Total de visualizações de página

quarta-feira, maio 09, 2012

LEIAM MAIS NOTÍCIAS...


 Debutantes terão brindes
especiais da DROGA RIO
no dia de sua festa no Rancho

Líderes comunitários recebem quadro de fotos das debutantes que estarão sob as mesas no dia da festa, no próximo dia 26 de maio, na sede do Rancho. Na foto acima, o empresário e proprietário da Droga Rio, Armando Ribeiro que está presente sempre nos grandes eventos sociais no Jurunas, fazendo a entrega dos quadros ao Sr. Manoel, João Cruz e Josias, na manhã desta sexta-feira dia 11 de maio, no próprio estabelecimento farmacêutico.

Pará registra cinco casos de
gripe A em mulheres grávidas

O Pará registrou, este ano, seis casos de gripe A (H1N1). Desses, cinco foram em mulheres grávidas. Uma delas, que também tinha leucemia, morreu. Foram registrados ainda 18 casos de Influenza A sazonal, sendo doze em mulheres grávidas, e o óbito de um adolescente. A única maneira de evitar a doença com segurança é tomando a vacina contra a gripe na Campanha Nacional de Vacinação que acontece atualmente e se estende até 25 deste mês. Os dados são da Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa).

                A vacina é trivalente, produzida a partir de vírus isolados nos hemisférios Norte e Sul, ou seja, similar ao Influenza A (H1N1), Influenza A (H3N2) e Influenza B. Até esta sexta-feira (11) à tarde, o Pará havia vacinado contra a gripe 253.013 pessoas, menos de 30% do total da população a ser vacinada, que é de 981.085 pessoas. Pelo Sistema do Programa Nacional de Imunização, haviam sido vacinados 148.629 idosos, 61.191 crianças, 23.873 gestantes, 18.650 trabalhadores de saúde e 1.344 índios.

                O resultado preocupa a coordenadora estadual de Imunização da Sespa, Jaíra Ataíde, porque faltam apenas duas semanas para o fim da campanha e muita gente ainda precisa ser vacinada. São 386.506 idosos, 52.748 crianças, 83.066 gestantes, 77.959 profissionais de saúde e 27.119 índios que ainda não tomaram as doses. A preocupação maior é com as mulheres grávidas, que segundo a Vigilância Epidemiológica da Sespa tem sido a população mais vulnerável às complicações da gripe causadas, e especialmente pelo vírus H1N1.

                Os casos investigados com exame laboratorial são apenas os que apresentam síndrome respiratória aguda grave (Srag), que inclui a falta de ar entre os sintomas. Devido ao grande risco que o vírus representa para as gestantes, no entanto, algumas instituições hospitalares estão coletando amostras de todas as grávidas que apresentam síndrome gripal. “Por isso é muito importante que as gestantes procurem as unidades de saúde para se vacinar”, alerta a diretora do Departamento de Epidemiologia da Sespa, Ana Lúcia Ferreira.

                A campanha, que dispõe de um milhão de doses de vacinas, tem como objetivo reduzir a mortalidade, as complicações e as internações decorrentes das infecções pelo vírus da Influenza nesses grupos populacionais. O Pará precisa vacinar um total de 981.085 pessoas, da quais 535.135 idosos com 60 anos ou mais, 106.939 gestantes, 213.939 crianças de seis meses a menores de dois anos, 28.463 indígenas e 96.609 profissionais de saúde.

                A meta é vacinar pelos menos 80% desse total para manter uma boa cobertura vacinal, que corresponde a 784.868 pessoas. Segundo o secretário de Estado de Saúde Pública, Helio Franco, a vacina é comprovadamente o melhor de todos os remédios, e há uma série de doenças graves que podem ser evitadas com vacina como, é o caso da gripe causada pelo vírus H1N1.



Texto: Roberta Vilanova-Sespa

Preso membro de quadrilha

especializada em roubos

de veículos na RMB

                "Pinador" é o apelido dado ao criminoso responsável por usar pinos metálicos para adulterar chassis de veículos roubados ou furtados. Essa era a "função" de Alessandro Dutra Martins, preso nesta sexta-feira, 11, junto com o material utilizado nessa prática, por uma equipe da Polícia Civil após investigações realizadas na capital. Junto com Alessandro foi apreendido também um adolescente, que o ajudava a "clonar" uma motocicleta roubada dois dias antes. Os dois são acusados de fazer parte de uma quadrilha especializada em roubos de veículos e que age na Região Metropolitana de Belém. O esquema foi desbaratado pela equipe da Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos de Veículos Automotores (DRFVA), sob comando do delegado Marco Antônio Duarte.

                Martins foi preso no momento em que adulterava os sinais identificadores (chassis e motor) de uma motocicleta roubada no último dia 7, no bairro da Marambaia. De acordo com os policiais civis, Alessandro já era investigado há dias pela equipe da DRFVA, unidade vinculada à Divisão de Repressão ao Crime Organizado (DRCO). O flagrante foi realizado após a localização da "garagem”, como é chamado no linguajar utilizado pelos bandidos, o local usado para a remarcação dos chassis. A abordagem foi realizada no Conjunto Guajará I, travessa WE-85, em Ananindeua, Região Metropolitana de Belém.

                No imóvel, conforme o delegado, também foram apreendidos pinos numerados, lixa, lima e tinta spray que estavam sendo utilizados na adulteração. O adolescente encontrado na casa, que fazia vigilância do local, foi encaminhado à DATA (Divisão de Atendimento ao Adolescente). As investigações sobre a ação da quadrilha continuam para que outros integrantes sejam descobertos e presos.



Texto: Walrimar Santos-Polícia Civil

Paratur convida para

roteiro geoturístico

na Cidade Velha


                O Grupo de Pesquisa de Geografia do Turismo (GGEOTUR) da Universidade Federal do Pará (UFPA) realiza mais um evento do Projeto de Extensão Roteiro Geo-Turístico, com saída do Forte do Presépio, neste sábado, 12 de maio, a partir das 8 horas. A visita acontece na semana em que o Ministério da Cultura homologou o tombamento do conjunto arquitetônico, urbanístico e paisagístico dos bairros da Cidade Velha e Campina, no centro histórico de Belém, publicado no Diário Oficial da União (DOU) na última quinta-feira (10). O roteiro inclui, além do Forte, a Feira do Açai e depois segue pelo Complexo Feliz Luzitania, Rua Siqueira Mendes, Praça Frei Caetano Brandão e Igreja da Sé, Rua Joaquim Távora, Largo e Igreja de São João, Rua Tomázia Perdigão, Palácios Antônio Lemos e Lauro Sodré, Praça Dom Pedro II, Instituto Histórico e Geográfico do Pará, Rua Pe. Champgnat, culminando no Museu do Círio, de volta ao Complexo Feliz Lusitânia.

                O roteiro proposto faz lembrar o início da conquista da foz do rio Amazonas, no início do século 17 e o apogeu do ciclo da borracha, entre 1890 e 1920, época em que Belém foi uma das cidades mais prósperas do mundo. De acordo com o Instituto de Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), a área constitui, ainda hoje, um dos maiores e mais íntegros conjuntos urbanos do país. O GGEOTUR faz parte da Faculdade de Geografia e do Programa de Pós-Graduação em Geografia da UFPA, que realiza passeios desde o primeiro semestre do ano passado. O objetivo da iniciativa é fazer um contraponto aos roteiros tradicionais, nos quais os turistas conhecem as cidades de forma rápida e didática. “Em Belém, temos poucas ações voltadas para o turismo patrimonial, tanto material quanto imaterial, aquele que inclui os saberes tradicionais e a gastronomia”, explica Maria Goretti Tavares, professora do curso de Geografia da UFPA e coordenadora do projeto. “Procuramos mostrar como a geografia contribui para o entendimento do espaço urbano e do território e como arquitetura, história e cultura se entrelaçam nessa paisagem”, completa Goretti.

                O projeto Roteiros Geo-Turísticos tem apoio do IPHAN, da Paratur, por meio da Diretoria de Fomento, e da Coordenadoria Municipal de Turismo (Belemtur). O apoio da Companhia Paraense de Turismo (Paratur) ao projeto está previsto no Plano Estratégico de Turismo “Ver-o-Pará”, que tem os segmentos cultura e natureza como principais insumos dos mais de 400 produtos e recursos encontrados nos seis polos turísticos do estado: Belém, Marajó, Tapajós, Amazônia Atlântica, Araguaia Tocantins e Xingu. A programação do Projeto de Extensão Roteiro Geo-Turístico é realizada a cada 15 dias, com inscrições gratuitas. Informações: (91) 8331-8460 roteirosgeoturisticos@gmail.com

                Sugestão de entrevista: Maria Goretti Tavares, professora do curso de Geografia da UFPA e coordenadora do projeto.

Curso de educação

física da Uepa

completa 42 anos

                O curso de educação física da Universidade do Estado do Pará (Uepa) comemorou nesta sexta-feira (11) 42 anos de funcionamento, e por conta disso, a coordenação organizou um momento de confraternização entre servidores, professores e alunos, com jogos de futebol, almoço e piscinas liberadas. Um DJ animou a programação, que se estendeu até o fim da tarde.

Treinamento em regionais

visa melhorar o

atendimento na Sefa

                Em maio os técnicos da Célula de Atendimento da Secretaria da Fazenda (Sefa) vão visitar as unidades fazendárias localizadas em todo o Estado para realizar o treinamento dos servidores do grupo Tributação, Arrecadação e Fiscalização (TAF), de apoio e terceirizados que atuam no atendimento do órgão.

                O treinamento começou dia 7 de maio e prossegue até o fim do mês, e será ministrado no final do expediente ao público, beneficiando servidores lotados nas 13 coordenações regionais (Cerat), quatro coordenações especiais (CEEAT)  e uma coordenação de mercadoria em trânsito (Cecomt).

                Os servidores receberão treinamento sobre as rotinas a serem realizadas e como todo processo poderá ser adequado às futuras   necessidades. “O êxito do projeto de melhorias do call center depende de cada servidor envolvido na rotina e, para isso, contamos com a colaboração de  todos para que estas melhorias sejam efetivadas com sucesso”, sintetiza a coordenadora da Célula de Atendimento, Tânia Braga.

Histórico

                O serviço do Call Center na Sefa foi implantado em 2009 e sofreu alterações em 2011. É formado por dois níveis de atendimento: o   primeiro fornece informações de acesso público e direcionamento à utilização dos serviços do Portal e site/SEFA, enquanto o  segundo nível, formado por servidores do grupo TAF, fornece orientações a respeito da legislação.

                Atualmente, o atendimento é descentralizado e funciona nas CERATs Belém e Marituba, na CEEAT Micro e Pequenas Empresas,  Substituição Tributária e IPVA/ITCD e na CECOMT Belém. De acordo com o assunto, a circunscrição da empresa e a origem da ligação, as ligações são direcionadas às Unidades mencionadas.

                O Projeto Melhorias no Call Center observa as necessidades do contribuinte e dos servidores que atuam no processo. “A Sefa visa, com a implantação, orientar as ações, definindo os procedimentos para desenvolver um atendimento de qualidade, tendo como objetivo a satisfação do cidadão usuário e a segurança da informação  prestada”, informa o secretário da Fazenda, José Tostes Neto.

                O atendimento fornece  informações e orientações. As informações serão prestadas pelos operadores do Call Center, e as orientações pelos servidores do grupo TAF nas seguintes formas: remoto, virtual e presencial. O remoto será realizado pela Cecomt  Belém, através de telefone, orientando a respeito de mercadorias em trânsito. O virtual será realizado pelo Plantão Fiscal Virtual das Cerats e Ceats através de email. O servidor terá prazo de 72 horas para responder às dúvidas sobre legislação ao contribuinte, através de um sistema próprio.

                O presencial contará com sistema de agendamento e o servidor escalado para atender saberá, com antecedência, o assunto a ser   tratado, e quantos atendimentos terá que realizar. O usuário, por sua vez, saberá qual a hora e dia do seu atendimento. Também fazem parte do Call Center a Ouvidoria Fazendária e o help desk, que fornece suporte nos assuntos referentes a programas e dowloads.



Texto: Ana Márcia Pantoja-Sefa

Fundação Carlos Gomes

abre 61 vagas em

concurso público

                A Universidade do Estado do Pará (Uepa) é responsável pela execução do Concurso Público C-166, promovido pela Secretaria de Estado de Administração (Sead), para provimento de cargos efetivos de nível superior, de nível médio e de nível fundamental da Fundação Carlos Gomes. As inscrições devem ser feitas entre as 10 horas desta sexta-feira (11) até as 23h59 do dia 24 deste mês.

                A taxa de inscrição ser paga até 25 de maio, respeitando os horários do expediente bancário.As ofertas se referem a 61 vagas, nos cargos de técnico em administração e finanças e técnico em gestão de informática (nível superior); assistente administrativo e assistente de informática (nível médio); e auxiliar operacional e motorista (nível fundamental).

                Serão aplicadas provas objetivas de caráter eliminatório para todos os cargos, abrangendo os conteúdos programáticos constantes do Anexo II do edital, assim como provas de títulos de caráter classificatório para os cargos de nível superior. As provas escritas serão feitas em 10 de junho, entre 8 horas e meio-dia, e em horário a ser divulgado na página de acompanhamento do concurso, http://paginas.uepa.br/concursos/. 16.1.

                O concurso público terá validade de dois anos, a contar da publicação da homologação no Diário Oficial do Estado, podendo ser prorrogado uma única vez, por igual período, a critério da Sead.



Texto: Carolina Menezes-Uepa

Participantes do Parfor

ganham projeto de

uso de tecnologias

                Coordenadores de cursos, professores e alunos-professores ligados ao Plano de Formação de Professores da Educação Básica (Parfor), que tem a Universidade do Estado do Pará (Uepa) entre as instituições de ensino parceiras, podem participar da seleção de projetos para uso de tecnologias de informação e comunicação, projeto de apoio à experimentação pedagógica desenvolvido pela Secretaria de Estado de Educação (Seduc) e coordenação estadual do Parfor, em parceria com a Fundação Carlos Chagas e a Fundação de Amparo e Desenvolvimento da Pesquisa (Fadesp).

                As inscrições vão até 30 de maio e podem ser feitas pelo site http://www6.seduc.pa.gov.br/planodeformacao/ticparfor/view/inicio/. O edital de seleção foi publicado no Diário Oficial do Estado do dia 24 de abril de 2012. Serão aceitos dois tipos de projetos: o projeto de curso, destinado a atender uma ou mais atividades curriculares de um determinado curso em um ou mais polos de oferta; e o projeto individual, destinado a desenvolver experiência em uma atividade curricular em um ou mais polos de oferta.

                As propostas serão avaliadas de forma independente por dois consultores, que atribuirão nota levando em consideração os seguintes critérios: organização e clareza na apresentação da proposta do projeto; exequibilidade; abrangência de público-alvo; relevância; e qualidade da proposta e produto final e resultados esperados. Os recursos usados no projeto, da ordem de R$ 500 mil, são oriundos de doações da Fundação Carlos Chagas, dos quais 1/3 destinado aos projetos individuais e 2/3 aos projetos de curso, com limite de financiamento de R$ 20 mil para o primeiro e R$ 40 mil para o segundo.

                Como apoio para o desenvolvimento do projeto, os coordenadores também poderão contar com os espaços gerenciados pelo governo, inclusive nos municípios como os Núcleos de Tecnologia Educacional (NTE), infocentros, centros de formação e outros espaços para acesso a recursos tecnológicos. Mais informações: (91) 3299-2232.



Texto: Carolina Menezes-Uepa

Consultor destaca

técnicas de venda de

jóias com valor agregado

                Conhecer o perfil do cliente, usar a comunicação adequada e saber apresentar o produto, especificando suas características, são técnicas de abordagem no comércio joalheiro, destacadas pelo consultor Fernando Cortés na palestra “A Venda de Joias com Valor Agregado”, ministrada na tarde desta sexta-feira, 11, no auditório do Espaço São José Liberto/Pólo Joalheiro do Pará.

O evento integra o ciclo de palestras promovido pelo Instituto de Gemas e Joias da Amazônia (Igama), voltado à qualificação dos profissionais do segmento joalheiro, vinculados ao Pólo do Pará.

                Fernando Cortés, que é consultor do Instituto Brasileiro de Gemas e Metais Preciosos (IBGM) e especialista em treinamento e capacitação de equipes de vendas, destacou as características das jóias e gemas brasileiras, que ganham o mercado internacional com o valor agregado - antes o país exportava a pedra bruta.

Sintonia - O conceito de valor agregado destacado pelo consultor enfatiza a importância da sintonia no relacionamento do vendedor com o consumidor contemporâneo. Segundo ele, o vendedor tem que variar o discurso, de acordo com o perfil do cliente. Para isso, é essencial a sensibilidade para identificar se o cliente é clássico, arrojado, moderno ou esportivo. “É preciso oferecer um produto com o qual o cliente se identifique”, reiterou Cortés.

                Uma das orientações do consultor às empresas, para que alcancem este estágio de comunicação direta com a clientela, é fazer o que ele chama de “boleto de mercadoria solicitada”. Toda vez que um cliente pede um produto que não tem na loja, o vendedor deve anotar todos os detalhes do pedido no boleto. Dessa forma, ele identifica o gosto do comprador e se prepara para atender àquele pedido em outra ocasião.

Ambientação – Outro aspecto importante na comercialização de joias, segundo Fernando Cortés, é a ambientação da loja, que envolve desde a parte arquitetônica até o conhecimento do local onde está instalada. “Hoje a ambientação é um desafio permanente. É uma característica do mercado do luxo. O ambiente da joalheria é o cenário ideal onde o cliente realiza seus sonhos”, ressaltou o consultor. A renovação do espaço de venda, reiterou, tem que ser constante.

                Nesse aspecto, Fernando destacou ainda a importância da iluminação da joalheria, a fim de ressaltar o brilho e a beleza, além de conservar as jóias. Segundo ele, 98% das joalherias do Brasil ainda utilizam a iluminação convencional, mas a tendência é adotar a iluminação de LED, mais econômica, duradoura e de fácil manutenção. “É uma iluminação ideal para as jóias”, afirmou.

Produção de jóias

artesanais ajuda a

consolidar a marca Pará

                Expressar em uma joia a história de uma região, com sua riqueza natural e cultural, utilizando uma linguagem universal. Com essa proposta, a consultora do Instituto Brasileiro de Gemas e Metais Preciosos (IBGM) e designer de joias Adeguimar Arantes ministrou, na tarde desta sexta-feira, 11, no auditório do Espaço São José Liberto, palestra sobre processo de produção e uso de matéria prima alternativa com identidade regional, mas mantendo a concepção universal de joalheria.

                O evento faz parte do ciclo de palestras sobre design e mercado do Projeto de Gemas e Joias do Pará, que o Polo Joalheiro promove desde sua criação, por meio de uma parceria com o Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Pará (Sebrae/PA). Destinado a designeres, ourives, lapidários e demais profissionais do setor, vinculados ao Polo Joalheiro do Pará.

                Promovida pelo Instituto de Gemas e Joias da Amazônia (Igama), que gerencia o Espaço São José Liberto, onde funcionam, além do Polo Joalheiro, a Casa do Artesão e o Museu de Gemas do Pará, a programação de capacitação profissional têm por intuito superar desafios e melhorar resultados na cadeia produtiva do setor de gemas e joias do Pará, ampliando a produção joalheira artesanal.

                Além dos conhecimentos sobre técnicas e novas tendências mercadológicas, a troca de experiências é outro fator marcante do projeto Polo Joalheiro. Natural de Goiânia (GO), Adeguimar Araújo contou que já conhece o trabalho dos designers paraenses, por meio de exposições, da divulgação pela imprensa e de visitas ao São José do Liberto, além do acompanhamento das ações do Projeto de Gemas e Joias do Pará.

Diversidade - Trabalhar a joia universal com matéria prima regional, segundo Adeguimar Araújo, passa por um processo de escolha do tema, de uma pesquisa aprofundada sobre o assunto e, posteriormente, pela seleção das informações mais relevantes, que possam ser inseridas e absorvidas com prazer e sem sobrecarga no cotidiano das pessoas. “Utilizo os materiais necessários para me expressar pela joia”, resumiu.

                Adeguimar Araújo disse que conhece a variedade de matéria prima característica do Pará, com a qual já trabalhou, via Fundação Nacional do Índio (Funai), como as fibras de buriti torcidas em colares e braceletes, os chifres de búfalo, as folhas de cupuaçu, cuias de tacacá, caroços de açaí, sementes de jarina e tucumã, e ouriço de castanha-do-pará. “Gosto muito da pedra esmagada com resina, aplicada nos pássaros (nas peças em formato de pássaros). Penso que sobrepõem, em muito, o esmalte. Amo a fibra de tururi da Região Norte e o sachê (de patchouli)”, destacou.

Universalização – A maior contribuição, para o conceito de sustentabilidade, da diversidade da matéria prima existente no Brasil e sua utilização em joias artesanais, segundo Adeguimar é a difusão destas matérias primas e suas possibilidades para outras formas de produção, em serviços e produtos. “Quando estas matérias primas são apresentadas com sua história e origem, elas contribuem sobremaneira para o conceito”, ressaltou.

                Nas indústrias, afirmou a designer, há um diferencial, associado ao preenchimento de todos os requisitos demandados por cada mercado específico. A joia de arte é uma construção da marca em exposições e eventos. “Ela faz a passarela e recebe o reconhecimento necessário para se manter no Pará, um tremendo mercado interno que está atraindo marcas de luxo, há séculos consolidadas lá fora”, destacou, concluindo que quando o designer insere em suas criações “sua cultura, seu modo de vida, formas, cores, cheiro e tudo o mais que seus contemporâneos sonham, ele terá mercado universal”.

UIPP Terra Firme aposta

na prevenção para reduzir

criminalidade no bairro

                Durante as comemorações pelo Dia das Mães na Unidade Integrada Pro Paz da Terra Firme, nesta sexta, 11, a delegada Daniela Sousa, que assumiu recentemente a direção da UIPP, destacou as ações na área operacional e a priorização da prevenção de crimes na área. Ela tem se reunido semanalmente com o comandante da Polícia Militar naquela área para traçar ações conjuntas.

                A equipe da UIPP vem fazendo um levantamento das denúncias recebidas pelo Disque-Denúncia (fone 181) e compartilhando as informações com a Polícia Militar, com o objetivo de organizar ações integradas. Segundo a delegada, está sendo montado um banco de dados, com informações e fotos de criminosos do bairro, que serão compartilhadas pelas Polícias Civil e Militar.

                De acordo com Daniela Sousa, em abril, a Delegacia da UIPP da Terra-Firme foi responsável pela lavratura de 25 prisões em flagrante, seis a mais em comparação ao mês de março (19). A maioria dos procedimentos flagranciais, cerca de 70%, foi por tráfico de drogas.



