terá vigência de quatro anos, tem por objetivo a cessão de servidores públicos e ações integradas com vistas à operacionalização de atividades entre os dois órgãos.
                Para a presidente da Emater, Cleide Amorim de Oliveira, essa parceria vai proporcionar avanços para a empresa no quesito divulgação. “A Emater tem projetos de êxito. Nossos extensionistas desenvolvem trabalhos dignos de visibilidade. E a sociedade civil merece saber o que estamos fazendo para levar desenvolvimento ao campo”, destacou.
                Já para a presidente da Funtelpa, Adelaide Oliveira, a assinatura do convênio será positivo para ambas as partes, já que como uma emissora pública, tem a função social de levar informação à sociedade. “A Funtelpa está sempre aberta para parcerias como esta. Ganha a Emater que precisa divulgar seus trabalhos, ganha a Rede Cultura de Comunicação que sempre terá conteúdo de qualidade e ganha o público consumidor”, disse.
                Dentre as clausulas do termo de cooperação está a cessão de servidores. A primeira funcionária da Emater a prestar serviços à outra instituição será a relações públicas concursada, Glenda Abud, que já neste mês passa a dar expediente na Funtelpa. “Esse é um novo desafio na minha vida profissional. Estou muito feliz com essa oportunidade”, afirmou a servidora.

Texto: Kenny Teixeira-Emater
Policiais civis desarticulam
esquema de tráfico de
drogas em Castanhal
                Policiais civis do Núcleo de Apoio à Investigação (NAI), da Polícia Civil de Castanhal, nordeste do Estado, prenderam nesta quarta-feira, 16, por tráfico de drogas, associação para o tráfico de drogas e porte de munição de uso permitido, Max Raimundo de Souza Queiroz e Edinilza Maria Silva de Oliveira.
                Com ajuda da população, por meio de denúncia anônima, a equipe policial desarticulou um esquema de venda de drogas no bairro Santa Helena, rua Espírito Santo, na área conhecida como invasão da Portela. Após observar a movimentação no local, os policiais abordaram uma residência em um beco onde flagraram os acusados com drogas e munição.
                Conforme a equipe comandada pelos delegados Augusto Damasceno e Fernando Rocha, o local foi o mesmo onde outros traficantes de drogas já haviam sido presos anteriormente pelos policiais do NAI. "Já estivemos aqui em outras duas ocasiões durante operações também por tráfico de drogas e chegamos a prender três pessoas", explica Augusto Damasceno.
                Com os presos, foram apreendidas várias trouxinhas de pasta de cocaína, maconha e munição para calibre .38. As prisões são resultado de orientações repassadas pela Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social do Estado para repressão ao tráfico de drogas. Além dos delegados Augusto Damasceno e Fernando Rocha, do NAI de Castanhal, a operação foi coordenada pelo delegado Luís Xavier, superintendente da Polícia Civil na Região do Salgado.