Texto: Walrimar Santos-Polícia Civil

Cohab inicia capacitação

para elaboração dos

Planos Locais de Habitação

                A Companhia de Habitação do Pará (Cohab) iniciou a capacitação nos municípios que firmaram convênio de cooperação técnica na última sexta-feira (4), para elaboração de seus Planos Locais de Habitação de Interesse Social (PLHIS Simplificado).

                Nesta sexta-feira (11) e no sábado (12), na Escola de Governo do Pará (EGPA), em Belém, representantes de 10 municípios participam da primeira turma capacitada, entre eles de Rondon do Pará, Aurora do Pará, Limoeiro do Ajuru, Vigia de Nazaré, Chaves, Peixe-Boi, Primavera, Garrafão do Norte e Igarapé-Açu, além de um técnico do Acará, que assistiu à capacitação como ouvinte.

                Os municípios conveniados possuem menos de 50 mil habitantes (com exceção do Acará), são os chamados “sub cinquenta”, e seus técnicos recebem orientações de uma equipe de técnicos da Cohab, UFPA (Universidade Federal do Pará) e Fase (Federação de Órgãos para a Educação e Assistência Social), e um representante do Ministério das Cidades.

Conceitos - Marcos Monteiro, que integra o Departamento de Cooperação Técnica e Desenvolvimento Institucional da Secretaria Nacional de Habitação, declarou que o objetivo maior é ajudar os municípios na elaboração de seus planos de habitação. "Essa capacitação aborda conceitos, práticas e o acesso ao formulário, instrumento digital desenvolvido pelo Ministério das Cidades, por meio do qual os municípios elaboram seus planos", esclareceu.

                Segundo ele, os municípios têm até 30 de junho para concluir os planos de habitação e encaminhá-los à Caixa Econômica Federal (CEF), que é o agente operador do Sistema Nacional de Habitação de Interesse Social. “Mas antes os planos deverão ser aprovados pelos Conselhos Municipais de Habitação”, informou Marcos Monteiro.

                Ele acrescentou ainda que "esse plano é um dos pré-requisitos do Sistema Nacional de Habitação para captação de recursos do Fundo Nacional de Habitação de Interesse Social".

                Segundo a gerente executiva de Planejamento Habitacional da Cohab, Anna Carolina Holanda, mais duas turmas serão capacitadas até o final de maio, uma em Belém, nos dias 14 e 15, e a última em Santarém , nos dias 17 e 18. Para estas duas turmas estão inscritos 13 municípios.



Texto: Rosa Borges-Cohab

Sejudh promove o

Fórum Regional de

Políticas de Igualdade Racial

                A Coordenadoria de Promoção de Política da Igualdade Racial, da Secretaria de Estado de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh), inicia a promoção de uma série de Fóruns Regionais de Políticas de Igualdade Racial. Segunda-feira (14), a partir das 8 horas, o encontro acontece em São Miguel do Guamá, no nordeste do Pará, e dia 19, em Concórdia do Pará, na mesma região. Os eventos regionais resultam de parceria com o Instituto de Artes do Pará (IAP).

                A Sejudh pretende promover dez eventos como esse em todo o Estado. Os encontros precederão a Conferência Estadual da Igualdade Racial. Em São Miguel do Guamá, o encontro terá apoio da prefeitura e Câmara dos Vereadores, onde acontecerá o fórum. Em Concórdia do Pará, os debates têm apoio da diretoria municipal da igualdade racial.

“O fórum é uma preparação para a Conferência Estadual da Igualdade Racial, então, esperamos reunir as demandas, assim como estabelecer parcerias. Pretendemos construir, junto com a sociedade civil, os movimentos afros e as secretarias de governo, políticas públicas, de modo a materializar a promoção da igualdade racial em nosso Estado”, explica a coordenadora estadual de Promoção de Política da Igualdade Racial, Raquel Teixeira.



Texto: Ellyson Ramos-Sejudh

Governo e Record discutem

divulgação positiva do

turismo paraense

                Atendendo convite da direção da TV Record Belém, o secretário de Estado de Turismo, Adenauer Góes, e a presidente da Companhia Paraense de Turismo (Paratur), Socorro Costa, fizeram uma visita de cortesia, na tarde da última quinta-feira (11), à sede administrativa da emissora, na rua 14 de Março, no bairro do Umarizal, em Belém. Eles foram recebidos pelo diretor executivo, Paulo Batista, pelo diretor comercial em marketing, Nilson Andrade, e pela gerente comercial da emissora, Tânia Alves.

                Na oportunidade, Paulo Batista falou sobre o crescimento da audiência da emissora no Pará, sua aproximação com o telespectador local a partir das cinco horas de telejornalismo sobre o Pará e a interação dos profissionais da rede nacional com os da Record Belém e consequentemente com os paraenses que assistem à programação. Falou ainda do interesse da rede em contribuir com o governo do Estado no fortalecimento do turismo.

                Adenauer Góes explicou que o governo prioriza o turismo como um eixo prioritário, já que o setor tem grande importância para o desenvolvimento sustentável, enquanto gerador de emprego, renda e qualidade de vida. Entre 2003 e 2006, na primeira gestão do governador Simão Jatene, a Paratur elaborou o Plano Estadual de Desenvolvimento Turístico do Pará, com a consultoria da empresa espanhola THR.

“Ao assumir o governo em 2011 o governador solicitou a atualização desse plano. Com a consultoria da empresa, também espanhola, Chias Marketing lançamos o “Ver-o-Pará”, novo Plano Estratégico de Turismo do Pará”, disse Adenauer, ao explicar que o novo Sistema Estadual de Gestão do Turismo (Segetur) é formado pela Secretaria de Estado de Turismo (Setur) – que tem a finalidade de desenvolvimento, fomento e políticas públicas do turismo –, a Paratur – com a finalidade de executar o marketing e a promoção nacional e internacional do turismo paraense – e o Fórum de Desenvolvimento Turístico do Pará (Fomentur).

                Socorro Costa lembrou que o órgão já mantém uma parceria com a Record Nacional e outros veículos de comunicação, tendo contribuído, na gestão de Adenauer Góes, com grandes produções, como Domingo Espetacular, Câmera Record e programa da Ana Hickmann, entre outros. “Estamos à disposição para dar continuidade a essa parceria e garantir a divulgação positiva do nosso Estado tendo o turismo como pauta”, disse ela, ao elogiar a forma como o Pará vem sendo divulgado positivamente pela emissora.

                Além do compromisso firmado em torno da divulgação dos principais roteiros turísticos do Pará, Paratur, Setur e Record Belém definiram estratégias de trabalho conjunto nesse sentido. Na oportunidade os representantes oficias do turismo paraense entregaram à diretoria da Record livros e material promocional e de divulgação do turismo paraense, a exemplo do livro "Turismo: o negócio da felicidade", de autoria de Josep Chias, e "Turismo: opinião militante", de Adenauer Góes.



Texto: Benigna Soares-Paratur

Hemopa convoca mães

doadoras de sangue

                A população feminina potencialmente doadora de Belém ainda tem até sábado (12) para participar do segundo dia da campanha de doação de sangue “Mãe, um exemplo de doação. Doe sangue!”, que tem o objetivo de reforçar estoque estratégico do hemocentro e homenagear as mães doadoras. A meta da campanha é de 250 coletas por dia.

                A ação estratégica deve ganhar impulso com a parceria da rede hospitalar para incentivar familiares e amigos de pacientes para repor estoque de sangue, sobretudo, dos hospitais de grande porte. O Hemopa é responsável pelo abastecimento de sangue para 218 hospitais, 85 somente em Belém. Neste sábado, quem comparecer para a coleta poderá usufruir de serviços de beleza com a consultoria da empresa Mary Kay e sessões de massoterapia, oferecidas pela empresa Mãos que Curam.

                A mulher tem as mesmas condições de doar que o homem. Os únicos fatores de impedimento temporário são a gravidez e amamentação. O Hemopa fica na travessa Padre Eutíquio, 2.109. Funcionamento para coleta: de segunda a sexta-feira, de 7h30 às 18 horas, e aos sábados, de 7h30 às 17 horas. Mais informações pelo telefone: 08002808118.


Detran oferece café da

manhã a mães e servidores

                As mães e demais funcionários do Departamento de Trânsito do Estado (Detran) foram recepcionados nesta sexta-feira (11) com um café da manhã comemorativo para marcar a passagem da data em homenagem a elas, neste domingo (13). O evento serviu para unir os servidores em torno do sentimento de gratidão a todas as mães. Centenas de pessoas participaram da comemoração.

                A homenagem às mães foi organizada pelo Setor de Benefícios do Detran, como é conhecida a Gerência de Benefícios e Assistência Social, juntamente com a Coordenadoria de Gestão de Pessoas. Responsável pela organização do evento, Camila Barra, do Setor de Benefícios, disse que a homenagem “é uma forma de agradecimento a todas as mães que trabalham aqui no Detran”.

Houve distribuição de brindes entre as mães presentes. “É uma homenagem excelente, que engrandece as mães servidoras, que batalham todos os dias para fazer seu trabalho em casa e aqui no Detran. Fico feliz por ser lembrada pelo Detran nesse dia”, disse a assistente administrativa Liliane Carvalho, que é mãe e trabalha no setor de Gestão de Pessoas.

                À tarde, as mães do Detran também ganharam limpeza de pele e consultoria em maquiagem, oferecidas por uma linha de cosméticos. Ao final, as mães preencheram uma ficha dizendo o que acharam do tratamento de beleza.



Texto: Orlando Cardoso-Detran

BRT vai de vento em poupa


Uma mobilização maior de operários e do maquinário pôde ser vista na manhã desta sexta-feira, 11, nas obras do BRT (ônibus de trânsito rápido) que estão sendo realizadas na Avenida Almirante Barroso, no trecho que compreende as Avenidas Augusto Montenegro e Tavares Bastos. O objetivo do aumento do quantitativo é a intensificação dos serviços de retirada do asfalto de forma mecânica por meio da técnica de fresagem e colocação do pavimento rígido, em placas de concreto.

As máquinas de fresagem e de acabamento do concreto vieram de fora do Estado, exclusivamente para as obras do BRT. Esses serviços são necessários para que a via possa receber e comportar a sobrecarga dos ônibus exclusivos do sistema.

A avenida Almirante Barroso começa também a ser preparada para receber obras de adequação no calçamento, visando promover a acessibilidade para portadores de necessidades especiais ou pessoas com problemas permanentes ou temporários de mobilidade. A partir da próxima semana, rampas de acesso a cadeirantes serão construídas, buracos fechados, desníveis removidos e obstáculos serão retirados do passeio público.

Na Augusto Montenegro, a mobilização é diferenciada. Operários se concentram na preparação do canteiro central da avenida para que as etapas de fresagem e implantação do concreto sejam realizadas. Atualmente, os trabalhos se concentram no trecho entre Almirante Barroso e o Centro de Convenções Centenário da Assembleia de Deus.

O BRT- O  Bus Rapid Transit (BRT) é um modelo de transporte rápido  implantado pela Prefeitura de Belém, construído sobre caneletas e que possuirá um corredor de ônibus exclusivo, garantindo agilidade, com redução do tempo de viagem em até 70%.

O sistema abrange toda a Região Metropolitana de Belém (RMB). Ao todo serão 20 quilômetros de pistas, monitoradas por um Centro de Controle Automatizado. O transporte será feito em frota de modernos ônibus articulados, com capacidade para 250 passageiros cada.

A previsão de duração das obras é de 18 meses, e o sistema custará 400 milhões de reais, com aporte de recursos do Governo Federal. Estudos mostram que, para Belém, essa é a melhor opção em relação, por exemplo, à construção de um metrô, que é obra de alto impacto ambiental. Os sistemas BRT têm demonstrado grande potencial para reduzir as emissões de dióxido de carbono (CO²).



Texto: Cris Paiva - Fotos: Comus PMB

Operação “Tolerânci​a Zero”

contra o entulho flagra 15

pessoas no bairro do Marco

Somente no trecho da Travessa Timbó, entre Avenida Duque de Caxias e Marquês de Herval 15 pontos da via estavam  obstruídos com  entulho, que iam de materiais de restos de construção,  madeira pedra, Poda de árvores, entre outros.     O flagrante de crime ambiental  foi feito, nesta quinta-feira, 10, pela equipe de fiscalização da Prefeitura de Belém, por meio da Secretaria Municipal de Saneamento (Sesan), que colocou, desde o início da semana na rua a “Operação Tolerância Zero”,  contra despejo de lixo e entulho em vias públicas.

Os moradores e comerciantes dos locais flagrados  foram alertados a retirar o material imediatamente da via pública, sob pena de multa, recolhimento do material - em caso de material de construção- e até detenção. O coordenador da fiscalização, Claudio Santos detalhou que a maioria dos infratores já havia sido notificada. “O cidadão tem de entender que é crime colocar entulho em via pública. Aqui nesse trecho a maioria já havia sido informada pela Prefeitura de Belém do crime, então, o próximo passo será a aplicação de multa e, no caso de materiais de construção das estâncias, além da multa o recolhimento do material e, em caso de reincidência, até prisão”, pontuou.

A dona de casa Lúcia Gomes ganhou prazo até segunda-feira,14, para retirar da frente da residência dela o equivalente a quase 100 metros cúbicos de materiais oriundos da reforma da casa. “Eu não sabia o que fazer com todo esse material, então, tinha acertado pagar R$ 200,00 para um rapaz com um carrinho de mão ir tirando esse material daqui no final de semana”, disse.

O fiscal alertou a dona de casa para esse procedimento. “O correto é a senhora deixar o material dentro do seu terreno e acionar  o serviço 156 da Prefeitura para recolher o material, pois os carrinheiros retiram de frente da sua casa e, na maioria das vezes depositam em outro ponto crítico, o que constitui também crime ambiental”, alertou.

No local havia restos de demolição, de podas de árvores, garrafas pet madeira, entre outros. O problema de despejo de entulho na pista de rolamento da Timbó era tão grave que em alguns trechos, além de ocupar  toda a calçada, o material já estava também obstruindo parte da pista de rolamento. “Isso é muito grave, pois dificulta o tráfego de veículos e na primeira chuva que houver, o material vai direto para o canal da Visconde de Inhaúma, obstruindo o sistema de drenagem de água da água”, explicou.

A intensificação do trabalho de fiscalização e monitoramento dos pontos críticos de despejo criminoso de lixo e entulho nas vias em Belém já resultou em 16 detenções somente este ano. A  primeira abordagem dos fiscais é educativa, mas se o  infrator insistir na prática é conduzido até a Delegacia de Meio Ambiente (Dema), onde é atuado por crime ambiental e pode estar sujeito a até cinco anos de detenção.

A multa por crime ambiental gira em torno de R$ 600,00, mas já há casos de reincidentes que acumulam R$ 16 mil em infrações não pagas. É o caso do proprietário da loja Walter Pneus, na Avenida João Paulo II com a  Lomas Valentinas, que já tem sua empresa registrada na dívida ativa do município de Belém e não poderá mais obter serviços que vão desde a emissão de habite-se e alvará de funcionamento, enquanto não pagar o valor correspondente às multas por crime ambiental.  

Os trabalhos da Operação “Tolerância Zero” contra despejo de entulho criminoso continuarão a ser realizados no bairro do Marco . A escolha do bairro e da rua a receber a fiscalização é feita conforme o mapeamento das áreas mais críticas e reincidentes na prática de despejo de lixo e entulho.

Há cerca de um ano havia 450 pontos críticos em Belém. Atualmente são cerca de 280, uma redução de cerca de 40%. A intenção da Sesan é não somente retirar o entulho mas impedir que no local sejam depositados novos materiais. “Vamos continuar com a fiscalização e com o apoio do monitoramento eletrônico, pois já percebemos que muitos moradores da cidade ainda não entenderam a importância de manter a cidade limpa”, declarou o titular da Sesan.     

O secretário esclarece ainda  que, segundo o Código de Posturas do Município de Belém,  só cabe ao poder público o recolhimento do equivalente a um metro cúbico de entulho, o equivalente ao tamanho de um fogão de quatro bocas. “Mesmo assim a Sesan atende as solicitações dos cidadãos  dentro de um planejamento semanal, mas é importante que ele fique ciente que ele só deverá colocar o material na rua no dia e hora programados para a coleta”, alertou.



Texto: Kátia Aguiar-Ascom Sesan



Fotos: João Gomes

Começa segunda turma

de capacitaçã​o

profission​al da Funpapa

Primeiro Centro de Capacitação Profissional da área de assistência social de todo o Brasil, implantado pela Prefeitura , o Centro de Inclusão Produtiva abriu nesta sexta-feira,4, as portas para a segunda turma de capacitação profissional que pretende beneficiar 400 usuários.

Só neste primeiro semestre a meta é capacitar 1.200 beneficiários dos programas de renda do Governo Federal. O curso é dividido em três etapas, capacitando 400 usuários cada uma. Os cursos que acontecem nos turnos da manhã e tarde, de 8h às 12 e das 13h às 17h são: culinária, cabeleireiro, corte e costura, manicure e pedicure, operador de caixa, garçom e garçonete, depilação, banho de lua e estética facial, recepcionista e telefonista com informática básica.

Através da Fundação Papa João XXIII (Funpapa), os cursos têm como objetivo capacitar usuários preparando-os para entrar no mercado de trabalho e, para isso, conta com parcerias de vários estabelecimentos comerciais, como supermercados, lojas de departamentos, hospitais, panificadoras, por meio dessas parcerias grande parte dos usuários capacitados já sai empregado.

A coordenadora do BPC (Benefício de Prestação Continuada),Socorro Souza, falou da importância da capacitação profissional para entrar no mercado atualmente. “Ter oportunidade de começar uma capacitação profissional é uma vitória. Os alunos sempre saem daqui com outra perspectiva para o mercado de trabalho e de vida também”, analisou.

No primeiro dia, além da apresentação houve uma palestra motivacional com o tema “Sucesso e Sonho”, ministrada pelo professor Luciano Miranda, que abordou pontos sobre confiança pessoal, autoestima, como alcançar sonhos e conquistar sucesso.

Desde 2004, início da atual gestão, já foram capacitados aproximadamente 6 mil usuários. Além do embasamento teórico e prático, a capacitação oferece um diferencial: ao final do curso, todos os alunos são encaminhados com carta de emprego e cerca de 80% são inseridos no mercado de trabalho por meio de parcerias entre a Funpapa e empresas particulares.

O Programa de Inclusão Produtiva (PIP) contempla, com cursos de capacitação, usuários dos programas de transferência de renda mínima do Governo Federal, entre eles o Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (Peti), Benefício da Prestação Continuada (BPC) e, prioritariamente,o Bolsa Família.

Os participantes dos cursos foram selecionados nos 12 Centros de Referência da Assistência Social (Cras), espaços de atendimento das famílias em situação de vulnerabilidade social, estrategicamente instalados nos bairros mais carentes de Belém. O critério principal para a escolha foi estarem ligados aos programas da Funpapa, cumprindo as condicionalidades do programa, entre elas garantir a frequência escolar das crianças, o acompanhamento na área de saúde e participar de atividades socioeducativas ofertadas nos Cras.



Texto: Luana santos-Ascom Funpapa

Fotos: Laryssa Gorayeb

Programa Agentes Jovens

da Defesa Civil atende

população de Outeiro

Com objetivo de treinar e estimular a participação comunitária com a prática de exercício de cidadania, a Defesa Civil Municipal promoveu o programa de formação de Agentes Jovens no distrito de Outeiro. Na tarde desta quinta-feira, 12, os 67 jovens inscritos tiveram aulas práticas de noções de primeiros socorros e assistiram palestras e documentários sobre as questões do meio ambiente.

No auditório da Fundação Escola Bosque, os alunos - com idade entre 12 a 17 anos - aprenderam como lidar no dia-dia com a prevenção de situações de desastres naturais e ambientais na cidade de Belém. “É uma maneira não somente de ensinar, como também de incluí-los na prática de cidadania plena, estimulando-os desde a juventude a prestar serviços em benefício da comunidade” ressalta o coordenador da Defesa Civil de Belém, Mário Chermont.

A jovem Yanka Vasconcelos, de 16 anos, ficou encantada com o que aprendeu durante o curso e disse que despertou a vontade de seguir adiante com as práticas de primeiros socorros em sua carreira profissional. “Logo que fiquei sabendo quis participar, mas não sabia que seria tão legal e interessante. Pretendo, futuramente, aprofundar meus conhecimentos em primeiros socorros, que me interessou muito” diz a jovem.

Os alunos também tiveram a oportunidade de conhecer um pouco mais sobre os cuidados com o meio ambiente. Em um bate-papo, promovido pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semma), eles foram orientados sobre a prática da reciclagem. Na oportunidade eles também assistiram a vídeos explicativos e de fácil entendimento sobre as consequências negativas causadas pelo acúmulo de lixo despejado em locais inapropriados na cidade.

“O nosso objetivo é transmitir aos alunos não só a importância de cuidar do meio ambiente, como também de ensiná-los a prática de atividades que contribuam para isso. Como por exemplo, a coleta seletiva dentro da sua casa, afim de que futuramente isso venha a ser uma prática comum” explica a coordenadora de Educação Ambiental da Semma, Acácia Rodrigues.

O projeto, que já atendeu os jovens do distrito de Mosqueiro e agora Outeiro, pretende atender também a população de Icoaraci e futuramente alguns bairros de Belém, atingindo a meta de 1000 jovens.



Texto: Izabelle de Mesquita

Fotos: Adriano Magalhães

PMB tem obras do centro

da cidade aos bairros da

Marambaia e Benguí

O Departamento de Obras Viárias da Secretaria Municipal de Saneamento(Sesan) está com 45 equipes de trabalho,  realizando obras que vão de drenagem, terraplenagem, calçada e meio com linha d’água e asfaltamento em vários pontos da cidade. Somente na Marambaia sete vias recebem obras.   Passagem Fé em Deus, Passagem 1º de Dezembro, Passagem 14 de Outubro, Passagem Batista, Passagem Nazaré, Passagem Ceará e Passagem Miraselva.

No Bairro do Bengui a Prefeitura de Belém, por meio da Sesan finaliza os trabalhos de saneamento  da passagem São Bento. São mais de 1.200 metros de novo sistema de drenagem e asfalto."Metade da via já está pronta, devemos concluir a obra até julho deste ano", detalha o diretor do Deov, Germano Souza.

Os conjuntos Murtosa e Parklândia também recebem serviços de drenagem, terraplenagem, calçada e meio fio com linha d’ água. No centro da cidade as travessas Apinajés, trecho da Tamandaré com a Rua São Boaventura e 16 de Novembro e ainda a São Francisco recebem novo asfalto.

Seis equipes dão suporte à operação tapa-buraco em 16 vias da cidade, entre elas a as Rua Magalhães Barata no Benguí, as  Travessas WE 7 e SN 7 do Conjunto Satélite e a Rua Santa Maria, em Icoaraci. “Todas as obras estão sinalizadas, no entanto, solicitamos  compreensão e

paciência aos motoristas e transeuntes, pois reconhecemos que toda obra causa transtornos mas ao final, depois de concluídos os serviços, os  benefícios são sentidos por toda a população de Belém”, explica o engenheiro.



Kátia Aguiar Jornalista

Registro 1068/DRT-PA

Entulho é o campeão de

demandas no serviço de

atendiment​o da Sesan

No período de janeiro a março deste ano o serviço 0800 da Secretaria Municipal de Saneamento (Sesan) recebeu  cerca de 3 mil chamadas. Destas, 34% das solicitações recebidas pela Central de Serviços ao Cidadão através do serviço 0800- 095-3560 foram de pedidos para retirada de entulho.

A desobstrução de bueiros ocupa o 2º lugar, com 14% das ligações recebidas. Logo em seguida, com 8% está a coleta de lixo domiciliar e com 4,6% está a retirada de galhos de árvores resultantes de podagem.

Para ampliar o canal de comunicação com o cidadão a Prefeitura de Belém, por meio da Sesan, adota desde o início deste mês o número 156 para a solicitação destes serviços. O objetivo é tornar o atendimento mais eficiente, mais rápido e mais simples. “O número 0800 continua ativado, junto com o serviço 156, que tem a facilidade de ter apenas 3 dígitos. Atualmente conseguimos registrar, por dia, cerca de 150 atendimentos, com a mudança do número a intenção é dobrar o número de chamadas para o 156”, diz Aladin Costa, assessor institucional da Sesan.

A intenção é, num prazo de 60 dias, substituir de forma definitiva o 0800 pelo 156. Segundo o assessor, desde que foi instalada a Central de Comunicação com o Cidadão, em agosto de 2011, a Sesan já registrou cerca de 7 mil denúncias para a retirada de lixo e entulho de diversos pontos da capital. “De lá pra cá a população ajudou, e muito, a Sesan a fazer a limpeza da cidade, mas é importante destacar que segundo o Código de Posturas do Município de Belém a Sesan só é responsável  pela retirada de entulho referente a um metro cúbico, quantidade correspondente ao tamanho de um fogão de quatro bocas”, afirmou.

Mesmo assim a Sesan agenda previamente a retirada de entulho por bairro, atendendo uma programação que otimize os recursos públicos. “Em média o entulho é retirado  em até 48 horas, mas pode demorar um pouco mais, pois organizamos o atendimento de demandas de forma que não enviemos um caminhão para a retirada de apenas uma pequena quantidade de entulho”, explica Aladin.

Somente no mês de janeiro foram registradas 1.233 denúncias e no mês de fevereiro 1.035. O serviço 156 pode ser utilizado para solicitar os demais serviços como desobstrução de rede de drenagens, coleta de material reciclável, capinação e abertura de valas.

Serviço: A Central de Comunicação com o Cidadão funciona todos os dias, sempre a partir das 08h00, inclusive com plantões aos finais de semana. A ligação é gratuita e pode ser feita inclusive de telefone celular.



Texto: Edson Oliveira-Ascom Sesan

Kátia Aguiar Jornalista

Registro 1068/DRT-PA

Corregedor​ia da Guarda

Municipal integra

comitê do Consep

A Corregedoria da Guarda Municipal de Belém (GMB) passou a integrar o Comitê Integrado de Corregedores do Sistema de Segurança Pública (CICSP), órgão consultivo do Conselho Estadual de Segurança Pública (Consep). A GMB participa como membro convidado do Comitê e, nessa condição, tem direito a voz nos debates e nas plenárias.

Segundo o  titular da Corregedoria, inspetor Alex Antunes, a inclusão é um fato histórico, uma vez que a GMB sempre pleiteou assento permanente no Conselho. “A ausência da GMB no Consep não se justificava pela má vontade dos seus membros e, sim, por impedimento legal, pois a participação era restrita aos órgãos estaduais que integram o sistema", esclareceu, acrescentando que a inclusão do órgão municipal no CICSP só foi possível em razão de uma Resolução da presidente do Consep,  delegada Nilma Lima, que garantiu a participação de outros órgãos no Colegiado, na qualidade de convidados.

No dia 27 de março ocorreu a segunda participação da GMB no Comitê, ocasião em que foi promovida uma palestra sobre “Crime Militar”, proferida pelo promotor Armando Brasil, do Ministério Público Militar. As reuniões acontecem mensalmente com a participação dos membros natos, membros convidados, além de palestrantes. “Esse convite representa o reconhecimento do trabalho desenvolvido pela Guarda Municipal de Belém junto à sociedade, em parceria com os demais órgãos de segurança, bem como um esforço do Consep em integrar todas as instituições que colaboram com a Segurança Pública do Estado”, completou Alex Antunes.



Texto: Ascom GMB

Guardas apreendem pitbull

na Praça Batista Campos

Guardas municipais lotados no posto de serviço da Praça Batista Campos apreenderam na manhã desta quarta-feira,11, um cão da raça Pitbull, que vagava naquele logradouro sem dono ou qualquer equipamento de proteção. O animal causou alvoroço e medo nos frequentadores da praça, que acionaram os guardas.

A operação envolveu cinco guardas. Apesar do animal aparentar ser novo, na faixa etária entre um ano e meio e dois anos, e parecer dócil a quem se aproximava dele, os guardas acharam mais prudente recolhê-lo ao posto da corporação. De acordo com a guarnição, não foi encontrada coleira ou qualquer outro objeto que identificasse o nome do animal ou seu  proprietário.

Segundo os guardas Lobo e Antunes, do Grupamento de Ações Táticas com Cães (Atac), que foram chamados pela guarnição presente na Batista Campos, o animal seria conduzido ao canil da própria GMB, no Tapanã, e de lá, encaminhado para avaliação médica na Universidade Federal Rural da Amazônia (Ufra).

O cão poderá compor definitivamente o quadro do grupamento da Guarda se apresentar condições físicas que o capacite ao trabalho da corporação. Caso contrário, será disponibilizado para adoção. Isso se o dono do animal não se manifestar.

De acordo com o guarda Fredson, que batizou o cão de Spaike, esta não é a primeira vez que um cachorro é apreendido na praça Batista Campos. Pelas contas do servidor, pelo menos três cães já foram encontrados sem dono naquele logradouro. “Felizmente, todos foram adotados”, lembrou. Além de Fredson, participaram da apreensão do animal o encarregado de posto Baía, e os guardas Antônio Ribeiro, Heron e Nathaly.



Texto e foto: Ascom/GMB

Belém sedia jogos da Liga

do Desporto Universitá​rio

de Quadras 2012

Equipes de nove estados iniciaram nesta terça-feira,10, as disputas Regional Norte e Nordeste da Liga do Desporto Universitário de Quadras 2012 (LDU). Os 1º, 2º e 3º lugares garantirão vaga para a fase final da Liga, em Goiânia (GO), no mês de junho.

Amazonas, Amapá, Bahia, Ceará, Maranhão, Pará, Pernambuco, Piauí e Rondônia estão representados em 42 equipes. Os jogos acontecem durante toda a semana até  o próximo sábado,14. O objetivo do evento é promover a integração dos universitários e das regiões brasileiras através do esporte e da educação, formando e valorizando atletas.

 Quinze jogos marcaram a abertura do Regional NO/NE. O Pará está representado por onze times divididos entre UFPA, Uepa e Esamaz, sendo que a delegação da UFPA é a maior do estado, com equipes de basquete (fem/masc), futsal (masc/fem), handebol (masc.) e voleibol (masc/fem).

No primeiro dia de competições a partida de voleibol entre UFPA e Uepa foi bastante disputada e o placar só foi definido no tie-break. Após perder os dois primeiros sets, a  UFPA virou o jogo e ganhou a partida, ficando na liderança da disputa de vôlei na Regional Norte e Nordeste. “O nosso objetivo é representar bem o estado do Pará, pois estamos em casa e contamos com o apoio da nossa torcida”,destacou Derick Paranhos, técnico da equipe de vôlei da UFPA.

A LDU 2012 é uma realização da Confederação Brasileira do Desporto Universitário (CBDU) com apoio do Ministério do esporte e apoio local da Prefeitura de Belém através da Secretaria Municipal de Esporte Juventude e Lazer (Sejel) e da Federação de Esportes Universitários do Pará (Feup).

As partidas estão sendo realizadas no ginásio do Paysandu, que recebe os jogos de basquete; no ginásio da Escola de Educação Física da Uepa, que é sede das disputas de futsal,no ginásio do Núcleo de Esporte e Lazer (NEL) da Seduc, onde acontecem as partidas de handebol  e no ginásio Altino Pimenta, que está sendo palco do torneio de voleibol. A entrada é gratuita e os jogos começam a partir das 9h.

Serviço: Liga do Desporto Universitário de Quadras 2012.Locais de jogos:
Basquetebol: Ginásio do Paysandu Sport Clube. Av. Nazaré, 404.

Futsal: Ginásio da Escola Superior de Educação Física.Av. João Paulo II, 817.
Handebol: Ginásio do Núcleo de Esporte e Lazer da Seduc-PA (NEL). Av. Dom Romualdo de Seixas, 1215, Umarizal.
Voleibol: Ginásio Altino Pimenta. Av. Visconde de Souza Franco, 456.



Texto: Leila Serrão

Fotos: Keilon Feio

Resultado das oficinas
do Curro Velho
Filme mudando


O samba paraense e
jurunense tem nome:
Geraldo Nogueira

 A Nação Jurunense está feliz em saber que seu maravilhoso filho vem encantando e encantando nos quatro cantos do Estado do Pará, fazendo o que sempre gostou: cantando especialmente o samba, o ritmo de todas as nações. Trata-se de Geraldo Nogueira. Atualmente ele vem realizando shows nos municípios de Bragança e Capanema.
O jovem sambista aos 17 anos com recursos próprios do paitrocinador e de amigos Geraldo Nogueira realizou curso de cavaquinho no SESC com a fera e professor Ademir do Cavaco. Começou cantando no Grupo Tom Maior, fundado com recursos próprios do patrocinador e grandes amigos. Geraldo fez parte ainda do grupo, ao lado de grandes amigos como Beija (falecido); Jorge (cavaco); Carioca (falecido), Violão, na percussão; Eron (falecido), Mesquita, Maurício, Delson, Do Morro e Marquinhos, hoje no Grupo Nosso Tom; Marquinho Sorriso e Fernando (voz). Geraldo também integrou o Grupo Raízes do Rancho, que infelizmente terminou, e era um grupo que tinha grandes promessas.

Geraldo Nogueira segue tranquilamente com sua carreira solo e aumentando o número de fãs pelos quatro cantos do Pará.

Operação Zebra
apreende máquinas

caça-níquel em Belém




                A repressão à exploração de jogos de azar resultou, na tarde desta quinta-feira (10), nas apreensões de 40 máquinas eletronicamente programadas, conhecidas como "caça-níqueis", durante a operação Zebra, em Belém e Ananindeua, na região metropolitana. Executada por mais de 100 policiais civis e militares, a ação foi baseada em denúncias anônimas feitas ao serviço Disque-Denúncia 181, de pontos onde havia a exploração de máquinas e jogo do bicho.

                Durante mais de um mês, 22 locais foram investigados pela Polícia Civil, que, a partir do levantamento, deflagrou a operação policial. Dezoito pessoas foram enquadradas em termo circunstanciado de ocorrência por exploração de jogo de azar. Duas bancas de jogo do bicho foram estouradas. Os procedimentos foram lavrados na Divisão de Investigações e Operações Especiais (Dioe), Divisão de Repressão ao Crime Organizado (DRCO) e Divisão Especializada em Meio Ambiente (Dema).

                A operação foi executada por cinco equipes, que se dividiram para abordar os alvos situados nos bairros do Coqueiro, em Ananindeua; e Pedreira, Sacramenta, Marco, Marambaia, Cremação, Canudos, Cabanagem, Castanheira, Mangueirão, Águas Negras e Tapanã, em Belém. A ação teve apoio de policiais militares do Comando de Missões Especiais, policiais civis do Grupo de Pronto-Emprego (GPE) e agentes da Secretaria Adjunta de Inteligência e Análise Criminal.

                A maior parte das máquinas apreendidas foi encontrada na área do conjunto Cordeiro de Farias, no Tapanã, onde mais de dez equipamentos foram recolhidos de pontos comerciais na feira do bairro. Cinco pessoas foram conduzidas à Dioe. A equipe apreendeu, em um ponto de jogo de bicho, na passagem Vila Nova, na Sacramenta, quatro máquinas de caça-níquel, além de dinheiro oriundo de jogo de bicho.
                As equipes levaram as máquinas apreendidas para a DRCO, para lavratura dos procedimentos policiais. Um equipamento de leitura de cartões magnéticos foi apreendido em um ponto de jogo de bicho no Coqueiro. No Brasil, a prática de exploração de jogos de azar é ilícita e proibida pela Lei de Contravenções Penais.
                As máquinas de caça-níquel funcionam com moedas de R$ 0,25, com a promessa de dar ao vencedor dos jogos 100 vezes o valor da quantia apostada. A prática é repudiada pela população, que tem denunciado, com frequência, por meio do Disque-Denúncia. As máquinas ou alguns de seus componentes não são fabricados no Brasil, o que gera suspeitas da prática de crime de contrabando ou descaminho.


Texto:
Walrimar Santos-Polícia Civil


Sefa apreendeu mais
de R$ 30 mil em
mercadorias em
loja de shopping

                Auditores da Secretaria de Estado da Fazenda (Sefa) apreenderam na tarde de quarta-feira (09), mercadorias no valor de R$ 33 mil, numa loja de um shopping na Região Metropolitana de Belém, devido à falta de documentação fiscal. “A Nota Fiscal apresentada pela loja era destinada a outro estabelecimento da franquia, em outro endereço, caracterizando quebra de trânsito. O contribuinte foi alertado que não poderia funcionar sem os documentos, e como não encerrou a atividade foi necessário apreender as mercadorias”, esclareceu a coordenadora  da unidade fazendária em Belém, auditora Márcia Costa.

                O estabelecimento já procurou a Sefa para fazer o cadastro no Portal de Serviços da Secretaria, a fim de solicitar notas fiscais série D. “A Sefa se empenha em agilizar o atendimento ao contribuinte. Entretanto, o sistema de emissão de notas é informatizado e requer um prazo para autorização de documentos fiscais”, explicou a auditora.

                A Operação de Fiscalização Dia das Mães, realizada em lojas de quatro shoppings da Região Metropolitana, prossegue até sábado (12). Auditores da receita estadual vão visitar 430 lojas, verificando a regularidade fiscal - existência da inscrição estadual e dos documentos fiscais, e o uso dos  Equipamentos Emissores de Cupom Fiscal (ECF) e de notas  fiscais.

Irregularidade - Até agora foram apreendidos oito Equipamentos Emissores de Cupom  Fiscal (ECF) e um bloco de notas  que estava sendo utilizado de forma  irregular. “O bloco de nota fiscal só pode ser utilizado no  estabelecimento com a mesma inscrição estadual, e já encontramos lojas com inscrição estadual de um endereço e que utilizam o bloco da loja de outro endereço. Isto não pode acontecer, pois a nota está vinculada à inscrição do contribuinte”, reiterou Márcia Costa.

               Os auditores continuam verificando as lojas que na tarde da última terça-feira (8) fecharam as portas por não estarem cadastradas no Fisco. Das sete, duas se regularizaram e já estão funcionando, e as demais  estão providenciando a regularização.
“Para funcionar, o estabelecimento comercial deve ter inscrição estadual na Sefa e documentos fiscais. Sem isso corre o risco de ser autuado e ter as mercadorias apreendidas”, informou Márcia Costa.
                Consumidores que queiram denunciar a não emissão de nota ou cupom, ou ainda o uso de documentação fiscal irregular, podem ligar para o call center da Sefa, 0800-725-5533.

Texto:
Ana Márcia Pantoja-Sefa

Painel em Belém
discutirá a Lei de Acesso
à Informação Pública
                Entre em vigor quarta-feira (16) a Lei nº 12.527/ 2011, de 18 de novembro do ano passado, conhecida como a Lei de Acesso à Informação Pública, considerada um marco no regime democrático brasileiro. Em Belém, acontece o painel "Lei de Acesso à Informação Pública: a publicidade como regra e o sigilo como exceção", com a finalidade de identificar oportunidades e desafios à implementação da legislação, articulando ações coordenadas para democratização de dados e informações públicas.
                As inscrições são gratuitas e podem ser feitas pelo e-mail osdebelem@gmail.com. É necessário informar o nome completo, profissão, organização (se houver) e telefones de contato. A programação acontece de 16 às 18 horas, no auditório do Conselho Regional de Contabilidade (CRC), que fica na rua Avertano Rocha, 392, entre travessas Padre Eutíquio e São Pedro, em Batista Campos.

                A palestra de abertura será “Lei nº 12.527/ 11: Lei de Acesso à Informação Pública”, por Danielle Moura, coordenadora do Núcleo de Ações de Prevenção à Corrupção da Controladoria Geral da União (CGU). Em seguida, o professor e pesquisador em direito à informação Lucivaldo Barros, da Universidade Federal do Pará (UFPA), falará sobre “Estratégias para implementação da Lei de Acesso à Informação Pública”.
O painel será encerrado com o lançamento do Grupo Virtual de Defesa da Lei de Acesso à Informação, com Ivan Costa, presidente do Observatório Social de Belém. O evento é promovido pelas entidades Artigo 19, Rede Amarribo e Observatório Social de Belém, com o apoio do Fundo de Democracia das Nações Unidas (Uundef), CRC, CGU, Faculdade de Biblioteconomia da UFPA, Grupo de Educação Fiscal no Estado, Ministério Público do Estado, Procuradoria da República no Pará, Sindicato e Organização das Cooperativas Brasileiras do Pará e Tribunal de Contas de União (TCU).

Texto:
Ana Márcia Pantoja-Sefa


Incubadora da Uepa
oferece cursos de
empreendedorismo

                O projeto Empreenda & Apareça, da Rede de Incubadoras Tecnológicas da Universidade do Estado do Pará (Uepa), está inscrevendo interessados em participar de quatro cursos ofertados em parceria com o Serviço Brasileiro de apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) neste mês, e que têm como tema central o empreendedorismo.
As inscrições custam R$ 20 para cada curso e podem ser feitas pelo site
http://www.uepa.br/paginas/empreenda/. Os cursos são: introdução ao departamento pessoal, tributação nas MPEs, controles financeiros e formação de preços de vendas. A Rede de Incubadoras Tecnológicas da Uepa fica na travessa Enéas Pinheiro, 2.626, entre avenidas João Paulo e Perimetral, no bairro do Marco. Mais informações: (91) 3276-9511, ramal 217/219.


Terapia com música
leva alegria a
pacientes da Santa Casa




                Pacientes mais alegres, motivados e que, por alguns momentos, esquecem o sofrimento provocado pelas doenças. Esse é o resultado da aplicação da musicoterapia nas enfermarias do setor de Clínica Médica da Santa Casa de Misericórdia do Pará, um trabalho realizado toda sexta-feira pela terapeuta ocupacional Clévia Dantas.

                Ela atesta o resultado positivo da musicoterapia como recurso de tratamento de doentes. “Comecei a introduzir o projeto com voz e violão, e logo percebi que os pacientes reagiam espontaneamente, mais motivados e com melhor enfrentamento da doença”, contou Clévia. Diante da aceitação pelos pacientes, ficou estabelecido que toda sexta-feira a terapia fosse aplicada.
                E na tarde desta quinta-feira (10), pacientes da Santa Casa viveram mais um momento de interação com a música, graças à visita dos cantores Beto e Leno, que animaram uma das enfermarias do hospital ao som do ritmo sertanejo universitário. A visita fez parte das ações alusivas ao Dia das Mães, comemorado no próximo domingo (13).

Bons momentos - Para a paciente Elane Ramos, 23 anos, moradora do bairro Parque Verde, em Belém, a apresentação foi muito importante. “Estamos aqui internadas, longe de nossas casas, da família, de nossas coisas. A música nos ajuda a lembrar de nossos bons momentos e esquecer a doença, ainda mais com Beto e Leno. Hoje me sinto muito feliz”, declarou.
                Claudiene Ferreira Alves, 21 anos, mãe de duas crianças, está internada na Santa Casa há cinco dias e é uma das entusiastas da terapia, que segundo ela contribui para sua recuperação. “Essa homenagem às mães me emociona. Tenho dois filhos e estou longe deles. Na verdade, é uma mistura de emoções. Choro não porque estou triste, mas sim por acreditar que posso vencer e me curar. A música nos passa esse sentimento positivo”, afirmou Claudiene.

                Para os irmãos Beto e Leno, a ideia de cantar para os pacientes surgiu quando a mãe estava internada na Santa Casa. “Vimos que nossa mãe foi muito bem tratada. Sua recuperação foi muito rápida. Agradecemos a toda a equipe que, com muito carinho e atenção, cuidou de nossa mãe. E a única forma que tínhamos de agradecer era cantando. Hoje estamos aqui retribuindo o carinho e levando uma palavra de conforto, momentos prazerosos, de alegria, além de poder dizer que Deus cura tudo. É só ter fé”, contaram os artistas.

Texto:
Alessandro Borges-Santa Casa

Uepa abre pré-inscrição
a dois cursos de
capacitação para servidor

                Estão abertas as pré-inscrições de candidatos a dois cursos de capacitação oferecidos na modalidade ensino a distância, ligados ao Programa de Qualificação dos Servidores Técnico-Administrativos da Universidade do Estado do Pará (Uepa). Trabalhadores de todos os campi da instituição, capital e interior, podem se inscrever aos cursos, promovidos em parceria com o Centro de Capacitação da Universidade Federal do Pará (UFPA) e com a Escola Nacional de Administração Pública (Enap).
                Os interessados devem se inscrever pelo e-mail codepe.uepa@gmail.com, e o título da mensagem enviada deve ser "Inscrição EAD - Nome do Curso". No texto, o interessado deve informar novamente o nome do curso, sua matrícula de servidor na universidade, nome completo, CPF, setor de lotação, cargo, endereço de e-mail para contato e número de celular para contato. Mais informações na Uepa, no prédio da Reitoria, localizada na rua do Una, 156, bairro Telégrafo, Belém, ou pelo telefone (91) 3299-2266.
             