Texto: Walrimar Santos-Polícia Civil
Fórum discute educação
inclusiva na Rede Estadual
                A inclusão, a acessibilidade e a cidadania serão os temas do “1º Fórum Educação para Todos”, promovidos pela Coordenação de Educação Especial da Rede Estadual de Ensino, nos dias 17 e 18, a partir das 8h, no auditório da Escola Estadual Anísio Teixeira. O evento visa reunir profissionais atuantes na educação especial da Secretaria de Estado de Educação (Seduc) para o aperfeiçoamento profissional continuado, em torno de procedimentos e competências para a eficácia de um sistema educacional que acolha a todos.
                Na programação serão discutidos, entre outros temas, o currículo e a multiplicidade no processo de ensino e aprendizagem, a importância do Atendimento Educacional Especializado (AEE) na construção da Escola Inclusiva na Sala Multifuncional, o currículo e Plano de Ação Pedagógico, a  sistematização das ações prioritárias indicadas pelos participantes. Participarão das palestras e mesas-redondas, representantes das Diretorias de Educação para Diversidade, Inclusão e Cidadania, de Ensino Médio, da Coordenação de Educação de Jovens e Adultos, além de profissionais das Unidades Técnicas Especializadas em Educação Especial da Seduc.
PMB passa a ter gerência sobre o trânsito no Entroncame​nto
A partir da próxima semana a Prefeitura de Belém passa a intervir no trânsito do Complexo do Entroncamento, que até então era de competência do Departamento Nacional de Infraestrutura e Transporte (Dnit). A decisão é resultante do convênio assinado na manhã de 15, em Brasília,entre o prefeito de Belém, Duciomar Costa, e o diretor-Geral do Dnit, Jorge Ernesto Pinto.
Uma vez assinado, o acordo delega à prefeitura a administração e a gerência da área do Complexo por 25 anos. O trecho concedido à PMB vai do km 0 da BR-316, à altura do Conjunto Residencial Costa e Silva, até o km 1,7, que fica às proximidades do Shopping Center Castanheira.
O convênio firmado entre o município e o Governo Federal, por intermédio do Dnit, só será validado após a publicação no Diário Oficial da União – o que deve acontecer ainda esta semana. Enquanto isso, o órgão federal mantém a autonomia sobre o trecho. A medida deve agilizar o trânsito na região do Entroncamento, que a partir de agora terá equipes da Companhia de Transporte do Município de Belém (CTBel) atuando no local. “Agora vamos ter pleno domínio sobre a área de intervenção do BRT. Isso vai proporcionar intensa rapidez na execução das obras”, diz o Prefeito de Belém, Duciomar Costa.
A cessão dos direitos de administração e de gerência do trânsito do Entroncamento à Prefeitura de Belém deve melhorar o tráfego na Avenida Almirante Barroso, sobretudo no sentido bairro-centro. Como o fluxo de veículos naquela área é intenso, e o trânsito está restrito a duas faixas, é necessário que os condutores sejam orientados a ingressar nas vias alternativas antes de entrarem no complexo do Entroncamento. Quem vem da Avenida Augusto Montenegro tem entre as opções as avenidas Centenário e Pedro Álvares Cabral. Já os motoristas que chegam à capital pela BR-316, podem seguir pela Avenida João Paulo II.

Texto: Evandro Flexa Jr.
Defensoria Pública empossa
últimos servidores
aprovados no Concurso C- 119
A Defensoria Pública do Estado do Pará concluiu a nomeação dos servidores aprovados no Concurso Público C-119, do órgão. Na manhã desta terça-feira, 15, tomaram posse os últimos 30 concursados, que preencherão os cargos de assistente administrativo e auxiliar operacional. A nomeação deste grupo foi publicada na edição de 16 de abril, do Diário oficial do Estado.
                A solenidade que marcou a posse dos novos servidores contou com a presença do defensor público geral, Antônio Cardoso; da corregedora geral Florisbela Cantal; e da presidente da Associação dos Defensores Públicos, Marialva Santos, entre outros. Com isso, a Defensoria Pública do Estado cumpre mais uma meta contida no Planejamento Estratégico Institucional.
                Juliana Queiroz, empossada como auxiliar operacional, gostou da recepção preparada pela direção do órgão e falou de suas expectativas. “A Defensoria é uma instituição que trabalha prioritariamente com o atendimento humanizado. Acredito que trabalhar aqui, em um ambiente onde os direitos do cidadão são o foco principal, será um grande aprendizado”.
Para Kelton Araújo, que já trabalha há mais de seis anos na Defensoria, tomar posse, agora como assistente administrativo concursado, é motivo de muita alegria. “Estou muito feliz por este dia. Por já atuar na Defensoria, conheço bem esta casa e pretendo dar continuidade a esse trabalho. Aqui temos por missão principal atender quem mais precisa, o que vem sendo feito com absoluta dedicação por parte de todos que aqui trabalham”. O defensor público geral, Antônio Cardoso, lembrou que o planejamento estratégico é uma das principais razões pelas quais a instituição vem crescimento e consolidando a sua missão institucional. “Nossa modernização é constante e hoje a Defensoria Pública do Pará é reconhecida nacionalmente e serve como modelo de gestão para as outras Defensorias do país".

Texto: Gilla Aguiar-Defensoria Pública

Postar um comentário

REVISTAS MEDIUNIDADE

JESUS: "Choro por todos os que conhecem o Evangelho, mas não o praticam...”

Ofuscado pela grandeza do momento, começou a chorar. Viu, porém, que Jesus chorava também... E, Eurípedes, falou – Senhor, por que ch...