  Abaixo, os cursos que serão oferecidos:

                Gestão estratégica de pessoas e planos de carreira

                Período: 26/6 a 16/7/2012

                Data para pré-inscrições: 21/5/2012

                Legislação aplicada à gestão de pessoas - Lei nº 8.112/ 1990

                Período: 24/7 a 20/8/2012
                Data para pré-inscrições: 19/6/2012

Texto:
Marcela Conde-Uepa

Ação emergencial diminui
alagamentos na área
do Tucunduba


               
Este ano, os alagamentos na área da bacia do Tucunduba, em Belém, foram amenizados em cerca de 60%. O resultado é fruto de uma ação emergencial posta em prática pelo governo do Estado, por meio da Secretaria de Integração Regional, Desenvolvimento Urbano e Metropolitano (Seidurb), entre os meses de janeiro e março, período de maior incidência das chuvas na região. Os recursos aplicados pelo governo do Estado, para evitar transtornos às comunidades da área, foram superiores a R$ 1,4 milhão.

                O plano consistiu em duas etapas. A primeira incluiu a limpeza e dragagem do canal, com a desobstrução de alguns pontos críticos, para dar vazão à água da chuva, evitando o transbordamento e possíveis alagamentos. Foram instalados “stop-logs”, que funcionam como minibarragens de madeira, projetadas para evitar o avanço da maré. A dragagem feita no canal retirou cerca de 50 mil metros cúbicos de entulho.

               A segunda etapa abordou a questão social, envolvendo as famílias que residem próximo ao Tucunduba. Desde a concepção do plano, foi previsto o atendimento, por meio dos órgãos de proteção social e de infraestrutura urbana, aos moradores que tiveram de ser remanejados para que o projeto de urbanização fosse iniciado, e também àqueles que ainda permaneceram no local. O governo estadual concede, para 525 famílias, o auxílio-moradia, usado no pagamento de aluguel até a entrega das novas casas.

                O titular da Seidurb, Márcio Spindola, avaliou os resultados alcançados com as ações. “Todo o planejamento foi posto em prática, e o nosso objetivo foi alcançado. De forma geral não tivemos grandes alagamentos, e boa parte da população do entorno não ficou mais embaixo d’água, como costumava acontecer em anos anteriores”, reiterou o secretário, ressaltando que o trabalho realizado não foi definitivo, e sim um mecanismo estratégico adotado para amenizar ou conter os alagamentos.

Macrodrenagem – Os problemas com as enchentes do canal só serão resolvidos com o projeto definitivo da bacia do Tucunduba, previsto para começar a ser executado pelo governo do Estado no próximo ano. O projeto de Saneamento Integrado da Bacia do Tucunduba, envolvendo etapas de dragagem, saneamento e habitação, está previsto desde 2007, por meio de um contrato com a Caixa Econômica Federal (CEF), e recursos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), via Ministério das Cidades.

                Depois de passar quatro anos parado, no final de 2010, a gestão anterior apresentou algumas mudanças no projeto original, que na avaliação da Caixa Econômica não resolveriam o problema dos alagamentos, o que fez com que o órgão federal não aprovasse o projeto. Consequentemente, a Caixa não repassou os recursos para a execução da obra.

                A atual gestão estadual observou que algumas alterações deveriam ser feitas para melhorar a execução do projeto. A primeira foi tirá-lo da área de execução da Companhia de Saneamento do Pará (Cosanpa), à qual estava vinculado até 2012, e repassá-lo à Seidurb. Além da mudança de gestão, o governo também rescindiu o contrato que havia sido feito naquele ano com uma empreiteira, que ficaria responsável pelas obras de macrodrenagem e pela construção de 400 unidades habitacionais em um terreno no bairro da Terra Firme. O conjunto, que abrigará as famílias remanejadas da bacia, começou a ser construído, mas as obras foram logo interrompidas.

               O projeto, que estava paralisado, foi retomado pelo governo do Estado e submetido a uma revisão, em parceria com o Grupo de Pesquisa Hidráulica e Saneamento da Universidade Federal do Pará (UFPA), para garantir a funcionalidade e a execução adequada.

                Segundo Márcio Spíndola, um novo projeto foi reformulado e, ainda no final deste mês, será apresentado à Caixa Econômica, para captação de financiamento, e à comunidade da área. A expectativa é que até o final de 2012, o governo federal dê a sinalização positiva para a retomada das obras.

Recadastramento - Equipes da Seidurb realizam desde a última terça-feira (8), o recadastramento das famílias remanejadas do entorno do canal do Tucunduba e da área do antigo Curtume Santo Antônio, para atualizar as informações socioeconômicas dos beneficiários do auxílio-moradia.

                O recadastramento é necessário para a continuidade das ações sociais desenvolvidas na área de influência do Projeto Tucunduba, pois identificará e atualizará o cadastro das famílias beneficiadas com o auxílio-moradia, e também garantirá maior interação entre as famílias remanejadas.

                A Seidurb montou um escritório na área do antigo Curtume, que funciona diariamente das 8 às 14h, durante todo o mês de maio. Uma equipe de técnicos está disponível para entrevistar e recadastrar os moradores. (Com informações da Assessoria de Imprensa da Seidurb).


Texto:
Amanda Engelke-Secom


Paratur leva a Paragominas
ação contra exploração sexual
                A Companhia Paraense de Turismo (Paratur) promoveu na manhã desta quinta-feira (10), no teatro Reinaldo Castanheira, em Paragominas, nordeste do Pará, reunião com o trade turístico local para tratar sobre a prevenção contra a exploração sexual no setor, por meio do Programa Turismo Sustentável e Infância (TSI). O momento também foi de sensibilizar empresários e profissionais quanto à adesão ao Cadastro Geral de Turismo (Cadastur).

                A reunião faz parte de um conjunto de ações que vem sendo desenvolvido pela Paratur desde segunda-feira, que inclui também o fortalecimento do turismo rural. As ações seguem até sexta-feira (11) e são executadas pelo Núcleo de Registro e Qualidade e Diretoria de Fomento da Paratur. A diretora de Turismo da Secretaria de Cultura, Turismo, Desporto e Lazer de Paragominas, Cirene Aiko, avaliou positivamente as ações e afirmou que Paragominas está bastante à frente no cadastramento dos prestadores de serviços.

                Segundo ela, o município vive um novo momento na gestão com o programa do governo estadual Municípios Verdes, que transformou Paragominas em uma referência nacional em desenvolvimento sustentável. “Agora tudo que fazemos no turismo está relacionado à sustentabilidade, como é o caso do Parque Ambiental de Paragominas”, informou Cirene, destacando a importância do turismo rural no município.

                Segundo Cristiane Barros, do Núcleo e Registro e Qualidade da Paratur, além da reunião desta quinta, a presença da Paratur em Paragominas visa o fortalecimento da gestão e das políticas públicas voltadas ao turismo. Com o programa Turismo Sustentável e Infância, a Paratur vem fazendo a sensibilização com palestras, distribuição de material preventivo, visitas e outras estratégias nos mais de 140 municípios do Pará, em especial nos que integram os seis polos de turismo: Belém, Marajó, Tapajós, Amazônia Atlântica, Araguaia Tocantins e Xingupara. Ao todo foram sensibilizadas no período 12.763 mil pessoas, apresentados 57 palestras e seminários, feitas doze oficinas e 1.087 visitas a prestadores de serviços turísticos.

                Além do combate à exploração sexual de crianças e adolescentes no setor, as ações têm o objetivo de fortalecer o turismo rural e atualizar o inventário da oferta de produtos turísticos locais. A ação faz parte de um acordo de cooperação técnica firmado pela Paratur em outubro do ano passado com a Secretaria de Estado de Agricultura (Sagri), Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater) e Federação da Agricultura e Pecuária do Pará (Faepa), prevendo beneficiar pequenos, médios e grandes produtores rurais na cadeia produtiva do turismo.

               Um conjunto de ações num esforço integrado do governo do Estado vai alavancar o turismo rural como um novo nicho de economia no Estado. O primeiro passo nessa direção foi dado com a assinatura de um termo de cooperação.


Texto:
Benigna Soares-Paratur


Prefeitura vai propor
mudanças na lei que
regulament​a os
Conselhos Tutelares


Para discutir pessoalmente várias solicitações feitas através de ofícios,o prefeito Duciomar Costa recebeu nesta quinta-feira,10,no Palácio Antonio Lemos,os Conselheiros Tutelares de Belém. Entre as solicitações estão a criação de mais dois distritos administrativos em Belém,o aumento do piso salarial, a realização de provas seletivas nas próximas eleições para os Conselhos e que não haja suplentes nas chapas concorrentes.
Os conselheireiros solicitaram ao prefeito que sejam criados mais um distrito no Guamá,que é o bairro mais populoso de Belém e outro no Centro da cidade. A proposta surgiu porque os Conselhos que atuam nos atuais distritos D’água e Dabel respectivamente, não conseguem atender todas as demandas, em função da dimensão da área administrada.

Durante encontro o prefeito Duciomar Costa destacou a importância dos Conselhos Tutelares para a comunidade “Todos nós sabemos da importância do trabalho de vocês, então não mediremos esforços para atender todos os pedidos”,afirmou.

Para o Coordenador Geral dos Conselhos Tutelares de Belém, Vicente Nascimento, o encontro foi muito positivo. “No que depender do prefeito já está resolvido, mas é necessário fazer as modificações na lei e com isso aguardar a aprovação da Câmara Municipal”, explicou

A Coordenadora do Conselho Tutelar VII (Distrito do Bengui), Sônia Braga, informou que os conselhos tutelares estarão em contato direto com a assessoria do Prefeito para saber quando a proposta chegará à Câmara, para então começarem a discutir as reivindicações com os vereadores.

A assessoria jurídica da PMB irá propor as alterações necessárias na Lei 8155/02, que dispõe sobre a política municipal de atendimento dos direitos da criança e do adolescente, e  encaminhará a proposta à Câmara Municipal de Belém para aprovação.


Texto: Luiza Farias
Fotos: Adriano Magalhães

Conselho Estadual de Saúde
Define plenárias para
articular ações
                Com o objetivo de discutir e auxiliar as políticas de saúde do Estado, o Conselho Estadual de Saúde agendou atividades para os próximos três meses. Serão expostas as ações executadas e discutidas as novas metas dos trabalhos a serem desenvolvidos no Pará. Os membros do conselho se reunirão com o Ministério Público Federal (MPF) para falar sobre a participação da comunidade na gestão do Sistema Único de Saúde (SUS).

                Também estarão em pauta as transferências intergovernamentais de recursos financeiros na área e uma audiência pública, que ocorrerá no auditório da Assembleia Legislativa, com intuito de debater a situação de atenção básica, média e alta complexidade e estratégia Saúde da Família do município de Belém.

                Também será debatida a forma de gestão dos Hospitais Regionais Públicos, por meio da terceirização nos serviços públicos de saúde do Estado. Além disso, será feita uma plenária estadual para eleger o novo coordenador estadual de Plenárias de Conselhos de Saúde e a representação do Pará no evento nacional.

                Ainda para este semestre serão discutidos, em reunião extraordinária itinerante, no município de Altamira, sudoeste do Pará, os impactos na saúde pela construção da usina hidrelétrica de Belo Monte. Segundo o presidente do conselho, José de Ribamar Santos, este é um passo muito importante, pois permite discutir na própria localidade as dificuldades e ouvir as reivindicações da comunidade que mora no local.
“Isso se chama democratização do controle social. Vamos debater sobre os problemas com a saúde gerados pela construção da hidrelétrica, e assim encontrar soluções juntamente com a parceria da secretária de Saúde de Altamira, dos responsáveis pela obra e ainda dos governos federal e do Estado”, ressalta.

                Vinculado à Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), o Conselho Estadual de Saúde é um órgão colegiado de deliberação superior do SUS, de caráter permanente. No inicio deste ano, o conselho empossou os 56 novos membros, que representam 25 instituições e entidades em defesa de interesses dos gestores, prestadores, usuários e trabalhadores da área.

                Foram eleitos também o novo presidente, o vice-presidente e o primeiro e o segundo secretários, que compõem a mesa diretora. Para o novo biênio atuam José de Ribamar Santos (presidente) e o secretário de Estado de Saúde pública, Helio Franco, como vice-presidente.

Texto:
Edna Sidou-Sespa


Mutirão da Susipe e
Justiça garante liberdade
condicional a internas
                Mais de 200 internas do Centro de Recuperação Feminino (CRF) receberam, terça e quarta-feira (8 e 9), assistência jurídica no mutirão oferecido pela Superintendência do Sistema Penal (Susipe) em parceria com o Ministério Público e Juizado da 1ª Vara de Execução Penal de Belém. O objetivo foi analisar os processos das presas que cumpriram parte da pena com bom comportamento e têm direito a benefícios como remição de pena, progressão de regime, liberdade condicional e prisão domiciliar.

                A ação faz parte da programação da Semana do Encarcerado, promovida pela Arquidiocese de Belém até sexta-feira (11). Para o juiz, Cláudio Rendeiro, a grande vantagem de planejar um mutirão é poder juntar em um único espaço todos os serviços que em outros casos demorariam meses para tramitar nos órgãos competentes.

                As análises tiveram como resultado 62 benefícios concedidos. Foram cinco livramentos condicionais, três progressões para o regime aberto domiciliar, nove progressões para o regime semiaberto, 19 remições de pena, dez extinções de pena e 16 saídas temporárias. France Mary agora é ex-interna e comemora o momento com muitas expectativas para a nova vida. “Passei um ano aqui na unidade. Cumpri todos os requisitos para ter logo a liberdade e deu certo. Agora estou com muita esperança de rever minha família, cuidar dos meus filhos, conseguir um emprego e nunca mais voltar para essa vida, que realmente não dá nenhum futuro”, disse.
                Os trabalhos foram encerrados quarta-feira (9), com a cerimônia de livramento condicional dos que receberam o benefício, da qual participaram cinco internas do CRF e 13 internos de outras unidades onde também houve mutirões. Durante o ato solene, Cláudio Rendeiro lembrou a força que os internos devem ter na hora de dizer não às tentações da vida ilícita. “Oferecemos apoio para que cada um possa dar continuidade na vida. Farei visitas mensais às unidades prisionais e não quero encontrá-los no cárcere”, disse o magistrado.

                Os beneficiados fizeram um juramento declarando cumprir as regras durante o período de livramento condicional, que é de um ano, entre elas comparecer mensalmente à Vara de Execuções Penais, obter uma ocupação lícita, evitar bares noturnos, não se envolver em confusões e não se ausentar da comarca. Eles receberam orientações sobre empregabilidade e cursos de qualificação, dadas pelos técnicos do Setor de Fiscalização da Pena, da Divisão de Assistência Integrada da Susipe, Fábrica Esperança e projeto Começar de Novo, do Conselho nacional de Justiça (CNJ). A cerimônia foi encerrada com a apresentação do grupo de carimbó do CRF, formado por 20 internas.


Texto:
Nara Pessoa-Susipe


Oficina capacita gestor
de saúde a usar
sistema de relatórios
                Conselheiros estaduais de saúde e diretores e técnicos dos Centros Regionais de Saúde da Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa) participaram, nesta quinta-feira (10), no auditório da Delegacia Geral de Polícia Civil, de uma oficina sobre o Sistema de Apoio à Construção do Relatório de Gestão (Sargsus), ministrado pelo consultor da Organização Pan-Americana de Saúde (Opas) Lívio Lima.

                O Sargsus é um sistema que tem o objetivo de apoiar Estados e municípios na elaboração de relatórios de gestão. Ele foi desenvolvido pelo Departamento de Monitoramento e Avaliação do Sistema Único de Saúde (SUS), da Secretaria de Gestão Participativa do Ministério da Saúde. A iniciativa teve parceria com o Departamento de Informática do SUS (Datasus) e articulação com demais áreas do ministério, como o Departamento Nacional de Auditoria do SUS (Denasus).
                Segundo a cogestora da Sespa, Círia Pimentel, a iniciativa da oficina foi do Estado, ao tomar conhecimento que havia uma dificuldade dos gestores municipais e conselheiros municipais de saúde em usar a ferramenta, situação comprovada pelo elevado número de secretarias municipais de saúde sem relatório de gestão e ausência de validação por parte dos conselhos municipais.

                O Sargsus, destacou ela, serve para o gestor municipal de saúde saber se conseguiu cumprir ou não as metas traçadas no seu plano anual, identificando problemas para melhorar a gestão. Além disso, com ele, o Conselho Municipal de Saúde pode acompanhar de perto a gestão de saúde no seu município e validar ou não o relatório apresentado. “O Sargsus é mais um sistema que assegura a transparência na gestão de saúde pública, então vamos fazer o sistema acontecer”, afirmou.

                Lívio Lima disse que a finalidade da oficina é mostrar o uso e importância do instrumento com atividades práticas, visando ao melhor aproveitamento da ferramenta. O Sargsus está disponível desde 2010, mas o seu uso era voluntário. Por se tratar de um sistema de fácil manuseio, que consegue consolidar num só lugar as principais informações da área de saúde, o seu uso tornou-se obrigatório a partir deste ano, com a publicação da Portaria 575/ 2012 do Ministério da Saúde, que institui e regulamenta o Sargsus, e pela Lei Complementar nº 141, de 13 de janeiro de 2012.
                O sistema tem três ambientes distintos, um para acesso do gestor, um para acesso do Conselho de Saúde e outro para acesso público. “Antes, o acesso era restrito aos gestores e conselheiros, mas agora qualquer pessoa pode acessar o Sargsus”, observou Lívio. “Para ter acesso ao sistema, gestores e conselheiros têm que estar cadastrados para obter login e senha”, acrescentou.

               No ambiente próprio, cabe ao gestor preencher os doze formulários que permitem a importação de dados de outros sistemas, que já são alimentados pelo município. Também é possível anexar outros documentos que o gestor achar necessários. Depois de tudo preenchido, é preciso salvar o arquivo e encaminhá-lo para o Conselho Municipal de Saúde, pelo próprio sistema. A partir desse momento, o gestor não tem mais como alterar os dados.

                Na área do Conselho Municipal, o conselheiro tem acesso ao relatório de gestão elaborado pelo gestor. É o momento, então, de analisar, contestar dados, fazer críticas ou validar o relatório com ou sem ressalva. Quando há contestação, o conselheiro manda o relatório de volta para o gestor fazer os devidos ajustes. No retorno ao gestor, o sistema permite que conselheiro também anexe pareceres e resoluções.

             Ao receber o relatório novamente, os campos preenchidos voltam a ser liberados para o gestor corrigir ou complementar as informações e, então, mandá-las de volta ao conselho para validação. A população só tem acesso ao relatório depois de validado pelo Conselho Municipal de Saúde. O Sargsus também é uma importante fonte de informações para pesquisadores e estudiosos da gestão de saúde no Brasil, por concentrar dados de diversos sistemas do SUS.

                Nesta sexta-feira, a oficina terá como participantes os secretários e conselheiros municipais de saúde dos municípios que não estão alimentando o sistema, mas o evento também está aberto para os secretários e conselheiros de outros municípios interessados em ampliar conhecimento e tirar dúvidas sobre o uso do Sargsus.

Texto:
Roberta Vilanova-Sespa

Visita técnica marca o início
do processo de revitalização
asfáltica na Ceasa
                Como parte do processo licitatório para o início das obras de revitalização asfáltica do pátio das Centrais de Abastecimento do Pará (Ceasa), estiveram presentes na manhã desta quinta-feira (10) na Ceasa, técnicos da Secretaria de Estado de Obras Públicas (Seop) e as empresas que vão participar da concorrência pública.

                A visita técnica é um dos requisitos para participar do processo licitatório, serve para que as empresas visualizem de perto o cenário onde possivelmente irão executar as obras. “É uma maneira das empresas concorrentes conhecerem de perto o espaço físico onde irão atuar” explica o engenheiro José Bernardo Pinho, coordenador do Programa Asfalto na Cidade, da Seop.

                No último dia 30 de abril foi publicado no Diário Oficial do Estado o aviso de licitação, na modalidade Tomada de Preços, para a recuperação asfáltica de todo pátio da Ceasa. A licitação ocorrerá no próximo dia 17 e de acordo com Bernardo até o final deste mês as obras iniciam. “A expectativa é que após a contratação da empresa vencedora e os trâmites legais dentro da secretaria, até o dia 30 de maio as obras iniciem” conclui.

                A revitalização asfáltica e sinalização horizontal irá contemplar todo o pátio da Ceasa e beneficiar não só os trabalhadores do local como toda a população. Para o diretor-presidente da Ceasa, Marco Raposo, a revitalização asfáltica é apenas o início dos avanços estimados para este ano. “Pretendemos ainda este ano construir os galpões da melancia e das flores, além de ampliar o galpão destinado à agricultura familiar” ressalta.


Texto:
Izabelle de Mesquita-Ceasa

Semana dos Museus
nos Espaços Secult
                Museus de todo o mundo recebem homenagens no dia 18 de maio. A data celebra o Dia Internacional dos Museus e é comemorada com uma série de atividades nos espaços culturais. No Brasil, a celebração dura uma semana e em Belém a programação ocorre entre os dias 14 e 18 de maio, durante a 10° Semana Nacional de Museus. São mais de vinte opções de programação com o tema “Museus no Mundo em Transformação”, elaboradas pelo Sistema Integrado de Museus (SIM), da Secretaria de Estado de Cultura, e pela Universidade Federal do Pará.

                O Museu do Estado do Pará, Museu do Forte do Presépio, de Arte Sacra, da Imagem e do Som, Casa das Onze Janelas, Museu do Círio e Memorial Amazônico da Navegação são os espaços da Secult que vão receber a programação a partir do dia 14, segunda-feira. A abertura solene ocorre no Museu do Estado do Pará, às 18h30, com apresentação do Coral Vale Música, sob a coordenação da professora Glória Caputo. Logo depois, às 19h30, ainda no MHEP, tem início a exposição “O Desenhador Manoel Pastana - Entre Traços... Tempo e Transformação”.


Sexta com muito rock
e dança folclórica no
Aniversário da Estação
                O segundo dia de festa pelos 12 anos da Estação das Docas, nesta sexta-feira, 11, pretende levar muito pop, rock e dança folclórica para o público que comparecer a partir das 18h30, no Anfiteatro São Pedro Nolasco. O Grupo Folclórico Frutos do Pará vai fazer um resgate de algumas danças, como a marujada, o siriá e o carimbó, com cerca de 38 dançarinos e músicos. “Preparamos um figurino especial para esta apresentação. Faremos um show com resgate das danças folclóricas do Pará. Esperamos todos por uma única razão, o projeto Por do Som da Estação é uma rica oportunidade de sair de casa e assistir algo que é nosso”, convida a coordenadora do grupo, Nazaré Azevedo.

                Em seguida, é a vez dos “beatlesmaníacos” invadirem a Estação com a Banda Beatles Forever, apresentando canções como “Help”, “Can't buy me love”, “All my loving” e outras para não deixar ninguém ficar parado. “Vamos mostrar um show preparado especialmente para este momento de festa do aniversário da Estação. Quem vier vai conferir um repertório com grandes sucessos dos Beatles”, destaca John Macambira, vocalista e guitarrista da banda.

                A Banda TomarRock assume o controle do palco após o show dos Beatles Forever, dando continuidade ao repertório de rock e pop. “Não podem faltar músicas do Queen, do Legião Urbana e outros sucessos. Teremos um passeio pela musicalidade desde as décadas de 70, 80, e 90. Em nossa primeira vez na Estação traremos um show perfeito neste lugar imprescindível para Belém. Será um show inesquecível”, conta o cantor Floriano Neto.
                Neste sábado, 12, a programação cultural inicia a partir das 18h30, com o Grupo Frutos do Pará, Roguesi e Banda e Banda Quero Mais. A entrada é franca para prestigiar toda a programação que acontece até domingo, 13. Para não ficar de fora desta festa, acompanhe toda a programação no site www.estacaodasdocas.com.br.



Texto:
Isa Arnour -Pará 2000

Cavalaria da PM celebra
204 anos do
Marechal Luís Osório
                As cavalarias da Polícia Militar de todo o Brasil comemoram nesta quinta-feira, 10 de maio, o aniversário de 204 anos do Patrono da Arma de Cavalaria, Marechal-de-Exército Manoel Luis Osório. Em Belém, a data foi festejada com uma cerimônia realizada na Clínica Médico-veterinária da Polícia Militar, localizada atrás do Estádio Olímpico do Pará. Organizado pelo Regimento da Polícia Montada da PM, o evento contou com uma vasta programação.

                Personalidades civis e militares receberam diplomas de Amigo da Polícia e policiais foram agraciados com a medalha de bons serviços prestados. Na ocasião, o 3° sargento PM Genildo da Silva Costa foi agraciado com o título de "Policial Destaque" do mês de abril, obtido durante uma operação que apreendeu um grande número de armas na Região Metropolitana de Belém. Praticantes da equoterapia do Centro Interdisciplinar de Equoterapia (Ciec), da Polícia Militar do Pará, também participaram da cerimônia e fizeram uma demonstração do trabalho social desenvolvido pelo centro.
                Portador de paralisia cerebral, o jovem Reginaldo Silveira Santos, acompanhado pelo Major Leno Carmo, cantou a música “Tocando em frente”, do cantor Almir Sater, que aprendeu durante o tratamento. “Antes ele mal conseguia falar. Depois que passou a participar da equoterapia ele desenvolveu várias habilidades. O trabalho com os cavalos é maravilhoso e está sendo fundamental na recuperação do meu filho”, disse Graça Silveira, mãe de Reginaldo. Ao final do evento, homens da Cavalaria fizeram uma demonstração do trabalho desenvolvido durante as operações militares.

                Histórico – O Regimento da Polícia Montada do Pará, que ficou conhecido como Cavalaria, foi criado em 3 de fevereiro de 1984. É a mais antiga unidade de Cavalaria do Brasil. Atualmente, conta com 100 cavalos distribuídos nos municípios de Belém, Castanhal, Santarém e Tucuruí. Segundo o coronel Lázaro Saraiva, à frente do Comando de Missões Especiais (CME), novos animais deverão reforçar o policiamento nos próximos meses. “Nós já estamos em processo de licitação para a compra de novos cavalos e também iremos iniciar, no segundo semestre deste ano, um curso de polícia montada para capacitar ainda mais o nosso efetivo”, enfatizou.
                Os cavalos utilizados no Regimento de Polícia Montada participam de treinamentos diários com os policiais militares. Eles são utilizados em missões especiais, como reintegrações de posse, jogos de futebol, micaretas e policiamento em praças desportivas. “Nós criamos uma relação de amizade com o cavalo. Ele se torna um parceiro e um grande amigo”, explica o cabo Júlio Fernandes que integra a cavalaria há mais de 20 anos.



Texto:
Bruna Campos-Secom

 Belém pode fechar
propostas da Carta
Amazônia
                Belém já está realizando as consultas públicas para a Carta Amazônia. Nesta quinta-feira (10), no auditório da Federação das Indústrias do Pará (Fiepa), a Secretaria de Meio Ambiente do Estado (Sema) e o Programa Municípios Verdes deram início a reunião que tem a participação de diversos órgãos do Estado e representantes da sociedade civil. Apesar de estar previsto para dois dias (10 e 11 de maio), as consultas públicas em Belém podem ser finalizadas ainda hoje.
                Segundo Kleber Ramos, um dos coordenadores do Programa Municípios Verdes, isso pode acontecer devido ao avanço nas temáticas. “Temos conseguido avançar nos pontos de debate devido ao amadurecimento das discussões em outros municípios. Além disso, tivemos um público menor em Belém devido às paralisações no transporte público. No entanto, isto não é algo que tem atrapalhado diretamente o desenvolvimento do trabalho”, explica o coordenador.

                Para Edna Marajoara, coordenadora Cooperativa Ecológica das Mulheres Extrativistas do Marajó, esta é uma oportunidade de se debater as políticas públicas voltadas para os povos tradicionais. “A gente entende que pra se desenvolver temos que ter políticas públicas. E nós já temos, só precisamos que elas sejam implantadas, como a política nacional de desenvolvimento sustentável para os povos tradicionais ou as políticas para regularização fundiária. As Consultas Públicas para a Carta Amazônia continuam e estão abertas ao público até as 17h horas desta quinta-feira (10), no auditório Albano Franco, da Fiepa. Em Marabá, o mesmo evento ocorre na Câmara Municipal dos Vereadores.

Texto:
Diego Andrade-SECMP


Começou a festa
do aniversário da
Estação nesta quinta
                O complexo turístico da Estação das Docas completa neste mês 12 anos de existência e a Organização Social Pará 2000, que administra o espaço, preparou para os paraenses quatro dias de muita festa que inicia nesta quinta-feira, 10, a partir das 20h, no anfiteatro São Pedro Nolasco. Com muito estilo e arranjos diferentes, o Grupo de Choro Clave da Lua promete mostrar para o público o melhor do "chorinho". Um violão de seis cordas, clarinete, percussão e um violão de sete cordas formam o grupo que já está na estrada há nove anos e se apresenta na Estação pela primeira vez.

“Já nos apresentamos em vários lugares e sempre quisemos tocar na Estação das Docas, e agora temos essa oportunidade que é muito importante e significativa, pois iremos tocar na grande comemoração do aniversário de 12 anos”, destacou Danny Lúcio, fundador do grupo. O gênero brasileiro "choro" será todo apresentado através da música instrumental. “Nosso repertório passa pelos clássicos: ‘Pedacinho de Céu’, ‘Doce de Coco’ e ‘Sou amorosa’ de Chiquinha Gonzaga. E claro nossas composições próprias: ‘Chorinho dengoso para Lúcio Reis’ e ‘O laranja’. Misturamos em um novo arranjo, funk, frevo e retumbão, essa é a peculiaridade do nosso grupo”, antecipou Danny Lúcio.

                A programação do primeiro dia da festa de aniversário da Estação continua às 21h com o Grupo de Samba do Bilão, que tem mais de 20 anos no samba e promete colocar todo mundo pra dançar direto do palco do São Pedro Nolasco. Formado por seis integrantes, o "Samba do Bilão" trabalha com o samba de raiz de mestres como Cartola, Candeia, e até os sucessos contemporâneos, como Fundo de Quintal e Zeca Pagodinho. No repertório que será apresentado na Estação o grupo incluiu "Rosa Branca", "Meu Manto" e "Conceito’’, três músicas autorais.

                O vocalista Bilão comenta sobre a expectativa para a apresentação. “Essa oportunidade de tocar no aniversário da Estação é muito importante para a divulgação do nosso trabalho. Esperamos fazer um show muito animado, contagiando a plateia com o melhor do nosso samba”, comentou. A Estação das Docas continua comemorando seu aniversário de 12 anos na sexta-feira, a partir das 18h30, no Anfiteatro do São Pedro Nolasco.
Programação de Aniversário da Estação das Docas

                Local: Anfiteatro São Pedro Nolasco

                Quinta - 10:

                               20h – Grupo de Choro Clave da Lua
                               21h – Grupo de Samba do Bilão

                Sexta - 11:

                               18h30 - Grupo Folclórico Trilhas da Amazônia (Projeto Por do Som)

                               20h – Beatles Forever
                               21h – Banda TomaRock

                Sábado - 12

                               18h30 – Frutos do Pará
                               19h30 – Roquesi e Banda

                               21h –Banda Quero Mais

                Domingo -  13

                               17h – As Fabulosas Fábulas de Millôr Fernandes (Grupo de Teatro Aldeato/Projeto Por do Sol)

                               18h – Cortejo do Boi Veludinho (Orla)
                               19h - Banda Eu e +3

                               20h30 – Markinho e Banda

Teatro Maria Sylvia Nunes:

                               10h - Cine Estação – Apresenta o filme “Drive” (gratuito)
                               18h - Cine Estação – Apresenta o filme “Drive” (gratuito) 
                              20h30 - Cine Estação – Apresenta o filme “Drive” (gratuito)

                (*) Toda a programação é gratuita.


Texto:
Isa Arnour -Pará 2000


ATENÇÃO - CAPACITAÇÃ​O
SECON SUSPENSA
A Secretaria Municipal de Economia (Secon) comunica que a palestra desta quinta-feira, da Capacitação dos Trabalhadores Informais do bairro do Guamá, foi suspensa devido a greve de ônibus. A Secon informa ainda que as palestras "Atendimento ao Consumidor" e "Resíduos Sólidos" serão remarcadas para a próxima semana, com data à ser definida.

Atenciosamente,

***************************************************************************
Estado poderá receber
investimentos chineses
nos próximos anos








                A agenda de compromissos da missão paraense na Ásia prossegue, agora em Pequim, na China, onde a comitiva participou nesta quinta-feira, 9, de três encontros para firmar parcerias e acordos de cooperação com empresas e indústrias locais. O vice-governador Helenilson Pontes, que lidera o grupo de secretários de Estado, deputados e empresários paraenses, afirmou que importantes projetos devem ser atraídos para o Pará a partir desta missão na Ásia, que iniciou no dia 6, na Malásia.
                Um dos encontros desta quinta-feira, em Pequim, foi com empresários da maior produtora de energia da China. A empresa é especializada na geração de energia limpa e exporta alta tecnologia para todo o mundo, produzindo energias eólica e solar, além de biomassa. Segundo Helenilson, a comitiva paraense conheceu a estrutura e os projetos da gigante chinesa e a convidou para visitar o Pará. “Os dirigentes da empresa se mostram interessados em investir no Brasil, em especial no Pará. Será um grande parceiro de desenvolvimento para o Estado”, adiantou o vice-governador.

                Outro encontro importante, que poderá atrair mais investimentos para o Estado, foi com uma das maiores siderúrgicas do mundo, responsável pela exploração mineral em vários países e também por exportar maquinário para empresas mineradoras. “Nós apresentamos todo o potencial mineral do Pará, mostrando que temos interesse em criar parcerias de negócios com a siderúrgica. Eles são conhecidos como um dos maiores produtores de aço e também como os que fabricam os melhores maquinários para a indústria da mineração. Os empresários ficaram felizes pela nossa visita e disseram que têm planos em investir no nosso Estado. Vamos esperar uma visita da empresa no Pará”, afirmou Helenilson, destacando que a siderúrgica já possui uma sede no Brasil, sediada no Rio de Janeiro.
               Ainda nesta quinta-feira, na capital chinesa, o grupo paraense participou de um coquetel oferecido pelo embaixador do Brasil, Clodoaldo Hugueney, na própria Embaixada. Assim como a embaixadora brasileira na Malásia, Maria Auxiliadora, Clodoaldo se propôs a colaborar com o Estado na captação de contatos para investimentos e parcerias tecnológicas e comerciais. De acordo com o vice-governador, “o trabalho de apresentação das potencialidades do Pará continua durante os próximos dias, com a visita em outras empresas e projetos”.

Nesta sexta, a comitiva acompanhará a assinatura de acordo comercial entre a empresa Oyamota do Brasil, com sede em Castanhal, e a empresa chinesa Kikihar, que é uma das maiores fabricantes mundiais de vagões de transporte de carga. A meta da empresa paraense é produzir esses vagões em Castanhal e exportá-los para todo o país. Ainda nos próximos dias, os secretários que acompanham a agenda deverão participar de uma feira de negócios em Xangai, prestigiando projetos de empresários paraenses. A visita paraense à Ásia deve durar até a quinta-feira da próxima semana, quando a comitiva retornará ao Brasil.

MAIS FOTOS:






Texto:
Thiago Melo-Secom

***************************************************************************

Operação fecha estúdios
de reprodução de mídias
piratas em Abaetetuba

                Uma operação integrada das polícias Civil e Militar levou à desarticulação de dois estúdios clandestinos de reprodução das chamadas "mídias piratas" em Abaetetuba, região do Baixo Tocantins, nordeste do Pará. Denominada "No Break", a ação policial recolheu 47 gravadoras de CDs e DVDs, além de dezenas de mídias em dois imóveis, situados no bairro Algodoal. Os responsáveis pela produção das "mídias piratas", Raimundo Nonato Brabo, 40 anos, e Adenilson Rodrigues Gomes, 28, foram conduzidos à sede da Superintendência Regional da Polícia Civil do Baixo Tocantins, em Abaetetuba. Eles vão responder por violação do Direito Autoral. Os resultados foram divulgados nesta quinta-feira, 10.
A operação foi desencadeada a partir de investigações realizadas pela equipe comandada pelos delegados Délcio Costa, superintendente da Polícia Civil na região, e Marcos Miléo, de Abaetetuba, com o apoio de investigadores e de uma guarnição da PM. Além das mídias e das gravadoras, impressoras, foram apreendidos tinta e papéis usados na confecção dos produtos e ainda DVDs originais que serviam como matriz para as reproduções ilegais.

De acordo com o delegado Marcos Miléo, um dos acusados, Raimundo Nonato, mantinha os equipamentos dentro de um armário com ventiladores para garantir a reprodução initerrupta das mídias. "A cada 10 minutos, uma grande quantidade de CDs e DVDs piratas ficava pronta para venda na área comercial da cidade. Ele fabricava de duas a três mil unidades por dia", explica.

O artigo 184 do Código Penal, em que ambos serão enquadrados, prevê pena de detenção de três meses a um ano para o crime de violação do Direito Autoral, quando o infrator é flagrado com as mídias ilegais. "Quando ocorre a reprodução total ou parcial com intuito de lucro, ou seja, para vender, a pena é aumentada para reclusão de dois a quatro anos, como é o caso", enfatizou.

As operações policiais de repressão ao comércio ilegal de "mídias piratas" vai prosseguir não só em Abaetetuba, mas em toda região do Baixo Tocantins, em atendimento às determinações da Diretoria de Polícia do Interior (DPI), vinculada à Delegacia Geral da Polícia Civil.

Texto:
Walrimar Santos-Polícia Civil










Projeto da PMB incentiva
ações de proteção a
crianças e adolescent​es
m Belém,o combate à violência sexual contra crianças e adolescentes  é trabalhado nas 35 unidades municipais de educação infantil e nas 34 escolas municipais que possuem turmas da educação infantil durante todo o período letivo. Esse trabalho é feito através de ações como caminhadas, cortejos culturais, rodas de conversas, palestras e produções infantis com as diversas linguagens sobre os direitos das crianças.
Por meio do projeto “Direito de Ser Criança e Adolescente” que esse ano traz o tema “Liga da proteção: Proteja nossas crianças e adolescentes. Violência sexual é crime”, a prefeitura de Belém está investindo no combate à violência infantil. A ação, desenvolvida pela equipe técnica de educação infantil da Secretaria Municipal de Educação, tem a intenção de instrumentalizar, professores, gestores, pais, alunos e comunidade para o reconhecimento dos indícios de violência sexual nos espaços educativos e fora deles, além de buscar instrumentos de intervenção que possam combater esse tipo de violência.

Uma mesa redonda no dia 15 de maio, no auditório do colégio Moderno, às 8h, vai discutir o tema do evento,  com a participação do  Propaz,Creas,Comdac e UFPA. O evento contará com aproximadamente 100 participantes ligados à educação infantil do município e representantes das comunidades.

No dia 18 de maio, na praça Batista Campos, está prevista a reunião de todas as ações desenvolvidas nos espaços educativos, com o objetivo de marcar, com um grande ato de manifestação, o  “Dia Nacional de Enfrentamento à Violência Sexual Contra Crianças e Adolescentes”.

 Programação Cultural na praça Batista Campos

Data: 18/05/2012

Horário: 8H30m às 12h

1.     8h às 9h30m - Acolhimento do público infantil e demais participantes

2.     8h30’ – Abertura
3.           3.  8h50’ às 10h20’ - Apresentação cultural dos espaços educativos.
·         1ª UEI – 8h50m às 9h
·         2ª UEI –9h10m às 9h20m
·         3ª UEI - 9h30m às 9h40m
·         4ª UEI – 9h50m às 10h
·         5ª UEI – 10h10m às 10h20m
4.     : 11h20m - Encerramento: Cortejo dos Direitos das Crianças com o grupo  de contadores de histórias  Ayvu Rapytá. 


Texto: Acom Semec

Pará lidera no país a
conclusão de inquéritos
sobre homicídios dolosos
Secretário de Segurança, dr. Luiz Fernando



Delegado Geral, Nilton Athayde
 O Pará é o primeiro na lista dos Estados que cumpriram a meta da Estratégia Nacional de Segurança Pública (Enasp) para conclusão de inquéritos e procedimentos que investigam homicídios dolosos até 31 de dezembro de 2007. Lançada em fevereiro de 2010, a Enasp visa promover a articulação dos órgãos responsáveis pela segurança pública, reunir e coordenar ações de combate à violência e traçar políticas nacionais para a área.
A iniciativa, uma parceria entre o Ministério da Justiça (MJ) e os Conselhos Nacionais do Ministério Público (CNMP) e de Justiça (CNJ), traçou diversas metas, entre elas a elucidação de 142.935 crimes de homicídio, acumulados nesse período em todo o Brasil.
No Pará, estavam nessa condição 4.796 inquéritos, dos quais 84,70% foram concluídos e encaminhados para denúncia ao Ministério Público do Estado. Somente no interior do Pará, a lista de inquéritos sem conclusão até 2007 era de 1.139, dos quais 996 foram elucidados.

Na Região Metropolitana de Belém (RMB) até 2007 eram 3.657 inquéritos sem solução. Desse montante, 3.066 foram encaminhados a partir da Enasp. “Montamos uma comissão, composta por delegados, escrivães e investigadores, que se debruçou sobre esses inquéritos, e o resultado foi um percentual acima de 80% de elucidação dos crimes”, ressaltou o delegado geral de Polícia Civil do Pará, Nilton Ataíde.
Combate ao tráfico - Além da capital, um núcleo para a solução desses crimes foi montado em Marabá, município do sudeste paraense, que integra a região com maior concentração das ocorrências, por vários motivos. De acordo com o secretário de Estado de Segurança Pública e Defesa Social, Luiz Fernandes Rocha, umas das medidas adotadas pelo Sistema de Segurança Publica do Pará foi o combate ao tráfico de drogas. “O tráfico favorece todo tipo de crime. Com o combate a essa prática, tivemos uma redução bastante significativa em todas as modalidades de crimes, incluindo o homicídio”, destacou.

O desempenho da Polícia Civil do Pará foi reconhecido nacionalmente pela juíza federal Tais Ferraz, integrante do Conselho Nacional do Ministério Público, durante o programa Globo News Política, apresentado pelo jornalista Alexandre Garcia.

Segundo ela, o trabalho em conjunto entre a Polícia, o Ministério Publico e o Judiciário, somado aos investimentos em capacitação, estrutura e maior efetivo pessoal especializado, resultam na redução da impunidade, principalmente nos crimes de homicídio. “O Pará está entre os Estados com maior número de elucidação de crimes. É uma prova de que é possível reduzir a impunidade com investimentos e parcerias, que acabem com a burocracia. Hoje temos mecanismos de comunicação que nos permite a instantaneidade”, afirmou Tais Ferraz durante a entrevista.


Texto:
Danielle Ferreira – Secom

Potencial turístico do
Pará é mostrado em
feira no Maranhão

Da Redação
Agência Pará de Notícias















 A 21ª BNTM, feira de turismo voltada à promoção e intercâmbio entre empresários e operadores do trade turístico, foi aberta nesta quarta-feira (09) em São Luís, capital do Maranhão, com a participação do Pará. O objetivo do evento, que reunirá 300 operadores internacionais, 450 fornecedores do mercado nacional e mais de 80 jornalistas especializados em turismo, é comercializar produtos turísticos brasileiros, em especial os destinos nordestinos, nos mercados nacionais e internacionais.
 Com 220 estandes, a BNTM é uma realização da Comissão de Turismo Integrado do Nordeste (CTI/Nordeste), com apoio do governo do Maranhão. O Pará é representado na feira, que prossegue até domingo (13), no Centro de Produção Artesanal do Maranhão (Ceprama), pela Companhia Paraense de Turismo (Paratur) e Secretaria de Estado de Turismo (Setur). Técnicos dos dois órgãos farão uma prospecção sobre a comercialização do potencial turístico do Pará pelos participantes do evento.

 “É importante sabermos se o Pará está sendo comercializado por esse público e quais os produtos turísticos mais atraentes que podem ser comercializados”, disse a presidente da Paratur, Socorro Costa.

SPlano estratégico - Setur e Paratur vão promover o turismo paraense a partir da apresentação do “Ver-o-Pará”, Plano Estratégico de Turismo do Pará, elaborado com a consultoria da empresa espanhola Chias Marketing, que dá uma nova diretriz à forma de comercializar o turismo no Pará, considerado “A Obra-Prima da Amazônia”.

Segundo Adenauer Góes, secretário de Turismo do Pará, a participação na BNTM permite uma análise sobre a aceitação do Pará e sua aproximação dos principais operadores e agentes de viagens que comercializam o turismo brasileiro.
 O objetivo da pesquisa da Paratur e da Setur, segundo Carlos Figueira, gerente de Assuntos Nacionais da Paratur, é perceber ainda os resultados positivos do turismo maranhense, que também executa um plano estratégico elaborado pela Chias Marketing.

 A BNTM é também uma oportunidade para divulgar a Fita 2012 (Feira Internacional de Turismo da Amazônia), que acontecerá em Belém de 21 a 24 de junho, no Hangar - Centro de Convenções e Feiras da Amazônia.



Texto:
Benigna Soares – Paratur


Lúcio Vale apresenta
PEC para garantir
receita de Estados
e municípios

O deputado federal Lúcio Vale (D) com o líder
comunitário jurunense Jackson Santarém
Todas as vezes que o governo federal conceder redução ou isenção referente ao Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI)ou ao Imposto de Renda (IR), excetuando-se aqueles que beneficiem pessoas com deficiência, a União deverá compensar os municípios e os Estados em valores iguais aos das perdas verificadas. Este é o teor da Proposta de Emenda Constitucional (PEC) apresentada pelo deputado federal, Lúcio Vale (PR/Pa) à Câmara Federal.

Em pronunciamento na tribuna da Casa, o parlamentar elogiou a iniciativa do governo federal em conceder reduções,subsídios ou isenções sobre o IPI ou o IR para beneficiar empresas, instituições e entidades com o objetivo de gerar benefícios e empregos para algumas áreas da população, mas disse não concordar que a concessão desses benefícios prejudique a receita dos Estados e dos municípios.

“Embora, na maioria das vezes, essas concessões sejam justas, acabam tirando da população alguns outros benefícios que poderiam ser gerados com a aplicação dos recursos distribuídos aos fundos de participação”, ressaltou Vale, explicando que, a concessão desses benefícios interfere no bolo de recursos que compõe a formação dos Fundos de Participação. “É mais ou menos como dar com uma mão e retirar com a outra”, ressaltou.

Lúcio Vale explicou que a economia de grande parte dos municípios está baseada nos recursos que recebem dos fundos de participação e da previdência social.  Esses dois fatores, segundo ele, são responsáveis pelo desenvolvimento do comércio, pelo bem estar da população e sustentam o pequeno produtor rural e a agricultura familiar. “Assim, quando há uma redução desses valores as condições de vida da população e do município são afetadas de forma drástica, perdendo o povo, o comércio, a pequena indústria e a agricultura local”, disse, pedindo dos demais parlamentares para que a PEC seja aprovada.  “Acreditamos que esta será uma medida justa e oportuna e é o que nos anima a contar com o apoio desta Casa”, finalizou o deputado.
Lei estadual determina
mais segurança para
recém-nascidos
                Uma lei que determina a identificação e mais segurança para recém-nascidos nos hospitais e nas maternidades do Pará foi sancionada pelo governador Simão Jatene e publicada no Diário Oficial do Estado da última terça-feira (8). O objetivo da Lei nº 7.628, de 2 de maio de 2012, é garantir segurança para os bebês, evitando sequestros ou trocas.
                Os hospitais e maternidades devem adotar procedimentos necessários para a identificação tanto do recém-nascido quanto da mãe. Havendo falha ao identificar e dúvida sobre a filiação, as pessoas envolvidas deverão fazer exame de DNA. A lei também estabelece o controle do fluxo de pessoas que entra e sai das dependências dos hospitais.
                Na maior maternidade do Pará, a Santa Casa de Misericórdia, onde são feitos mais de 500 partos por mês, o método mais usado para garantir a segurança dos recém-nascidos é a pulseira de identificação, que os bebês recebem ao nascer. “Há 20 anos trabalhamos com esse método. A pulseira tem uma numeração e é colocada tanto no bebê quanto na mãe. O objeto só pode ser retirado quando o bebê sai do hospital, e mesmo na saída a identificação da pulseira é conferida na recepção da maternidade”, explica a diretora assistencial da Santa Casa, Neila Dahas.
                No berçário da maternidade, todas as mães e os bebês têm a pulseira com a identificação. “Acho muito importante o uso da pulseira. Sempre vemos na televisão casos de sequestros e de trocas de crianças. Com a pulseira, nos sentimos mais seguras”, disse a jovem Rafaela Trindade, 19 anos, mãe do pequeno Pedro Henrique. Além do instrtumento, a Santa Casa tem câmeras de segurança na entrada e saída do berçário e nas salas de parto.
                Para a coordenadora estadual da Saúde da Criança, Ana Cristina Guzzo, a lei sancionada pelo governador reforça as medidas de segurança que já existem nos hospitais. “A segurança dos recém-nascidos e das mães deve ser vista como prioridade dentro dos hospitais”, ressalta. Os hospitais e as maternidades têm o prazo de dois anos, contados da data de publicação da lei, para adotar os procedimentos previstos.

Texto: Bruna Campos-Secom
Greve de rodoviários
restringe horário
de coleta de sangue
                A Fundação Hemopa informa que, excepcionalmente, nesta quinta-feira (10), o horário para coleta de sangue será de 7h30 às 17 horas, em função da greve dos rodoviários.
LAMENTÁVEL!
Hemopa prossegue com
programa de
capacitação de professores
                O Hemopa dá prosseguimento nesta quinta-feira (10) para a segunda etada da oficina de formação de multiplicadores, para capacitar professores das redes pública e privada de ensino. Na primeira fase, ocorrida dia 8, participaram 50 docentes. As ações acontecem até agosto deste ano, com mais nove oficinas para abordar os temas sobre doação voluntária de sangue e de cadastramento de doadores de medula óssea.
                Durante a oficina, a assistente social da Gerência de Captação de Doadores do Hemopa Wânia Maia apresenta a palestra sobre “Educação como base de sustentação para promoção da doação de sangue”. Em seguida, a gerente do setor, Juciara Farias, fala sobre “Mobilizando e motivando multiplicadores para o ato da doação de sangue”.
A programação segue com exibição de vídeo educativo sobre a “Doação de medula óssea: uma lição de vida”. A ação será encerrada com trabalhos em grupos. Segundo Juciara Farias, a oficina está sendo desenvolvida com recursos do Ministério da Saúde, com a finalidade de promover educação continuada para o corpo docente, reafirmando a importância do papel social da escola. “Faremos um total de dez oficinas, com 20 instituições de ensino”, diz.
                A programação prossegue dia 14, em Castanhal, dia 21, em Capanema, e dia 28, em Abaetetuba. Dia 11 de junho, o projeto estará em Redenção, dia 18, em Tucuruí, e dia 25, em Marabá. O cronograma das ações tem continuidade dia 20 de agosto, quando técnicos do Hemopa estarão em Altamira, para, dia 27, seguirem a Santarém. A ação vai gerar relatório final e prestação de contas das atividades em setembro e outubro deste ano.
                Instituições interessadas em compor parceria para impulsionar a doação de sangue e cadastro de doação de medula óssea devem entrar em contato com o Hemopa, de segunda a sexta-feira, de 8 às 18 horas, e aos sábado até às 17h, pelo telefone (91) 3224-5048. Mais informações: 0800-2808118.
Imetropará fará
fiscalização no comércio
                O Instituto de Metrologia do Pará (Imetropará) fiscaliza sexta-feira (11) lojas do centro comercial de Belém, na operação Dia das Mães. A saída das equipes será às 9 horas, da sede do instituto. Ao meio-dia, haverá entrevista coletiva com o presidente Imetropará, Luiziel Guedes. A operação fiscaliza se os produtos têxteis (vestidos, camisas etc...) estão com as informações exigidas por norma do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro), com orientações sobre cuidados, indicação de tamanho e local de origem, entre outros.
Detran forma 44 policiais
militares para atuar como
agentes de trânsito
                O auditório do Departamento de Trânsito do Estado (Detran) foi o local escolhido para a  formatura dos alunos da terceira turma do curso de formação e capacitação de agentes de operação e fiscalização de trânsito, iniciado em 19 de março, com aulas no mesmo local para 44 policiais militares, que agora têm qualificação para atuar pela Polícia Rodoviária Estadual (PRE).
                A coordenadora do curso, Náiry Souza, informou o treinamento teve carga horária de 300 horas, com dez horas de aulas diárias intensivas, divididas entre teoria e prática. O curso foi feito em convênio firmado entre a Polícia Militar e o Detran em 2009. Os policiais militares com qualificação em trânsito já podem participar da operação Veraneio deste ano, que acontece a partir de junho, com ações em balneários e outros locais com fluxo intenso de veículos durante as férias escolares.
                Hoje existem no Estado 252 policias militares preparados para trabalhar no trânsito das rodovias estaduais. “Com essa parceria, estamos conseguindo fechar quase 100% dos policias capacitados para atuar como agentes de trânsito, conforme previsto no Código de Trânsito Brasileiro”, disse o comandante da PRE, Sidnei Profeta. A cerimônia de formatura teve a participação dos familiares dos policiais.

Texto: Orlando Cardoso-Detran

Norte Energia assume
compromisso com
a saúde de Altamira



                A Norte Energia assumiu compromisso com a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa) e Secretaria Municipal de Altamira para financiar, em caráter emergencial, obras de reforma e construção de unidades hospitalares no município, que está com o seu sistema de saúde sobrecarregado por conta das obras de construção da usina de Belo Monte.
                Em reunião nesta terça-feira (8), no gabinete da Sespa, ficou definido que o consórcio ficará responsável pelas seguintes melhodias: reforma e adequação do Hospital Municipal São Rafael, que será preparado para se tornar uma Unidade de Referência Regional Materno-Infantil na Transamazônica, com 70 leitos; reforma, adequação e aquisição de equipamentos para a Unidade de Saúde do bairro Mutirão, com 50 leitos, para que possa atender aos pacientes durante obra no hospital municipal; e construção de uma nova unidade, na mesma área, com mais 50 leitos.
                Os participantes do encontro discutiram o que seria melhor para população e possível de ser feito em curto espaço de tempo. Para o secretário de Estado de Saúde Pública, Helio Franco, o resultado da reunião foi bastante positivo, especialmente porque houve participação democrática de todos os segmentos interessados, no entanto, “espero que os projetos não demorem muito para sair do papel e virar realidade em Altamira”, observou.
                A assessora da Secretaria Municipal de Saúde de Altamira Gracinda Magalhães criticou o Ministério da Saúde, que, segundo ela, não está considerando a realidade de Altamira hoje. O secretário de Atenção à Saúde do ministério, Helvécio Magalhães, deve fazer uma visita em breve ao município. “O Brasil inteiro deve muito para nós, queremos cidadania plena, queremos um hospital novo”, enfatizou.
                Para que os serviços de saúde funcionem adequadamente, também ficou decidido que a regulação do atendimento será feita pela Sespa, por meio do 10º Centro Regional de Saúde, em conjunto com a Secretaria Municipal de Saúde. Participaram da reunião, além de Helio Franco, o secretário extraordinário de Estado para Assuntos de Energia, Nicias Ribeiro, e o representante da Norte Energia, José Ladislau, entre outras autoridades.

Texto: Roberta Vilanova-Sespa
Santa Casa realiza
semana de Enfermagem
                A Fundação Santa Casa de Misericórdia do Pará, por meio da gerência de Enfermagem, realiza de 16 a 19 deste mês, no auditório da instituição, a Semana de Enfermagem 2012. O evento, além de celebrar o Dia da Enfermagem, comemorado sempre no dia 12 de maio, traz para reflexão o tema “Redescoberta da Enfermagem na perspectiva coletiva, na prática da liderança e no aspecto individual e motivacional”. As inscrições podem ser feitas na Gerência de Educação Permanente da Santa Casa. Mais informações: 4009-2322.

Lucinnha Bastos canta
para pacientes
do Ophir Loyola
                Na manhã desta quarta-feira, 9, a emoção tomou conta do Hospital Ophir Loyola, que iniciou a programação em homenagem às mães com a utilização da musicoterapia. Na ocasião, crianças entoaram a canção “Fico assim sem você” enquanto exibiam  faixas com palavras de afeto para as genitoras. Em seguida, a cantora de Música Popular Paraense Lucinnha Bastos, acompanhada pelo músico Figueiredo Júnior, interpretou clássicos como “Ao por do Sol”, “Maria, Maria”, "Não vou sair" atendendo aos pedidos dos pacientes.
                Segundo a coordenadora da Terapia Ocupacional, Elaine Sarmento, a música ajuda a estimular reações e sentimentos. “A música abre canais de comunicação para que os pacientes possam externar todos os sentimentos, sejam tristes ou alegres, e assumir um papel coadjuvante ao ajudar outras técnicas terapêuticas. Reflete na melhora do quadro clínico e provoca uma aceitação do tratamento”, explicou a terapeuta.
                Moradora do bairro da Marambaia, Daniela Monteiro, 39 anos, diz sentir uma alegria dupla. “Nunca fui a um show da Lucinnha Bastos e jamais imaginei que o primeiro seria aqui, dentro de um hospital. Estou feliz em ver as pessoas sorrindo, traz um certo alento. A minha felicidade é maior por saber que vou receber alta daqui a pouco e vou poder passar o dia das mães em casa com meu filho”. Leuzilene Souza, 25, cantava enquanto balançava o pequeno Alan no colo. “Meu filho e eu gostamos de música. Gosto quando preparam esses eventos pra gente, distraem e confortam o coração”, disse.
“Vou levar muito mais do que trouxe. Estar aqui é um verdadeiro aprendizado. Aprendemos a dar valor a cada minuto que vivemos com saúde. Levarei comigo os sorrisos deles, algo que pensava que não ia encontrar. Isso emociona muito e traz um misto de sensações, principalmente sobre o valor da vida”, declarou Lucinha.
Texto: Leila Cruz-Ofir Loyola
Educadores serão qualificados
para promover a igualdade racial
                Em virtude da aproximação do dia 13 de Maio, data em que se comemora a assinatura da Lei Áurea, que aboliu a escravidão no Brasil, e que hoje é reivindicada pelos movimentos que atuam em prol da igualdade racial como Dia Nacional de Denúncia Contra o Racismo, a Coordenadoria de Educação para a Promoção da Igualdade Racial da Secretaria de Educação (Copir/Seduc) está promovendo, ao longo desta semana, o projeto Afro-Pará, que visa formar 600 professores e técnicos da rede pública de educação de 10 municípios paraenses em “Ensino das Culturas e Historicidade Afrobrasileira e Africana e Educação das Relações Étnico-raciais”.
O projeto Afro-Pará é uma formação com módulos presenciais que totalizam 120 horas. Visa, desta forma, garantir a implementação da Lei 10.639/2003, que estabelece o ensino da história e da cultura africana e afrobrasileira na educação básica, promovendo a valorização destas culturas, especificamente as produzidas no Pará, e preparando professores e técnicos para a elaboração de propostas de inserção da temática nos componentes curriculares para desmistificar a inferioridade racial e cultural da população negra e valorizar sua participação na construção do país.
                Nos municípios de Anajás, Juruti, Medicilândia e Prainha as formações já estão em andamento e seguem até o dia 11. As cidades de Breves, Santana do Araguaia e Viseu serão atendidas de 21 a 25 de maio. Em Curuá o curso será ministrado de 11 a 15 de junho e em Faro de 25 a 29 de junho.
Serviço:
- Projeto Afro-Pará
                7 a 11 de maio: Anajás (13ª URE), Juruti (7ª URE), Medicilândia (10ª URE) e Prainha (6ª URE).
                21 a 25 de maio: Breves (13ª URE), Santana do Araguaia (15ª URE) e Viseu (1ª URE).
                11 a 15 de junho: Curuá (7ª URE).
                25 a 29 de junho: Faro (7ª URE).
- Semana Integrada de Combate ao Racismo

                9 a 11 de maio: Salvaterra e Soure (20ª URE)

                Informações: Copir – (91)32015157 ou copirseduc@gmail.com

Parque tecnológico da
capital estará pronto em 2013
                As obras do Parque de Ciência e Tecnologia Guamá  (PCT Guamá) estarão concluídas até julho de 2013. É o que garantiu o secretário de Infraestrutura e Logística para o Desenvolvimento Sustentável, Sérgio Leão, em reunião com os titulares das Secretarias de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), de Planejamento, Orçamento e Finanças (Sepof) e da Fazenda (Sefa). Na ocasião, o cronograma de obras foi apresentado pela empresa responsável pela obra e os ajustes orçamentários necessários à conclusão da obra foram acordados entre Sepof e Secti.
                O  PCT Guamá é um dos empreendimentos mais importantes do Pará e da Região Amazônica no que diz respeito ao desenvolvimento de soluções tecnológicas e à promoção da inovação, voltada ao aumento da produtividade e da competitividade do estado. Sua consolidação é uma das metas prioritárias prevista pelo Plano Diretor da Secti. Atualmente, 99% das obras de infraestrutura básica – instalação elétrica, saneamento e calçamento - já estão finalizadas. Até setembro deste ano, será concluído o Laboratório de Qualidade do Leite e até dezembro, o Espaço de Inovação, que abrigará laboratórios multifuncionais de apoio à inovação para empresas de base tecnológica de vários setores. A Incubadora de Empresas, prédio destinado a abrigar as atividades de criação, crescimento e consolidação de empresas inovadoras, estará finalizada em junho de 2013.
                Dentre os laboratórios que estão em fase de implantação estão os de Óleos Vegetais e Derivados, Engenharia Biológica, Sensores e Sistemas Embarcados, Instrumentação para Produtos Agroindustriais, Qualidade do Leite e os Centros Agroalimentar de Compostos Bioativos da Amazônia e de Inovação Mobiliária. Grandes instituições e empresas já fazem parte do parque tecnológico, como a Universidade Federal do Pará (UFPA), a Universidade Federal Rural da Amazônia (UFRA), a Eletronorte, a Vale, o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) e o Centro de Eficiência Energética da Amazônia (Ceamazon).

Texto: Ana Carolina Pimenta-Secti
Emater vai emitir 80% dos
Cadastros Ambientais de
Trairão até o fim do ano
                Pelo menos 80% das propriedades de agricultores familiares de Trairão, no oeste paraense, devem ter emitidos seus Cadastros Ambientais Rurais (CARs) até o fim deste ano. A meta é do escritório local da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Pará (Emater), que desde abril vem mapeando os lotes produtivos do município, sendo que 120 já foram preliminarmente georreferenciados.
                Em Trairão, onde a necessidade de criação de pasto para a pecuária e uma histórica extração ilegal de madeira provocaram desmatamento superior a 80% em quase todas as propriedades rurais, o CAR não só ajudará a embasar, em termos de informações científicas, projetos de reflorestamento, mas também facilitará a aprovação de crédito ante os bancos, que agora só consideram financiamento de atividades que respeitem os limites legais de exploração do bioma amazônico.
“Mesmo assim, ainda encontramos muita resistência de alguns produtores, que acreditam que o CAR impedirá que continuem trabalhando, quando o que acontece é justamente o contrário: com o CAR, o produtor pode agir sustentavelmente, garantindo recursos naturais para a manutenção das suas atividades”, explica o chefe do escritório local da Emater, o técnico em agropecuária Sérgio Oliveira Jr.
                Nesse caso, segundo ele, o esforço da Emater tem sido no sentido, também, de conscientização. “Queremos mostrar, também, que a diversificação das atividades, como a extensão para a pecuária leiteira e a inclusão de essências florestais nas áreas de pasto, podem significar não só readequação ecológica, mas também complemento de renda”, completa Oliveira.

Texto: Aline Miranda-Emater
“Serie de Câmara”
homenageia Brahms
na Igreja de Santo
Alexandre
                A Orquestra Sinfônica do Theatro da Paz (OSTP) volta a se apresentar na noite desta quarta-feira, 9, às 20h, na igreja de Santo Alexandre, dentro da “Série de Câmara”, que fará uma homenagem ao compositor alemão Johannes Brahms. A entrada é gratuita. Johannes Brahms ficou conhecido com um dos “três Bês da música”, sendo os outros dois, Bach e Beethoven.
O programa do concerto terá “Sonata para piano e violino em lá maior, op. 100” (em três movimentos), com a participação dos músicos Roberta França e Paulo José Campos de Melo; “Sonata para clarinete e piano em mi bemol maior, op. 120, nº2” (em três movimentos), com os músicos Márcio Carvalho e Ana Maria Adade; e “Trio para trompa, violino e piano em mi bemol maior, op. 40” (em quatro movimentos), com a participação dos músicos Sóstenes Siqueira, Roberta França e Ana Maria Adade.
O maestro Miguel Campos Neto destaca a participação dos pianistas Paulo José Campos de Melo e Ana Maria Adade no concerto, já que Brahms era um profundo conhecedor do piano como seu instrumento, e por isso, o compositor "caprichava" mais ainda nessa parte.

Centro de Equoterapia
da PM comemora o Dia
Nacional da Cavalaria




                Nesta quinta-feira (10) praticantes da equoterapia do Centro Interdisciplinar de Equoterapia (Ciec), da Polícia Militar do Pará, irão participar das comemorações pelo Dia Nacional da Cavalaria. O evento vai acontecer a partir das 9h na Clínica Médico-veterinária da Polícia Militar, localizada atrás do Estádio Olímpico do Pará e é realizado pelo regimento da Polícia Montada da PM.
                Os pacientes atendidos pelo Ciec farão um desfile especial em homenagem ao cavalo, elemento principal da equoterapia e ainda haverá a apresentação musical de Reginaldo Santos, 30 anos, atendido pelo Centro há seis anos. “Faz parte do nosso cronograma de trabalho os eventos comemorativos, eles são muito importantes no processo de inclusão social, um dos pressupostos do trabalho que realizamos”, explica o coronel Raiol, coordenador do Ciec.
                A equoterapia é uma prática recomendada a pacientes que possuam pouca autonomia motora ou deficiências comportamentais. O começo do tratamento envolve a família do praticante, que deve se sentir seguro para montar no cavalo. No primeiro dia da hipoterapia, que é o nome dado à primeira etapa do programa, são os pais ou responsáveis que sobem no cavalo. Os principais profissionais envolvidos são fisioterapeutas e terapeutas ocupacionais, que a princípio estimulam a relação entre seres humanos e o animal. “Nosso tratamento é multidisciplinar e complementar a outras atividades. Atualmente 58% das pessoas atendidas estão na primeira fase de tratamento, que é fundamental”, avalia Clóvis Loureiro, psicólogo do Ciec.
                Jadson Gaia dos Santos tem 12 anos, começou o tratamento há três meses. Ele possui paralisia cerebral e seus pais já percebem mudanças físicas e comportamentais no adolescente. “Desde que ele começou está sentando melhor, está mais calmo, fica muito feliz quando vem pro centro. A espera valeu a pena, eu sabia que os resultados eram bons, mas ao ver estas melhoras em tão pouco tempo estou convencido da eficácia”, comemora José Domingos Santos, pai de Jadson.
                Orilene Alves é mãe de Diego, 22 anos, que aos sete meses de idade foi diagnosticado com Síndrome de West (forma grave de epilepsia em crianças) e autismo. Orilene conta que desde a descoberta destas deficiências seu filho faz fisioterapia e acompanhamento psicológico, mas foi na equoterapia que ela sentiu as maiores mudanças no quadro de Diego. "Nestes seis anos de tratamento terapêutico a evolução do Diego foi fenomenal, ele era uma pessoa agressiva, hoje não é mais, melhorou a coordenação e ele que não conseguia se comunicar hoje consegue nos mostrar o que quer através de sinais, usa nossos braços como ferramenta para pegar o que quer”.
Outro ponto surpreendente no tratamento de Diego foi o desenvolvimento emocional. Algumas formas de autismo têm como sintoma o alheamento social. Segundo sua mãe ele era muito arredio com pessoas estranhas e quase não demonstrava afetividade. “Isso mudou muito quando ele passou a se relacionar com o cavalo e com toda a equipe do centro. Os animais aqui são muito calmos e todos são muito atenciosos. O Diego gosta muito do cavalo, a relação entre eles é ótima, ele tinha muito medo no começo, mas hoje ele abraça, beija, é incrível, o animal acalma meu filho”, explica Orilene.
Expansão
                O tempo de espera para a equoterapia ainda é grande, mas a Polícia Militar e o Governo do Estado já desenvolvem ações que pretendem mudar esta realidade. O tratamento de equoterapia realizado no Pará é referência na região Norte do país e o único a atender gratuitamente o público. Atualmente a PM trata 120 pessoas nos centros de Belém e Castanhal e pretende ampliar seus serviços, que envolve o trabalho de mais de 30 profissionais. “Trabalhamos há mais de 20 anos com a equoterapia no Pará, possuímos uma das equipes mais completas do Brasil. Até o final deste ano devemos incluir mais um turno de equoterapia e planejamos a compra de novos cavalos”.
A ampliação do serviço terapêutico será levada também para o interior do Estado. O coronel Raiol irá na próxima semana para Santarém para realizar as reuniões preliminares de reinstalação do centro de tratamento no município. A meta é que ao final de 2012 ele já esteja funcionando. “Estou a caminho de Santarém, o centro de lá deverá ser reaberto até o final deste ano. Ainda temos um projeto de implantar mais dois até o final de 2013, em Marabá e Tucuruí. O Governo do Estado apóia diretamente nosso trabalho, já estamos em contato com a Casa Civil para realizar estas mudanças e desta forma oferecer a equoterapia para mais pessoas”, afirma Coronel Raiol.
Texto: Julia Garcia-Secom
Alunos do Marajó Discutem
 ações de promoção da 
igualdade racial
                As escolas estaduais “Professor Ademar de Vasconcelos”, de Salvaterra, e “Gasparino Batista da Silva”, de Soure, ambas na ilha do Marajó, participam, de 9 a 11 de maio, da “Semana Integrada de Combate ao Racismo”, programação elaborada em torno de um projeto pedagógico coordenado pelo professor Vinícius Darlan e que entra em sua terceira edição. A novidade este ano é que, pela primeira vez, as atividades acontecem de forma integrada e simultânea nas duas instituições de ensino.
                O objetivo geral do projeto é provocar o debate sobre o fenômeno social do racismo, suas formas de operação e consequências. “Temos que ir além da lei federal 10.639/03, que torna obrigatório o ensino da História da África e da Cultura Afro-Brasileira nas escolas de ensino fundamental e médio. Precisamos elevar a auto-estima, mexer com os sentimentos dos nossos alunos e da comunidade”, disse o professor Vinícius Darlan.
                A programação encerrada no dia 11, com a tradicional “Caminhada de Combate ao Racismo”, com concentração a partir das 9h30, em frente à Escola Gasparino, em Soure. Em Salvaterra a concentração será a partir das 15h30, em frente à Escola Professor Ademar Vasconcelos.

Texto: Danielly Gomes-Seduc
Trabalhado​res informais
do Guamá são capacitado​s

Com o objetivo de conscientizar trabalhadores informais do bairro do Guamá e levar conhecimentos para que possam trabalhar de forma regularizada, a Prefeitura de Belém, através da Secretaria Municipal de Economia (Secon), iniciou nesta terça-feira (08) o ciclo de palestras para este público, dentro da Ação de Conscientização Autossustentável do Entorno do Complexo de Abastecimento do Guamá.
Na primeira palestra, os cerca de 150 participantes obtiveram conhecimentos relacionados à Vigilância Sanitária, como manipulação correta de alimentos e boas práticas no ambiente de trabalho. O técnico do Departamento de Vigilância Sanitária da Sesma (Secretaria Municipal de Saúde), Marcos Borges, esclareceu também sobre a importância de se adquirir as carteiras de manipulador de alimentos e de saúde.
Para Cícero Santos, que trabalha com venda de hortifrutis de forma irregular na calçada da rua Barão de Igarapé Miri, o conhecimento é importante para esclarecer sobre a forma correta de se trabalhar. “A ação está sendo muito importante, pois todos queremos trabalhar de forma regularizada”, complementou.
Para que possa atuar de forma efetiva junto aos trabalhadores informais, a Secon está realizando uma pesquisa socioeconômica, que visa traçar o perfil de cada um destes trabalhadores, o tipo de atividade que desenvolvem e como realizam este trabalho. “A partir dos perfis traçados, se trabalhará a regularização deles. O objetivo principal é tirá-los da ilegalidade e transformá-los em empreendedores”, esclareceu a diretora do Departamento de Apoio à Produção da Secon, Iliana Monteiro.
Dentro da ação integrada que está sendo realizada no bairro do Guamá, desde o mês de março, todos os feirantes cadastrados pela Secretaria já foram capacitados e ações de conscientização com a comunidade já foram realizadas. As palestras voltadas para os trabalhadores informais terão continuidade nesta quarta (09) e quinta-feira (10), às 15h, no Lar Fabiano de Cristo, com os temas: “Atendimento ao Consumidor” e “Educação Ambiental”.

Texto e Fotos: Ascom/Secon

Emater incentiva bacia
leiteira de Rurópolis
                Desde o ano passado, 121 famílias pecuaristas de Rurópolis, no oeste paraense, estão sendo apoiadas pelo escritório local da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Pará (Emater) para a melhoria do modelo de produção leiteira, por meio de diagnósticos socioeconômicos e ambientais, inseminação artificial com material genético superior, instalação de cercas elétricas, investimento em infraestrutura que propicie o bem-estar animal, aperfeiçoamento das técnicas de ordenha, agroindustrialização e crédito rural.
                As ações têm o contexto de uma chamada pública do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA), cujo contrato a Emater assumiu com o objetivo de estruturar a bacia leiteira na região. Concentrando um rebanho de mais de três mil cabeças, os produtores representam dez comunidades do município – que, embora já localize uma cooperativa de beneficiamento de leite (a Cooperativa Agroleiteira da Transamazônica – Coopetra, constituída em 2005, com o intermédio da Emater), ainda tem uma agricultura familiar muito restrita à bovinocultura de corte.
“Incentivar a pecuária leiteira em Rurópolis é importante porque, além de garantir alimento diário para as famílias, pode suprir um mercado onde anda faltando matéria-prima, que é o de derivados lácteos”, diz o técnico em agropecuária da Emater, Raimundo Francisco Barroso. Apenas a Coopetra, por exemplo, ainda trabalha com metade da quantidade de leite, cinco mil litros em média, que sua agroindústria tem capacidade para processar por dia, simplesmente porque não tem de quem comprar a produção.
                A ideia da Emater é também desenvolver estratégias de compensação ecológica quanto ao desmatamento provocado pela pecuária, a partir da adoção de sistemas agrosilvopastoris. De acordo com estimativas da Empresa, praticamente todas as propriedades familiares de Rurópolis têm mais de 50% de zona desmatada.
                Com a parceria do Instituto de Desenvolvimento Florestal do Estado do Pará (Ideflor), a Emater vem buscando alternativas de replantio de essências florestais e frutíferas em áreas de pasto. “O sol a pino faz cair o potencial de produção do gado leiteiro até pela metade, porque estressa e esgota os animais. É necessário sombreamento no pasto”, explica Barroso. Dentro do projeto da Emater, estão previstos outros eventos para este semestre, como um Dia de Campo e a instalação de uma unidade de observação.

Texto: Aline Miranda-Emater
Centur abre inscrições para o
Concurso Estadual de
Quadrilhas Juninas
                Começam na próxima segunda-feira, 14, as inscrições da nona edição do Concurso Estadual de Quadrilhas Juninas adulto e mirim, evento que faz parte do Arraial de Todos os Santos, comemoração junina do Governo do Estado do Pará. Na segunda e na terça-feira (15), inscrevem-se as quadrilhas de todos os municípios paraenses, com exceção da Região Metropolitana de Belém. As inscrições ocorrem das 9h às 16h, no Centro de Evento Ismael Nery (1°andar do Centur –Sala G).
                As inscrições das quadrilhas da Região Metropolitana (Belém, Mosqueiro, Icoaraci, Outeiro, Ananindeua, Marituba, Santa Bárbara, Santa Izabel e Benevides) ocorrem na quarta-feira (16), também das 9h às 16h, no Centro de Eventos. Em todos os três dias, serão distribuídas senhas, a partir das 8h30, nas bilheterias do Cine Líbero Luxardo e do Teatro Margarida Schivasappa.
                Para se inscrever no Concurso, as quadrilhas adulto e mirim precisam apresentar: cópia de RG e CPF do primeiro e segundo responsável pela quadrilha; comprovante de residência; release da quadrilha junina (histórico resumido); nome completo de cada miss (se tiver), do marcador, estilista, coreógrafo; número de pares; título e compositor da música de apresentação da quadrilha junina. No caso das quadrilhas mirins, ainda é necessário apresentar autorização junto à 3ª Vara da Infância e da Juventude requerida pelos responsáveis de cada menor.
                Para as inscrições das misses é preciso apresentar: nome completo; cópia de RG e CPF; título e nome do compositor da música de apresentação de cada miss; para menores de 18 anos, declaração de autorização dos responsáveis, cópias de RG e CPF, além da autorização junto à 3ª Vara da Infância e da Juventude requerida pelos responsáveis da menor. As misses das quadrilhas adulta e mirim podem participar em três categorias: Miss simpatia, Miss mulata cheirosa e Miss caipira. Na categoria adulta, ocorre ainda a inscrição da Miss Caipira MIX.
                No Concurso serão premiados: as dez melhores quadrilhas juninas adulto e as dez melhores quadrilhas mirins; os dois melhores marcadores (adulto e mirim); os dois melhores coreógrafos (adulto e mirim); os dois melhores figurinistas (adulto e mirim); o primeiro lugar das categorias Miss Caipira, Mulata Cheirosa e Simpatia (adulto e mirim), bem como a Miss Caipira Mix.
                Servio:
                As inscrições para o IX Concurso Estadual de Quadrilhas Juninas Adulto e Mirim ocorrem nos dias 14 e 15 de maio (municípios paraenses, exceto Região Metropolitana) e no dia 16 de maio (Região Metropolitana), das 9h às 16h, no Centro de Eventos Ismael Nery (1º andar do Centur, Sala G). Mais informações pelo telefone 3202-4371
Texto: Hélio Granado-FCPTN

Setur firma parceria com UFPA
e Universidade de Coimbra
                Garantir troca mútua de esforços para o aperfeiçoamento de atividades relacionadas às áreas de turismo, lazer e cultura. Este é o objetivo de um protocolo de intenções entre a Secretaria de Estado de Turismo (Setur), Faculdade de Turismo da Universidade Federal do Pará (UFPA) e  a Universidade de Coimbra, em Portugal.
 assunto foi tema de uma reunião na tarde desta terça-feira, 8, no Centro Integrado de Governo (CIG), entre o secretário da Setur, Adenauer Góes; Fernanda Cravidão, diretora do doutoramento em turismo, lazer e cultura da Universidade de Coimbra, o professor da UFPA, Álvaro do Espírito Santo, que está concluindo doutorado em gastronomia em Portugal; a diretora da Faculdade de Turismo da UFPA, Silvia Helena Cruz e a professora da UFPA, Nazaré Paes de Carvalho; uma das maiores pesquisadoras da atualidade da interface entre a cultura de Portugal e do Pará a partir do turismo cultural, religioso e gastronômico.
O protocolo será assinado nos próximos dias e a primeira ação resultará na vinda de professores de Portugal para ministrarem curso de capacitação a técnicos da Paratur, Setur, UFPA e dos municípios paraenses ligados ao turismo.

ACSs recebem capacitaçã​o
sobre aleitament​o materno


Mais de 50 Agentes Comunitários de Saúde – ACSs começaram na tarde desta terça-feira (8) a receber capacitação para sensibilizar mães sobre a importância do aleitamento materno exclusivo, período de amamentação do nascimento até os seis meses de vida. O encontro acontece até a próxima sexta-feira (11), no Píer 47, localizado no Complexo Ver-O-Rio, de 14h às 18h.
A atividade faz parte do Programa de Incentivo ao Aleitamento Materno – Proame, desenvolvido pela Referência Técnica da Criança, da Secretaria Municipal de Saúde – Sesma. “Queremos orientar, apoiar e incentivar o aleitamento materno exclusivo. Os agentes são atores de extrema relevância, por que eles que realizam as visitas nas casas e conhecem a saúde do bebê e da mãe”, diz a coordenadora da Referência de Alergia Alimentar,Emilia Rocha.
Ela descreve a importância do trabalho do agente, que pesquisa como é a alimentação da criança,se está ou não sendo amamentada. "Ele (o agente) é quem leva essas informações para o grupo do Programa Saúde da Família”, diz a coordenadora. ACSs de todos os distritos de Belém participam do encontro, incluindo Mosqueiro, Outeiro e Icoaraci.
“Estamos preocupados. Percebemos o descaso de algumas mães com a amamentação e essas informações são trazidas até nós pelos agentes. A criança que não é amamentada está mais propícia a doenças, como resfriados, além de indisposição. A arcada dentária pode ficar defeituosa, por usar mais chupetas de mamadeira”, completa Emilia, sobre os riscos da não amamentação materna.
Ela conta ainda que enfrenta uma batalha com a indústria do leite, que fornece o produto de graça para algumas mães nas maternidades. “Algumas empresas vão até as maternidades dar leite de graça. Enquanto a indústria se esforça para vender o leite artificial, estamos lutando para promover o leite materno. Há casos de mães na própria maternidade receberem latas de leite gratuitamente. Primeiro eles fornecem de graça para depois vender”, relata.
Segundo Emilia, o leite artificial pode trazer sérios riscos à saúde do bebê. “Já descobrimos casos de bebês consumindo leite artificial quando a criança está com sintomas de alergia alimentar, como fezes com sangue. Também já encontramos mães que dão para seus filhos o leite industrial logo na segunda semana de vida”, diz.
Quem vivenciou um caso semelhante foi a ACS Vera Braga. Ela conta que descobriu uma adolescente dando mingau para seu bebê de apenas um mês de vida. “Não era nem leite. Era mingau. A criança estava doente e eu fiz a avaliação. Depois de perguntar muito, a mãe acabou dizendo que dava mingau pra criança”, contou , despertando a curiosidade dos outros agentes. Vera observa que os riscos para a saúde do bebê pode acontecer através da mamadeira contaminada. “A criança corre o risco de ser contaminada com alguma bactéria da mamadeira ou chupeta”, diz.
Outros assuntos também foram apresentados e debatidos, como a anatomia da mama, fisiologia da lactação, vantagens do aleitamento materno, composição do leite materno, técnicas para a amamentação, causas e consequências de uma amamentação incorreta e posições para amamentar, além de  soluções para os problemas mais frequentes sobre amamentação, como ordenhar e armazenar o leite materno e alergia alimentar.

Texto: Liandro Brito -Ascom Sesma
Fotos: Adriano Magalhães
Delegação Paraense de
Ciclismo disputa Copa
Nordeste e Nordeste
da modalidade
                Com o apoio do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Esporte e Lazer (Seel), a Seleção Paraense de Ciclismo embarca nesta quinta-feira (10), para a cidade de Rio Branco, capital do Acre, para disputar a 35ª edição da Copa Norte e Nordeste da modalidade, que acontece neste final de semana, de 11 a 13.
                A competição é válida pelo ranking nacional e tem grande importância pelo fato de ser uma disputa entre os estados e não entre equipes. O Pará venceu três das últimas cinco edições da Copa. A delegação é composta por 16 atletas de oito categorias e mais uma vez o Pará entra como favorito na competição.
                Nos últimos dois meses foram realizadas mais de cinco competições com vários níveis de dificuldade, com o objetivo dos atletas chegarem bem preparados e com total ritmo de competição. Serão esperados 300 atletas dos 16 estados das duas regiões para a disputa das provas de Contra-Relógio, Criteriun e Resistência.
                A Deleção Paraense é composta pelos seguintes atletas:
                Walmir Conceição Silva - Juvenil
                Angelo André da Silva Júnior - Júnior
                Edilson Ribeiro da Silva Kramer - A 1
                Everton Willian de Paula Silva - A 2
                José de Souza Martins - B 1
                Fábio Henrique Martins - B 1
                Antônio Domingos da Páscoa - B2
                Moisés Sales dos Reis - C1
                Raimundo Nonato Raiol da Silva - Veteranos
                Daelson Silva dos Santos - Elite Masculina
                Sérgio Gilberto Barichello - Elite Masculina
                Lourismas Sousa Silva - Elite Masculina
                João Paulo Teixeira Damasceno - Elite Masculina
                Antônio Torquato Gomes - Elite Masculina
                Ruth Jerusa Correa de Souza - Elite Feminina
                Tássya Priscila da C. Brasil - Elite Feminina

Texto: Bernardo Tommaso-Seel

Sema firma acordos
para gerir unidades de
conservação estaduais
                O desenvolvimento de ações para apoiar a implementação, consolidação e gestão das Unidades de Conservação (UCs) Estaduais da região da Calha Norte do Pará é o objetivo da assinatura de acordo de cooperação técnica que acontece terça-feira (8), às 16 horas, no auditório da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema).
                A cooperação técnica tem a participação de instituições governamentais e organizações não-governamentais (ONGs) e também vai capacitar técnicos da Sema que atuam na gestão dessas áreas.O acordo será celebrado entre a Sema e os Institutos Florestal do Pará (Ideflor), do Homem e Meio Ambiente da Amazônia (Imazon), de Floresta Tropical (IFT) e de Manejo e Certificação Florestal e Agrícola  (Imaflora), Conservation International do Brasil (CI) e Equipe de Conservação da Amazônia.
                As Unidades de Conservação da Calha Norte são as Florestas Estaduais (Flotas) do Paru, de Faro e do Trombetas, Estação Ecológica do Grão-Pará e Reserva Biológica do Maicuru, criadas em 2006. Todas essas Unidades já têm planos de manejos elaborados e publicados no Diário Oficial do Estado.

Texto: Káthia Oliveira-Sema
Concertos Didáticos de
maio reunirão alunos de
11 escolas da rede pública
                A série Concertos Didáticos do mês de maio vai apresentar dois grupos da Fundação Carlos Gomes a alunos de 11 escolas da rede estadual de ensino Fundamental e Médio. Será no Theatro da Paz dia 16, sendo que na sessão das 10h haverá a exibição do Quinteto de Metais e às 16h a apresentação do Quinteto de Saxofones. Em ambas as performances, os integrantes dos grupos falarão de seus instrumentos, demonstrando suas potencialidades harmônicas, por meio de um programa de temas escolhido especialmente para o público participante.
                Estarão presentes estudantes dos colégios Santa Maria de Belém, Pio X, Rui Barbosa, José Veríssimo, Marluce Pacheco, General Gurjão,  Nossa Senhora de Guadalupe, Placídia Cardoso, Paes de Carvalho, Benedito Chaves e Salomão Muffarrej, escolhidos previamente pela Secretaria de Educação, uma das parceiras da FCG no projeto, juntamente com o Theatro da Paz/Secult.

Uepa prorroga validade
de concursos públicos
                A Universidade do Estado do Pará (Uepa) informa a prorrogação dos editais 031/2010 e 032/2010, que se referem, respectivamente, aos concursos públicos para provimento de 63 vagas em Cargo de Professor Efetivo do Ensino Superior na capital e para provimento de 72 vagas em Cargo de Professor Efetivo do Ensino Superior no interior. A partir da homologação do resultado de cada certame, a validade dos mesmos se estenderá por mais dois anos, conforme especificam os editais abaixo:
EDITAL 042/2012 - PRORROGAÇÃO DO PRAZO DE VALIDADE
DO CONCURSO PÚBLICO ATINENTE AO EDITAL 031/2010
EDITAL 043/2012 - PRORROGAÇÃO DO PRAZO DE VALIDADE
DO CONCURSO PÚBLICO ATINENTE AO EDITAL 032/2010

Terças Musicais apresenta a
Orquestra Infantil de Cordas
                O Projeto Terças Musicais, que apresenta prioritariamente alunos em formação do Conservatório Carlos Gomes, realiza recital nesta terça-feira (8) mostrando o trabalho desenvolvido com a Orquestra Infantil de Cordas, composta por 16 estudantes de Violino, Viola, Violoncelo e Contrabaixo, e o trabalho solo de seis alunos de Violão e Piano, das classes dos professores Aline Onace, Carla Prist, Rodrigo Santana, Lucia Arantes, Margareth Beltrão, Joel Costa, Antonio Cano, Felipe Andrade e Silva e Hilda Azulay.
                Constam no programa as seguintes obras:  "João e Maria", de Chico Buarque; "Co, co, co" de Villa-Lobos/Krauser; "Que lindos olhos" de Rafael dos Santos; "Frivolity", de Muller Rusch e "Carinhoso" de Pixinguinha, que serão executadas pelas crianças da orquestra, e outras de F. Moreno/Torroba, Fernando Sor, L. Fletcher, Schneider, Hazel Martin, Henry Van Gael e Scriabine a serem apresentadas por solistas. A apresentação será na Sala Ettore Bósio a partir das 18h aberto ao público com entrada franca.

Produtora paraense
exporta farinha para Portugal
                A agricultora familiar e líder comunitária Cleane Alves, 37 anos, moradora da comunidade Igarapé Preto, a 35 quilômetros de Itaituba, no oeste do estado, é um dos destaques na diversificação e na qualidade da produção familiar local. Cleane vem se dedicando mais intensamente à produção de mandioca. Através de orientações técnicas oferecidas pela Empresa de Assistência Técnica do Estado do Pará (Emater), o produto antes comercializado in natura, agora está sendo beneficiado e já está sendo exportado para Portugal.
                Na propriedade de 25 hectares, a agricultora cultiva as variedades pingo de ouro e pretinha, que segundo dados técnicos, produzem em menor espaço de tempo e com menor quantidade de fibras na raiz, o que influencia diretamente na produtividade. Cada hectare plantado garante 120 sacos de farinha, enquanto que outras espécies como a amarelinha, uma das mais comuns da região, exigem maior tempo em solo e a produção chega a ser 20% menor.
                A Emater e o Serviço Brasileiro de Apoio a Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) trabalham na identidade visual e também na regularização do produto para a emissão do Serviço de Inspeção Municipal (SIM). “Nossa exportação ainda é tímida porque não estamos regularizados, nossa intenção também é patentear nosso produto”, disse Cleane. Segundo dados da Emater, para garantir uma melhor produtividade da lavoura é de suma importância que o agricultor pratique o trio da produtividade, que corresponde ao corte adequado da maniva, quatro capinas ao ano e o espaçamento adequado das árvores. O manejo adequado do plantio garante 50% de aumento na produtividade. “Outro diferencial do produto oferecido é a qualidade, garantida pela higiene que a agricultora preconiza na produção. Todos os apetrechos são esterilizados e a cada fornada, o forno é todo higienizado, o que garante uma melhor textura, cor, sabor e cheiro ao produto”, explicou o zootecnista da Emater, Luís Felipe Cordeiro.
                A agricultora aproveita a mandioca em sua totalidade - a raiz serve para a farinha e a casca é usada como alimentação alternativa para o gado leiteiro, diminuindo em 25% os gastos com a ração.

Texto: Iolanda Lopes-Emater
Programação especial do
Dia das Mães no
Hospital Ophir Loyola
 O Hospital Ophir Loyola realizará uma programação especial  para as mães nos dias 09, 11 e 14 de maio. O evento terá início  com a apresentação da  famosa cantora paraense Lucinha Bastos. No dia 11, será realizada  missa em  ação de graças em alusão a data comemorativa,  encerrando  no dia 14,  com o Coral  Voz e Vida no Centro Hospitalar Jean Bitar.
Atenciosamente,
Lívia Soares
 Assessoria de Comunicação
Usuários do Parque Aquático
da Uepa elogiam estrutura
deixada por evento internacional
                O Campeonato Sul-Americano de Desportos Aquáticos, realizado no mês de março, em Belém, deixou marcas positivas para a população paraense. O campus III da Universidade do Estado do Pará (Uepa), onde funciona o curso de Educação Física e também o Parque Aquático do Pará, passou por uma reforma significativa em decorrência do evento. “Ficou tudo melhor. Desde a piscina até os vestiários. A reforma foi muito importante porque além de valorizar o nosso parque aquático, também é um estímulo para o nosso trabalho”, disse Raimundo Pena, professor de Educação Física há mais de 20 anos.
                Com a reforma, o Pará passou a ter o segundo maior parque aquático do país. Orçada em R$ 2,3 milhões, a obra iniciou no final de 2011 e foi concluída em fevereiro deste ano. As piscinas, arquibancadas, os vestiários, o placar eletrônico e os trampolins passaram pelas mudanças mais visíveis. “As aulas de salto ornamentais ficaram paradas durante muito tempo devido à falta de estrutura. Hoje, os alunos já voltaram a treinar e nós, professores, temos muito mais entusiasmo para dar aulas nessa modalidade”, comentou o professor de natação, Augusto Martins.
                Os alunos portadores de necessidades especiais também receberam uma atenção especial. Rampas de acessibilidade foram colocadas em torno das piscinas para auxiliar na locomoção dos alunos. Dentro da piscina, barras de sustentação foram fixadas para facilitar o movimento dos portadores de deficiência dentro da água. “As mudanças foram significativas e até estão ajudando na recuperação dos alunos. Com as barras instaladas, eles conseguem se locomover sem que nós tenhamos que carregá-los. Isso é muito bom porque mexe com o desenvolvimento do corpo deles”, explicou Mara Mangas, professora do Programa de Reeducação Motora do Programa Pro Paz nas Escolas.
                Para o jovem Wil Walber, 15 anos, portador de paralisia cerebral, a aula de natação no parque aquático da Uepa é um dos momentos mais esperados da semana. “Ele adora as aulas e depois que as reformas foram feitas no parque, ele passou a gostar muito mais porque já consegue andar sozinho e se sente mais seguro dentro da piscina”, disse Wil Madson, o pai do menino.
                A transformação do campus III da Uepa não para por aí. Segundo a diretora do Centro de Ciências Biológicas e de Saúde da Uepa, Ilma Pastana, já está em processo de licitação, com recursos da universidade, a reforma dos alojamentos, salas de aula e da biblioteca. Também está previsto na Agenda Mínima do Governo a construção da pista de atletismo e da reestruturação do ginásio. As melhorias irão beneficiar mais de cinco mil usuários que utilizam os espaços do campus.
Texto: Bruna Campos-Secom
Ophir Loyola inscreve
para 73ª Semana
de Enfermagem
                O Hospital Ophir Loyola recebe, no próximo dia 14, a 73ª Semana Brasileira de Enfermagem, com a participação das entidades de classe como ABEn, Coren e Sindicato dos Enfermeiros do Pará. Considerado um dos maiores eventos da área, esse ano traz como tema “Associação Brasileira de Enfermagem: 85 anos de compromisso social, participação e luta”, e será realizado de 14 h às 18h, no auditório Luiz Geolás do HOL.
                A programação científica será desenvolvida através de conferências com os seguintes temas: “Compromisso Social, Participação e Luta das entidades de classe”, “Criatividade e Inovação na gestão de Enfermagem” e “Educação e Saúde na Enfermagem. As inscrições estão abertas para residentes, técnicos, auxiliar, treinandos, estagiários de enfermagem e demais profissionais da área de saúde, mediante a entrega de Kits de Higiene com creme dental, escova de dente, sabonete, talco e desodorante ou sabonete, xampu e condicionador, que serão doados ao Núcleo de Acolhimento ao Enfermo Egresso, a casa de apoio do Ophir Loyola, que assiste 49 pacientes oriundos do Interior do Estado e respectivos acompanhantes. Mais informações pelo telefone 3342-1209.

Festival do camarão em Santo
Antônio do Tauá deve
atrair mais de 2 mil pessoas
                Nos próximos dias 19 e 20 de maio, mais de dois mil visitantes estão sendo esperados na 6ª edição do Festival do Camarão da Comunidade Santana da Laura, em Santo Antônio do Tauá, no nordeste do estado. O evento, promovido com o apoio do escritório local da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Pará (Emater), visa a divulgar aquela que é uma das principais atividades da agricultura familiar do município e propiciar a oportunidade de comercialização sem atravessadores – o que garantirá o marisco, considerado uma culinária razoavelmente cara, a preços mais vantajosos tanto para os pescadores, quanto para os consumidores.
“Será possível comprar camarão amazônico de qualidade (a R$ 7,50), ou o gigante-da-malásia (a R$ 20), pela metade do preço praticado pelas feiras de Belém”, adianta o técnico em aquicultura da Emater Arlindo Jr. Além do camarão in natura, no Festival serão comercializados quitutes feitos com o marisco, com complementos como açaí. Outra atração será um circuito de competições entre os próprios pescadores: corrida de canoa, quem faz a melhor poqueca (isca, em forma de trouxinha, feita de folhas de guarumã e farelo de babaçu) e quem pesca o menor e maior camarões. O acesso ao Festival é livre e gratuito.
                A comunidade Santana da Laura, localizada a cerca de 30 km da sede do município, é formada por 28 famílias ribeirinhas, que pescam artesanalmente, nas águas do rio Ubituba, em média 800 quilos de camarão por semana. O lucro de cada pescador gira em torno de R$ 1 mil mensais.
                De acordo com a Emater, essa perspectiva financeira pode aumentar consideravelmente a partir do trabalho extensionista, que vem estimulando o associativismo (porque, vendendo juntos, os produtores aumentam o poder de negociação), a agroindustrialização (vender o camarão já sem casca ou comercializado agrega valor) e a padronização da metodologia de captura: “Uma das propostas é, gradativamente, substituir o matapi pela rede, que facilita a obtenção de camarões maiores. Pescar camarão juvenil [que ainda não reproduziu] gera menos lucro e prejudica o ecossistema”, explica Jr.
                O uso da rede, também, não exige o acompanhamento diário que o do matapi requer: “O produtor pode mexer de duas a três vezes por semana, e mesmo assim ganhar mais, porque os camarões pescados são maiores. Além disso, com mais tempo disponível, o produtor pode diversificar suas atividades – plantando mandioca, por exemplo”, completa Jr.

Texto: Aline Miranda-Emater
Benevides realiza
a sua primeira
exposição de flores
                O município de Benevides realizou, neste final de semana, na praça Santa Maria de Benfica, a primeira Exposição de Flores de Benevides (Expoflorben). Realizada pela Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Pará (Emater) em parceria com a Associação de Floricultores de Benevides (Aflorben), com o apoio da Prefeitura Municipal, a programação contou com oficinas, comercialização de produtos e a I Copa Municipal de Arte Floral.
                No sábado, 5, o barracão do Centro Comunitário Santa Maria de Benfica recebeu a oficina de arranjos de Artes Florais, ministrada por Joaquim Santos, secretário de Cultura do município e membro da Academia Brasileira de Artes Florais (Abaf), que orientou os 16 produtores que participaram da I Copa Municipal de Arte Floral.
                No domingo (6), foram postas à venda plantas em vasos, abrindo o Festival de Flores e também a competição da I Copa de Arte Floral, que despertou o interesse da população pela beleza das flores e pela habilidade com que os produtores montavam seus arranjos. O tempo para concluir a prova foi de uma hora e os critérios de avaliação eram criatividade, utilização de materiais alternativos encontrados na comunidade, estrutura e base do arranjo.
                A vencedora da Copa foi Roseane Gomes da Silva, da comunidade Taquara Murinin, que recebeu como prêmios um troféu e uma bicicleta; o segundo lugar ficou com Hamilton Rosa, que levou um DVD Player e em terceiro lugar ficou Julieta Taketomi Saito, que ganhou um Kit de jardinagem e um pulverizador costal.
                O evento surgiu da iniciativa de dois extensionistas rurais da Emater, Soraya Araújo e Ailson Cardoso, que desenvolvem desde novembro de 2011 o diagnóstico e mapeamento dos produtores de flores do município que fazem parte da Aflorben. "A ideia de fazer a Expoflorben é desenvolver os chamados Arranjos Produtivos Locais, que proporcionam ao produtor emprego e geração de renda e não dar apenas fomento".
                Benevides é o maior produtor de flores da Região Metropolitana de Belém, que tem ainda os seguintes municípios com potencial no ramo: Ananindeua, Marituba, Santa Bárbara, Santa Izabel e Santo Antonio do Tauá. Um dos produtores de destaque da Aflorben, Hamilton Rosa Primo, que cultiva flores e espécies vegetais da Amazônia, diz que a venda de flores é um ramo novo, porém crescente na região. Ele possui em sua propriedade um sistema agroflorestal com diversas espécies, com pomares e flores exóticas, sendo que todo o material orgânico não vai para o lixo, é reaproveitado como adubo das plantas.
                A presidente da Aflorben, Doraci Borralho, 68 anos, também floricultora, diz que o seu faturamento, em média, com flores tropicais, atinge 500 maços, sendo comercializado a R$ 2, a unidade. A Aflorben possui 12 associados e eles já conseguem produzir 1.200 mudas por safra. Os expositores de arranjos florais na Primeira Copa de Arte Floral apresentaram variedades e espécies de flores temperadas que servem para ornamentação de igrejas, residências e cerimônias fúnebres e festivas. Já as flores tropicais, as variedades mais cultivadas são as helicônias, e as popularmente conhecidas como "bastão do imperador" e o "Shampu". A programação cultural teve a escolha do Mister e da Miss Mirins, corrida de revezamento com “ bastão do Imperador”, danças folclóricas com as senhoras da terceira idade, venda de comidas típicas, atrações musicais e concurso da Rainha das Flores de Benevides.
Texto: Marcelo Souza nascimento-Emater

Jornada relacionará saúde,
agravos e trabalho
                O Centro de Referência Estadual em Saúde do Trabalhador (Cerest), da Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), promove nestas quarta, 9, e quinta-feiras, 10, no hotel Beira Rio, em Belém, a V Jornada Estadual em Saúde do Trabalhador (V Jest). Com o tema “A Saúde do Trabalhador enquanto Política Pública no Estado do Pará: Conquistas e Desafios”, o evento tem como objetivo dar continuidade ao processo de socialização de informações, experiências e encaminhamentos a respeito de ações e projetos que visam à implementação da Política de Saúde do Trabalhador no Pará.
                A organização da Jornada conta com a participação de instituições parceiras, que representam os diversos setores em que os trabalhadores estão inseridos - público, privado, formal, informal, urbano e rural. Segundo dados da Organização Internacional do Trabalho (OIT), a cada ano morrem mais de dois milhões de vitimados por acidentes e doenças relacionadas ao trabalho em todo o mundo. No Brasil, ocorreram 723,5 mil registros de acidentes do trabalho no último ano.
                No Pará foram registrados 12.419 casos de acidentes do trabalho e 9.665 casos de incapacidade para o trabalho, segundo dados de 2009, do Instituto Nacional de Seguro Social (INSS). “Acreditamos que esses números devem ser muito maiores, visto que foram considerados somente os trabalhadores que possuem vínculo formal de trabalho”, esclarece a coordenadora estadual do Cerest, Jarina Gomes.
                Composta por palestras, mesas redondas e relatos de experiências, a programação da V Jest abordará os seguintes temas: “A saúde do trabalhador enquanto política pública: conquistas e desafios”, “Saúde mental no trabalho: perspectivas na rede SUS”, “Saúde mental e trabalho: caminho para estruturação dos serviços no Estado do Pará”, “Linhas de cuidado em saúde mental e trabalho no Pará” e “Desafios da intersetorialidade na saúde do trabalhador no Pará. O evento vai encerrar com a criação do Plano de Ação em Saúde do Trabalhador.
                O público-alvo da V JEST é constituído por representantes do Cerest Estadual, Metropolitano, Baixo Amazonas, Itacaiúnas, Tocantins e Araguaia, Vigilâncias em Saúde Estadual e dos municípios de Belém, Marabá, Santarém e Conceição do Araguaia; Comissão Intersetorial em Saúde do Trabalhador (Cist); Conselhos de Saúde Estadual e Municipais de Belém, Marabá, Santarém e Conceição do Araguaia; Sespa, Secretarias de Estado de Administração (Sead), Educação (Seduc), Desenvolvimento Social (Sedes), Meio Ambiente (Sema), Cultura (Secult), Comunicação (Secom), Trabalho, Emprego e Renda (Seter) e de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh), Superintendência do Sistema Penal (Susipe) Departamento Estadual de Trânsito (Detran), Fundação de Atendimento Socioeducativo do Pará (Fasepa), Fundação Santa Casa, Fundação Hospital de Clínicas Gaspar Vianna, Hospital Ophir Loyola (HOL) e Secretarias Municipais de Educação, Administração e Saúde de Belém.
                Além desses órgãos, participarão da jornada representantes da Fundação Jorge Duprat Figueiredo de Segurança e Medicina do Trabalho (Fundacentro-PA), Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS), Superintendência Regional do Trabalho e Emprego, Ministério Público do Trabalho, Ministério Público do Estado, Defensoria Pública; representantes de entidades sindicais de trabalhadores; Centrais Sindicais e Federações, Associação dos Engenheiros de Segurança do Trabalho (Aest) e Associação de Médicos e Peritos do Trabalho (AMPT), Centros Comunitários e Associações de Moradores, conselhos e entidades de classe da área de Saúde, Assistência Social e Meio Ambiente; estudantes; Universidade do Estado do Pará (Uepa), Universidade Federal do Pará (UFPA), Universidade da Amazônia (Unama) e ongs como Unipop, Poema, Pia/UFPA, FASE e Projeto Vidas Paralelas/Rede Escola Continental.
Serviço: A  V Jornada Estadual em Saúde do Trabalhador (V Jest) acontece no hotel Beira Rio, situado na avenida Bernardo Sayão, 4804, bairro do Guamá, próximo ao portão principal da Universidade Federal do Pará. Informações sobre inscrições podem ser obtidas no Centro de Referência Estadual em Saúde do Trabalhador (Cerest), localizado na avenida Assis de Vasconcelos, 583, em frente à Praça da República, em Belém. Fone: (91) 4006-0065.

Texto: Mozart Lira-Sespa

Operação "Dia das Mães"
coloca 280 guardas
municipais nos cemitérios
da cidade
Parte do efetivo de 280 guardas municipais escalados para a “Operação Dia das Mães” já está postada em pontos estratégicos dos cemitérios de Belém e do distrito de Icoaraci para garantir tranquilidade a quem vai prestar homenagens póstumas às mães falecidas. A antecipação do esquema de segurança visa a segurança dos que decidem antecipar a visita e dos homens da Secretaria da Saneamento (Sesan), responsáveis pela limpeza das necrópoles.
De acordo com o chefe da Divisão de Operações da Guarda Municipal de Belém, o inspetor R. Carlos,  a “Operação Dia das Mães” começa nesta segunda-feira (7) e se estende até as 18 horas de domingo (13). Foram escalados para a missão homens do canil, do Operacional e dos grupamentos especiais, como GAT e Rondac. A Guarda faz a segurança interna e externa, sendo que no entorno o trabalho acontece em parceria com as polícias Civil e Militar.
O esquema foi efetivado nos cemitérios de Santa Isabel (Guamá), São Jorge (Marambaia), Soledade (Batista Campos), Tapanã (Tapanã) e Santa Isabel (Icoaraci). Até domingo, das 7 às 18 horas, vários grupamentos de 5 a 10 guardas vão dar plantão dentro desses cemitérios. Fora, a segurança será feita pelo motopatrulhamento, com homens do Rondac e do canil. Treze cães, 9 motocicletas e 6 viaturas fazem parte da infraestrutura.
 Texto: Ascom/GMB

GP de Atletismo deixa
legado de incentivo à
cidadania através do esporte
                Um dos destaques do Grande Prêmio Caixa Governo do Pará de Atletismo, em Belém, foi a participação das crianças e adolescentes do Pro Paz, programa do Governo do Estado que incentiva a cidadania, proteção de direitos e a cultura de paz junto às crianças e jovens paraenses. Eles foram convidados a carregar as bandeiras dos 25 países representados por atletas na competição, durante a cerimônia que marcou a abertura oficial do evento, neste domingo, 6, no Estádio Olímpico do Pará.
                Na ocasião, o secretário de Estado de Esporte e Lazer, Marcos Eiró, fez questão de ressaltar a importância do programa, que tem sido um grande parceiro da Seel na realização de ações de inclusão social e de incentivo ao esporte no Estado. “Esses meninos e meninas são o futuro do esporte no Pará, portanto é preciso cuidar dessa potencialidade desde já”, enfatizou, em seu pronunciamento de boas vindas ao público e aos atletas do GP Belém.
                No último sábado, 5, a valorização da cidadania através do esporte também já havia sido tema da conversa entre o titular da Seel e a atleta Maurren Maggi. Eiró convidou a campeã olímpica no salto em distância – que também faturou o ouro neste domingo em Belém -, a apoiar as ações do Pro Paz no Pará. Maurren Maggi aprovou a iniciativa e disse que esse condão social da prática esportiva é um de seus maiores estímulos nas competições.
                Um dos exemplos mais recentes dos bons resultados obtidos com a parceria Seel/Pro Paz foi visto durante o Campeonato Paraense de Futebol deste ano. Promovida pelo Governo do Pará, por meio do Programa Pro Paz, com apoio das Secretarias de Estado de Esporte e Lazer (Seel) e de Comunicação (Secom), e também da Fundação de Telecomunicações do Pará (Funtelpa), a Copa Pro Paz proporcionou a 160 meninos atendidos pelo programa a oportunidade de treinar nas categorias Sub 12 e Sub 15 dos três clubes mais tradicionais do Pará.
                A Copa surgiu da cláusula social que foi inclusa no contrato assinado entre as equipes e a Confederação Paraense de Futebol, entidade organizadora do Parazão. A ação envolveu alunos dos quatro polos do Pro Paz nos Bairros, que compreende os bairros do Guamá, Terra Firme e Mangueirão, e o município de Marituba, na Região Metropolitana de Belém. Ao final, um grupo de 33 garotos atendidos pelo Pro Paz foram selecionados para treinar nas categorias de base de Remo, Paysandu e Tuna.
Texto: Amanda Engelke-Secom
PM garante segurança
durante paralisação dos
rodoviários de Belém
                A Polícia Militar do Pará mobiliza nesta quarta-feira (9) um efetivo de quatro mil homens, com o objetivo de garantir a segurança da população no dia em que os rodoviários de Belém entraram em greve. A paralisação, que começou à meia-noite, a partir de quinta-feira (10) também englobará os trabalhadores de Ananindeua e Marituba, na Região Metropolitana, que optaram pela adesão ao movimento em assembleia nesta tarde.
                O efetivo da PM é formado por policiais dos Comandos de Policiamento da Capital (CPC), de Missões Especiais (CME) e de Policiamento Especializado (CPE). Segundo o coronel Hilton Benigno, comandante do Policiamento da Capital, até o início da noite, a PM havia sido acionada para duas situações, às quais foram enviadas viaturas da Ronda Tática Metropolitana (Rotam) e tropas a pé. Pela manhã, representantes da categoria se concentraram na Praça do Operário, no bairro de São Brás, antes de darem início a uma manifestação que seguiu pela avenida Almirante Barroso até o Entroncamento.
                No fim da tarde, novamente homens da Polícia Militar foram acionados, desta vez para resguardar a audiência de conciliação entre representantes do Sindicato dos Rodoviários de Belém, que exigiram o mínimo de aumento salarial de 10%, e do Sindicato das Empresas de Transportes de Passageiros de Belém (Setransbel), que garantiu apenas 6%. A negociação ocorreu na sede do Tribunal Regional do Trabalho (TRT) da 8ª Região.
                As partes não chegaram a um acordo e um princípio de tumulto precisou ser contornado pela polícia, com uma bomba de efeito moral. “Precisamos mobilizar a tropa de choque para o local, para dispersar o tumulto. Ninguém foi autuado”, informou Hilton Benigno. Em virtude da aglomeração, uma nova rodada de negociação entre os representantes dos rodoviários e das empresas precisou ser marcada para a manhã de quinta-feira (10). Enquanto isso, a greve está mantida.
                A segurança nos principais pontos de concentração de pessoas, assim como as rondas feitas pelas ruas da capital, está sendo colocada em prática normalmente pelo efetivo da PM. Os quatro mil homens, distribuídos em viaturas, motocicletas e pontos de guarda, são mobilizados diariamente e serão mantidos nesta quinta-feira.
Texto: Amanda Engelke-Secom

Postar um comentário

REVISTAS MEDIUNIDADE

JESUS: "Choro por todos os que conhecem o Evangelho, mas não o praticam...”

Ofuscado pela grandeza do momento, começou a chorar. Viu, porém, que Jesus chorava também... E, Eurípedes, falou – Senhor, por que ch...